PplWare Mobile

Mundo Linux – Às turras com o Linux Mint Cinnamon


Autor: Pedro Pinto


  1. Aflores says:

    atenção o texto não está correctamente formatado.
    win 7 com o chrome 😛
    dificuldades na leitura

  2. cf says:

    archlinux + xfce4

  3. ked says:

    “Desde a entrada do Unity, que os utilizadores têm voltado as costas ao Ubuntu…”. You Are Joking Right?

  4. rand says:

    Tendo em conta que a versão 14 ainda é RC os crashes nem deviam ser considerados, mas é apenas a minha opiniao

  5. miguel says:

    muito bom! 🙂
    excelente artigo

  6. sSs says:

    Os contras devem-se:

    1º Gosto pessoal
    2º Crasha só por ser Mint 13
    3º Gosto pessoal (sabendo como alterar é bastante facil), eles têm de “alimentar” quem os “alimenta”

    https://www.youtube.com/watch?v=mtAmA10pQo0

    MATE is a fork of GNOME 2, started as a result of widespread dissatisfaction with GNOME 3. Cinnamon also arose out of widespread dissatisfaction with the default GNOME 3 interface, but unlike MATE, it is atop the GNOME 3 code-base. In effect, it is the same GNOME technology, but with an interface that is just like that of GNOME 2, or the type of desktop environment that we are used to. Another way to put that, is that MATE is old technology, while Cinnamon is new technology.

    in: http://www.linuxbsdos.com/2012/06/02/mate-vs-cinnamon/

    Para experimentar, testem Linux Mint com MATE, é muito mais estável.

  7. António Pereira says:

    Já agora, qual é o wallpaper da 1ª imagem (o do mundo com os aviões)?

  8. G. Miranda says:

    Concordo com o sSs, a versão MATE é bem mais estável (também é um fork de um ambiente já desenvolvido há muitos anos), para quem prefere ter um sistema plenamente estável, é melhor escolher a versão MATE.

    Não se esqueçam que também já foram lançadas as versões Linux Mint 13 XFCE e KDE, que têm suporte por 5 anos porque são baseadas no Ubuntu 12.04 LTS.

    Agora se o Unity tem afugentado utilizadores ou não, eu não acho que haja dados concretos sobre isso, para mim o Linux Mint tem vantagens notórias, é mais elegante e refinado, já traz codecs e está pronto a utilizar out-of-the-box, perfeito para imigrantes do Windows e a sua versão MATE é mais estável e menos exigente em recursos que o Unity.

    Contudo a usabilidade da Unity, a Dash e HUD, o facto de ter o launcher à esquerda, o que depois de algum hábito, começa a fazer muito mais sentido na racionalização do espaço de tela e os efeitos visuais intuitivos fazem com que o Unity seja, para mim, um desktop produtivo e útil, além disso já começam a surgir muitas aplicações que permitem configurar a aparência da Unity, só é pena realmente exigir mais do que a maioria dos restantes ambientes, mas eu acho que a versão 13.04 deve trazer boas novidades nesse campo.

  9. M4t3us says:

    Dear Linux Mint, please keep it up. We’re loving the influx of users at Fuduntu!

    XD

  10. G. Miranda says:

    Já agora o DuckDuckGo é o motor de busca por omissão do Firefox no Linux Mint porque há um acordo entre ambas as partes em que por cada pesquisa feita no duckduckgo através do Linux Mint, o Mint recebe uma parte do rendimento.

    É um motor de busca open-source, respeita a privacidade, não é apenas mais um a imitar o Google, possuindo algumas características diferenciais a sua pesquisa tem um bom nível. Penso que deveríamos incentivar as pessoas a experimentarem o DuckDuckGo, aliás eu acho que quem for dependente do Google para pesquisar ou faz uso intensivo dos seus serviços, deve simplesmente usar o Chrome, para melhorar a sua experiência de integração com os serviços Google, acho bem que o Firefox, sendo um browser da comunidade, tenha por padrão o DuckDuckGo.

    • Eu says:

      Também uso o DDG por omissão em todos os pc’s que uso.Mesmo nos browser’s de base chromium,como SRWare Iron.Gosto do resultados de pesquisa e agrada-me a politica de privacidade.

  11. Jorjão says:

    “Para muitas pessoas o Inglês pode não ser o idioma mais acessível, portanto, para instalar o idioma em português,…”

    Acho que poderias ter logo instalado em português e depois das atualizações acabar por completar a tradução para português da forma que disseste. É que se não o pessoal ainda pensa que só pode ser instalado em Inglês.

    O Mint é uma boa opção para quem se inicia no Linux porque já têm muita coisa instalada que para um iniciante pode desmotivar ao iniciar-se no mundo do linux e que não sabe como fazer. Foi assim comigo há cerca de 7 anos quando me iniciei no mundo linux. Felizmente o PPlware tem dado uma ajuda tremenda mas na minha altura era googlar e ligar a um primo que me meteu o bichinho.
    Contudo no meu pequeno avião i5 a 2.8 com 8GB de ram prefiro o Ubuntu com Unity que corre, ui ui. A dash é fabulosa.

  12. Sergio says:

    Na 1ª pagina, qual o nome do prog que esta a correr com todas as infos do lado direito?

    Obrigado

  13. Simão says:

    Instalei o mint 13 há dias no meu novo notebook.
    OK tive uma série de problemas de inicio com as actualizações.

    Depois de algum trabalho consegui actualizar tudo 🙂

    Como sou novato nestas andanças ainda tenho muito que aprender.

    Tenho alguns problemas com o firefox pois parece que não acde todas as vezes à web.
    Não sei se serão configurações ou outra coisa qualquer.

    No entanto estou aqui para aprender 🙂

  14. CMatomic says:

    “Instalei os updates e o PC parou de crashar”
    o pc ???
    ou interface gráfica

    em linux é muito raro o pc crashar , quando isso acontece é quando alguém configurou mal o kernel , ou em relacionado a drivrer da placa gráfica .

    • Pedro Pinto says:

      Sim, interface gráfica que por sua vez pode obrigar a um restart à máquina. As vezes não é possível resolver a situação mesmo acedendo ao terminal

      • CMatomic says:

        experimentaste os outros ambientes de terminal , clicando em ALt mais F1 ou 2,3,4,5,F6 ?

        quando isso acontece a sempre maneira de reiniciar a interface gráfica , pois o sistema ainda esta funcionar
        muda-se para outro ambiente de terminal clicando em ALt mais F1 ou 2,3,4,5,F6

        no ubuntu 12.04

        para matar o ambiente faz-se o seguinte

        sudo stop gdm ( para o gnome 3 )
        sudo stop kdm ( para o KDE)
        sudo stop lightdm (para o ubuntu unity )

        para iniciar utiliza-se o start

        sudo start gdm ( para o gnome 3 )
        sudo start kdm ( para o KDE)
        sudo start lightdm (para o ubuntu unity )

        o terminal é outro mundo no linux que é pouco utilizado mas as vezes devemos saber orientar ate exite alguns navegadores web para o terminal.
        um deles é o links
        se quiseres instalares clica no seguinte link e segue os passos de instalação

        http://tinyurl.com/instalarLinks

        ( apt://links )

        “apt://nome do programa” comando para ser utilizado para instalar programas através dos navegadores web Firefox ou google-chrome ou chromiun .

  15. JP (djlinux) says:

    Muito bom artigo, muito útil para quem quer se iniciar no Linux com Linux Mint.

  16. Arlindo says:

    Ainda sou um noob nas andanças do linux, Ja experimentei o live do mint e sinceramente n gostei. E porque não gostei? Sempre fui utilizador windows desde o windows 3.1 aos famosos 386 e 486 com win95 até ao windows 7. E mint é muito parecido com a interface grafica do Windows. Se falarmos em tentar “roubar” utilizadores ao windows, mostrando que a interface e rapidez é igual ou melhor com simplicidade de utilização, sim, é um bom sistema operativo. Agora, se utilizas o windows com muito à vontade e queres experimentar outro SO, aprender a utilizar um SO diferente e aprender alguma coisa de novo de forma gradual e não utilizar uma interface muito parecida a windows, Parece-me que devemos experimentar distros como Ubuntu ou Fedora? Porque tem um visual gráfico simples e de fácil aprendizagem e depois outro ponto, o mais importante, existe uma grande comunidade para aprender linhas de comando e sobre o funcionamento do SO. O ubuntu, muito falado aqui no Pplware. Talvez a maior comunidade de linux, com ajuda de utilizadores anonimos. O fedora, é red hat based. E pelo que tenho lido, O pessoal da Red Hat liberta software open source para a comunidade e quando não o fazem, contribuem com alternativas.
    Porque não distros tipo Slackware? Porque pelo que tenho lido… é tudo à unha! É como cair dentro de um lago sem nunca ter aprendido nem sequer a boiar.

    • FB says:

      Tens várias versões ao teu gosto, para além das versões Cinnamon como Mate, no Mint tens as versões KDE, XFCE, Debian, e tal como o César fez, podes colocar estilo Gnome. 😉

  17. FB says:

    Só é chato é o Mint, por ser baseado no Ubuntu, acaba por ser identificado como Ubuntu. Mas muito bom OS, gosto muito do estilo “a la Windows” com apenas uma taskbar na parte inferior. Não é preciso andar com trabalhos, era o que tinha no Ubuntu antes da Unity para colocar tudo apenas na taskbar inferior. São gostos. 🙂
    Tanto o Cinnamon como o Mate, recomendo. 😉

  18. necoactv says:

    Lixux….

    isso não funciona direito…

  19. Eduardo Oliveira (knoKer) says:

    Boas,
    sou fã do cinnamon, simples e bonito, no entanto instalei já por duas vezes mint aqui no portatil (toshiba p750) e tenho sempre problemas com crashes da UI e o táctil a deixar de funcionar, já com ubuntu + cinnamon não tenho qualquer problema.

    Instalei ontem aqui numas vms o cinnarch e o Manjaro… gostei bastante do que vi a cerca do Arch, em principio la para o fim do semestre passo para Arch….

    Cumprimentos,
    Eduardo Oliveira

  20. David Oliveira says:

    Uso o mint desde a versão 8, quase sempre sem problemas. Actualmente uso a versão 13 cinnamon e tudo operacional… até numa ideia de melhorar um pouco a performance e as coisas ter seguido o artigo e instalado o ppa xorg-edgers.
    Resultado, o mint deixou de entrar em modo gráfico! :\ Felizmente, um reboot e utilização do modo recovery permitiu corrigir os pacotes quebrados. Voltou a arrancar… No entanto em modo fallback. O cinnamon continuava desaparecido. Altura de remover o ppa xorg-edgers. Para mim criou mais problemas do que resolveu. Agora está tudo a funcionar em ordem 🙂 coisa boa do linux é isto..uma excelente comunidade e em 10 min está tudo como antigamente ehhehe 😀

  21. Estou testando uma Distro chamada ; Cinnarch ( cinnamon + arch )
    E estou surpreso como tudo funciona bem , testem.

    saudações a todos.

  22. Pessoal tenho usado a xubuntu … com umas mexidas esta porreiro … muito bom até… ando muito bem com esta distro…
    PS: uma diferença enorme relativamente a do ubuntu nos gastos da minha bateria, coisa que mal chegava para duas horas da ultima vez durou a viagem de camioneta porto Lisboa .. e ainda durou mais 20 minutinhos em casa … muito bom..

  23. Pedro says:

    Só umas observações:
    – como disseram acima, o que saiu foi o Release Candidate (de um OS com tecnologias ainda não maduras) e apesar de mais ou menos estável não oferece as garantias de uma versão final, quem precisar de um sistema estável pode utilizar a versão 13 (LTS) ou esperar pelo lançamento da versão final 14.
    – o autor deste artigo diz que vem com DuckDuckGo e o yahoo! de origem como se fosse péssimo, nem sente necessidade de apresentar nenhuma razão. Gostos não se discutirem, mas pode estar a afastar algum futuro utilizador das ferramentas que ajudam a financiar o Linux Mint e até são muito úteis. Pelo duck duck go pode-se:
    pesquisar pelo motor de busca padrão (ex. PESQUISA)
    pesquisar pelo google (ex. !g PESQUISA)
    pesquisar imagens google (ex. !i PESQUISA)
    pesquisar pelo yahoo (ex. !y PESQUISA)
    pesquisar pelo youtube (ex. !yt PESQUISA)
    pesquisar na amazon (ex. !a PESQUISA)
    e mais outros motores que não me lembro, tudo escrevendo na mesma barra de pesquisa. Pessoalmente acho isso muito prático.

    • Glink says:

      ja para não dizer que quando pesquisas estas a fazer uma pesquisa mais abertan e não de acordo com os teus gostos, evitando assim estar “preso” a uma bolha que so nos mostra o que “nós gostamos” de acordo com o nosso histórico de pesquisas da google….

    • César Augusto says:

      Caro Pedro,

      Penso que o que aconteceu foi uma má interpretação dos sinais de pontuação (não te estou a criticar, eu quando (re)li o artigo também me pareceu à primeira que estava a achar o yahoo! e o duckduckgo péssimos, o que não é o caso).

      Se reparar:

      “Agora temos uma situação chata quanto ao firefox:
      A pesquisa padrão é o Duck search e o yahoo!”

      – parece que estou a dizer mal dos motores de pesquisa, mas apenas estou a ajudar as pessoas que “só” gostam do google a usá-lo como omissão.

      Mas, trocando a combinação:

      “Agora temos uma situação chata quanto ao firefox:
      A pesquisa padrão é o yahoo! e o Duck search.”

      -Já parece uma frase normal e não uma exclamação.

      Tentei fazer-me entender o melhor possível 🙂

  24. Pedro Pires says:

    Em relação à pergunta, é exactamente isso que estou a fazer mas com o Linux Mint Maya com Gnome Shell =D

  25. Pedro Pires says:

    Em relação à pergunta, é exactamente isso que estou a fazer mas com o Linux Mint Maya com Gnome Shell =D

  26. Posso dizer que o 1º contacto que tive com o cinnamon foi instalando-o no ubuntu (via terminal)… estava verde mais muito estável no seu todo.

    Acho que a versão MINT é muito bem consebida apesar de tudo acho que está num bom caminho.

    Quanto ao ubuntu, acho que nada fica para trás mesmo com a existência do Unity. Claro muitos instalaram outro desktop, mas a base do ubuntu é sem duvida incrivel.

  27. cmendao says:

    Boa tarde pessoal,

    No meu trabalho tenho proxy para poder aceder a internet e nao colocar os dados de user e fazer os updates do mint e instalar algum software.. Coloco o proxy mas nao fica a funcionar correctamente, parece que existe alguma falha nessa versao do mint, alguem sabe de algum tuto correcto para isso?
    Thanks 😉

  28. Nelson Zed says:

    Concordo com alguns comentários, de fato o Unity do UBUNTU vem trazer algo novo nos desktops e ainda bem….é preciso inovar!!! O Mint é completo, talvez demais…..por isso torna-se um pouco pesado (eu uso XFCE num dual core com 2gb ram). As distros que dão mais prazer são aquelas que desafiam os fracos recursos do hardware, por isso usar SLITAZ, Puppy Linux ou ConnochaetOS fazem milagres…..num Pentium III 700Mhz 256Mb Ram….
    Gosto muito do UNITY e acredito que um dia vai surgir algo parecido mas mais leve…..mas enfim enquanto isso não vem sempre temos os varios docks existentes e praticos…..

    Um abraço a todos….
    Já consegui levar mais uns amigos para o Linux….e grande parte deles confessaram nunca mais precisar do windows……(excepto para manter os jogos da pequenada!!!)

  29. Y-lhaK says:

    muito bom artigo, pelo conteúdo e, principalmente, pela bem humorada apresentação …muito bom 🙂

  30. Avenzel says:

    Uso o Mint há quase um ano sem problemas. Nem durante a instalação nem durante o uso. Disse definitivamente adeus ao Windows desde então. E que diferença de velocidade! Deixei de ouvir o meu disco constantemente a trabalhar, que sossego…
    Já o instalei em vários PCs, portáteis, máquinas com dois monitores, um deles touch e sempre – incrivelmente – sem problemas. Recomendo.

  31. nnexuss says:

    Mais um dia perdido… passei o dia de ontem em busca da solução para o meu portátil que tem GPU´s híbridos… Intel/ATI… Tive que formatar o computador vezes sem conta e não consegui meter aquilo a trabalhar como deve de ser!
    Esta é a minha “101! desistência… Juro que estou FARTINHO de tentar e nada!!!! Eu bem quero, mas não está fácil!!!!!

  32. kefz says:

    Boa noite,

    Já tinha usado o Mint noutras versões anteriores e deparei-me com alguns problemas, nomeadamente com o flash em x64.

    Agora com esta versão que testam aqui, tenho estado a usar há uma semana e tem sido uma boa experiência. Por isso não deixem que isto vos desmotive de experimentar, quem sabe não ficarão fãs?

  33. noosphere says:

    Ainda não foi desta que desisti… já instalei outra vez 🙂
    Voltei á carga 🙂

  34. Luís says:

    Serei o único que não consegue alterar os temas? :/

  35. Marcelo Maia says:

    preciso saber senha de superusuario.

  36. Comecei a usar Gnu/Linux por volta de 1998, com o saudoso CONECTIVA. Durante este tempo vi muitas distros surgirem e desaparecerem mostrando maravilhas mais sem base para enfrentar o desktop do tio gates. Depois de muito experimentar todas as versões viaveis de Gnu/Linux, acabei ficando com o UBUNTU até 2010, quando infelizmente o UBUNTU também foi vitima da falta de base para desktop quamdo resolveu criar o UNITY ( o pior gerenciador de janelas já construido até hoje para o Gnu/Linux ) resolvi voltar para o querido Debian, e fiquei surpreso com a estabilidade, beleza, rapidez, facilidade que ele alcançou durante os mais de 4 anos que estive sem usa-lo, enfim não devia te-lo abandonado. Com relação ao UBUNTU o pior ainda esta por vir quando o servidor grafico X for abandonado. O Debian além e estavel é rápido eu tenho a versão de 64 bits com Enlightenment e o Mate instalados. Nota 10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.