PplWare Mobile

Geocaching: À procura de pequenos tesouros

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Carlos Gabriel Lopes says:

    Tenho que começar a investigar as caches aqui na Guarda…

  2. Catarina Mendonça says:

    O c:geo também permite o registo de trackables.
    E a sua maior vantagem é o acesso a todo o tipo de cache enquanto que a app oficial (free) só disponibiliza as caches de grau de dificuldade mais baixo.

  3. Sergio J says:

    Uma das grandes mais valias do geocatching é descobrir os cantos e recantos do nosso canto.

    Deixei de fazer há uns dois anos, mas ainda hoje disse a um amigo que já tinha saudades.

    • Marco Pinheiro says:

      Same here. Tantos DNFs de quilómetros que custaram, mas agora, passados perto de dois anos também, já fica a saudade, especialmente depois de ter trocado pelo Ingress e ter acabado por o deixar (o ingress) por ter perdido a piada e pelo hype do pokemon go!
      Agora falando de geocaching, estes posts so teem um problema, que só quem já conhece o geocaching sabe: vandalismo. Nem todos percebem (ou querem perceber a piada do jogo), como acontece em tudo, infelizmente.

  4. Filipe Gonçalves Paixão says:

    Excelente artigo este,
    Aó tenho a dizer o seguinte possuo a aplicação oficial no IOS (Iphone) e acho uma treta porque não da para fazer quase cache nenhuma com ela na versão FREE antigamente ainda se podia comprar por cerca de 10€ e a aplicação ficava com todas as funcionalidades agora para usar full tenho de ser membro premium e pagar anualmente valores um bocado puxados.

    Neste caso Ganha o Andriod pois tem uma aplicação completa como o C:geo e FREE

    Cumps

    • João Oliveira says:

      A aplicação original deles é mesmo uma treta, só compensa para premium! Subscrevi durante um mês, é abismal a diferença no numero de caches!

  5. Pedro says:

    Faço Geocaching alguns anos, e fiquei a conhecer locais espetaculares que dificilmente iria conseguir sem o Geocaching… Quem ainda não experimentou aconselho vivamente, é muito giro!

  6. J_C says:

    Excelente artigo.
    Fica aqui o convite para participarem gratuitamente no maior evento de geocaching em Portugal. Decorrerá em Agosto na cidade de Braga.
    https://www.geocaching.com/geocache/GC60WBP_love-love-braga
    toda a informação sobre o Mega Evento entitulado love love…Braga aqui: http://www.100espinhos.pt

  7. J_C says:

    Excelente artigo…!
    Deixo aqui o convite para os interessados em conhecer melhor o jogo, a participarem gratuitamente no mega evento de geocaching que decorrera na cidade Braga em Agosto entitulado Love Love…Braga.
    Eventos/megas eventos/giga eventos são momentos de partilha e convívio dos aficionados deste jogo de todo o mundo.
    https://www.geocaching.com/geocache/GC60WBP_love-love-braga
    mais informações http://www.100espinhos.pt

  8. Jorge Conceição says:

    “…As caches são normalmente colocadas em locais de interesse cultural, histórico ou natural, o que permite ao geocacher conhecer sítios espectaculares…”
    Pois… ao princípio era assim. Só quem possuía um GPS é que podia dedicar-se a este passatempo e as caches eram poucas e, na sua grande maioria, estavam em sítios que valia a pena visitar. Hoje, como toda a gente tem GPS no smartphone – ainda bem, é o progresso – as caches aumentaram exponencialmente e, muitas, mas mesmo muitas, não justificam a visita.
    Esta realidade talvez interesse aqueles cuja finalidade é bater recordes de números de caches encontradas mas, para quem quer ter o prazer duma caminhada, dum passeio que valha a pena, tem de ser selectivo na sua escolha. O que até nem é difícil no site do Geocaching.

  9. Power says:

    Lembro-me de andar nisto a uns anos atras com telemoveis que pronto deixavam um pouco a desejar em temros de performance/GPS por isso era muito dificil de encontrar, acredito que agora com ecras de 5.5′ internet de 1 gb etc deva ser mais facil.

  10. Vitor says:

    Pessoal para ios tem a app Cachebot, permite sincronizar com a conta do Geocaching e acedemos a todas as caches e não somente a um numero limitado. Contudo não permite não permite trackables na versão free.

  11. Luis says:

    Já valeu a pena. Quem “jogava”, jogava a sério. As caches valiam a pena. Agora? É preciso escolher muito bem pois mais de metade das caches não valem nada nem têm interesse. Ah e ainda há a concorrência entre quem as coloca….Enfim. Perdeu o interesse, para mim claro!
    Quanto às App, a original da Groundspeak, é estupidamente cara.

    • Carlos says:

      É claro que concordo que hoje em dia 80% das caches que saem não têm qq interesse… para haver interesse, só há que saber escolher… lá está, basta ser selectivo e o jogo continuará a ser o que sempre foi 😉

    • Rui Pinto says:

      Verdade. Hoje em dia a luta por “mais geocaches colocadas” tornou as coisas um pouco estúpidas. Já não há paciência para tanto frasco de iogurte colocado nos sítios mais parvos, só porque sim. É pena.

  12. UserAnonimo says:

    C:geo e muito melhor, visto que podemos fazer o download das caches, enquanto que a app oficial nao permite isso

  13. Francisco lagos says:

    O maior mal do geocaching é a criação de caches que por vezes muito bem criadas e que depois São abandonadas sem efetuarem a sua manutenção virão lixo o que causa verdadeira decepção a quem as vezita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.