PplWare Mobile

Alerta: Apps para Android acedem a dados mesmo sem permissão


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Antonio Ferreira says:

    é um SO tão personalizavel, que ate as APPS conseguem personalizar o acesso a info confidencial.
    clap, clap

  2. Bruh says:

    Ética, para a maior parte das pessoas na área da informática, é algo com um significado demasiado complicado de perceber… Logo, passam à frente. lol

  3. Pedro Fernandes says:

    Sério, só por causa disso já não vou usar mais o telem. 😛

  4. ZarkBit says:

    Aw… Obrigado Pedro Pinto, desde 2013 que vejo os videos da DefCON, aquilo para mim é como uma droga, não conhecia a USENIX ^^, agora cá vou eu em mais uma aventura.

  5. Quim says:

    Sabem qual é a parte triste deste assunto? É que este topico tem 4 comentarios, o que demonstra que já toda a gente sabe a porcaria que o android é. Ng fica admirado.
    Se isto fosse no iOS, este topico já tinha quase 70 comentarios.
    É a diferenca

    • cK says:

      Estás errado meu caro. Com este meu comentário são 5

    • Miguel Sousa says:

      A diferença é que quem usa Android sabe que está sujeitos a bugs… quem paga 1600 euros por um telemóvel, 300 euros por uns phones e 90 euros por uma capa (ou 900 euros por um monitor), acredita que nunca terá bugs e que está 6500 anos à frente dos outros todos… é assim que a Apple vende equipamentos a pessoas quem 0,00001% das capacidades usam mas, pagam para as ter, há que acreditar que compram a perfeição.

      • Njag says:

        Neste momento o publico Android falar que o iPhone é caro já não lhe fica muito bem, sabendo que há Android`s na casa dos 2000€

        • Filipe says:

          Para que dás exemplo do aparelho que não vai vender mais de 100 unidades?

          Mas falando em valores, há aquela coisa de comprares uma coisa cara e ser boa e comprares outra e só porque tem uma maçã roída atrás, vais dizer a toda a gente que o compraste e que é a melhor coisa do mundo, quando custou pouco mais de 200€ a fazer.

      • security says:

        Fala-me de um telemóvel topo de gama com android que rivalize com um iPhone de 1600€ e dá-me o valor dele venda ao público sff. Para 1600€ estamos a falar de um Pro 11 Max com 256GB. Portanto, nada menos que isto e que (tente) rivalize(ar) com a máquina em questão.

        • Filipe says:

          Qualquer topo de gama da huawei ou da oneplus (e outras marcas) rivaliza com o iphone de 1600€. Por quanto? Menos de 1000€.

          É a diferença entre pagar um bom aparelho e pagar a marca.

  6. AlexX says:

    Ler termos e condições e está lá explícito o que uma App pode fazer sem consentimento do utilizador. Excepto piratas por conta própria, tudo o que é empresa revela o que faz. O próprio Android tem explícito nos termos que pode aceder a uma rede sem consentimento e nem sequer acende o ícone de wifi ou dados nem estes aparecem contabilizados. Quanto a isso Windows não é melhor, ios não é melhor. Privacidade talvez só na caverna.

    • Filipe says:

      Haja alguém com dois dedos de testa. Estes artigos só fomentam o ódio de quem só tem meio neurónio a funcionar e acha que tudo o que não é apple é mau.

  7. Peter Frank says:

    Devem estar a pensar que os outros Sistemas Operativos, para além do Android, não têm aplicações que violam a privacidade dos utilizadores a vários níveis. Pois sim…
    Tudo o que está ligado a redes, sejam domésticas ou globais, sejam privadas ou públicas, está constantemente “sob aviso laranja” no que diz respeito a vulnerabilidades e “exploits” que permitem aceder a dados sem a autorização dos “donos”. E quando digo tudo, é mesmo tudo…
    Ainda está para ser inventado um sistema 100% seguro… E até certas VPN’s não se livram desse mal…
    Acredite quem quiser, mas se querem estar verdadeiramente seguros, agarrem-se a tudo excepto ao que está conectado a redes…

  8. censo says:

    “Apps para Android” ou “há muitas Apps”…descubram as diferenças…

  9. mico says:

    Podes comprar telefones de 600€ todos os anos, ou trocares de 6 em 6 meses telefones de 300€. Pagam o mesmo…

  10. Manuel Noites says:

    Mais extraordinário é quando a tua operadora te vende equipamentos Android que acedem à Internet móvel contra a tua vontade. Ligas o aparelho pela primeira vez e enquanto estás a fazer as primeiras configurações do smartphone já este está a ligar os dados móveis, sem que possas fazer nada. E se não tens um serviço de dados associado ao teu cartão, cobram-te um montante pelo acesso diário. Se mais tarde fizeres uma reposição de dados de fábrica, isto volta-te a acontecer. E se por acaso receberes uma mensagem MMS, essa é mais uma situação em que o telemóvel acede aos dados móveis automaticamente, mesmo que eles nas definições estejam desligados. Mas como vivemos em Portugal (=Faroeste) não adianta de nada queixares-te à ANACOM, associações de defesa do consumidor, institutos disto ou daquilo, nada; essas entidades são só de fachada, existem para criar nas pessoas a ilusão de que os sectores das telecomunicações e outros são regulados de alguma forma, e o máximo que irão fazer por ti é reencaminhar-te para os tribunais e para os meios de resolução alternativa de litígios com o pretexto de que se trata de um conflito particular entre empresa e cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.