PplWare Mobile

Pipplware 1.3 – Conheçam as novidades


Autor: Pedro Pinto


  1. nepper says:

    Tenho de testar o piplware e não deve passar de hoje 🙂 🙂

    Aproveito para fazer uma pergunta mais técnica acerca do Rpi.

    Li algures que há quem usa a TV (através de uma porta USB) como alimentação do RPi.

    Esta situação é aconselhável ou trará problemas?

    Actualmente uso o carregador que comprei juntamente com o meu Rpi, mas se esta situação de o alimentar pela TV não levantar problemas sempre liberto uma tomada 😉

    NePPEr

    • Miguel Porto says:

      Eu uso a porta do router… 😀

    • Pedro Pinto says:

      Bom dia nepper
      Podes usar, o problema é que quando desligas a TV o PI desliga também (As vezes queres aceder ao PI por CLI e ele esta desligado). De resto não vejo qualquer problema

    • Eu uso, para quando ligar a TV, o RPi liga também 🙂

      • Joao Campos says:

        Same here. Depois desligo via XBMC e a TV desliga-se automaticamente. Até tenho o RPi com ligeiro overclock (950MHz) e não tenho problemas. Tenho uma Sony.

    • ! says:

      Olá Nepperinho.

      O consumo do rasberry pi (o teu modelo) é de 3.5W (700 mA a 5V). As Portas USB foram desenhadas para no máximo depositarem 2.5W (500mA a 5V).
      Ela conseguem depositar mais intensidade de corrente? Sim, em alguns casos conseguem depositar 1A a 5V (5W).
      É o recomendado? Não.

      Um cordial saludo

      • Paulo says:

        Espera la, tas a dizer que nao é recomendado alimentar o Pi numa porta 1A a 5V?

        • Nuno says:

          Nao, o que ele disse foi que não é recomendado usar uma porta USB para alimentar 1A a 5V.
          Por outras palavras, não é recomendando usar a porta USB da TV para alimentar o RPi. Potência a mais pode causar algum aquecimento e, apesar de no imediato não notares qualquer problema, com utilização intensiva poderás notar alguma deterioração.

  2. Rui says:

    bom dia

    como faço para arrancar diretamente no xbmc, pois para mim o uso é 99% xbmc, e como uso o comando da TV (nada de teclado) o PiPplware acaba por nao ser muito user friendly, principalmente para noobs.

    neste momento uso o raspbmc num cartão samsung class 10, e esta 5 **, mas gostaria de usar o vosso, mas arrancando no xbmc por definição

    obg

    • Rascas says:

      Não foi referido no artigo mas este update inclui tb um programa mto simples que é executado no final do update que te permite escolher qual o sistema a arrancar por defeito na inicialização do Pipplware. Podes escolher entre o XBMC, Emulation Station, XFCE e Terminal.

      Mais tarde se pretenderes voltar a alterar podes executar o programa novamente com:

      sudo bootmenu

    • Manuel says:

      Não vejo vantagem de usares então esta distribuição.

      Se usas 99% das vezes o XBMC então deixa-te estar porque da minha experiência vais voltar ao mesmo que tinhas (raspbmc, openelec,xbian)

      • Rascas says:

        Naaa, acho que não 🙂 O Pipplware com o update 1.3, faz tudo o q essas distribuições dedicadas apenas a media center fazem (ou quase tudo, se souberem de alguma coisa que não faça, digam que eu devo conseguir implementar).

        A interface do XBMC é igual e a velocidade / experiência tb são idênticas.

      • Rui says:

        não te tiro a razão!

        O problema é por exemplo atualizar o ficheiro para ver os addons tugas, etc.

        possivelmente ate é fácil, mas para quem nao sabe acaba por serem horas de “estudo” vs lixar e começar de novo, aqui ha um suporte que é algo que faz a diferença

        esta versão parece-me que em termos de update pode ser uma mais valia

  3. Pedro A. says:

    E que tal um tutorial para colocar o SO do PI a correr a partir de uma PEN/Disco USB? Ouvi dizer que fica mais rápido…

    • CT2KEA says:

      Eu tenho o meu SO a correr pela PEN, e creio que está ligeiramente mais rápido. Até porque o meu cartão SD é class 4.
      Segui este tutorial:
      http://imartinswrt.blogspot.pt/2013/09/raspberry-pi-raspbian-boot-partir-de.html

    • Manuel says:

      Julgo que é isto que precisas:

      1- Num computador com linux, inseres o cartão SD com o pipplware instalado e a pen.
      2- Formatas a pen em ext4.
      3- Copias o contéudo da segunda partição do cartão sd para a pen USB (ex. cp -a /media/mmcblkp2/* /media/penusb)
      4- Depois de tudo copiado, tens de editar o ficheiro /etc/fstab na pen usb e alterar onde diz mmcblkp2 para sda1.
      5- Fazes o mesmo para o ficheiro /boot/cmdline.txt na primeira partição do cartão. 6-
      Depois é só arrancar o Pi com a pen USB.

  4. Rmcrys says:

    Com este firmware consegue-se ter o GUI do xbmc em Full HD fluido, e descompressão de DTS a stereo?

    • Rascas says:

      Sim. DTS para Stereo já é possível, a GUI a Full HD tens de actualizar para o XBMC 13 (GOTHAM) Beta.

      Para actualizares o XBMC para a versão beta executa num terminal:

      sudo sed -i ‘s/contrib/unstable/g’ /etc/apt/sources.list.d/mene.list && sudo apt-get update && sudo apt-get upgrade -y

  5. Ilidio Pinto says:

    Tenho de testar esta versão, mas pelo que eu li de outros leitores acho que um menu de espera, tipo 10seg, do SO que queremos era o ideal, porque para quem usa só o XBMC e não quer utilizar teclados e ratos é um bocado chato tarmos sempre a “desfazer” o boot para arrancar pelo ambiente gráfico do linux sempre que saia uma nova atualização…

    • Rascas says:

      Já tratei disso 🙂

      Não foi referido no artigo mas este update inclui tb um programa mto simples que é executado no final do update que te permite escolher qual o sistema a arrancar por defeito na inicialização do Pipplware. Podes escolher entre o XBMC, Emulation Station, XFCE e Terminal.
      Mais tarde se pretenderes voltar a alterar podes executar o programa novamente com:
      sudo bootmenu

    • Rascas says:

      Se quiseres alternar entre um ambiente grafico, tb não é preciso reiniciares o Pipplware. Basta fechares/saíres do que estás actualmente e executares num terminal ssh ou com um teclado ligado directamente ao Pi:

      – startx (XFCE Desktop)
      – emulationstation (Programa com os emuladores e o Menu Inicial)
      – xbmc-standalone (XBMC)

      • Eduardo says:

        Boa tarde Rascas,

        Na sequência da sugestão que dei em relação à alteração do boot/arranque, a inclusão do programa no final do update foi um boa ideia facilitando bastante a alteração do sistema de arranque.
        Contudo gostaria de saber se esta solução irá ficar por aqui ou estão a pensar para a próxima major release colocar o Emulation Station como sistema predefinido de arranque com boot automático para a 1ª opção passados x segundos.

        Actualmente quando estamos no XBMC e fazermos sair (em vez de desligar) o ecrã fica preto. Não vai nem para o terminal nem para o XFCE obrigando a desligar o Pi da corrente. Isto é normal acontecer?
        Obrigado

        • Rascas says:

          Eduardo em relação a tua 1ª pergunta, respondi-te num post mais abaixo.

          Em relação á 2ª tb ja respondi a outra pessoa, mas aqui vai:

          Isso é um bug que ainda não consegui resolver completamente.

          O ecrã fica preto mas o Raspberry não bloqueia, continua funcionar, fica é com o framebuffer (usado pela imagem azul de arranque) no display em vez do tty1 (terminal).

          Tens, p ex., de carregar em CTRL + ALT + F2 e depois CTRL + ALT + F1 para aparecer imagem outra vez.
          Uma outra solução, para aparecer imagem qnd fazes sair do XBMC, é desactivar o ecrã azul do boot. Podes fazes isso em “Enable – Disable modules” no menu inicial. O modulo/serviço é o asplashscreen.

          O mesmo se passa se puseres o Pipplware a arrancar directamente para o terminal, aparece o ecrã azul e depois fica sempre preto. A solução é a mesma.

          Tb podes carregar em ESC qnd o aparecer o ecrã azul do boot que depois o ecrã não fica mais preto.

  6. Jaime Veredas says:

    Como faço para meter o meu XMBC a funcionar com o comando da TV? A minha TV tem controlo por Hdmi, no entanto a única coisa que parece funcionar é que se mandar encerrar o Rasp a TV desliga e se ligar o Rasp, a Tv liga-se.

  7. Eduardo says:

    Rui e Ilidio Pinto,

    No artigo “PiPplware – Algumas dicas de utilização (Parte II)” dei precisamente a sugestão de no emulationstation (onde aparece o menu inicial) seja colocado alguns segundos para escolhermos uma opção. Como não pretendemos usar teclado irá entrar para o XBMC. Contudo a ideia passaria também por termos o menu sempre disponível para actualizações, configurações, etc.
    Esta sugestão foi aceite pelo Rascas e esperemos que já na próxima actualização venham novidades neste sentido.

    • Frederico Freitas says:

      isso era muito bom

    • Rascas says:

      Eduardo, eu irei fazer isso numa proxima versão. Eu falei com o autor do programa Emulation Station e ele adicionou uma opção para fazer isso.

      No entanto essa alteração foi apenas para a branch “unstable” do emulation station, e eu estou um bocado reticente em incluir o Emulation Station versão unstable no Pipplware.

      Talvez, qnd fizer uma próxima imagem do Pipplware.

      Entretanto podes utilizar o bootmenu que inclui neste update e que permite alterar as opções de boot mais facilmente.

  8. Sérgio Bandeira says:

    Tenho a ideia de meter dois RaspberryPI ligados a duas TVs e na mesma rede com o objetivo de apresentar vídeos promocionais numa loja.
    Queria ter um repositório (talvez no cartão de cada equipamento) e ir controlando à distância (num PC, por exemplo) o que passa em cada TV (gerir playlists era o ideal).
    Qual será o melhor SO e o que preciso para conseguir fazer isto?

  9. Sérgio says:

    Eu tentei testar. Mas o meu Pi faleceu… acende apenas a luz do power e uma luz verde a meio gás. Já investiguei e existe mais pessoal na minha situação. Já testei vários SO e népia.

  10. John Lewis says:

    “A partir de agora, não deverão existir mais “pequenos” updates”. quer dizer que esta disto nao vai ser mais actualizada a não ser que seja alguma coisa grave? O projecto está terminado?

    • Rascas says:

      Não claro que não, os updates vão continuar a sair apenas não serão em forma de 1.X, eles irão para o repositorio e a malta actualiza através do “Update System” no menu inicial ou por linha de comandos.

      A proxima versão deverá ser a 2.0 e será uma imagem pronta a gravar.

  11. Filipe Miguel Santos de Castro says:

    Boa Tarde, como é que conseguiram criar na barra de menus a opçao/pasta para o software proprio da distro? Ando ao tempo a tentar fazer isso e nao consigo.

  12. Videira says:

    Antes de mais parabéns pelo trabalho ja realizado…

    Já li alguns comentários que a velocidade de escrita do Pi no cartão SD é tão alta como um dispositivo USB. No meu tenho um cartão SD de 8GB class 10 e notei bastante diferença em relação a um class 4, o unico senão é sempre o espaço disponivel no mesmo.
    Será possivel instalar o SO numa pen (tenho uma de 64GB) e correr tudo a partir de lá? Assim já tinha mais espaço para outras brincadeiras, e se necessario é possivel ligar mais um disco.

    Cumprimentos,
    Videira

    • Rascas says:

      Instalar directamente não dá, mas depois podes passar o sistema para uma pen ou disco usb que funciona fixe.

      Nota que irás sempre precisar de um cartão sd com os ficheiros de boot, o Raspberry Pi não funciona sem isso. Para passares para a pen usb:

      1- Num computador com linux, inseres o cartão SD com o pipplware instalado e a pen.
      2- Formatas a pen em ext4.
      3- Copias o contéudo da segunda partição do cartão sd para a pen USB (ex. cp -a /media/mmcblkp2/* /media/penusb)
      4- Depois de tudo copiado, tens de editar o ficheiro /etc/fstab na pen usb e alterar onde diz mmcblkp2 para sda1.
      5- Fazes o mesmo para o ficheiro /boot/cmdline.txt na primeira partição do cartão.
      6-Depois é só arrancar o Pi com a pen USB.

  13. Rui says:

    boas

    lamento incomodar, para actualizar o librtmp.so.0 tenho de remover a restrição de root no /etc/ftpusers, ate aqui.., o problema é

    como o faço, pois assim nao consigo trocar no raspbmc o librtmp.so.0 e …

    lamento chatear, mas estou farto de procurar na net, diz la que tenho de fazer, nao como tenho de o fazer

    obrigado

    • Rascas says:

      No Pipplware este update atualiza a librtmp automaticamente.

      No raspbmc não tenho conhecimento do procedimento a tomar.
      Terás de procurar melhor na internet.

      • Rui says:

        ja consegui editar o ftpusers e apagar ftp de la, o problama é que nao consigo mesmo no putty estar como root, estar como root pelo ftp, logo quando tento substituir o librtmp.so.0, dá falhado

        será assim nao complicado ?

  14. Paulo says:

    Boas,
    Quando eu faço o “sh update.sh” nao me aparece nada, fica uns segundos tipo a fazer alguma cosia, mas nao aparece nada, nao devia aparecer uns comandos a executar sozinhos como acontece com as versoes anteriores??

    • Rascas says:

      Experimenta voltar a fazer o update. Tens de descompactar o ficheiro zip para o pasta pi do Raspberry na rede do windows. Terá de aparecer entre outros, um ficheiro com o nome update.sh

      • Paulo says:

        Sim, foi o que eu fiz.
        A primeira vez que copiei e tentei nao deu nada, depois meti o SD no PC e reparei que o ficheiro “update.sh” estava vazio, percebi logo que estaria ai o problema, mas da segunda vez que copiei o ficheiro tinha as linhas todas mas o resultado no Pi foi igual.
        Sera que é algum dos outros ficheiros que ficou vazio desta vez? Vou copiar mais uma vez a ver se resolve.

  15. Luiz Victor says:

    Fiz o Update, mas meu Pi não inicia mais. Ele congela na splash screen e não sai disso. Nem por SHH consigo trabalhar nele. O que devo fazer? Fiz o update para a versão 1.3 numa sd que já estava com a 1.2.

    • Rascas says:

      Luiz Victor, qnd aparecer o splash azul carrega em Esc e posta aqui os erros que aparecerem, ou a ultima linha que aparece antes de empancar sff

      • Luiz Victor says:

        Rascas, desculpe, acabei formatando o SD e instalando do zero (versão 1.0), depois apliquei o update 1.3 e deu certo. Infelizmente fiz isso antes da sua resposta, então, não tenho como lhe dizer os erros que ocorreram. Enfim, vou testar o sistema, qualquer coisa ou dúvida lhe aviso. Por agora queria saber se é recomendável alterar o split memory (tenho um Rasp B). Obrigado.
        Luiz Victor

  16. sergitec says:

    Boa noite, a cada atualizaçao empanca-me sempre tudo
    Agora para e aparece isto: “An automatic file system check (fsck) of the root filesystem failed. Manual fsck must be performed, then the system restarted.
    fsck should be performed in maintenance mode with the filesystem mounted in read-only mode.
    The root filesystem is currently mounted in read-only mode.
    Maintenance shell will now be started.
    For performing system maintenance, press CONTROL-D to terminate the maintenance shell and restart the system.
    root password for maintenance”
    O que posso fazer?
    Cumprimentos, Sergitec

  17. sergitec says:

    Nao, ja tinha feito isso na 1ª versao, depois instalei a 2ª versao e estava a funcionar, agora instalei a 3ª (1.3) e fiz
    ————————————————————
    Extrair/copiar o conteúdo deste ficheiro (update_v1.3.zip) para /home/pi
    Este update necessita de root access para ser executado:
    Num terminal (pode ser por ssh ou com um teclado directamente ligado ao RPi):

    sudo su
    sh /home/pi/update.sh

    Reiniciar o sistema (sudo reboot)
    ————————————————————-
    Depois disto aconteceu isto e nao sai daqui??

    • Rascas says:

      É assim alguma coisa de mal correu aí pq tens o cartão corrompido.

      Pode ter sido falha de alimentação enquanto estava a ser gravado alguma coisa importante, update interrompido, cartão com defeito…

      Desde os updates em Dezembro no raspbian que é mto raro haver problemas de corrupção, quase todos os casos verificados a partir daí foram com questões relacionadas com alimentação e/ou cartões defeituosos/não suportados.

      A unica maneira para corrigir isso é retirar o cartão e meter num computador com linux, passar-lhe o fsck e rezar para que a corrupcção não tenha sido grave…

  18. Albsousa says:

    Preciso de saber como se repõem a copia de segurança feita na primeira instalação.
    Obrigado(s)

    • Rascas says:

      Copias o Backup (HOME_BACKUP.tar.gz) para /home/pi (a pasta pi do Raspberry na rede do windows), abres um terminal e executas:

      tar xpzvf /home/pi/HOME_BACKUP.tar.gz -C /

    • Rascas says:

      Isto restaura toda a directoria /home/pi que tinhas qnd fizeste o backup. Se agora tiveres mais coisas nesse directório elas serão mantidas.

      Se quiseres podes abrir o ficheiro HOME_BACKUP.tar.gz com o 7zip no teu computador e copiares apenas aquilo que queres de volta para /home/pi

  19. Bruno Pereira says:

    Bom dia,
    Depois de ter instalado o pipplware 1.3 no meu raspberry, quando utilizo o XBMC não tenho acesso ao plugin do wareztuga.Pelo que li nas especificações existitiam problemas com este addon no update da versão 1.1, no entanto na versão 1.3 deveria estar habilitado. Alguem pode dar uma ajudinha?

  20. Ilidio Pinto says:

    Surgiram alguns problemas no meu Raspberry que não tou a conseguir decifrar. Quando utilizo:

    Comando TV+Anynet
    – Consigo navegar pelos menus e entrar nos canais, mas quando tento sair dos canais o Raspberry bloqueia
    – Ao clicar em SAIR no XBMC o ecrã fica preto e não faz mais nada

    Teclado
    – Consigo navegar pelos menus e entrar nos canais e não tenho problemas ao sair deles
    – Ao clicar em SAIR no XBMC o ecrã fica preto e não faz mais nada

    • Rascas says:

      Acho que deves ter sido o primeiro a reparar nisso (o ecrã ficar preto quando fazes sair do XBMC).
      Isso é um bug que ainda não consegui resolver completamente.

      O ecrã fica preto mas o Raspberry não bloqueia, continua funcionar, fica é com o framebuffer (usado pela imagem azul de arranque) no display em vez do tty1 (terminal).

      Tens, p ex., de carregar em CTRL + ALT + F2 e depois CTRL + ALT + F1 para aparecer imagem outra vez.

      Uma outra solução, para aparecer imagem qnd fazes sair do XBMC, é desactivar o ecrã azul do boot. Podes fazes isso em “Enable – Disable modules” no menu inicial. O modulo/serviço é o asplashscreen.

      O mesmo se passa se puseres o Pipplware a arrancar directamente para o terminal, aparece o ecrã azul e depois fica sempre preto. A solução é a mesma.

      Tb podes carregar em ESC qnd o aparecer o ecrã azul do boot que depois o ecrã não fica mais preto.

      Qnt ao Pipplware bloquear com o CEC e não com o teclado, penso que será problema da tua televisão ou do cabo hdmi. A mim não bloqueia de nenhuma das maneiras… O teu cabo hdmi é mto comprido? Experimenta usares outro cabo hdmi.

      • Ilidio Pinto says:

        Obrigado Rascas….Realmente com a opção do CTRL funciona…vou também tentar as outras para ver se tem o mesmo efeito

        Outra questão…é normal ao entrarmos nos addons e nas suas subcategorias não haver a mesma fluidez do que quando estamos a navegar nos menus principais?

  21. Eduardo says:

    Bom dia,

    Se me permitem, acho mais do que justo fazer aqui um agradecimento a todos os responsáveis pelo desenvolvimento desta distribuição e de forma especial ao Rascas pelo apoio que tem dado a todos aqueles, que tal como eu, se deparam com alguns problemas no uso desta distribuição.
    Com a ajuda de todos, (mesmo que seja apenas a relatar erros de funcionamento da distribuição)é possível aperfeiçoar cada vez mais esta fantástica distribuição.

    Muito obrigado

  22. D! says:

    Será que alguém me pode ajudar? Antes do Pipplware tinha o xbmc e a minha pen wireless apanhava sinal! Agora com o pipplware, abrindo o WiFi Config não aparece o hardware nem redes, e diz-me esta frase em Status: could not get status from wpa_supplicant

    Já andei a seguir uns tutoriais na net e mesmo assim ainda não encontrei uma solução! Obrigado!

    • Rascas says:

      Qual é o modelo da tua pen wireless? (modelo completo)

      • D! says:

        TP-Link TL-WN725N

        Antes de usar esta versão, pipplware, usava a XMBC directamente e funcionava.

        Obrigado desde já!

      • Rascas says:

        Pelo que percebi, essa pen só funcionava de origem no Pi até ao kernel 3.6, ou seja, desde +/- meio ano que não funciona “out-of-the-box”.

        Mas há solução. Abre um terminal e executa:

        wget -O 8188eu_31024_614.zip http://www.mendrugox.net/downloads/14
        unzip 8188eu_31024_614.zip
        sudo mv 8188eu.ko /lib/modules/`uname -r`/kernel/drivers/net/wireless
        sudo chown root:root /lib/modules/`uname -r`/kernel/drivers/net/wireless/8188eu.ko
        sudo mv rtl8188eufw.bin /lib/firmware/rtlwifi/
        sudo chown root:root /lib/firmware/rtlwifi/rtl8188eufw.bin
        sudo depmod -a
        sudo modprobe 8188eu

  23. Vítor Rodrigues says:

    Boa tarde
    Não há como recolher a versão Pipplare 1.3 completa já com todas as actualizações anteriores?

    • Rascas says:

      Para já não. Tens de gravar a imagem original e aplicar o update 1.3.

      Depois iremos lançar uma nova imagem (talvez a versão 2.0) actualizada e com umas novidades.

  24. Luiz Victor says:

    Boa noite, Rascas.
    Fiz algumas alterações no meu RPi para facilitar o uso. Não sei se serão interessantes para vocês também. Mesmo assim, gostaria de compartilhar.
    Fiz um bash script para fazer backup dos saves dos jogos (apenas saves e states, não as roms, para não ocupar muito espaço), habilitei o retropie para ler as roms de discos externos e pen drives USB, assim como copiar o backup dos saves para lá, caso alguma unidade esteja conectada.
    Deixei um script com o ifconfig no emulationstation, assim quem não poussir um teclado usb disponível e nem acesso ao roteador poderá saber qual o ip do RPi para colocar no controle do XBMC.
    Dividi os scripts em 3 menus, um chamado de Apps, com o XBMC e o XFCE, um com configurações básicas (if config, backup e restauro de saves, restauro de saves pela usb, configuração de game pads, etc… enfim coisas seguras e que não dependem de teclado) e um terceiro menu com o retroPie config, enable-disable modules, Raspi-config, o programa de alterar boot, update system e o backup da home/pi. Neste ultimo menu, por conter coisas que podem alterar o RPi, coloquei uma opção para ocultá-lo, evitando que alguém que não sabia usar, altere o sistema.
    Testei alguns scripts para expandir o tamanhão do cartão pelo emulationstation, mas não consegui fazer um que funcione bem, se você souber como fazer, poderia me ajudar?
    Tentei fazer com que não fosse necessário o uso de teclados para começar a usar o RetroPie e o XBMC
    Muito obrigado pelo sistema, ficou muito bom!

    • Pedro Pinto says:

      Bom dia Luiz

      Excelente trabalho. Partilhas connosco sff. Manda para mail ppinto AT pplware.com

      Abraço, vamos falando

    • Rascas says:

      Boa cena Luiz Victor!

      Engraçado que uma das coisas que estava a pensar fazer para a próxima versão do Pipplware era precisamente a divisão do menu inicial em 3 🙂 Se nos pudesses enviar isso era porreiro, poupava-me algum trabalho. Fica com o meu mail tb: diogomsantos at hotmail ponto com.

      Quanto ao expandir o sistema de ficheiros, fiz já um script para a próxima versão do Pipplware, que irá correr na primeira inicialização do sistema e que faz umas configurações sem intervenção do utilizador e no fim executa o bootmenu para o utilizador escolher o “default boot”.
      Uma das coisas que faz é o “Expand Filesystem”, se quiseres também te posso mandar isso.

      Cumprimentos

  25. Ivo Pereira says:

    Boas, tenho o Raspberry (com PiPplware) a entrar automaticamente no XBMC, como posso desligar?

  26. Tiago Oliveira says:

    Antes de mais estou muito agradecido por este os custom que criaram.
    Deram nova vida ao meu raspi.
    Venho sugerir que na próxima actualização iniciem e criem o ficheiro bootavel do tightvncserver, para que ao alimentar o rpi podemos aceder directamente a interface grafica moderna que criaram sem ter que abrir a linha de comandos 🙂

    • Rascas says:

      Boas Tiago obrigado pela sugestão.

      O Pipplware 1.3 inclui e tem activo o XRDP, podes ligar-te ao Pi usando o Ambiente de trabalho remoto do Windows ou um cliente RDP. Tb suporta ligações VNC mas tens de ter uma sessão já iniciada para funcionar.

      No entanto na próxima versão do pipplware vamos incluir um serviço separado para quem quiser activar.

      • amos says:

        Boa Tarde
        Desde já quero agradecer o vosso excelente trabalho e a vossa ajuda que me deram na configuração do meu raspberry pi. Sem vocês não teria conseguido. Obrigado
        No entanto tenho um problema. A imagem da minha televisão antiga da marca Grundig que está ligada ao Raspberry Pi através do cabo rca amarelo só dá preto e branco. Isto é algum problema do Raspeberry PI ou é da televisão? Como faço para por a televisão a dar a imagem a cores? obrigado

        • Luiz Victor says:

          Boa noite.
          Para resolver isso você tem que editar o arquivo “config.txt” que fica na partição boot (acessível também para o windows). Nele, você deve colocar no final do arquivo “sdtv_mode=2”, sem as aspas, sendo que assim o sinal da saída RCA (amarela) será o PAL padrão Europeu, por padrão o RPi, solta o sinal como NTSC, o que acontece caso não tenha essa linha no arquivo, ou esteja como “sdtv_mode=0”. As opções para essa configuração são: “sdtv_mode=0” para NTSC Normal; “sdtv_mode=1” para NTSC Japonesa; “sdtv_mode=2” para PAL Européia; e “sdtv_mode=3″para PAL Brasileira.

  27. Mike says:

    Boas, preciso da vossa ajuda.
    Instalei o pplware e depois a última versão 1.3, o problema é que perdi o menu de arranque.
    Ja corri sudo bootmenu e escolhi a opção 2 mas ao iniciar vair directamente para um emulador da Apple

    Desde já agradeço qualquer ajuda

  28. Sousa says:

    Boas,

    Através desta distribuição é possível montar um servidor de mail normalmente como no Raspbian?

    Já traz o Wine incluído ou é possível executar pequenos programas Windows no mesmo de alguma forma?

    Agradecido, Rúben.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.