Quantcast
PplWare Mobile

Clementine 1.1.0 – Player de música multi-plataforma

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Mário Sousa


    • Rui B says:

      Ouvir musica com o VLC?

      Podes sempre experimentar o que é, provavelmente, o melhor player do mundo, o foobar2000.

      • lmx says:

        o foobar de facto é uma peça unica de software, mas apenas funciona sem emulação em windows…
        Em linux ou noutros terás que emular via wine…
        Mesmo via wine funciona muito bem e tem um load muito baixo de cu.
        Não gosto muito do rumo que o projecto esta a levar, com a introdução do foobar2000, perdeu-se a assencia do “less is more”!!

        Eu gosto muito do audacious, e do clementine, são os meus favoritos para musica e streaming.

        O VLC é muito bom de facto, uma peça de software fantastica que permite quase milagres desde satelites,streaming, video, filmes…etc
        No entanto para musica não o acho tão “normal” como clementine ou audacious.

        cmps

    • eu says:

      e o aimp? experimenta cumpts

  1. cartoon says:

    Continuo a preferir o vinyl player
    http://vinylsoft.com/

  2. escrifonife1 says:

    Muito bom, eu já o utilizo a um bom tempo no Linux e Windows.
    Recomendo.

  3. Ricardo Martins says:

    O Clementine é muito mais que inspirado no Amarok, é descendente dele. Na transição para o KDE 4, o antigo Amarok que muitos adoravam passou a chamar-se Clementine, ficando o nome Amarok para a versão mais “evoluida”.

  4. Emanuel Lopes says:

    o amarok também é muito fixe

  5. cf says:

    Uso à cerca de 6meses, e acho que ainda tem muito por onde crescer, tem algumas falhas na gestão de memória, entre outros promenores técnicos que deveram ser resolvidos durante o seu crescimento.. No entanto, funciona prefeitamente bem..

    • lmx says:

      tem um load de processador superior ao audacious(16% na minha maquina…um abuso comparado com o foobar por exemplo, mais elevado que o audacious, mas não deve ser superior a nenhum outro)…não gosto muito do clementine por isso…

      depois compensa-me com as opções de streaming… e pelo facto da google estar a investir nele, é um descendente do amarok antigo…mas acho que poderiam fazer um melhor trabalho no core da aplicação de forma a reduzir o load do processador…

      cmps

      • @lmx says:

        boas…
        posteriomente voltei a analisar e com algumas alterações ja consegui baixar o load do clementine para valores muito proximos aos do audacious(mas nunca aos do foobar) ~ 7% …isto se a aplicação estiver minimizada, pois se estiver maximizada…uma quantidade de threads enunda o proc e la vai a coisa para os cerca de 17-20%…é impressionante…para quê tanta thread????
        nem estou a correr nenhum efeito grafico, nem mesmo o analizador espectral quem vem no fundo…

        bom…foi so para corrigir o meu post anterior e dizer que era possivel baixar o load do clementine para valores mais aceitaveis(~ 7%), mas apenas acontecem em determinadas condições..

        cmps

  6. Benjamim says:

    Nada que ultrapasse o Spotify!!! O melhor programa alguma vez inventado à face da terra! 🙂

    • lmx says:

      mas isso só faz streaming não é??
      aqui falamos de algo que faz um montão de coisas…incluindo streaming.

      cmps

    • Benjamim says:

      Não. Faz muito mais do que streaming. Ah, e já para não falar que tem das maiores bibliotecas de música alguma vez existente . Dá também para adicionar uma biblioteca local. É um programa de louvar. Experimentem.

  7. Só tenho algo a apontar, ser em interface KDE ..

    • Alucard says:

      A interface é Qt sim, o toolkit do KDE. Mas já tive instalado em GNOME e “casa” muito bem com o ambiente gráfico na minha opinião. Aplicações GTK (GNOME) em KDE é que normalmente a história é bem diferente. Já para não falar que funciona em Windows.
      Gosto muito deste player.

  8. Raclima23 says:

    todos as alternativas ao itunes que experimentei sempre trocavam a ordem das listas musicais que criava e isso dava-me uma certa raiva de modo que decidi ficar com o itunes mesmo sendo um programa pesado e se ouvesse itunes portable era ideal eheheheh

  9. anderson says:

    Eu gostava do Clementine como opção ao Amarok que nunca funcionou no meu até então Ubuntu 10.04… depois o Clementine começou também com vários bugs irritantes; tanto no Ubuntu 10.04 quanto no Xubuntu 12.04… voltei pro Audacious daonde nunca deveria ter saido! =]

    • @lmx says:

      boas..
      são dois media players diferents…mas para albuns de musica concordo que em linux não conheço nada com a mesma simplicidade e com um load de proc tão baixo como audacious ~5%, no entanto o foobar do windows a correr em wine …. cerca de 0~2% de cpu…uma vergonha para os media players em linux…apesar do foobar ser um caso a parte!!

      cmps

  10. EacHTimE says:

    A licença é open source em vez de freeware certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.