Quantcast
PplWare Mobile

Converta os seus DVDs, com ajuda do GPU, para MP4 (H.264/HEVC) em menos de nada!

                                    
                                

Autor: Mário Sousa


  1. Hugo says:

    Há softwares que fazem isto e são FREE. Podiam ter indicado algo sem custos.

    • Vítor M. says:

      Já fizemos anteriormente, mas tinham limitações e ou actualidade não era a desejada. Este resolve o problema e está com promoções, fica muito mais em conta que anteriormente.

      • Ola says:

        Isso é publicidade?

        • Mário Sousa says:

          Publicidade? Então no PPLWARE todos os artigos são só publicidade, ou ainda não teve a oportunidade de reparar? Publicidade a:

          – reviews
          – unboxing
          – smartphones
          -software
          – tecnologia
          – gadgets

          É tudo publicidade, também conhecida por publicações, desde o primeiro artigo até ao último.

          Já escrevi muito sobre software gratuito e muitos leitores queixavam-se que não servia ou que eram incompletos ou mesmo softwares inseguros.

          Escreve-se sobre software comercial, é publicidade.

          Resumindo, o software e muito completo. Todas estas funções num só software é difícil de encontrar num software gratuito.

  2. umx says:

    Ripar DVDs? Em 2020?

    • Mário Sousa says:

      sim, cada vez mais! quem diz dvd, diz blu-ray!

      Há que ter em conta que os DVD físicos não duram para sempre. Ter uma cópia fiável em suporte digital convertido do original é uma garabtia de manter os nossos originais guardados.

      • Xnelox says:

        Nada dura para sempre, seja dvds, discos, etc. Já não me lembrava do “ripar” há anos, uma palavra que de certeza forma nostalgica. Mas atualmente basta escrever a música no spotify e está pronto para ouvir

    • Namek says:

      Artigo muito útil, excepto para quem já fazia isto à 20 anos atrás.

  3. Namek says:

    Confesso que gostei do artigo, muita pela nostalgia, das longas horas de rippanços e conversões!

    PPLWARE, agora já só falta um software mega potente para converter CDs para MP3, mas com auto-tag e separação de faixas 😛

    2020 a ser 2020…. Boas festas malta!

  4. Luis Henrique Silva says:

    Acho que nada deve ultrapassar o DVDFab isso sim, já experimentei alguns e para mim DVDfab é melhor….

  5. Redin says:

    Procuro dar melhor utilidade para o meu GPU.
    Cudominer.

  6. Rui says:

    Acabei há dias de rippar uns 400 dvd que andavam espalhados aqui por casa.
    Queria ter os filmes sempre disponíveis, ao toque de um botão (no Plex ou no Kodi), sem ter que andar a procurar em pilhas de caixas de plástico e num formato que, sem perda da já pouca qualidade (para os dias que correm) do dvd, me permitisse ter acesso a facilidades do dvd, como a troca entre idiomas e/ou legendas e sem conversão do sinal de audio (de DD ou DTS para estéreo).
    A opção recaiu sobre a conversão para MKV.
    Tinha este WinXDVD Ripper instalado, já de outros carnavais e, parvamente, aproveitei esta campanha e paguei 25 € para desbloquear todas as funcionalidades do programa… acabei a fazer a conversão de todos os dvd com o MakeMKV.
    Gratuito, muito mais simples e funcional.
    Então se forem discos já ripados (em ISO ou VOB) para o disco, converte um filme para MKV em 2 minutos.
    Não desfazendo, pode ser útil para quem queira converter para outros formatos, mas para MKV que era o que eu queria, não justifica, nem de perto nem de longe, a compra.

    • jca says:

      O MakeMKV não converte nada. Simplesmente pega no vídeo/áudio e o mete num container mkv.

    • Mário Sousa says:

      Rui, poderá existir alguma confusão de Carnaval. Certamente terá adquirido outro software que não o que aqui apresentamos pois dos nossos testes foi possível efetuar todo o tipo de conversão e afins.

      Quanto a colocar o MakeMKV ao lado do WinX DVD, bem, acho que está tudo dito…não conhece o WinX DVD nem de perto, muito menos a sua simplicidade e funcionalidade…

      Comparar uma ferramenta gratuita, que certamente terá a sua utilidade, mas que frequentemente apresenta erros atrás de erros com uma ferramenta comercial que tudo isso e muito mais então não sei que mais se poderá acrescentar à discussão.

      Feliz Natal!

      • Rui says:

        Mario Sousa, compreendo que como autor do artigo, queira defender a sua “dama” mas, infelizmente, a sua resposta labora em cima de vários erros.
        Desde logo, parte do pressuposto que o leitor é néscio.
        Não, não me enganei no software. Tenho instalada a versão 8.20.5 do WinX DVD Ripper Platinum, de 01/12/2020, cuja licença adquiri em 28/11/2020, não por 25 € como indiquei, mas sim por 31,92 € (não tinha contado com o IVA).
        De seguida, faz uma leitura desatenta do comentário do leitor.
        Deixei bem claro que pretendia converter para MKV. Ora, se souber como é que posso fazer isto com o WinX DVD Ripper para Windows (para Mac não conta, pelo menos para mim!), desde já lhe agradeço que me passe tal ensinamento. Sempre seria uma forma de aproveitar o dinheiro que gastei.
        Mais, mesmo que seja para converter para Mpeg2, se o conseguir fazer selecionando, apenas, as faixas de áudio e as legendas que pretende, sem ter que levar com as dobragens em russo, estónio, catalão e afins ou com as legendas todas presentes no DVD original, também lhe fico grato.
        Note que a ideia é passar uma coleção de DVD para um disco rígido, mantendo as funcionalidades e qualidade original do DVD, mas limitando de alguma forma o tamanho do ficheiro de destino, porque os recursos (espaço em disco) não são ilimitados.
        Outro lapso: deixa-se ir atrás do meu próprio erro – quando referi que o MakeMKV era gratuito – para fazer uma afirmação que muito contraria o espírito do próprio PPLWARE, defendido em muitos outros artigos.
        Afirmar que uma aplicação é inferior a outra, apenas porque é gratuita, parece-me muito redutor.
        Porém, quem denota desconhecer uma das aplicações em compita, parece ser o Mário Sousa… é que o MakeMKV é tão “gratuito” como o WinX DVD Ripper! Tem disponível uma versão “Trial” por 30 dias mas, findo este período, é paga. Exatamente como o WinX.
        Ainda, não sei a que “erros atrás de erros” se refere mas, pela minha experiência, trata-se de mais um afirmação gratuita (deve ser para manter o espírito da coisa). Como disse, acabei de ripar uma coleção de 400 DVD e, contrariamente ao que refere, não tive qualquer erro no decurso do trabalho a não ser, naturalmente, os que decorrem de DVD danificados que, nem o WinX nem nenhum dos outros programas que tenho instalados conseguiu resolver.
        Não queria acabar sem deixar uma nota.
        Sou leitor diário do PPLWARE há mais de uma década. No entanto, muito raramente comento as notícias, antes de mais por que não me considero uma sumidade, no que à tecnologia diz respeito, cuja “voz mereça ser ouvida” a todo o tempo mas, sobretudo, por causa deste sentimento de “caça às bruxas” que se vive em tudo o que é exposição pública.
        Qualquer comentário, qualquer escrito, é alvo de um processo negativo de análise e este caso é mais um exemplo.
        Um simples “post” a dizer que existem outras alternativas, que nem sequer serviu para desfazer na solução proposta – aliás, terminei a dizer que o WinX pode ser útil noutros registos que não aquele que eu pretendia – apenas mereceu respostas negativas, ainda por cima, a meu ver, ambas mal fundamentadas.
        A uns, parece que nada mais importa do que “desfazer”. Rasgar de ponta a eito o que por outros é dito ou escrito, apenas, porque sim, já outros parecem estar imbuídos de uns quaisquer tiques de despotismo que os leva a tentar silenciar quaisquer vozes dissonantes.
        Maus caros, desejo-vos um ótimo Ano Novo e uma longa e próspera vida.
        Fui!

        • Mário Sousa says:

          Estimado Rui,

          Tenho um ato de contrição a apresentar: mea culpa.

          Confesso que achei estranho o seu comentário. É óbvio que defendo um software que testei, WinxDVD, em prol de outro que usei em tempos e abandonei sem ter ido consultar de novo, o MakeMKV, e falhei na minha abordagem ao seu comentário.

          Lamento desde já se considerou que não foi correta a minha resposta, mas como disse, e bem, a exposição pública tende a que cada vez mais a nossa primeira abordagem seja de defesa e não outra coisa, ainda para mais quando em muitos casos os comentários são desprovidos de qualquer fundamento ou sentido. De todo é o seu caso.

          Efetivamente, o WinXDVD permite a conversão para os mais variados formatos como AVI (DivX/Xvid), MP4, H.264, HEVC, MPEG, WMV, AVC, TS/MTS/M2TS e para MAC os formatos MOV, M4V e FLV o que não deveria ser um problema no seu caso.

          A função que questiona está explicita no screenshot que aqui deixo:

          https://www.winxdvd.com/dvd-ripper-platinum/img/interface.jpg

          Para terminar, talvez por lapso ou distração, acontece, o Rui não terá reparado que o WinX tem clausula de devolução do dinheiro e que pode sempre pedir um refund uma vez que, e cito, “30-day money back guarantee”. Pelas suas datas, hoje será o seu último dia para fazer se assim o pretende.

          Aproveito para devolver os votos de Boas Entradas e, como dizem os vulcanianos, Live long and prosper.

  7. falcaobranco says:

    Posso aproveitar para perguntar o melhor para melhorar a imagem de um ficheiro mp4 mas que foi gravado a 320p?

    Ou seja queria passar de 320p para 720p…

    Obrigado!

    • RM says:

      Não há qualquer vantagem em fazer isso. Qualquer player preenche a tela daquilo que se quer ver.
      Podes tentar com o HandBrake ou o ripbot264.

      • falcaobranco says:

        Estou a falar da qualidade de imagem… não do ficheiro… nao quero passar de mp4 para .avi… quero é melhorar a imagem ou imagem a 320p é boa? Não…

        Mas obrigado pela partilha…vou tentar…

    • PTO says:

      Não consegues nada com isso a não ser uma pior imagem, uma vez que vais tornar mais visíveis as limitações dos 320p.
      O que foi originalmente gravado a 320p vai ser 320p para sempre.

  8. Mfilip says:

    Mas qual o sentido disto, passar DVD com resolução daquelas, prai 480p para digital? Para isso tentam arranjar,ripar,comprar já em 720 ou 1080 p. Se for de Blu Ray ainda entendo agora assim, e eu também tenho uma coleção enorme de DVD originais mas não me servi desses para fazer backup digital…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.