Quantcast
PplWare Mobile

O novo Surface Book é muito difícil de reparar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. complex says:

    E os mac`s que vem com as memorias soldadas na board?? pra quando um artigo sobre isso?

  2. Jose says:

    Não vejo nada de difícil, esses meninos nunca desmancharam um IBM.

  3. Wistfultale says:

    Para não falar que tem um design horrível e é uma cópia barata do MacBook.

    • Luis says:

      Não te quero ofender, mas a Apple nunca inventou nada, a não ser nomes novos, a Microsoft sempre teve décadas a frente deles, por isso disser que a Microsoft copiou a Apple é ignorância.

      • Marco says:

        uiiiii alguém deveria investigar a historia da Apple e da Microsoft.

        • Realista says:

          Investigação: Coisa inventada pela Apple! Sem a Apple não havia investigação.
          Revolucionário!

          • Luis says:

            Apple “inventou” ipad em 2011, Microsoft já tinha tables desde 2001.
            Apple “inventou” computador, já existiam computadores a 30 anos.
            Apple “inventou” Iphone, o primeiro smartphone saiu em 1994(iphone em 2007) e touchscreen existe pelo menos desde 2004.
            Apple “inventou” IPod, já ouviste falar de MP3? é normal já existiao antes.
            A Apple nunca inventou nada, a não ser nomes começados pela letra “i”.

          • Milton Sá says:

            Eu diria mais que a Apple REinventou esses produtos. Digo isto porque se olharmos para como eram os leitores mp3, smartphones e tablets antes da Apple entrar no mercado, e se olharmos para como passaram a ser depois, há uma diferença muito grande. A Apple certamente não inventou estes segmentos, mas foi a empresa que soube encontrar a formula para os dinamizar e fazer com que surgisse o “boom”.

          • Bruno Gonçalves says:

            Uma coisa é certa, até pode não os ter inventado mas melhorou bastante os conceitos que se vieram a tornar fundamentais na evolução da tecnologia nestas áreas.

          • Marco says:

            @Luis: Isso é tudo dor de cotovelo? Deixa de ser troll e vai aprender historia da informática é um coisa que não te ficaria mal.

          • Joao Magalhaes says:

            Sem duvida Luis, lembro-me bem do meu Qtek S100, já arredondado, caixa de aluminio e touch, o Iphone é uma autentica cópia com tecnologia moderna, realmente os produtos são bons mas os outros também têm os mesmos bons produtos a metade do preço.

          • Marco says:

            @Luis: gostava de te ver a dar reconhecimento à xerox e à Bell Labs, porque sem eles …. depois podes vir falar de copias e companhia.

    • Rudua says:

      Para já é mais caro que o Mac.
      e cópia não é de certeza. a Apple não tem nada que se possa comparar

    • Ricardo says:

      Uma cópia barata que custa mais que 1 Macbook e tem mais funcionalidades.

    • Miguel Nóbrega says:

      Qual é o dispositivo da Apple semelhante a este? o macbook?

    • Andrelha says:

      Cópia barata???? É mais caro que alguns Macs LOL!

  4. Lima says:

    Mas o propósito não é estar fechado?
    Segundo aquilo que sei, quem repara equipamentos são os técnicos especializados neste tipo de equipamentos. Ou a malta também repara o iPad em casa?

  5. HB says:

    “…mostrando a forma inteligente como a Microsoft incorporou todos os diversos componentes em tão pequeno espaço”
    Inteligente? Só se for inteligente do ponto de vista do suporte que obriga os utilizadores a recorrer a uma casa especializada para proceder à reparação.
    A construção sendo tão intricada é tudo menos inteligente. Faz lembrar os automóveis que para mudar uma lâmpada é necessário desmontar o para-choques.

    • cra2sh says:

      Se tudo o que compras estás a espera que deixe de funcionar tens que ver o que se passa. Vai ao Médico e come um maça.

    • Zaark says:

      Tenta meter aquilo tudo dentro daquele espaço segundo o teu conceito de montagem inteligente. Se o conseguires fazer sem ser de forma “intrincada”, ainda és convidado para coordenador da secção de hardware da MS.

  6. J T says:

    Há muita gente que quando o equipamento está fora da garantia ou a garantia foi invalidada que tenta arranjar os equipamentos ou pede a alguém que o faça. Num portátil basta um dos componentes falhar para se ficar com um pisa papéis e por isso há ja muita gente a fazer reparações caseiras.

  7. jaime says:

    Diziam o mesmo do primeiro PRO .. daqui a mais está ‘obsoleto’ e cheio de porrada em cima e ainda não precisei de o abrir xD

  8. José says:

    mesmo assim gosto mais do iphone

  9. Marco says:

    mas queriam o quê? Qd se faz portáteis cada vez mais finos, algo tem de de ficar para trás, querem portáteis finos e ultra modernos mas querem andar cheios de interfaces que só ocupam espaço, e ter um disco msata já não é nada mau.

  10. Joao says:

    Trabalho em informatica ha 20anos e digo que o windows10 é uma verdadeira desilusão. O 7 foi o melhor ate agora..w10 e estes surfaces dao uma copia mal conseguida do macbook. Esse sim o melhor investimento ate hj

    • Luis says:

      Dá tempo ao Windows 10, o Windows 7 quando saiu também estava cheio de bugs e incompatibilidades, muitos diziam que era ainda pior que o Vista. Com algum tempo, os bugs serão corrigidos como foram com o 7.

      • Mario says:

        dar tempo ao windows 10? Acredito que sim, em 2anos estará mais estável embora com os mesmos problemas de privacidade. Como já li o windows10 é “beautiful but useless” e prefiro o 7 pela simplicidade como tudo é feito. A meu ver windows 10 pros:
        -interface bonita
        -boot mais rápido
        – notificações e universal apps
        CONS:
        -incompatibilidades com drivers
        -faltam apps oficiais e de qualidade
        -bugs e instabilidade no edge e no sistema em si
        -privacidade inexistente
        -apps fotos e explorador demoram imenso a abrir mesmo num SSD.
        -encerrar demorado
        – problemas com outros antivirus como o AVAST

        • cra2sh says:

          Concordo contigo:
          -faltam apps oficiais e de qualidade
          -bugs e instabilidade no edge e no sistema em si

          O Resto, apos instalação de raiz e instalação manual de drivers atualizadas tudo OK, quando saiu a minha placa de rede simplesmente deixava de funcionar, o que me obrigou a utilizar o WiFi, foi so esperar 1mês e já está a bombar sem problemas.

          – Antivirus não uso desde o Windows7,
          – Privacidade inexistente… isso existe em todo os lado, mas a Microsoft mostra opçoes para desligar e que nao desligam totalmente, outros serviços simplementes nao aparece e nao respeitam a privacidade, já agora essa mesma privacidade ja está em vigor no windows 7/8.1
          – Quando ao boot mais rápido e era utilizador do 8.1 …

          • cra2sh says:

            Correção “bugs e instabilidade no edge” não no sistema em si.

            Vou utilizar o Edge em 2016 quando tiver opção para extensões para adicionar o AdBlock, até lá tambem não uso.

    • Jose says:

      Dúvido que trabalhes a 20 anos em IT com essa mentalidade.

      • Mario says:

        mentalidade? o W10 é mau e so os “putos” é que acham piada. Quem realmente percebe de informática e precisa de trabalhar recusa-se a faze-lo no w10.

        • cra2sh says:

          Deves trabalhar com aqueles ferramentas em DOS então… trabalho com um iMac todos os dias porque sou obrigado e não existe coisa menos produtiva do que este SO.

          Quando ao Windows 10, aprende a trabalhar com os atalhos do teclado.

          • Marco says:

            se calhar o iMac n se adequa ao que fazes, ou ao teu processo de trabalho.

          • Milton Sá says:

            Penso que o Marco disse tudo. Quando tinha Mac dava-me muito bem com ele e conseguia ser bem produtivo com ele. Eu optei por deixar a Apple para trás e voltar para Windows. Consigo ser tão produtivo como em Mac no mesmo tipo de trabalho. Mac pode ser de facto pouco produtivo, mas no tu que fazes ou na forma como fazes, mas daí a dizer que a coisa menos produtiva que existe vai uma longa distância.

          • cra2sh says:

            Basicamente arranjo Mac’s… agora expliquem.

          • Milton Sá says:

            Humm, não vou argumentar sem saber pormenores mais específicos, até porque o mais certo é cair numa área que não tenho muito conhecimento e não vou falar sem saber, mas…mantém-se o argumento: Depende do que fazes.

            Para arranjar Macs pode ser um SO super chato de se trabalhar, mas noutras atividades talvez seja tão bom ou até melhor que outras plataformas (também depende um pouco das ferramentas que tens disponíveis). No que faço (Vídeo, Web Design e algum trabalho Gráfico), às vezes sinto saudades de algumas coisas do OS X que me aceleravam o trabalho, outras vezes, lembro de uma mariquice ou outra que não me deixa saudades nenhuma, mas fica-me quase elas por elas, talvez com um pouco de vantagem para o OS X.

          • cra2sh says:

            Sim, e compreendo a tua observação, mas o uso que eu dou a computadores é multitasking, faço um pouco de tudo e com o OSX não é tão “facil”

        • Ricky says:

          Este é o comentário mais ridículo que já ouvi, lá em casa até podes ter o win3.1, mas se queres trabalhar vai ser com o que a empresa te der e mais nada!!!

          Olha agora, os empregados a decidirem com o que é que querem trabalhar!!! a menos que a empresa seja tua e muito pequenina havia de ser giro!!

          já passei por por a funcionar 5 versões do Windows e 2 de IOS para para os ipads e iphones do patronato e nunca me perguntaram se queria, são decisões de gestão que vais perceber quando trabalhares um dia na vida!

        • Jose says:

          Meu amigo, um IT que trabalha no ramo a 20 anos, sabe muito bem que se quiser manter o seu trabalho e inteligência, come, cala e aprende. E não fica a chorar como os “putos”, a dizer que não presta, só porque não.

          O Windows 10 não tem nada de mal, a não ser os meninos chorões, que se recusam a mudanças, e que se queixam de privacidade.

          Fica sabendo que muitos anos antes do Windows 10 estar no mercado, já todo o tipo de software vos espiava.

          Senão és capaz de usar o Windows 10, então duvido que a tua experiência como IT seja inferior a um ano.

    • Alvaro Costa says:

      🙂 Se trabalhas à 20 anos em informática, informa-te melhor sobre quem copia/copiou o quê a quem. Não falo só da M$ e da Maça Roída, falo de histórias onde entra a Xerox (não é só papel e fotocópias!) e a Bell Labs 🙂
      Informa-te também dos processos relacionados com o roubo (suposto ou não!) de patentes (mesmo que não gostemos delas elas existem!)
      Perde um pouco de tempo no teu motor de busca preferido, ao fim e ao cabo em 20 anos muita coisa foi criada e/ou mudou nem sempre com os melhores princípios éticos (só para fugir da informática, vê o caso da VW)!

    • Andrelha says:

      Ninguém quer saber aquilo que dizes, onde é que está a pergunta?

  11. Joselito says:

    O Surface Book deveria ser apenas um Ultrabook.
    A ideia do híbrido até era interessante, principalmente pelo conceito e especificações de topo para um (falso) ultrabook, onde destaco a opção do chip gráfico de alta performance. Porém ao passar do plano teórico para o prático, está longe de ser um top da produtividade. Apesar de nunca ter utilizado um, estive a ver e analisar muitos reviews e cheguei a conclusão que não é muito funcional nem como um laptop e nem como um tablet:
    – Ao tentar escrever tendo o equipamento no colo e começa a balançar para frente a para trás devido ao peso excessivo na parte do ecrã. Para um LAP-top é simplesmente contraproducente!
    – Aquela dobradiças “xptos” que deviam conter o peso da parte do ecrã pareceu-me que não faz muito bem essa função e ao escrever com ele em cima da mesa, vimos o equipamento a deslocar-se, mesmo tendo dois longos frisos de borracha, aos invés dos tradicionais “calços”. Muito estranho!
    – Como tablet, é demasiado grande e pesado e que torna a sua utilização bastante cansativa após alguns minutos com ele nas mãos. E se optarmos por manter a parte da base/teclado enquanto o utilizamos como tablet é bem provável que tenhamos que fazer fisioterapia aos braços à curto/médio prazo! O pormenor da caneta que fica presa por imã eu interpreto como um acto de vaidade e não de inovação. Há muitos relatos de pessoas que esbarram involuntariamente na caneta e ela sai disparada como se fosse um arma letal! E também há relatos de muitos que já perderam a caneta original, o que demonstra que esta “inovação” não é lá assim muito funcional (ou se calhar até é para os cofres da MS, visto que cada nova caneta custar 50€…)

    Resumindo o meu ponto de vista, este híbrido é uma tentativa falhada da Microsoft, o que na teoria parecia ser um produto original de top, acaba por ser na prática mais um outro produto de 1ª geração experimental/inacabado. A grande falha foi tentar abarcar as 2 realidades: tablet e laptop. E nisso tenho que que dar a mão à palmatória à Apple, pois os seu ultrabooks são mesmo do melhor que há (nota: nunca tive um produto Apple, mas reconheço a sua qualidade no que toca os MacBooks). É melhor esperar pela Gen. 2 deste Surface Book ou então optar pelo Surface 4 Pro, que este sim está bem mais maduro como produto.

  12. Ricardo Pereira says:

    Estraga compra-se um novo… easy! 😉

  13. Milton Sá says:

    Parece-me uma tendência a crescer nas empresas tecnológicas. Uma tendência má, diga-se de passagem. Obsolescência Planeada! É má para o consumidor (pelo menos para quem pensa em fazer eventuais upgrades ou mesmo trocar um disco ou módulos RAM avariados) e é má para o ambiente. A Apple por acaso faz pior ainda. Tem tudo soldado na Logic Board na maioria das suas máquinas e aí não há mesmo remédio a não ser Logic Board nova (uma fortuna) ou máquina nova (uma fortuna ainda maior lol).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.