PplWare Mobile

Pop!_OS 18.10: A distro Linux que tem de experimentar


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

44 Respostas

  1. Daniel says:

    Uma porcaria, é uma distro cheia de ppas… Fácil de quebrar com o tempo.
    Além de impedir a remoção de qualquer aplicativo, pois remove junto toda interface gráfica.
    Isso daí é só um Ubuntu Gnome modificado por uma empresa.

  2. Rico says:

    Sou mais usar meu Ubuntinho… Sou Ubunteiro com orgulho!

    Só os classudo usam Ubuntu

  3. Gonçalo says:

    Pedro Pinto, já lá vão muitos anos que visito o pplware quase diariamente e aprecio o vosso trabalho.

    Dito isto, este tipo de posts não servem de muito na minha opinião. Senão vejamos:
    – “distribuição direcionada para makers!” – porquê?
    – “O objectivo desta distribuição é facilitar o trabalho de engenheiros, programadores, devops, etc” – como?
    – “mais robusta em termos de design” – porquê? têm uma equipa maior que a do ubuntu? melhores profissionais?
    – “especial foco na privacidade” – em que aspecto?
    – “Quais as novidades do…?” – este bullets são sempre genéricos e não distinguem a distribuição das outras
    – “é bastante polida” – baseam-se em quê?

    Se querem mostrar que existem outras distribuições interessantes então juntem umas 10 de cada vez só para dar conhecimento ou então se querem focar com detalhe façam um post completo.

    cumps

    • William says:

      Deixa de ser chato cara. Se não curtes Linux, o diabos fazes aqui?

    • K says:

      Concordo. Descrições muito ambíguas.

      Eu olho para estas distribuições e fazem me lembrar “custom” ROMs para android em que toda a gente parte da mesma base (stock, lineage, etc), limpa/mete umas apps de base, troca kernel, mete umas animações, troca a cor às coisas e tá bom – ROM “nova”:

      [OPTIMIZED] [SLIM] [FAST] [LINEAGEOS] BigBang OS.

      Para mim, estas roms tem pouco interesse como utilizador final e estas distros de Linux são o mesmo conceito… mais do mesmo.

    • Fabio says:

      eu concordo, materia muito vaga, so pra colocar algum conteúdo no ar, sem vurcar realmente as informações do OS. deve ter somente repostado o release da System76 elaborada por alguem de marketing ou PR.

  4. Nunix says:

    Cada vez percebo menos de “Linux”, um saco de gatos. Distribuições a torto e a direito.

    • AP says:

      Agradece ao Pedro Pinto, que em vez de mostrar como usar Linux no dia a dia, lança artigos semanais da distro da semana a mostrar as “diferenças”. Resumindo, forks minimalistas do Ubuntu onde o pouco que funciona é removido e subsituído por algo que funciona pior.

      Mas hey, o que interessa software real para pessoas reais, o que interessa é espalhar a religião do Stallman.

  5. William says:

    Quero ver criarem uma distro do zero sem ser direta ou indiretamente ligada a nenhuma outra, sem compartilhamento de libs nem nada.
    A única que chega próximo a isso é Moksha e Budgie.
    Budgie ainda depende do infeliz GNOME.

  6. Lucas Oliveira says:

    Acho que agora não mais, o que ele tinha de diferencial era o visual e agora finalmente a Canonical acertou no Ubuntu 18.10… mas se tem algo que a Canonical deveria fazer igual a System 76 é uma ISO já com os drives pra Nvidia, aí fecharia de vez!

  7. juiz carlos alexandre says:

    Ubuntu Linux e derivados sao o maior atraso de vida Windows macOS isso sao sistemas operativos nao essas imitações

  8. Pedro says:

    O melhor linux é o macOS, os outros infelizmente são versões pouco robustas.

    • Marco says:

      o macOS não deriva do Linux, mas sim do BSD. São um género de primos.

    • William says:

      MacOS não é linux, é apenas um BSD overrated

      • AP says:

        Tem uma grande vantagem face ao Linux: o sistema operativo funciona.
        O computador suspende quando fecha a tampa, o wifi funciona sempre e isto tudo com Zero esforço de configuração e zero terminais.

        • ademirt says:

          Mas tem suas desvantagens:
          Você precisa comprar um Mac e pagar um preço alto.
          Se uma simples tecla do Macbook quebrar, não se assuste com o preço para trocá-la.

          Depois de alguns anos, seu macOs não receberá mais updates. Mas poderá vender um dos seus rins para comprar um novo Mac.

        • William says:

          Custam um rim, mas funciona, usa muita memória ram mais funciona, não podem ser instalados de maneira oficial em qualquer máquina, mas custam um rim.
          Que vantagens você ver? Eu, nenhuma. Apenas overrated.
          Quer usar BSD? Usa um GhostBSD da vida, é de graça e bem pra noob preguiçoso.

  9. Joao Cordeiro says:

    Pedro…
    Se o teu objectivo é ajudar as pessoas a gostarem de linux, porque estás a sugerir uma distro em “alpha” acabadinha de fazer fork da melhor e mais suportada distro do momento?
    O que achas que vai acontecer àquele user que vai na tua cantinha e daqui a 1 ano repara que a distro morreu e já não há updates?

    Qual é a vantagem que esta distro tem sobre o ubuntu?
    Não podemos simplesmente por os PPAs dela no ubuntu e ter o mesmo mas com prespectiva de futuro?

  10. Daniel says:

    Não entendo porque falam e falam sobre os linux e uma questão, que pra mim é muito importante, é o gerenciamento de memoria ram… a distro Mint 18.3 (ainda não atualizei para 19) consome (vericando com HTOP) 500MB de ram, essa distro é muito bonita mas consome 950Mb de ram, eu acho um absurdo… ja ja ta igual ao RUINDOWS…. no entando a distro mint, de todas que testei, eh a melhor otimizada com recursos e memoria ram…. valeu

    • AP says:

      Sim, o facto de funcionar ou de ser utilizável é irrelevante. Toda a gente sabe que a peça mais importante em qq computador é o stick 512 MB de RAM que o Daniel usa desde 2003.

    • Danilo says:

      Ruindows usa 2 GB de RAM após o cold boot, tás reclamando de 900 MB de RAM? Tens quanto de RAM? 1 GB? 2 GB? Pra que esse excesso de preocupação?
      Gnome pode usar 300 MB de RAM com alguns tweaks, mas pra que fazer isso? Eu por exemplo, tenho 16 GB de RAM. Se o sistema funciona, não trava, pra quê devo me incomodar?

  11. Alves says:

    Serei só eu a ficar agradado, por ainda existirem pessoas que mostram que existem novos mundos, novas possibilidades, novos caminhos???? Qual será o problema de dar a conhecer outras visões “do mundo”. Que continuem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.