Quantcast
PplWare Mobile

Consultório Pplware – Esclareça aqui as suas dúvidas

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Joao Ptt says:

    O disco, da NAS, pode sempre tentar utilizar o programa SpinRite ( https://www.grc.com/spinrite.htm ), para ver se passando com esse programa é o suficiente para os ficheiros ficarem novamente acessíveis. Se for SSD deve usar o nível 1, se for disco normal que roda talvez nível 2 ou superior. Por vezes parece não ter feito nada, mas só o facto de ter analisado o sector um a um parece ser suficiente para “acordar” o disco para problemas que não tinha ainda detectado e que por isso não tinha ainda corrigido. O programa funciona analisando o disco sem querer saber do sistema operativo e isso, desde que consiga que o programa arranque antes do disco para o ler, e não existam erros que levem a que não funcione de todo (acontece ocasionalmente com alguns discos/ computadores). Se a versão no web site não der de maneira nenhuma em vários computadores pode sempre contactar o suporte do programa porque acho que têm versões mais recentes experimentais que talvez possam funcionar em discos mais recentes… não se coíba de pedir o dinheiro de volta se não funcionar para si depois de tentar todas as maneiras sugeridas aqui e pelo suporte do programa.

    Não sei se é melhor ou pior que uma NAS, mas já ouvi falar de um produto chamado Drobo, aparentemente permite seleccionar um ou mesmo dois discos de tolerância a falhas, ou seja se tiver 3 ou 4 ou mais discos mesmo que um (ou dois) dele(s) falhe(m) desde que o(s) restantes estejam bons os ficheiros continuarão acessíveis… mas a empresa recomenda que os clientes usem marcas, modelos diferentes de discos rígidos para minimizar a probabilidade de falharem todos em simultâneo. Aparentemente usam técnicas de espalhar e replicar os ficheiros de tal maneira que possam sempre recuperar o mesmo se falhar um ou dois dos discos (conforme o nível de redundância escolhido), à custa do espaço total disponível claro! Que será bastante inferior ao máximo teórico possível. Se algum disco falhar não perca tempo a substituí-lo por algum com o mesmo ou até um tamanho superior, até porque o processo de repor a redundância parece ser algo demorado e não vai querer perder os dados caso algum outro disco falhe entretanto.

    • TóSousa says:

      João

      Tanto erro não é possível. O disco está encriptado pela hardware do NAS, não sendo possível recuperar a informação sem a chave que está no hardware do NAS.
      O Drobo ainda é pior porque tem um sistema de ficheiros não standard.

  2. Filipe Serra says:

    No seguimento da questão sobre o Office 2019, alguma razão em concreto para este tipo de ativações não suportar o Office para MAC?

  3. ThornC says:

    @André Mendes, pode sempre comprar um Fire Tablet na Amazon Espanha – só têm 7 e 8 polegadas… na Amazon Alemanha pode tambêm encontrar o 8 plus e o 10. Ambas entregam em Portugal – pelo menos no sitio deles não diz o contrario. No ebay também se encontram e muitos vendedores envião para Portugal… o custo da entrega é que pode ser alto por não haverem acordos de escala….

  4. mc says:

    Sérgio. Há muitos NAS em Linux. Experimente o Linux Reader. Há discos WD por ex o de 8 TB que nem arrancam pq è preciso cortar o fio laranja 3.3 V sata e na caixa do mesmo cortar a alimentação de um chip para aceitar outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.