PplWare Mobile

Provavelmente uma das melhores dicas do Windows 10 e do DOS dos últimos tempos


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Jorge says:

    Quando nao ha ideias ou novidades, escreve-se artigos como estes e comentarios como o meu xD

  2. rukako says:

    Muito bom mesmo.

  3. Joao Cardoso says:

    Simples e básico, mas desconhecido por mim. Obrigado!

  4. Nuno says:

    Qual a real utilidade ? Tenho interesse em saber porque nunca ouvi falar de DOS

  5. Al Cid says:

    DOS já não existe nos sistemas do Windows desde o Vista… o XP ainda trazia numas disquettes á parte um MS-DOS 8.0 para atualização do BIOS

    Desde o Vista que simplesmente vem um interpretador de comandos DOS chamado CMD-Shell e no ambiente 64Bit ja não funciona nenhum programa programado para DOS…

    .

  6. Carlos Mariano says:

    O mesmo pode ser feito para o WSL…..

  7. Pedro Ribeiro says:

    Livra, que isistem! o DOS morreu com o Millenium Edition (e já é dizer muito)! Falar de DOS integrado no Windows 10 não faz o menor sentido. Se querem DOS, precisam do DOSBox!

    • Sergio Lourenco says:

      Pedro Ribeiro,
      Quem trabalha verdadeiramente na área das TI ainda tem a necessidade muitas vezes de executar comandos pelo terminal DOS do Windows ou pelo PowerShell. Certamente que muitos sabem do que falo, já outros acham que o DOS morreu.

      • Pedro Ribeiro says:

        PowerShell não é nem nunca foi DOS. O mesmo em relação ao ‘Terminal’ (CMD) do Windows. DOS FOI um Sistema Operativo de 16 Bits. CMD é um binário de 32/64Bits, conforme a versão do Windows. Volto a dizer. Experimente correr aplicações de DOS no CMD (de Windows 2000 em diante), e depois, diga qualquer coisa…

        • Sergio Lourenco says:

          Eu não disse que PowerShell era DOS.
          Em relação ao “CMD” tem razão. Apesar de o chamarem de “DOS”, de DOS tem muito pouco. É um terminal (na falta de melhor palavra) muito limitado mas que, ainda nos ajuda muitas vezes. Sim já tive aplicações desenvolvidas para DOS em Cobol para as quais precisei recorrer ao DOSBox. Todavia volto a afirmar que esta pequena “janela para DOS” à qual se refere o artigo ainda nos faz muita falta e recorro à mesma muitas vezes sem precisar de ir ao extremo de usar o DOSBox. Pessoalmente uso o Shift+RightClick mas não deixa de ser uma boa dica!

    • Jorge Ribeiro says:

      E não é o mesmo?
      Quais a diferenças?

  8. josé says:

    Fantástico já funcionava no Win 7, nada de novo.

  9. Filipe says:

    Esta dica é destinada a quem tem mais de 50 anos! 🙂

    • z/OS says:

      Para mim faz sentido o DOS. E realmente isto é só para quem sabe. Agora um pouco de história e o melhor está para o fim. Eu já passei pelos seguintes S.O. e interfaces de utilizador:
      – DR-DOS;
      – MS-DOS;
      – Vários tipos e sabores de Linux (Slackware, Debian, Red-Hat, e muitos outros);
      – OS/2 da IBM;
      – Windows 3.11, Windows NT, Windows 95, Windows 98 SE, Windows 7, Vista, 8, 10;
      – Android, IOS, Windows Mobile 6.5, Windows 10 Mobile;
      – Experimentei alguns S.O da Apple;
      – Unix num sistema AIX;
      – actualmente o supra sumo z/OS 2.3 num computadorzinho (z/13) que tem somente 15 000 PC ligados a ele.
      Nada mau ter começado com o MS-DOS e agora estar com um dos S.O. mais potentes à face da terra. Tudo em modo texto: comandos, programação, traces, etc. Ainda bem que comecei com o DOS, porque os miúdos que pegam naquilo agora, levam 3 ou mais anos a começar a ter algum rendimento. Estão habituados ao grafismo que enche os olhos, que encarecem o hardware, mas na pratica só servem para isso mesmo: imagem.
      – SSP para o S/36 da IBM, antecessor do AS400;

  10. Jorge says:

    Simplesmente genial! São assim as dicas pplware!

    • Carlos Mariano says:

      90% dos inadaptados que estão a comentar não fazem ideia que isto existe, nem outras opções como “Abrir o PowerShell aqui”.

      Se tu sabes isso tudo, parabéns, és um gajo atento à tecnologia e as novidades que cada Feature Update trás!

      Em vez de mandares calhoadas, devias abrir um blog e pegar nos teus ensinamentos e partilhar. Tenho a certeza que farias um brilharete!

  11. informado says:

    Prefiro Linux Fedora 🙂

  12. Carlos Segurado says:

    Mesmo com todo o xiqueiro que aparece por aqui (Pessoas), Obrigado pela informação tantos anos nisto e desconhecia (É proibido?).
    E mais muito Agradecido também por aquelas dicas que já sei além de relembrar serve para os que não sabem.
    Costuma-se a dizer ” Não aprendas tudo para poderes dar espaço para Te conheceres a Ti mesmo ”
    Mais uma vez Muito Obrigado.

    • Alvega says:

      Nem mesmo eu consigo “definir\resumir” melhor, no meio de muitas das minhas divagações chego mesmo, muitas vezes a pensar…quiçá erradamente que este “blog\sitio” é mesmo um local “xiqueiro” muito mal frequentado, e possivelmente um deles serei eu…mea culpa.
      Adiante Gostei da dica, eu também desconhecia, e isso deve fazer de mim um “Ignorante”, calculo, pelos “ELEVADOS”, padrões de conhecimento e de conduta aqui no blog, explanados.

  13. Will says:

    Tem toda razão Jorge..

  14. victor says:

    Antes de qualquer comentário destrutivo, devem lembrar-se que alguem perdeu tempo e teve trabalho para postar estes e outros artigos. Portanto respeitem estes. Quem não gosta não vê e não comenta.
    Chicos espertos há muitos, mas trabalhadores há poucos.

  15. Mojojojo619 says:

    Podemos sempre abrir uma janela de dos numa pasta

    Segurando o SHIFT+Botao direito do rato

    Mas boa Dica

  16. Mc says:

    Utilidade do DOS ?… REN ??abc.txt ??cde.txt. Façam lá isso no explorador de ficheiros. Batches com loops por ex.

  17. Mc says:

    ARP NETSTAT FC é tudo executado em DOS eh eh

  18. Pedro Pinho says:

    Muito boa dica!! Nunca soube fazer isto! Obrigado

  19. José says:

    Acho que a grande novidade aí é falar da existência do DOS, que é o verdadeiro SO por trás do Windows!

  20. Luis says:

    Muito útil para executar comandos adb, fastboot, etc., numa determinada pasta. Boa dica!

  21. Tiago says:

    Tambem podem fazer o mesmo clicando numa zona aberta da pasta com o botao direito do rato+shift e aparece a opçao de abrir em powershell

  22. Asdrubal says:

    Considero descuidado chamar DOS à aplicação de “Linha de Comandos”. Apesar de aceitar a maioria dos comandos do tempo do DOS, existem muitos comandos e opções que foram surgindo com a evolução das várias versões Windows. Ainda de referir que esta “Linha de Comandos” não é um SO, mas sim uma aplicação integrada no Windows.

  23. LG says:

    Boa dica. Eu utilizava o Git Bash… no explorador de ficheiro, fazia click-direito “Git bash here”… resultado era semelhante e útil para quem utiliza GIT no Windows

  24. MiGaspa says:

    explorador do windows -> Shift + botão direito do rato e aparece um menu com a opção para abrir a linha de comandos ou powershell, conforme configurado (default: powershell)

  25. Pedro Ribeiro says:

    Para quem ainda tenha dúvidas, o DOS teve o mesmo fim…
    https://youtu.be/-SB4gB3DEhA

  26. aabento says:

    Of Topic

    Já divulgaram aqui o comando PSR para fazer screenshots. Eu desconhecia até à pouco tempo.

  27. Diogo says:

    Of topic

    Como posso meter a taskbar igual a essa?

  28. Viana says:

    Considero todo e qualquer comentário, salutar … alguns são hilários, outros nem tanto, mas no frigir dos ovos, sempre tira-se algum proveito.

  29. Tiago says:

    e que tal simplesmente carregar na janelinha que deixou de se chamar “iniciar” e escrever CMD ou Powershell, ou whatever? …. Mais rapido e mais “clean”….

    um exemplo, no explorador de ficheiros, se eu escrever “powershell” abre me um notebook que tenho no OneNote porque o titulo do mesmo é “powershell”, logo ai esse exemplo torna se inutil, e se o escrever na “janelinha” do “iniciar” já nao tenho essa surpresa e abre me de facto uma janela de powershell…

    Este artigo além de conteudo ser absolutamente rebuscado, é fraquissimo. Mas pronto, keep going, continua a haver mais interessantes do que desinterassantes… a media ainda está a vosso favor LOL .

  30. Fabio says:

    Li aqui comentários que metem pena. Dá-vos prazer deitar tanto abaixo a Pplware? Questiono-me se esses que criticam, não iriam sentir falta caso acabasse… mentalidade mesquinha a vossa. Continuem o óptimo trabalho Pplware e obrigado por TODOS os dias disponibilizarem notícias.

  31. pauloj says:

    Muito boa dica, thanks!

  32. ThornC says:

    ROFL …. DOS…. “Linha de comandos” é demasiado longo? “Terminal”?

    Nada de novo…

  33. Ivan says:

    Quando lançaram o W95 um executivo da IBM disse que embora tivesse uma interface gráfica, o DOS sempre estaria se escondendo nas sombras. Uso muito arquivos .bat para automatizar algumas tarefas.

  34. Vidal says:

    Todos estão pensando e se referindo ao Windows 10, agora imaginem gerenciar 850 servidores desde Windows server 2000 até Windows server 2016…
    Necessariamente ser faz muito uso do Prompt de Comando (ou CMD ) e também do PowerShell.

  35. Marçal Lima says:

    Eu faço isso desde o Windows 98.. meu mouse quebrou e acabei aprendendo esses atalhos

  36. Francisco m says:

    Desconhecia, obrigado

  37. Eu says:

    Fantástico! A descoberta do século 😉

  38. Bruno says:

    Desconhecia… apesar de, ha pouco tempo, me ensinaram a abrir o painel de controlo da mesma forma.
    Ou seja, escrevendo “control”, no endereço do explorador de ficheiros, abre o painel 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.