Redes – Sabe para que serve um serviço LDAP?


Destaques PPLWARE

38 Respostas

  1. Carlos Silva says:

    LDAP não é um serviço, é um *protocolo*! De acesso a directórios sejam eles quais forem (OpenLDAP, AD, eDir, )
    Os directórios sim é que estão organizados e estruturados e essas coisas todas. Mas um directório pode existir sem LDAP.

    • Pedro Pinto says:

      Sim, o LDAP propriamente dito é o protocolo, que permite o acesso ao directório (por exmeplo o OpenLDAP, AD e eDir que referiste). No entanto no mundo das redes é comum usar-se o termo LDAP para se identificar o serviço em si. Daí referir “serviço LDAP”. Se és do mundo das redes certamente percebes o que estou a tentar dizer

      Abraço
      Pedro Pinto

      • Carlos Silva says:

        Exactamente por andar nesse mundo é que exclareci 🙂
        É muito normal dizer-se isso, mas está errado. É como os programadores dizem livrarias em vez de bibliotecas (libraries).

      • chicosoft says:

        O Radius é um protocolo, mas não deixa de ser possível configurar utilizadores sem acesso a qualquer tipo de LDAP…

        Será então o Radius um serviço? 🙂

        Tacacs idem!!!

        • Pedro Pinto says:

          O protocolo é o 802.1x, Radius chamaria de serviço…e podes utilizar utilizadores locais, ou que estejam numa base de dados ou então acendendo a um serviço de directório via LDAP 😉

          • chicosoft says:

            Remote Authentication Dial In User Service (RADIUS) is a networking protocol that provides centralized Authentication…

            Ele corre na camada aplicacional, assim como os NTP, SNMP etc… Pode ser confundido como um serviço, ou não..

            Esta duvida já a tenho a alguns uns anos… e cada network admin com que me cruzo tem a sua teoria…
            Eu aposto mais no: é um protocolo que pode ser transformado em serviço… 🙂

            Existem outras situações Dubias em redes, como foi referido, o Porto/Porta ou mesmo o NAT/PAT, 80% dos routers caseiros não faz bem a distinção etc etc…

          • Pedro Pinto says:

            Pois, o mundo das redes é assim.

            Ja agora, relativamente ao NAT e PAT acho que não pode existir muitas duvidas :). Apesar de chamarmos sempre NAT, o que é normalmente implementado é o PAT (IP:porto).

          • chicosoft says:

            Por isso é que eu disse, 80% dos routers caseiros estão mal 🙂

          • Carlos Silva says:

            Também os routers caseiros é suposto serem para um leigo, vulgo, alguém que nem sequer sabe o que quer dizer NAT, utilizarem. Portanto chamarem-lhe NAT/PAT/Encaminhamento/”Batatas Fritas” vai dar exactamente à mesma coisa 🙂

          • Pedro Almeida says:

            Nesse caso lanço uma discussão: É correcto chamar “Router” ao equipamento que normalmente temos em casa e lhe damos esse nome?

  2. BMJ says:

    «Num próximo artigo iremos ensinar como montar o OpenLDAP num sistema Linux.»

    Muito interessante! Fico à espera por esse artigo….

    Entretanto é possível com o ubuntu autenticar me num servidor de domínio 2003/2008?

  3. Bruno Cruz says:

    Boa dia,
    Deixo já o agradecimento pela explicação do LDAP, fico à espera da explicação para Linux (ainda estou a dar os primeiros passos). Contudo estou bastante satisfeito com a distro Mint.
    Peço só um favor, que expliquem se o próximo artigo também se aplica ao OS da Apple. Tenho que configurar 4 Mac’s num domínio Win Srv 2003.
    Agradeço a vossa dedicação e empenho.

  4. Nuno Gonçalves says:

    Estou inquieto para o artigo do OpenLDAP poix tinha me dado imenso jeito na minha dissertação 🙂

  5. Roberto Leal says:

    Eu ando ha uma semana a tentar colocar em funcionamento o openLDAP em centOS. O tutorial vai dar muito jeito.

  6. Notliz says:

    Excelente artigo pplware´s.

    “O grande segredo para a plenitude é muito simples:compartilhar.” Sócrates

  7. Luís Cruz says:

    Aproveito para deixar aqui uma ideia que pode não parecer muito directa: Também podem fazer autenticação em servidores LDAP através do PHP. Um caso prático e comum é uma universidade que tenha o Moodle (os dados de acesso para os computadores da universidade são os mesmos do moodle).

  8. Rick says:

    Também fico à espera desse novo artigo…
    Nunca consegui configurar o open LDAP adequadamente…
    Espero que seja desta.

  9. Santos says:

    “Num próximo artigo iremos ensinar como montar o OpenLDAP num sistema Linux”

    Ainda não rolou 🙁

  10. Ricardo Lopes says:

    Engraçado, era ter o openldap em linux, e utiliza-lo em windows server 2008 para autenticação dos utilizadores… 😉

  11. Tiago Pires says:

    Qual a vantagem em utilizar o LDAP para guardar informação dos utilizadores em vez de uma base de dados?

  12. Ricardo says:

    Ne empesa onde trabalho utilizo o Zentyal e 100% gratuito e faz nos poupar muito dinheiro. Tenho 50 maquinas em dominio todas a autenticar em linux e funciona bem claro que tem as suas limitacoes mas facilmente se da a volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.