PplWare Mobile

Smartphones com Android Marshmallow têm de ser cifrados


Autor: Pedro Simões


  1. Melo says:

    Já era para virem com isso ligado por defeito no lollipop…

    A verdade é que nada pela maioria, e nos nexus, desactivam, porque fica muito lento…

    iOS? Desde o iOS 7, 2013, sem quebras de performance, sem ser facultativo!

  2. joelson says:

    Em outras palavras, só nos podemos ter seu dados!

  3. Alberto Esteves says:

    Isso não faz com que os smartphones acabem por consumir mais bateria?

  4. Miguel says:

    Cifrado por default tem mesmo que ser, ainda a pouco tempo comprei um smartphone em segunda mão e corri um programa de recuperação de fotos aquilo parecia o XcarnavalX 😀

    Agora o pplware poderia fazer uns bencks para confirmar se o desempenho é muito afectado ou não!

    • Realista says:

      Podias deixar o pessoal ver esse XcarnavalX…

    • JBM says:

      Vai depender do telemóvel. Se reparares eles indicam que só é obrigatório em dispositivos capazes de ter uma performance de encriptação superior a 50MiB/sec, e isto depende da tecnologia disponível no telemóvel. Alguns poderão ter encriptação no circuito de/para o “disco”, mais eficiente, outros poderão necessitar de usar a encriptação via CPU, menos eficiente.

    • Lionel says:

      Que programas são esses?

  5. Miguel says:

    As pessoas quando perdem um equipamento, não fazem ideia que dá para aceder a toda a informação desde fotos e sms, mesmo o equipamento estar protegido por PIN ou Padrao não interessa maior parte dos equipamentos essa barreira é facilmente derrubada.

    O mesmo acontece com os equipamentos que vendem em segunda mão, mesmo que apaguem da para buscar maior parte das fotos.

    Aconselho antes de venderem fazer Wipe com programas especificos e mesmo assim activar o encriptar e deixar o equipamento fazer o processo para poder encriptar todos os blocos da flash mesmo que achem que estão vazios 🙂 e agora sim podem fazer reset e vender !

  6. Gil says:

    “cifrado”? O PPLware tem que fazer uma revisão de conteúdos quando vai buscar info a fontes brasileiras… não será “encriptado”?

  7. Bom Português says:

    Até que enfim que alguém escreve ‘Cifrados’ em vez de ‘Encriptados’!
    Andei anos na faculdade a ouvir os professores de Segurança Informática a ensinarem-me que ‘encriptado’ é uma “brasileirice”/estrangeirismo e todos os dias a ver milhares de portugueses a escreverem de forma errada. Parabéns Pplware!

    • JBM says:

      do ponto de vista linguístico encriptar/encriptado não é nenhuma brasileirice. A palavra encriptar existe desde muito antes do aparecimento da informática. Pela sua origem e construção faz até todo o sentido que tenha um significado idêntico ao usado em inglês. E basta recordar que ninguém levanta objeções ao uso do termo criptografia em português com significado idêntico à palavra inglesa.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      A isso chama-se “sensibilidade linguística”. Coçando passa 🙂

  8. rui jorge silva says:

    Sff, sera que podiam usar o lexico Português de Portugal?

    cifrado > Brasil
    encriptado > Portugal

    Portanto, a partir de agora é obrigatório que os novos equipamentos sejam encriptados.

    ja basta os verbos reflexo que ja estao a ser trocados.

    Uma Boa Pascoa a todos

    • Vítor M. says:

      Hahahaha agora tiveste piada:

      ci·frar – Conjugar
      verbo transitivo
      1. Escrever em cifra.
      2. Sintetizar, resumir, compendiar.

      “cifrado”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/cifrado [consultado em 20-10-2015].

    • Bob says:

      Encriptar também está correcto 🙂
      Excepto se for a falar de mortos…. aí não dá muito bem!

      en·crip·tar – Conjugar
      (en- + cripta + -ar)
      verbo transitivo

      1. Meter ou enterrar em cripta. = SEPULTAR

      2. [Informática] Converter ou transmitir dados em código. = CIFRAR, CODIFICAR, CRIPTAR

      “encriptado”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/encriptado [consultado em 20-10-2015].

  9. Benchmark do iPhone 6 says:

    Bom, deixando os dicionários e voltando ao que interessa – o Android 6.0, para os novos smartphones, ficando os antigos de fora – talvez – venha a ter “full disk encryptation” obrigatório, quando já é assim no iOS desde 2009 com o iPhone 3Gs.

    P.S. Desde há um ano que a Apple não tem forma de desencriptar o conteúdo de iPhones que as autoridades lhes levem (ou alguém que se tenha esquecido do pin/password), porque não guarda qualquer chave para isso.

    • Prim says:

      Olha que fixe! Se um familiar teu for raptado e apanharem o raptor que insiste em não falar, e ele tiver um iphone, jamais o resgatarão… Não é fixe? Apple, a apoiar os criminosos desde 2014!
      Isto é claro, partindo do princípio que os EUA, que tanto prezam a segurança nacional e as suas medidas anti-terroristas não conseguem de facto decifrar os conteúdos, o que deve ser tão verdadeiro como o root ao iOS ser cada vez mais demorado 😉
      Mas se os terroristas acreditarem nisso, é bom, mais depressa os apanham.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Decide-te – ou bem que a Apple tem a chave para desencriptar o iPhone, ou bem que não tem 😉

        Tim Cook: “You can’t have a backdoor in the software because you can’t have a backdoor that’s only for the good guys”

        A administração de Obama concordou e rejeitou o plano para obrigar empresas como a Apple, a Google e a Microsoft a criar backdoors no software que permitisse às agências de inteligência e às polícias ultrapassar a encriptação forte [no caso da Apple, segundo os termos de privacidade, a inexistência de backdoors para esse fim está garantida para o iPhone, mas não para ficheiros no iCloud].

        “The White House concluded that giving a backdoor to US agencies could leave devices open to exploitation by China, Russia, cybercriminals, and terrorists.”

        Também me surpreende, mas a coisa é mesmo assim – havendo um backdoor não há maneira de garantir que só os do lado “certo da força” a aproveitam.

        A Google quer fazer o mesmo – com equipamentos que o permitam e não causem lentidão a mais.

        http://www.zdnet.com/article/apple-ceo-v-nsa-good-guys-shouldnt-get-their-own-backdoors/

        • Prim says:

          Teoricamente não tem , na prática, duvido muito.
          A Apple pode em acordo com as autoridades criar uma backdoor só para elas, mais tarde poderia ser aproveitado por outros? talvez sim, talvez não, certo é que se não o tiver, o sistema é aproveitado pelos “bad guys”.
          Cenário um: a administração Obama realmente desiste da causa, permitindo movimentações indetetaveis de terroristas passiveis de originarem atentados a qualquer momento, trocando a segurança nacional pela confiança dos utilizadores Apple e segurança das suas nude selfies.
          Cenário dois: Assumem publicamente que não têm acesso, bla bla bla, na verdade têm acesso e garantem a segurança nacional, o risco de eles usarem isso para motivos mais obscuros é mínimo (e as nude selfies e a confiança dos clientes continuam a salvo) e se a backdoor um dia vier a ser descoberta por outros, é reparada.
          Não estás a ver assuntos secretos a serem assumidos publicamente, certo? Nota ainda que eu não tenho nada contra isso, antes pelo contrário.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Disse acima que – desde há um ano que a Apple não tem forma de desencriptar o conteúdo de iPhones.
      Desde o iOS 8, entenda-se.
      Convém perceber isso porque está em julgamento um caso em que o IPhone tem o iOS 7, que querem que a Apple desencripte o conteúdo. Podia, pelo menos em parte, mas está a ver se não é obrigada alegando que isso ia “ameaçar a confiança entre a Apple e seus clientes e manchar grandemente a marca Apple”.

      http://appleinsider.com/articles/15/10/20/unlocking-an-iphone-for-investigators-impossible-in-in-most-cases-apple-tells-court

  10. Alex says:

    Peço desculpa pelo off topic, mas depois da actualização para o 6.0 no nexus 5, alguém deu por estes problemas:
    bateria esgota-se mais rapidamente
    problemas no som(nas chamadas e a ouvir musica)
    wifi com problemas de conexão
    Obrigado

  11. Luis says:

    Muito se fala e se faz comparações entre IOS e Android, e nao percebo bem porque. É normal que um Android fique lento com o passar dos tempos, porque sendo versoes livres tem de se adaptar a milhentos fabricantes e hardware…
    Enquanto que no IOS, o sistema e feito para cada IPhone…

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Mas aqui a questão é da eficiência do iOS e do Android na encriptação completa do smartphone (full encryptation).

      – No iOS, desde 2009, com o iPhone 3Gs, que pelos padrões actuais não é propriamente um carro de corrida, a “full encryptation” é obrigatória – quando se bloqueia, se o iPhone e, se tiver um pin/password , o conteúdo fica imediatamente encriptado.
      – No Android, já há a “full encryptation”, mas opcional – se o utilizador achar que a sua utilização não aumenta significativamente a lentidão. O Android 6 parece querer que haja sempre full encryptation, não opcional – mas continua a haver uma “mas”.

      Isto não tem que ver com equipamentos novos/velhos. O que se passa, essencialmente, é que a encriptação do iOS é mais eficiente e exige menos recursos que a do Android.

  12. dajosova says:

    com essa opção provavelmente o despertador não funcionará quando alguns dispositivos, tais como os One Plus, estiverem totalmente desligados… azarito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.