PplWare Mobile

Zentyal Server 5.1 – A Distro para quem não gosta do terminal

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

31 Respostas

  1. arc says:

    P Pinto, podes incluir também:

    ClearOS (https://www.clearos.com)
    NethServer (http://www.nethserver.org)
    Univention Corporate Server (https://www.univention.com/products/ucs/)

  2. Jimmy Five says:

    Qual seria a distro pra novatos (desktop, não server) que menos tens se usar o terminal?

    • Dandan says:

      @Jimmy, aqui vai algumas:

      1 – Linux Mint
      2 – Deepin
      3 – Ubuntu e seus sabores
      4 – Zorin

      Tenho minhas duvidas.
      5 – Manjaro (talvez)
      6 – Solus (talvez)

      • arc says:

        Eu colocaria:

        Deepin
        Mint

        Manjaro é um Arch simplificado, instalação e configuração totalmente em modo gráfico, super estável. É uma rolling release, isto é, instalado hoje, está sempre actualizado sempre com as novas versões de software, que vão sendo incorporadas automaticamente.

        Eu experimentaria o Manjaro…eheh, eu uso Arch mesmo, adorooooooooooo.

  3. Kekes says:

    Se usas Linux tens de usar o terminal. Um utilizador novato tem de aprender a dominar o apt, o resto vai-se aprendendo.

    • Cortano says:

      É por essas ideias que o Linux não passa dos 3%.

      • Linus says:

        Quais ideias?
        A de que para utilizadores “casual” / “coisas que 90% fazem” um Ubuntu tem exactamente as mesmas funcionalidades e facilidades (até mais) que Windows? E isto (windows) a pagar licenças para ter um software que é de código fechado e que ainda diz na licença que não se responsabilizam por nada que aconteça de anormal? O chamado pagas e não bufas, portanto.
        Ou as ideias de que para profissionais, o Linux é de muito longe muito mais fácil, intuitivo, robusto e fiável de usar do que o Windows?!

      • Cleomar says:

        Nos dias de hoje uma pessoa que não consegue usar um Linux mint, Ubuntu etc, pode voltar pra escola, porque tudo está muito mais fácil, não temos mais que montar dispositivos usb etc, basicamente é só instalar e usar sem complicações, não vejo porque tanto desespero e alarde.

    • Linus says:

      Voltamos sempre ao mesmo, depende da utilização.
      Se for para o utilizador “casual” que usa o windows para navegar na net, editar/ler documentos em diversos formatos, redes sociais, chat, video/som, o Ubuntu, por exemplo, oferece a mesma experiência. Claro que o ambiente gráfico é diferente, mas até instalar programas no Ubuntu já não é preciso usar a linha de comandos, existe a forma gráfica que são uns cliques.
      Alias, é mais facil do que em Windows, está tudo em listas que podem ser seleccionadas e depois é só pedir para instalar.
      Para utilizadores profissionais das áreas TI, sim obviamente que é obrigatório usar mais poder, e Ubuntu até já se torna muito menos interessante.

    • arc says:

      Em 2018, raramente é necessário o recurso ao terminal para um user que vai dar os primeiros passos em Linux, com distribuições como: MInt, Deepin e todas as mais modernas. Por isso mesmo é que devem se iniciar por estas.
      Quando se sentirem confortáveis, quando quiserem aprender mais, quando lhes apetecer, vão estudar o apt, o rpm o pacman, etc.

  4. maria vieira a atriz says:

    outra vez noticias desse Linux alias já não pachorra escrevam de assuntos sérios e deixem-se de brincadeiras

  5. Pedro says:

    Fantástico seria uma versão arm pra rodar num raspberry pi!

  6. Italo Martins says:

    Estou com uma dúvida. O Zentyal é free?

  7. Daniel Cabelo de Princesa says:

    Falem de algum BSD…. Já estou farto de Linux. Dá a impressão que só existe Linux e Mac como alternativa ao Windows.

    • Pedro Pinto says:

      Não são tão “User Friendly”

      • Linus says:

        Claro que são.
        De onde tirou essa ideia?
        Se apontar ao OpenBSD claro que não é “user friendly”, o foco não é para o utilizador de coisas simples, e fazem questão de não abrir mão dos seus princípios em prol de facilitismo.
        Mas um TrueOS, ou até mesmo um freeBSD não são assim tão complicados, principalmente para quem já não se atemoriza com qualquer distro de Linux.
        Para quem não tem problemas com a utilização slackaware, ou arch, ou distros deste tipo, apontava duas experiências, a hard core -> openBSD, e a soft core -> dragonfly BSD.
        O OpenBSD é para coisas particulares, que carecem de segurança como primeiro requisito.
        Dragonfly BSD é muito interessante para outros casos, como exemplo com a utilização de BD, neste caso estou a experimentar PostgreSQL, e tb interessante é o filesystem.

  8. Lucas matheus says:

    Linux sem terminal, utiliza o Android 😀 !!

  9. Illuminati says:

    O que acontece se eu deletar o terminal com o terminal no linux?

  10. Lucas matheus says:

    A distribuição openSUSE possui o Centro de controle YaST que pode se fazer tudo no sistema sem usar o “Terminal”, O mageia e openMandriva tbm, em geral distribuições com ambiente gráfico kde possuem painéis de controle vastos com n funções.

    • arc says:

      Pois é, e eu com o Webmin, faço tudo isso e muito mais numa máquina desktop ou server e ainda em formato web-based e ainda tenho o terminal se quiser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.