Quantcast
PplWare Mobile

Speed Dreams 2.0 – Um jogo open source para acelerar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Algarvio says:

    venham mais open source

  2. Ruaben says:

    O jogo não tem gráficos de ultima geração, mas ainda assim é um óptimo jogo, óptimo para quem não joga de ficar no transito 😛 e joga de correr pe a fundo

  3. Deus says:

    O título do artigo dá a entender que é o 2.0 que está para download aqui mas no site oficial está lá a dizer que o 2.0 do jogo só sai em Abril de 2011

  4. DoContra says:

    Há poucos dias houve, aqui, uma abordagem ao Grand Turismo 5. É óbvio que estamos em universos à parte! Se este jogo é horrivelmente primário? Claro que é! E porquê? Porque ainda há quem programe jogos à borla sem pensar “quanto é vou ganhar com isso?”

    Mas se pensarmos em termos de Torcs, talvez já haja mais “respeito”.

    Sabem que mais? Darei mais rapidamente uma contribuição voluntária para quem desenvolve jogos open source do que comprar, a preços exorbitantes, jogos “comerciais”. E nem se trata de proteger os direitos de autor com os quais estou plenamente de acordo! O que não estou é para engordar intermediários parasitas.

    Nem que continuem com a ridícula e degradante “campanha” dos 1000 “piratas” mensais…

    • Ruaben says:

      acerca do 1º paragrafo eles fazem aquilo por diversão, é um passatempo para eles e é muito mais satisfatório deixar alguém feliz do que a nós próprios felizes. e ainda eles ganham mais $ que o proprio gran turismo

    • Vítor M. says:

      Eu sinceramente ainda não tive grande vontade em “estudar” este actual fenómeno entre a “brigada Piarata” e a “ACAPOR”, anda um ambiente podre no ar que não irá resultar em boas notícias para alguns…

      Não sei nem quero saber quem tem razão, mas o que sei é que têm de ser defendidos os direitos à propriedade intelectual. Também acredito que o abuso constante, a degradação da moralidade que deveria existir nas trocas comerciais está a criar um cenário de quase guerra aberta e campal!!!

      Quando aos Torcs, de facto há grandes projectos e com qualidade de topo e que servem de inspiração para muitos produtos comerciais.

  5. jo says:

    o meu 486 tinha gráficos melhores, mm sendo de borla parece que regredimos no tempo…..

  6. José Luís says:

    Gostei muito do conceito “Open Source” para Jogos ^_^’

  7. erick says:

    como qui intalá isso?

  8. André says:

    E para quem gosta de jogos, existe uma distribuição de Linux da comunidade Linux Gamers:

    http://live.linux-gamers.net/

    É um live CD ou DVD, recheado de jogos 3D open source completos (online e offline). É certo que o GNU/Linux não é o SO alvo para jogos comerciais, mas isso não quer dizer que seja uma plataforma que esteja fora dessa área.

    Cumps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.