PplWare Mobile

Impressionante! Operação da GNR “apanha” 10.453 condutores

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. jorgeg says:

    Todos Teslas?!
    Maldito Elon Musk!

  2. Bruno Mota says:

    Portanto, mais de 25% dos condutores estavam ou cometeram infrações ao código da estrada.

    Mais de 25% !!! Fonix !

  3. Eddy says:

    “Segundo as informações, em 2022, a GNR registou 3816 acidentes fruto de velocidade excessiva e excesso de velocidade, num total de 78896 acidentes. No mesmo ano 119651 infrações foram registadas.”

    Menos de 4 mil acidentes são fruto de excesso de velocidade e velocidade excessiva… em quase 80 mil acidentes.
    São aproximadamente 4,86% do total de acidentes!!! 4,86%!!!
    Seria engraçado ver a GNR justificar os mais de 95% de acidentes que não têm esse motivo xD

    • Ifm says:

      É malta do telemóvel, e que não sabe andar na estrada, Simple.
      Desde andar na faixa do meio o caminho todo, a passar da faixa do meio para a saída, passando 2 vias de repente.
      É a travar a bruta quando se lembram, tchiii há aqui um radar.

      É aquelas rotundas feitas sabe se lá como, parece que estão a conduzir na Índia..

      É os curiosos que numa via rápida ou na autoestrada se lembram de olhar para o que se está a passar na outra faixa contrária e abrandam o carro do nada.

    • João says:

      Muitos acidentes não têm causa atribuída, mas pouca gente tem dúvidas que no mínimo podiam ser evitados se a velocidade fosse menor.
      Também ninguém terá dúvidas que há velocidade a mais nas estradas.

  4. Ifm says:

    No dia que vir, foram multados 500 condutores por andar na faixa do meio ou da esquerda tenho as vias da direita desempedidas…
    Ou foram multados X consultores que fizeram a rotunda toda por fora para sair para a esquerda, já nem digo 2 saída, mas sim nas 3 ou 4 saída .

    Aí sim acho que estão a fazer uma bom trabalho…
    Agora isto é só encher os cofres.
    Principalmente os excessos de velocidade. Que é só montar o aparelho e ligar o Instagram.

    • Gil says:

      Concordo! Mas como o exemplo do roubo vem do governo, mais abaixo fazem o mesmo, só interessam infrações que enchem os cofres, as infrações que matam não interessam!

    • k says:

      E é mesmo para encher cofres. Sei de casos onde quando a GNR foi para a estrada já iam com a mentalidade “hoje temos que apanhar pelo (mete um numero aqui)!” Ou seja, o que devia servir para regular e instaurar segurança, já virou métrica para meter dinheiro ao bolso.

  5. compro essa também says:

    Coitadinhos !!

    É engraçado ver os infratores justificarem a existência de regras, radares … e multas, assim como o agravamento de multas e a colocação de mais e mais radares, como o “aperto” das mesma regras …

    Mas continuam a dizer o mesmo … talvez por isso algumas infrações devam contemplar a perda da carta e inibição definitiva ….eles assim o pedem ou teriam uma outra postura …

    Parabéns Sr’s infratores !

    • Ifm says:

      Ninguém aqui está a defender infractores….
      Estamos só a dizer que o que dá trabalho de multar ninguém multa.

      Todos os dias vejo pessoas ao telemóvel a passar vermelhos, a fazer rotundas a Chico esperto, a andar na faixa do meio só porque sim, a fazer mudanças de direção do nada no meio do trânsito sem sinalar, a parar no meio das rotundas.
      Na entrada da ponte a ultrapassar toda gente e a passar contínuos e raias, etc etc

      O que me chateia é o comunismo das nossas polícias.

      Porque 99% dos atrasados que não sabem conduzir e andam a pastelar na via do meio a fazer as rotundas sabe se lá como, ao telemóvel.
      Esse são os 1 a bater palmas como é o teu caso, porque nunca foram multados e porque sabem que passam impunes e só fazer porcaria a conduzir.

      E muitos deles que é o teu caso de certeza ainda acham que vão bem.

      • Jose says:

        Nem mais! Há gente que adora criticar os outros só porque sim! Já viajei pela Europa quase toda e fartei-me de ver problemas de transito! Tanto assim é que nos ditos países cumpridores as multas são a doer – deve ser por isso que são tão cumpridores – porque quando estão por cá por exemplo portam-se tanto ou pior que os portugueses! Em Itália por exemplo, há cidades que dá medo conduzir, parece que estamos no Egipto. França idem. Vim há dois meses da Áustria na realidade dentro da cidade portam-se bem, mas fora dela e dos controlos… O mesmo na Grã-Bretanha aí até vi taxis a empurrar outros automóveis para entrar numa rotunda, mas em Londres ui que são o muito civilizados. Nos Países Baixos, multas a doer, mas quantas estradas têm? Aquilo é são quase só canais. Na Alemanha, por sinal para mi os que mais respeitam, não se metam com os veículos mais “pesados”, são donos da estrada. Suíça, depende do Cantão, mas em regra respeitam mas vi muitos ao telemóvel – um mal que verifiquei quase em todo lado, há países onde o hábito de enviar sms é terrível como na Escandinávia e onde não exite controlo. Pois os outros são muito bons, o problema é que têm as rédeas curtas. Mais pessoalmente, a minha mãe morreu no antigo PI5 de acidente de automóvel no meu dia de aniversário e ninguém estava em excesso de velocidade, foi mesmo a má sinalização num troço em obras. Faço tudo e mais alguma coisa por cumprir, mas há regras e controlos ridículos! O pior em Portugal, para mim é mesmo a má sinalização e a vandalização da mesma.

  6. Mirtha says:

    Há que encher de todas as formas e feitios os cofres dos Governos Sanguessugas!!!

  7. Paulo Silva says:

    E a malta queixa-se de caça à multa….era mas é autuados e carta cassada por longo tempo. À 2ª infração que voltassem a fazer era carta cassada em definitivo. Não sei como fazem na Holanda mas conheço a forma como conduzem e cumprem. Era remédio santo!

    • Jose says:

      Há caça à multa ou tem dúvidas? Então por que razão vejo infrações terríveis de gente que segue mais de 160 km/h e nunca são multados? Mas se andarmos a mais de cinquenta numa estrada com três faixas e sinais de transito que nos fazem parar para dar passagem a outros automobilistas somos multados! As mudanças de direcção sem qualquer sinalização? As rotundas feitas de qualquer maneira? Até já vi fazer em contra mão de prepósito! Gente a falar ao telemóvel com o dito na orelha vejo-o todos os dias! A questão é que só ouvimos falar do excesso do velocidade, muitas vezes apenas instantânea. Em quase 40 anos de condução fui multado duas vezes, uma na Avenida da India para aceder à estrada Marginal – diziam que estava a andar a 50 num traço marcado a 30 – recebi a multa um ano e meio depois, e nunca vi o tal sinal, fui confirmar várias vezes, porque não me lembro de alguma vez ter aí passado, mas pode ser possível pois ano e meio depois sei lá quantas estradas percorri? Outra, por estar a ultrapassar um “pastel” que resolveu entrar na estrada sem sequer ter feito sinal que pretendia entrar, entrou e forçou-me a sair para a faixa do lado para o evitar, há muita gente gente que comete esta infracção – também o é! Entretanto brinquei com a minha esposa, pois atrás de nós vinha um Porsche desalmado da vida a uma velocidade muito acima do permitido que dos tais 50 km/h. Resumo da História recebi, meses depois, uma multa porque no momento em que ultrapassei o tal carro, o meu estava 12 km acima do permitido, isto numa estrada com três faixas e só com aqueles três automóveis a circular e com sinais ao fundo, que eu iria respeitar como sempre, na realidade todos os três pararam! Uma amiga, advogada, até colocou a questão se o tal Porsche também teria sido multado visto que ultrapassou-me num instante e travou à “campeão” nos tais sinais de transito. Dizia eu à minha esposa: “Viste? Tanta velocidade para afinal ter de parar como todos”. A multa contudo veio para mim. Era mais fácil. O agente, fixou-me e só se preocupou comigo. Tanto rigor para estúpidos.

  8. B@rão Vermelho says:

    Venham a Espanha que dentro das cidades só podes andar a 30 km h, de mota quase que cais para o lado só com o peso da mota:)

    • Jose says:

      Um disparate. Só se justifica num bairro ou locais com crianças, tenho sempre imenso cuidado até a estacionar pois as crianças são baixinhas e com certos automóveis perdemos a visão próxima, sobretudo com os SUV! Nesses casos o automóvel de tão devagar até vai abaixo, sobretudo nas subidas! Temos de estar sempre atentos ao motor, muitas vezes esforçando-o. Querem “acabar” com o automóvel depois de passarem décadas a promover esse meio de transporte, não falta alcatrão neste país. Antigamente, ia-se a todo lado de comboio ou noutro tipo de trens, hoje, só de carro e muitas vezes particular! Chamam a isto evolução e desenvolvimento!

    • PJA says:

      30 km/h é muito. Devia ser a 0km/h, isso sim. Eu costumo dizer quem não consegue controlar um carro a 120 não devia ter carta. é evidente que a locais onde 30 se justifica, mas generalizar.

  9. compro essa também says:

    Ao ifm

    Lembro que não me conhece de lado nenhum, o que veborreia já demostra o que bem é.

    25 de Abril Sempre, Fascismo nunca mais !

    E mais uma vez,

    Parabéns aos infratores !

  10. Jorge says:

    Vamos todos fazer as polícias passar fome. Vamos todos cumprir as regras. Ou será que a a grande maioria são multados de forma injusta??

  11. Eddy says:

    Numa era em que os carros são cada vez mais seguros, estamos a exigir cada vez menores velocidades máximas nas estradas. Enquanto a grande maioria das situações e acidentes são causados por burros e gente sem o minimo de discernimento do que é conduzir em segurança:

    Ora, só nos últimos 30 dias vi:
    – Um motoqueiro da Uber Eats a fazer inversão de marcha dentro da A1 no sentido VFX – Alverca.
    – Um motoqueiro da Uber Eats a “cortar” um traço contínuo para não ter de fazer mais 50 metros e ir à rotunda junto à Biblioteca Municipal da Venda do Pinheiro. (Na noite anterior veio a GNR, mais ou menos à mesma hora, atrás de mim por ter olhado para trás a ver se podia encostar à direita para sair na 1ª saída dessa mesma rotunda).
    – Os chicos-espertos de manhã a forçarem a entrada para a ponte de acesso ao Túnel do Grilo na A8 sentido Infantado-Frielas, fazendo o caminho todo na faixa da esquerda até à entrada. (Quem tenta seguir para a Calçada de Carriche ou Odivelas sabe do que eu estou a falar).
    – Gente no telemóvel aos ziguezagues em várias estradas nacionais junto a Loures (N8,N374,N115).

    Quantas destas situações deram multa? ZERO! Porquê? Porque não havia polícia a ver, seja GNR, seja PSP. O problema real então é mesmo o excesso de velocidade em que podem cobrar usando máquinas, fixas ou móveis, sem dar trabalho algum aos senhores agentes.

    É por isto que digo que os radares são autenticas Caça à Multa, especialmente os Radares Móveis não identificados que servem apenas para cobrirem a receita prevista no Orçamento de Estado para coimas.

    E para terminar, deixo o link de uma reportagem TVI lançada à pouco mais de um mês onde são exemplificados alguns casos de pressão aos Agentes para cobrarem mais coimas, porque as cobram atualmente não são suficientes:

  12. SANDOKAN 1513 says:

    Que conduzam e obedeçam às leis como eu também o faço.Ora,ora…

  13. Yamahia says:

    Quantos foram apanhados na faixa do meio com a faixa da direita livre?

  14. KeyboardWarrior says:

    Não me deixei apanher. Cumpri o código de estrada hi hi hi hi!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.