Consultório Pplware – Edição especial de painéis solares e energia


Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. Rui says:

    Existe ainda a possibilidade de ligar uma string de painéis a um variador de velocidade (no bus DC) e por sua vez comandar a bomba trifasica (neste caso não usa baterias). Na FXautomation já usamos esta solução da OMRON para bombas de rega que antes apenas trabalhavam com gerador

  2. fj says:

    Bom dia. Qual é o artigo original? Li nas perguntas referencia a artigo de ha 2 anos…

  3. Severiano says:

    Muito interessante esse vetor para esclarecimento, e melhor juízo sobre assunto tão desejado.

  4. Rudy Pereira says:

    Boa tarde,
    Desde de ja quero agradecer á Pplware pelo excelente site que tem e pelo trabalho que nele é produzido, muito bom conteúdo.

    Fiquei com uma duvida na questão do Sr. Baga T. visto que ele gasta cerca de 50€/mes em electricidade com a solução que o Sr. Eng. lhe deu quanto é que ele iria pagar ao final do mes/media?

    Obrigado e cumprimentos a todos

  5. Marco says:

    Artigo interessante, no entanto é pena que na introdução não tenham feito a distinção entre painéis solares e painéis fotovoltaicos.
    De uma forma muito simplificada pode-se dizer que os painéis solares fazem parte de equipamentos de aquecimento de águas enquanto que os painéis fotovoltaicos fazem parte de sistemas de produção de energia elétrica.
    Se alguém perguntar, por exemplo, se pode produzir energia ou que quantidade de energia pode produzir com painéis solares a primeira a coisa que se deveria responder é que não, a produção de energia é através de painéis fotovoltaicos para melhor orientar as pessoas para as soluções mais adequadas.

  6. O Senhor Jesus says:

    Já agora se for possível…
    Possibilidades ou requisitos de colocação de painéis solares (ou eólica) num prédio habitacional para poupança de energia dos condóminos. Potência, custos associados, autorizações…
    Ando há anos a pensar em promover isto no meu condomínio e não sei como abordar o assunto.

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde,

      Quanto à sua questão, sim, é possível fazer esse tipo de instalação para condomínios (menos a parte eólica, que por norma devido ao ruído produzido acaba sempre por ser inviável), e a nível de legislação obedece às mesmas regras de outras instalações de autoconsumo, ou seja, se for até 1500W não existem quaisquer taxas e autorizações.

      Se precisar de mais alguma ajuda especifica para o seu caso esteja à vontade para me contactar para o meu email para ver de que forma posso ajudar, a si ou a outra pessoa que tenha questões semelhantes:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira (autor)

  7. vestel says:

    Parabens pelo artigo. Duas questões:
    Como sabe o Rafael Moreira que a bomba do João F. é AC e não DC ???

    Sr. Marco, não tem de fazer distinção. São ambos paineis solares. Só que uns são Solartermicos e outros fotovoltaicos.
    Estou certo?

    Abraço.

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde,

      Na verdade eu não sabia, mas assumi que seria AC, pois são as mais utilizadas, e por norma caso fosse DC provavelmente já teria conhecimento da possibilidade de acoplar painéis fotovoltaicos para alimentação da mesma (na altura da compra da mesma)… Se for DC, aí é mais simples cumprir o objectivo proposto.

      Quanto à distinção, tecnicamente a distinção deve ser feita… Ou seja, para produzir energia eléctrica são painéis fotovoltaico, e não térmicos, não deixando de ambos serem painéis solares.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  8. Jair says:

    Olá, gostaria de saber quantas placas solares, baterias e qual inversor devo usar em minha residência sendo que tenho apenas dois condicionadores de ar de 9000btus e um refrigerador lara alimentar?

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde,

      Para responder à sua questão são necessários saber mais alguns dados, nomeadamente horas de uso, periodos de uso de cada um, etc…. No entanto, se tiver interessado, terei todo o gosto em tentar ajudar no seu caso especifico e tentar averiguar a viabilidade do seu pedido/projecto.

      Esteja à vontade para entrar em contacto comigo para o meu email e colocar as suas questões para ver de que forma o posso ajudar:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  9. Carlos sapucaia says:

    Muito bom bem informativo

  10. Samuel says:

    Boa noite, tenho um consumo de no mínimo 17000kwh por mês, e um rapaz veio com uma proposta em relação a painéis solares, para reduzir minha conta e ele fez um projeto em que, para eu ter uma redução drástica eu teria que no mínimo ter 17 placas de 320w juntamente com um inversor de 40000w a minha dúvida é isso vai realmente reduzir minha conta de energia? E se reduzir quais seriam as placas e inversor que eu deveria utilizar?

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde Sr. Samuel,

      Quanto aos valores apresentados de número painéis, de facto não posso exprimir a minha opinião pois para isso necessito de conhecer mais dados, ou seja, ter acesso aos perfis de consumo da casa/empresa, ou mesmo efectuar um levantamento dos mesmos para conseguir perceber a solução indicada para si, pois apenas o número de kwh ao final do mês não serve para tirar grandes conclusões no caso de sistemas de autoconsumo…. E o dimensionamento/escolha da dimensão do sistema fazem todo a diferença entre fazer um bom ou mau investimento.

      Quanto à redução, sim, sem dúvida que irá reduzir a sua factura, mas mais uma vez alerto para que o dimensionamento seja bem feito, e com dados concretos, para ter a poupança máxima possível para a sua situação.

      Quanto a painéis fotovoltaicos e inversores, convém escolher painéis de boa qualidade, (com marcas com alguma segurança no mercado, sem defeitos de fabrico e preferência categoria A, o que me estranha nesse suposto painel de 320W?), e o mesmo se aplica à escolha do inversor.

      Se necessitar de alguma esclarecimento adicional ou ajuda para a sua situação deixo abaixo o meu email para onde pode enviar as suas dúvidas:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  11. Marco says:

    Atenção que ao fazerem investimentos convém fazer um plano económico de amortização do investimento. Por norma quem vende estes sistemas deveria apresentar uma simples folha de cálculo com os dados dos equipamentos que eles fornecem. No entanto é sempre de desconfiar.

    Por norma no solar térmico é uma boa aposta, já o foto voltáico ainda tem que se lhe diga face ao investimento/amortização.

    O problema continua a ser o mesmo, a energia eléctrica é subsidiada e não nos podemos livrar das operadoras, daí os míseros retornos de venda à rede … as eólicas por exemplo são um óptimo negócio para quem com o compadrio político gere os parques … mais uma vez, corrupção política contratual ao mais alto nível.

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde Sr. Marco,

      Concordo consigo, a fazer este tipo de investimento, tal como qualquer outro, deve sempre ter-se muito cuidado em obter todas as informações relativas aos mesmos…. Não ter medo de fazer todas as perguntas, e conseguir alguém que lhas possa responder também a todas sem reservas.

      Quanto à sua visão ao solar térmico/solar fotovoltaico não posso concordar. São dois sistemas distintos, e os dois muito interessantes que aconselho sem reservas a qualquer pessoa, mas eu até considero mais interessante o sistema fotovoltaico devido à sua maior versatilidade de usos/aplicações, e devido à inexistência de manutenção. Quanto ao periodo de retonro/amortização, neste momentos os dois são semelhantes…

      Quanto à venda à rede, concordo que não é algo interessante de se fazer, e o presente/futuro é e será autoconsumo….

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  12. Vida says:

    https://base.energy/

    existe muita gente a inventar umas coisas interessantes

  13. RNF says:

    “Ao nível do que não aconselho de todo, tenho apenas a mencionar a EDP.”

    A oferta da EDP, apesar de não a conhecer em detalhe, parece-me interessante. Sobretudo com o desconto de 10% no consumo noturno. Gostaria de saber porque é que não aconselham a EDP.

    • VP says:

      Vou dar exemplo do meu caso, após dois meses a monitorizar os consumos da casa usando um desses aparelhos que se adquire na net, preenchi o pedido de simulação no site da edp. Passado uns dias chegou o pdf com o contracto e condições.

      Primeiro que tudo no meu caso aconselharam apenas dois painéis, numa casa que em media consume 530w durante o dia segunda a sexta e que consume 818w (média) durante o dia ao fim-semana.
      Ou seja simulação completamente desajustada.

      No contracto vem mencionado os valores para 1,2, ate 6 painéis, posso-te dizer que para 5 painéis que é que estou a pensar meter a EDP cobra 2772€ IVA incluído, na empresa onde estou a pensar comprar custa 1700€ kit completo (inversor cabos etc..) a instalação é que não incluída.

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde,

      Sim, de facto essa parte da oferta da EDP é interessante (apesar de se poder considerar concorrência desleal, mas no nosso país vale tudo para alimentar os grandes grupos económicos, como todos nós sabemos).

      Quanto ao não aconselhar, pela experiência e conhecimento que tenho, deve-se ao facto de que os equipamentos por eles oferecidos não serem de grande qualidade, preço do sistema muito elevado, falta de equipa técnica própria para instalação/manutenção, e “falsa oferta” dos sistemas de monitorização dos sistemas.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  14. Rafael Moreira says:

    Boa tarde,

    Sim, de facto essa parte da oferta da EDP é interessante (apesar de se poder considerar concorrência desleal, mas no nosso país vale tudo para alimentar os grandes grupos económicos, como todos nós sabemos).

    Quanto ao não aconselhar, pela experiência e conhecimento que tenho, deve-se ao facto de que os equipamentos por eles oferecidos não serem de grande qualidade, preço do sistema muito elevado, falta de equipa técnica própria para instalação/manutenção, e “falsa oferta” dos sistemas de monitorização dos sistemas.

    Melhores cumprimentos,
    Rafael Moreira

  15. Carlos says:

    Boa noite. Estive a pensar durante todo o dia e sendo proprietário de um sistema fotovoltaico instalado pelo eng Rafael Moreira se não seria possível adaptar aos mesmos painéis fotovoltaicos instalados com uma certa inclinação um sistema de mini ventoinhas inseridas num estrutura em forma de U em que nos dias de chuva a própria água ao passar nesse sistema produzisse energia. Algo como as ventoinhas eólicas mas em tamanho menor e varias colocadas em linha ao longo do final dos painéis em que a água ao passar movimentasse as micro ventoinhas produzindo enerfia. Penso que quem ler isto fica com uma ideia do que realmente tenho em mente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.