Quantcast
PplWare Mobile

Uso de smartphones pode causar hérnia do disco cervical

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Marisa Pinto


  1. DoContra says:

    Oh caraças!!! E as tabletes? 😛

  2. josé maria says:

    falta dizer no artigo qual e a capacidade do disco cervical 😛

  3. Alberto says:

    Exactamente a questão do Tablet…

    Eu tinha o hábito de estar deitado à noite na cama com o tablet. Com a cabeça na almofada e o tablet em cima do peito, ali com a cabeça curvada com o queixo curvado, comecei ao fim de uns tempos com dores na nuca, e notava alguns desequilíbrios durante o dia.

    Resultado… médico!

    O que descobri, má posição na coluna durante o trabalho, e claro foquei a questão do tablet.

    Corrigi estes problemas felizmente com exercício físico diário focado para as costas, etc.. e acabou-se o tablet à noite, ou pelo menos naquela posição preguiçosa 🙂

  4. Valente says:

    São precisos mais artigos deste género.
    E quanto á visão? A andarmos sempre a ler aquelas letras pequeninas… é o meu maior problema.

  5. macosta says:

    Por estas e por outras é que eu ainda não abandonei o meu Nokia 3410!

  6. Manuel Miranda says:

    Meus amigos, não se deixem enganar….este artigo foi encomendado pela Google Glass

  7. Claudio Oliveira says:

    Eu já estou todo empenado, por isso é na boa.

  8. Tavares says:

    Na Coreia talvez esse problema esteja relacionado com os smartphones…mas em Portugal(se o problema existir)eu colocaria outra causa para esses problemas cervicais,principalmente nos MUITO jovens.Não sei se já alguma instituição estudou os efeitos na coluna do peso das mochilas que maioria das crianças transporta todos os dias,durante o período escolar,no percurso casa/escola/casa.Isso porque nem todas têm a sorte de os Pais as poderem levar e ir buscar de automóvel.Muitas fazem o percurso a pé,e o peso(brutal!) do material na coluna de crianças com o corpo ainda em formação não deve ser muito saudável.E neste momento de crise económica quantas até tiveram de abdicar de transporte público para se deslocarem…

    • NT says:

      Ora nem mais!!!

      E já agora mesmo para os mais graúdos existir formação e inspecção aos locais de trabalho pois tenho visto o pessoal a pegar em pesos da maneira ‘tradicional’ dobrar as costas em vez das pernas e de quando em vez lá se estão a queixar das costas. Outra coisa é passar os dias de pé (numa loja) faz bem dar umas caminhadas mas estar várias horas de pé acabamos sempre por nos pormos numa postura incorrecta o que mais uma vez nos afecta as costas…

    • Ru1Sous4 says:

      A existência de dores na coluna vertebral devido ao peso “absurdo” das pastas tem como principal ategimento o nível lombar e não o cervical.

  9. Benchmark do iPhone 5 says:

    Acho que a imagem é da hérnia lombar, a mais frequente. Quanto à hérnia discal cervical:

    “O pescoço (coluna cervical) é o segundo ponto de maior incidência das hérnias discais. Os sintomas costumam afectar apenas um braço. Quando se produz uma hérnia de um disco cervical, a pessoa costuma sentir dores que muitas vezes se localizam na omoplata e na axila ou na saliência do trapézio e no limite do ombro, irradiando pelo braço para um ou dois dedos. Os músculos do braço podem debilitar-se; com menos frequência, o movimento dos dedos é afectado.”

    O que sei disto não é muito. Uma vez doía-me a coluna na zona do desenho. Fui ao médico que me disse que as hérnias são fase mais avançada (pior) mas que pode haver outras não tão graves mas dolorosas. Eu não tinha hérnia mas deu-me as injeções que, pelo que tenho notado, são dadas a toda a gente com dores na coluna (uma amarela, outra azul, Remus e Voltaren, ou nomes parecidos). Não me tirou dores nenhumas (passei a ter também as das injeções). É que se tenta usar os músculos para manter a coluna direita e às tantas dói tudo. Passou com um “endireita” (osteopata) e massagens. Fiquei com a ideia que as injeções não resolvem, apenas servem para aliviar as dores em crises agudas.

    • Ru1Sous4 says:

      *Relmus

      O Relmus (relaxante muscular) em conjunto com o Voltaren (anti-inflamatório, analgésico) tem realmente como objectivo ajudar com as dores numa fase aguda.

      Estar a comprar um osteopata a um endireita… -_-”

    • Benchmark do iPhone 5 says:

      Bom, a imagem do post mudou da zona da cintura (hérnia lombar) para o pescoço (hérnia cervical) 🙂

      P.S. Que o homem é osteopata é, e “osteo” deu origem a osso. Não sei se “endireita” tem um significado depreciativo, nunca lhe atribuí, foi sempre o nome que ouvi dar aos que encaixavam os ossos no sítio. Mas pronto, provavelmente devia ter escrito “endireita” osteopata em vez de “endireita” (osteopata), que pode dar a ideia que todos os “endireitas” são esteopatas, quando para se ser esteopata é preciso formação.

  10. NUNO says:

    pessoal, é parar de respirar, acho que saiu um estudo que diz que mata…
    Oh enfim…Nao logo nada a isto…

  11. Carlos says:

    Ah é? Então nos tempos em que só se liam livros e a posição da cabeça era e é semelhante á do uso do smartphone, porque é que nao apareciam tantas hérnias discais???
    Enfim, mais uma nao noticia ou melhor uma noticia para vender jornais.

  12. Mateus says:

    É a posição do pescoço conta muito pra nossa coluna e se tiver más posições com o pescoço isso terá problemas tanto agora como no futuro um site que recomendo que me ajudo muito foi um sobre Hérnia Cervical htto://kenkotop.com.br/-hernia-de-disco

  13. Job says:

    Pior que o telemóvel me dar hernias é a porcaria do meu trabalho que me dá cabo do corpo todo… e ninguém reclama.

    Será que tenho direito a ir pra casa receber um subsidio por andar obrigatóriamente 50 anos com má postura no trabalho? Em pé mais de 8 horas diárias quase sem me poder mexer? Nem um banco se pode ter porque parece má postura no trabalho?

    Isso é que era um artigo de valor… meter cá fora a forma como os trabalhadores dão cabo da vida e criam problemas para toda a vida porque têm de trabalhar com ou sem condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.