PplWare Mobile

Trisquel 7 LTS – Uma distro Linux com suporte até 2019


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. JJ says:

    “Trisquel 7 LTS é baseada no Ubuntu”

    Qual é a diferença?
    Qual é o propósito?
    Porque existir mais uma “distro”?
    Será apenas para os “criadores” verem uma coisa deles a ser falada no universo Linux?

    Realmente, é isto que não entendo…

    • Pedro Pinto says:

      Não deixas de ter razão mas…esta é diferente em vários aspectos…começando logo pelo ambiente gráfico.

      • Maxim says:

        Para isso basta mudar o ambiente grafico do ubuntu. nao? ja tive ubuntu e lembro-me de puder usar varios ambientes graficos.

        • VaGNaroK says:

          Mas também tem a chance de quebrar o sistema misturando pacotes de vários ambientes gráficos.

          • leor says:

            E a possibilidade de remover esses pacotes. Não vejo diferença nenhuma mesmo.

            Amdiente gráfico possivel de obter – sis

            Papel de parede, icones e temas possiveis de obter – sim

            Software e alterações possiveis de obter – sim

            algo novo – não

          • Raphael says:

            Como assim nenhuma diferença? enfim, a mais basica é que esse O.S é 100% Free. Nada de Bloobs inclusos no Kernel, nem driver proprietário. E outra, apoiada pela FSF(Free software foundation). Dizer que uma distro é igual a outra por ser baseada, é a mesma coisa de dizer que o Debian é igual ao Ubuntu, o que é algo ridículo.
            Alem das tretas que o Ubuntu tava tendo com seus spywares(chronical) e ser deserdada pelo Stallman, esta é totalmente aceita. Não posso dizer se é boa pois ainda não usei, mas que é igual ao pai, garanto que não.

    • Joe Fagundes says:

      Suponho que o Trisquel não venha com os repositórios não-livres instalados e, à semelhança do Debian, tenha purgado as bolhas binárias do kernel. Isto porque esses são os motivos da FSF para não incluir o Ubuntu na lista de distros recomendadas.

    • MF says:

      A principal diferença do Trisquel é que utiliza apenas software livre, não incluindo qualquer firmware/software proprietário. Por este motivo, o kernel não é o Linux normal mas sim o Linux-libre. Vale a pena notar que é uma das distribuições listadas pela FSF.
      Para além disso existem outras diferenças menores, como ambiente gráfico distinto, Abrowser em vez do Firefox, etc.

      • foca says:

        Tudo correto e bastante importante de salientar. Mas atenção já li que há usuários que se queixam do wifi e no próprio site lê-se recomendarem aos usuários que comprem hardware recente. Não me parece uma boa resposta.

    • lmx says:

      JJ,

      O Trisquel é apoiado pela FSF, logo não tens binary blobs na distro…

      ou seja ela é compilada a partir de código fonte…a ideia é mesmo essa conseguir chegar a um ponto onde todo o software possa ser escrutinado 😉

    • Rui Castro says:

      Uma versão anterior não flash com Flash mas sim gnash. Penso que este distro não usa nada proprietário e por isso é diferente do Ubuntu

      “Trisquel GNU/Linux is a FULLY free operating system for home users, small enterp”

      Free as in freedom, not free as in beer 😉

    • Rui Castro says:

      Já agora se me recordo bem também dava muito suporte a cegos. Ubuntu com Unity tem vários problemas com aplicações para este fim.

  2. Miguel Costa says:

    Quer dizer, o Windows XP teve suporte durante mais de 10 anos, esta distribuição tem durante 5 anos…
    Sinceramente não percebo muito bem qual a vantagem em usar distribuições linux então :S

    • Anonimo says:

      Faça um favor então e não use!!

    • JJ says:

      +1

      Basicamente o que acontece é que a maioria das distros são desenvolvidas só para “encher” o ego, para alguém dizer que é capaz de desenvolver um SO (com base noutro), mas depois como não ganha dinheiro com isso e vai tento despesas para pagar e outras ocupações na sua vida, simplesmente esquece a distro que desenvolveu. Perante este cenário, esta garantir suporte durante 5 anos, é uma boa noticia.

      [modo irónico]Mas, já que andam sempre a fazer SO com base em outros… a Microsoft também disponibilizou o código fonte do MS-DOS, já pensaram em desenvolver um novo SO com essa base?[/modo irónico]

      • lmx says:

        pois o MSDOS…

        O linux está anos luz mais a frente, é o mais rápido a processar dados, etc…

        Tens um suporte tão grande que podes fazer como ele quase tudo, e é muito fácil de adaptar, pois já vem munido de muita ferramenta, o MSDOS é um SO muito limitado…mas pode sr que alguém avance..

    • Pedro Pinto says:

      Mas com esta versão podes actualizar directo para a próxima. Com o Windows XP não podes actualizar directo para o 7 ou 8.

      • Miguel Costa says:

        E será que vai haver próxima versão desta distribuição? Eu gostava de conhecer alguém que tenha usado mais de 5 anos seguidos uma versão linux sem nunca formatar a máquina…

        Já fui utilizador de linux e formatava o PC a cada 6 meses para atualizar a versão do Ubuntu sem ter problemas.

        Na minha opinião, linux peca por haver demasiadas distribuições, sei que para alguns é uma vantagem, mas a Microsoft e Apple tem um mercado muito maior por alguma razão…

        • Rascas says:

          Eu por exemplo. Arch Linux num Desktop e num portátil, isto para não falar em servidores. Desde 2009 +/-.

          Nunca tive Windows tanto tempo numa máquina sem formatar, porque aquilo fica bués de lento com o tempo.

        • Kowalski says:

          Concordo plenamente, Miguel Costa.

        • foca says:

          A microsoft e a apple tem mercado porque vendem produtos e fazem do software um negócio. O Linux não tem os mesmos objetivos e o conceito é totalmente diferente.

          Por exemplo você é um produto dessas empresas. Eles selaram o capô do carro para você não saber como se fazem as coisas é por isso que você levanta perguntas tão elementares.

          Quando se junta o mundo inteiro para desenvolver conhecimento espera-se que os utilizadores também doem algum do seu tempo para aprender alguma coisa. Abra o capô e ver como funciona a máquina.

          A grande vantagem do linux é que você (ou os seus filhos) podem um dia saltar da janela desta caixa de ratos. É lhe dizer que o seu sistema operativo não tem linhas de código espiões. É lhe garantir que você mesmo pode ser livre para aprender.

          Estas empresas fecham o código proibindo-nos de aprender. O nosso sistema de ensino afundam os alunos com matéria para as pessoas não terem aproveitamento. A sociedade e o capitalismo de braços cada vez mais apertados. Como vê todos tentam impedir o conhecimento.

          Um dia você acorda e verá que o que está no linux vale ouro. Não há nada tão valioso quanto o valor deixado por estas pessoas. Esse windows não tem valor nenhum daqui a 5 anos. Já o linux você pode dar-lhe mais valor melhorando o código fonte. Tantos exemplos e tantas coisas que se pudiam dizer…

      • neokpt says:

        Podes actualizar o xp para a versão acima, ou seja, vista, o vista faz update para o 7 ou 8, do 7 para o 8 é uma actualização exemplar. Atenção que só por defender o Windows por vezes não quer dizer que sou um fanboy ds MS, aliás gosto e uso também Linux. O que não percebo é esta coisa tipo… se gosto do Windows não posso gostar do Linux e vice-versa.

    • leor says:

      Um melhor controlo nos pacotes existentes e disponiveis para o sistema, estabilidade e segurança mais assegurada. Qual o teu problema?

    • Ícaro Longo says:

      Você pode optar pelo CentOS com suporte de 10 anos, ou escolher o suporte estendido da Red Hat de 13 anos.

  3. Jorge Miguel says:

    Gostaria de sugerir ao PPLWARE, se possivel acrescentar a este tipo de tópicos, os requesitos minimos de sistema. Esta informação não está muito acessivel na maioria dos websites oficiais destas distros.

  4. José Lucas says:

    Desculpe, essa discussão sobre qual SO é melhor, é tola e completamente sem sentido, pra muitos o windows é o melhor, porque para o usuário ignorante se o seu pc travar ele vai simplesmente reinicia-lo e continuar usando. Eu sou adepto ao Linux simplesmente pq eu gosto de ser livre, já usei várias distro como Ubuntu, mint, fedora mas o que atualmente está de fato me satisfazendo é o debian. Nada contra ao ruindos mais eu não gasto meu dinheiro com copias de outros sistemas operacionais.

    • foca says:

      Por acaso acabei por chocar com o debian à dias. Há sites de fãs do ubuntu que deixaram de atualizar os seus sites porque migraram para outras distribuições, entre elas a mais falada, o debian.

      Instalei-o á dias e não gostei aparentemente porque estava com dificuldade de entender onde ficavam as opções, etc.. mas numa segunda tentativa, com mais atenção encontrei tudo o que procurava.

      É muito simples de usar. É rápido e parece-me muito leve. Parece-me que os sites abrem mais depressa que o ubuntu.

      É verdade que o ubuntu continua a ser o mais user-friend o debian posso considerar o mais simples em termos gráfico. Do que li penso que o debian é mais estável afinal o ubuntu é um derivado do debian. Ando de volta dele mas não acredito que troque o ubuntu por o debian, pelo menos nos próximos 6, 7 meses. Tenho de ler mais sobre linux e aprender mais coisas. O ubuntu até agora é perfeito para mim 🙂

  5. Rômulo Ferreira says:

    Boa noite!

    O Trsiquel não reconhece o meu adaptador wireless modelo Dlink DWA 125, alguma sugestão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.