PplWare Mobile

Spotify está em risco de se tornar o próximo Facebook


Autor: Micael Pires


  1. Tim says:

    Mas alguem, no seu perfeito juizo, tendo uma solucao da Apple concorrente, vai escolher a outra? Só se andar a nanar.
    A Apple ainda mostra que é a unica empresa que se pode confiar. Não é perfeita, mas é a melhor em tudo o que faz.

    Se ainda assim, com Apple Music, alguem resolve optar por Spotify, só tenho a dizer uma coisa: Natural Selection

    • Miguel says:

      Pois. Se baixassem o custo dos aparelhos que vendem até tinha algum sentido o que disse. A seleção natural que falou ocorre na natureza. Não é inflicto por membros da mesma espécie com ilusões de grandeza como é o caso da Apple.

    • Miguel Sousa says:

      O problema é que o Apple Music pagou 765 biliões de dólares pelos catálogos… achas mesmo que a empresa está a dar isso aos seus clientes? Que simpatia de uma empresa que teve 360 biliões de dólares de lucros, a venderem telemóveis, a preço de custo.

    • Sonicreducer says:

      Que bela ilusão, achar que a apple protege o utilizador … Só há uma maneira de sues dados serem privados .. ficar desconectado. Mania de transformar tudo numa questões apple , antes de. Apple pensar nisto já o Spotify andava neste negócio e pessoalmente , penso que seja uma solução muito melhor por agora . Mas a ilusão da Apple continua para muita gente .. continuem a pagar 1000 e mais por um dispositivo .. quando derem por isso hipotecam a casa

    • Marcos says:

      Sabias que o Apple Music está com os dias contados?

    • Fulano says:

      Mas alguem, no seu perfeito juizo acredita no que para aí dizes???
      Só tenho a dizer uma coisa: Natural Selection foi a medicina moderna ter deixado mais um idiota crescer…

    • Daniel says:

      Depende do género musical… Eu tenho ambas… Para quem aprecia heavy metal, existe mais opção no Spotify… A diferença não será muita, mas existe… Por acaso tenho a Apple por ser gratuita, caso contrário, usaria exclusivamente a Spotify.

  2. Zé dos Azeites says:

    Deezer + MusicBee

  3. Kan says:

    FACEBOOK NUNCA vai aprender a dar segurança, e privacidade aos usuarios, em breve mais um escandalo vergonhoso do facebook vai surgir, e que deixara todos os que deixam albuns ‘privados’ suspostamente so para amigos visiveis, FORA o bug hediondo de propaganda no WHATSAPP official, e o erro do messenger.

    Facebook é pior merd@ da humanidade.

  4. System 99 says:

    Dados massivos é tinto para os algoritmos de machine learning.
    Dados e estatísticas pessoais é o novo petróleo.

  5. Ze says:

    Quando comecei a ouvir falar em playlists ajustadas aos nossos gostos larguei o Spotify. Este tipo de conteúdo direcionado para mim não compensa o preço, os nossos dados, hábitos de consumo etc. etc.

    Hoje em dia é muito difícil fugir disto, mas não tenho dúvida que esta vai ser cada vez mais uma questão premente.

    Neste aspecto a Apple é a única que ainda faz (aparentemente) alguma coisa sobre isto. Até porque o modelo de negócio da Apple passa por vender produtos e serviços e não por vender publicidade direcionada como na Google e Facebook. O Spotify como depende largamente do seu plano grátis com publicidade sofre do mesmo problema. A regra em geral é: se empresa x oferece serviço y grátis, então esse serviço está a ser pago de outra forma: informação pessoal.

    • Miguel Sousa says:

      A Apple vende publicidade, como os outros. A diferença é que é a Apple que gere a forma como a publicidade é usada e apresentada. Tal como cada vez que fazes login no Itunes, TUDO o que tenhas no aparelho é enviado, em 400 listagens, para a empresa, que os divide com base nas empresas que lhes pagam pela publicidade direccionada. Na próxima visita, já vais ter lá destaques, com base naquilo que receberam. Se quiseres testar, faz umas 20 pesquisas sobre uma cidade turística. Deixa passar 2 ou 3 dias. Ao entrares no Itunes, nota os destaques. Vais lá ver hóteis, edíficios ou alguma festa, desse país. Se usaste um qualquer motor de busca, como é que a Apple sabe que estás a planear uma viagem a esse país? 😀
      A Google tem dezenas de empresas a trabalhar com eles. O Facebook vendia serviços de publicidade para as empresas operarem dentro da rede deles.

  6. Marcos says:

    O que acontece se eu usá-lo via VPN privativa e com dados falsos?

  7. Miski says:

    Cá vai outra vez… Alguém se preocupa com privacidade? Resposta de 99.99999% é não…. Toda a gente acede a sites cria contas e aceita tudo o que lhe é proposto sem ler e depois vêm chorar pra estas noticias a dizer que o mundo tá uma merda… se desde o inicio toda a gente te lê se essa bosta e não aceitassem ou seja nao usasem nada na internet os ternos de utilização privacidade ou o que for iam mudar e ser menos invasivos passando 3 dias ou então os sites/serviços não tinham ninguem meio que uma manifestação.
    Agora queixarem se agora e continuar a utilizar isso esquece é ser anormal.. “não passam um dia sem internet hoje em dia…”
    Obs: Eu tou me a burrifar para a privacidade já a perdi em 2007 quando comecei a usar a internet (naquela altura também não sabia que isto ia ser assim)

    • Ze says:

      Sim a culpa é sempre das pessoas. Nunca das grandiosas empresas que aproveitam-se da falta de regulamentação (principalmente nos USA) para através de termos e condições manhosos, difíceis de compreender e mascarados com textos bonitos para esconder a verdadeira realidade por trás desses termos. Nunca das empresas. Burros os utilizadores.

      Por essa lógica, você também deve achar que a culpa dos salários miseráveis em Portugal é culpa do trabalhador que aceita sempre salários baixos e nunca do patrão.

      • Oretoh says:

        Podes ter a certeza que a culpa é do pessoal que aceita salários baixos. Ias ver se comecassem a exigir mais pelos gajos se eles não cediam? Mas não, o problema é que para cada gajo que quer trabalhar a 2000 limpos há 500 que não se importam de trabalhar a 1000.

  8. Denise says:

    Concordo ✌

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.