PplWare Mobile

Portugueses não estão a comprar tantos smartphones! Que se passa?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. nniarnvy says:

    Não há dinheiro para os preços absurdos dos telemóveis. Eu falo por mim. Já me deixei de comprar o último modelo.

  2. Reforma says:

    Mas que espanto!
    Os smartphones ficaram cada vez melhores, até é crime pô-los de parte.

  3. Jota says:

    Simples, estão caríssimos!

  4. Hugo says:

    Passam-se prioridades…

  5. Jota says:

    …e porque têm dimensões descomunais!

  6. Xtremis says:

    Nem uma palavrinha sobre o aumento dos preços dos topos de gama? Há uns anos, 500 ou 600 euros davam para o melhor Samsung, ou iPhone, hoje em dia já mal chega para um mid range.

  7. Naodouonome says:

    Porque não há novidades nenhumas nos telemóveis novos, são iguais ao do ano passado, só altera CPU e talvez a câmera.
    Excepto nos telemóveis dobráveis.

    • João says:

      Comprei um iPhone 12pro há 2 anos (?) e só encontro uma razão para o trocar : querer algo novo . De resto considero que um topo de gama vale a pena se quisermos prolongar o tempo de utilização (que é o meu caso). Deixei por isso de comprar telefones de 300 euros porque percebi que ao fim de 1 ou 2 anos já começavam a pedir a troca por perda de performance . Eu sou um dos que não vão trocar de telefone tão cedo …

  8. Raven says:

    All the above! Para além do facto de terem suporte por mais tempo, o que os torna mais duradouros…

  9. Mike says:

    Porque nunca tiveram tão caros…hoje em dia um smartphone acima de 1000€ é algo “normal”.

  10. Ru says:

    934/2.5=373.6€ em média cada telemóvel. A mim parece um absurdo, para um país com ordenados baixos e custo de vida a aumentar.
    Também concordo com o comentário das dimensões.

  11. Filipe says:

    No meu ponto de vista, nao tem havido grandes inovações. A capacidade das baterias continua a ser “bottleneck”. Possuo o Samsung S9+, e só equaciono talvez mudar este ano, se o Samsung Flip (que considero uma inovação), que será lançado no final de Julho/Agosto me surpreender (nao ter o vinco a meio do ecrã, por exemplo). Caso assim nao seja, ainda nao será este ano que mudo.

    • Naodouonome says:

      Eu tenho o flip,4 e a dobra não se nota assim tanto quanto parece. O único inconveniente são as câmeras que são claramente inferiores ao S10 e a autonomia, devido a dobrar a bateria é mais pequena e dividida em 2

  12. B@rão Vermelho says:

    Será que os tugas começaram a ganhar juízo e estão a perder a vaidade?
    Trocar tlf todos os anos é quase criminoso, hoje em dias os tlf aguentam bem 4 a 5 anos na boa

    • Joao Ptt says:

      Mas a menos que tenha um Fairphone, ou ande a brincar com firmware ao fim de poucos meses ou 1 a 3 anos (depende da marca e modelo) acabam-se as actualizações de segurança, estabilidade e por aí em diante.
      Mas o que faz a malta mudar normalmente é a bateria, problemas no ecrã, ou a famosa “lentidão”.

  13. SergioA says:

    No meu caso troco de telemovel de ultima geracao em media a cada 5 anos.
    Tive o Oneplus 6 (com uma troca de bateria) desde 2018 e esperei agora pelo S23 ultra com 512GB (principalmente pela camara e armazenamento). Provavel que aguente uns 7 anos. A ver.
    Melhor que andar a trocar em cada 2 anos por equipamentos que em fotografia, armazenamento e performance se perde num instante.
    Gosto de equipamentos que durem.

  14. Carlos says:

    O meu s9+ já dura desde abril 2019, e que assim continue pelo menos mais 2 anos 🙂 Meti cartão de memória de 256gb, roda bem tudo sem parar

  15. Maike says:

    No meu caso, o meu “Xiaomi k20 PRO” (= mi 9t Pro) feito em 2019 custava 400€, atualizações oficiais durou apenas 2 anos, um “mi 9”, mais velho do que o meu, teve mais tempo de atualizações oficiais, o que me deixou desiludido. Ainda estou com o mesmo telemóvel com uma versão de um telemóvel mais recente por causa das atualizações de segurança e, pelos vistos, está tudo a funcionar como se tivesse um telemóvel mais recente. Quem usa rom personalizadas, tem que agradecer aos developers que tem mantido os telemóveis “antigos” a funcionar e atualizadas.

    • Vitor Afonso says:

      @Maike Eu tenho o irmão do teu pro (o K20 normal). Um dos principais “problemas” que noto nas custom roms é a luminosidade da câmera frontal quando faço uma video chamada ou foto. Por exemplo se estiver sol a imagem fica muito escura. Já tentei com várias mas o problema continua. Por causa disto acabo sempre por voltar à stock rom

      • Maike says:

        Desculpa a demora a responder. Se calhar estava a usar a apk da google, se ele quiser, pesquisa no telegram o grupo “MIUI ORI”, já tem uma versão e está para sair uma nova versão com vários correções de bugs, ainda estou nessa rom, já saiu uma versão que ainda não instalei e amanhã vão lançar uma versão com vários correções de bugs (incluindo safetynet), mas para a versão CN, depois vão fazer para EU (A mesma que estou a usar). É uma rom vindo do K40 e preparado para K20, está tudo a funcionar incluindo o offline charge que as outras ROM tem esse bugs. Experimentei a camera frontal e a luminosidade parece-me normal. É a única ROM mais estável que conheço depois da Xiaomi.eu.
        Antes usava vários como LineageOS, Pixel, entre outros, são fixes mas havia muitos bugs que acabei por não instalar mais esses ROMs.

  16. Luis Henrique Silva says:

    Olha que espanto……ao preço que muitos estão, muita gente cada vez mais deixa estar com o que tem até dar o berro ou juntar os trocos suficientes para um.
    Eu por exemplo bem que gostava de ter o S23 ultra, mas custa pelo menos 2x o salário minimo…..

  17. KeyboardWarrior says:

    Tenho um samsung de 2016, não sei o modelo porque não me dei ao trabalho de ir ver. O meu anterior smartphone de 150 euros deu o berro, e tive de me desenrascar com este “temporariamente”…. O aparelho é lento e às vezes muito mas muito irritante, mas continua a fazer e a receber chamadas/sms, e ir à net. É tudo uma questão de prioridades.

  18. Windows says:

    Bem é perfeitamente normal, os smartphones melhoraram imenso face aos primeiros anos, sobretudo no suporte, como é evidente, chegou-se a um ponto a que a evolução de um modelo para o outro é irrisória, o mercado está saturado, dado aos valores praticados o pessoal hoje já tem outras prioridades, o smartphone que trocavam todos anos, agora aguentam mais uns anos até justificar, pois o investimento já está a sair muito caro.

    Eu por exemplo o smartphone é algo secundário, logo só troco quando o atual já não cumpre ou avariou sem qualquer opção de recuperação, mas, temos pessoal, que tem de ter sempre o ultimo grito e o modelo de topo, e no final é só para se mostrar nem faz uso das melhorias…

    Para as esmagadora maioria, chega bem um modelo que tenha uma boa camera, espaço interno, ir há net e redes sociais e uma ou outra aplicação e pronto, não precisam de andar com iphones ou samsung’s gama S a mais de 1000€…

  19. Realista says:

    O problema é deixar de receber atualizações de segurança.
    Tinha um Samsung S7 que partiu durante a pandemia de 2020 e a substituição do ecrã frontal+bateria ficava-me tão caro quanto comprar um novo. Lá comprei um LG que mantenho até agora e sem problemas de bateria.

    O problema é que após 3 atualizações de sistema operativo e falência da LG deixei de receber updates de segurança desde 07/2022.

    • David Guerreiro says:

      A LG não faliu, saiu do mercado móvel. Verifica se não há custom ROMs tipo Lineage, passas a ter updates de segurança mensais.

  20. Nuno says:

    Eu ainda tenho o meu Nokia N70 para o dia a dia e a bateria ainda dura bastante.

  21. V.T. says:

    A Samsung com quase metade do mercado português? Sabia que era a marca que mais vendia, mas nunca pensei que fosse com uma margem tão grande!

    • David Guerreiro says:

      A Samsung vende smartphones desde 100€, e consegue agradar a gregos e a troianos. A Huawei vendia bastante, mas sem serviços Google ninguém quer. E a Samsung tem renome, toda a gente conhece.

  22. Manuel Vasconcelos says:

    a culpa é da Bentley

  23. Rui says:

    Nada melhor que o iphone. hoje fui levantar o 14 para oferecer de prenda de anos. Uma excelente máquina.

  24. David Guerreiro says:

    Eu tenho um OnePlus 6T com LOS, e estou com Android 13 e patches de segurança mensais. Mas gostaria de o despachar visto que já é de 2018. O problema é que os smartphones são cada vez mais pesados. Agora é a mania das 200gr ou até mais, eu já acho o meu pesado e são 185gr. O S22 seria o ideal para mim, mas estou muito de pé atrás por causa da bateria.

  25. 0º0 says:

    Cada vez comprasse menos porque os créditos estão mais altos.
    Sim, o povinho compra smartphones a credito.

  26. Antonio Ferreira says:

    Eu tenho neste momento um iphone 12 que comprei em 2021 e que substituiu um iphone 6+ após 6 anos de utilização. Quando o 12 deixar de ter atualizações, logo se vê, mas tão depressa não faço intenção alguma de comprar um novo.

  27. Lecas says:

    Eu acho que o povo português tem os melhores salários da Europa e arredores. Logo não percebo PQ não compram mais smartphones!!!

  28. SMGor says:

    Entre comprar smartphones ou pôr comida na mesa, vai ser sempre por comida na mesa.

    • Hugo says:

      Nem sempre. Não falta por aí muito boa gente montados em carros acima da media, telemóvel topo de gama, tudo a crédito claro, e comidinha na mesa depois logo se ve…

  29. WhiskasSaquetas says:

    O meu Huawei Mate 30 PRO está top desde Fevereiro de 2020. Bateria original e com o ecrã partido em dois cantos e até ver vai continuar assim até parar de funcionar pois o ecrã custa “apenas” 372€.
    Super fluido, sem lentidão, abro 20 aplicações seguidas (abro, minimizo) e é instantâneo, tem carregamento de 45W coisa que ainda hoje os Samsung usam e este já usa desde 2020.
    Huawei sem sombra de dúvida a melhor marca de telefones capada pelos EUA para não ultrapassar a Apple…..
    Qualidade irrepreensível tanto ao nível de materiais como de software.

    • Marko says:

      Concordo a 100%… Já tive de tudo no mundo android e sem sombra de dúvidas a Huawei é a melhor de todas a léguas… Por cá P30 Pro New Edition novo, desde Setembro de 2020 tudo a bombar a 100% bateria dura dia, dia e meio (para o meu uso claro, pois depende do uso de cada um), carregamento a 40W, 15W wireless e vai continuar mais uns bons anos, assim o permita, ainda hoje para trocar por melhor teria de ir para topos de gama premium para compensar, portanto mesmo custando 799€ na altura valeu cada cêntimo!
      Uma pena o que fizeram a Huawei com a desculpa política, enfim…

  30. jack says:

    934 ME- Aposto que a maioria é em prestações worten, e mal têm grana para comer, e para beber um simples café cravam. Pobrecitos

    • Lecas says:

      ???
      És burro?
      Que culpa tem as pessoas de ser pobres?

      • Caicle says:

        Nao se esforcam, qualquer licenciado em lisboa ganha mais de 3000 euros. Agora se nao estudam aguentem se com os miseros 1200 ou 1500 que mal dao para comer fora

        • Hugo says:

          Pelos vistos teu problema é saberes orientares-te meu menino lol ganda cromo

        • Pedro says:

          Quando eu era criança, era parecido contigo…
          Dizia muitas não verdades e falava muito do que queria ter e não tinha…

        • barta says:

          Essa do licenciado e dos 3000 euros foi mesmo bem metida. Até porque deve haver gente a acreditar nisso, no entanto saem das faculdades e continuam a não saber o que fazem. Hoje em dia para, nas áreas tecnológicas, não precisas de ser licenciado, as empresas de ponta contratam pelas competências e não pelos canudos. O importante não é o papel que tens mas sim o que sabes fazer e que contributo dás. Há não licenciados a ganhar o dobro dos licenciados. Isto é facto e fácil de constatar. Além do mais, é melhor 2000€ no norte do que 3000€ em lisboa, qualidade de vida falta em lisboa e não no norte.

        • Marko says:

          Era bom que fosse 1.200€ ou 1.500€ isso ganham os licenciados, os doutorados é que ganham 3.000€…
          O comum trabalhador ganha o ordenado mínimo que tá em 700 e qualquer coisa, e esse ordenado sim mal dá para os gastos quanto mais para os luxos!

  31. compro essa também says:

    Parece que ainda não vivem nos telemóveis e nem comem telemóveis mas um dia talvez quem sabe … até casem com o telemóvel.

  32. Luna says:

    Também há quem prefira comprar do estrangeiro. Recentemente encomendei um recondicionado do Japão, mesmo com taxas a pagar continuou a sair mais barato e seguro que as opções que estava a encontrar dentro da Europa. A única perda é na garantia infelizmente, tem menos e se tiver que o enviar para trás levaria imenso tempo a ter o problema resolvido.

  33. barta says:

    Essa do licenciado e dos 3000 euros foi mesmo bem metida. Até porque deve haver gente a acreditar nisso, no entanto saem das faculdades e continuam a não saber o que fazem. Hoje em dia para, nas áreas tecnológicas, não precisas de ser licenciado, as empresas de ponta contratam pelas competências e não pelos canudos. O importante não é o papel que tens mas sim o que sabes fazer e que contributo dás. Há não licenciados a ganhar o dobro dos licenciados. Isto é facto e fácil de constatar. Além do mais, é melhor 2000€ no norte do que 3000€ em lisboa, qualidade de vida falta em lisboa e não no norte.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.