PplWare Mobile

PS5 e nova Xbox podem ser as últimas consolas, a opinião da Qualcomm


Rui Bacelar

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. iDroid says:

    Se a questão do lag já estiver resolvida, será o futuro para uma grande maioria das pessoas. Para os gamers profissionais, pelo menos num futuro próximo, não consigo imaginá-los a utilizar estes serviços online…para essa secção do público, 1 milissegundo conta!

  2. PGomes says:

    Grande treta…

  3. Junior Mauricio says:

    Um erro
    Subscrever um serviço assim???? Só para ricos…
    Ok as consolas e jogos estão caros mas imaginem pagar 100€ por mês só para jogar… Era um roubo!

    PS: não sei os valores nem estou informado

    • Sérgio B. says:

      Imagina pagar 15€ pelo GTA, e poder jogar em qualquer PC, sem ter de instalar, só tens de fazer login… Era fantástico!

      PS: não sei os valores nem estou informado

      • Danny says:

        Primeiro tu pagas 15€ (como exemplo) para jogar com o GTA, não pagas para ficar com o jogo. E em qualquer PC? Achas que nvidia e afins vão querer isso?

    • Filipe Coelho says:

      Duvido que seja 100€ por mês, isso é um preço absurdamente alto. A Origin, por exemplo, penso que tem subscrição de +/-100€ anuais. Diria algo a rondar mais esse preço, no máximo 15€ mensais. Caso contrário ninguém iria aderir, e isto é um serviço que precisa de ter bastante chamariz, senão os jogadores nem vão sequer querer experimentar.

  4. João M. says:

    Junior, se for algo tipo PS NOW, pagas 15€ (salvo erro) e jogas os jogos que lá tiver. Acho que outras plataformas de stream de jogos devem andar pelos mesmos valores. PAra grandes consumidores de jogos, sai mais barato que os comprar – ficas é limitado a que acabas a susbcrição e nada é “realmente” teu. É como quem tem NETFLIX.. os filmes não são teus.. deixas de pagar, deixas de ver.

  5. theneus says:

    Junior Mauricio, acredito que se ele quiserem popularizar o valor terá que ser atraente…. assim como a Microsoft fez com o Office365. Estilo Netflix.

  6. Pedro Pinto says:

    Já ando a ouvir esta conversa desde a PS3 !!!

  7. Tipsy says:

    Um dia, talvez.
    Neste momento, acho demasiado cedo para o efeito. Existem muitos factores a considerar, e acho que nem Sony nem Microsoft, estão totalmente capacitadas para dar um salto desta dimensão, a curto prazo. Mas isto é a minha opinião. O que agora nos parece estranho, depois entranha-se.
    Neste momento acho mais interessante a Sony querer focar-se muito no singleplayer, criando histórias e enredos mais profundos, distanciando alguns dos seus exclusivos do foco do multiplayer (não deixando de o ter), e embrenhar o jogador, ainda mais, nas histórias e nas personagens. Esta sim parece-me uma estratégia interessante.

    • Carlos says:

      A Sony já tem hoje um serviço de streaming de jogos.
      Toda a gente fala no Stadia que para já é apenas vapourware mas o PlayStation Now é um servço que já existe hoje.

      • Gongs says:

        A Xbox tem o Game Pass antes da Sony ter sonhado com o PS NOW e ninguém fala disso… Tem-se a Sony como referência para tudo e depois somos quadrados na opinião que damos porque não conhecemos nada para além do que a Sony faz.

    • Gongs says:

      A Microsoft está tão mal preparada que lançou um modelo da Xbox sem leitor de CDs apenas com recurso a jogo digital e favorecendo o Game Pass. Creio que esta revelação da Google (Stadia) é algo que promete muito, mas não nos podemos esquecer das infraestruturas que utilizamos, dos lags, velocidades que ainda contam com alguns defeitos, da prestação do serviço e de jogos multiplayer em rede quando o serviço for por streaming. Tudo isto vai contar. Não deixa de ser uma aposta ambiciosa que, se resultar, vai mudar completamente a forma como se joga. Até lá, vou aguardar para ver e experimentar na minha realidade para ver se realmente vai funcionar como dizem.

      • Carlos says:

        Acho que andas a confundir os teus sonhos com a realidade.
        O que o Major Nelson disse é que lhe parece claro que no futuro as consolas não irão ter leitores BluRay, primeiro porque já hoje muitos jogos não cabem num disco e segundo porque se o futuro é o streaming, e eu acho que não é, não é preciso de leitores BluRay para nada. Dito isto, a próxima Xbox, segundo os rumores vai ter 2 variantes, a “Anaconda”, que será uma evolução da Xbox One X e a “Lockhart” que será uma evolução da Xbox One S, mas que mesmo assim provavelmente será equivalente à PS 5 em hardware. E ambas terão leitores BluRay. Há ainda rumores duma versão “Picasso”, que essa sim não tem leitor BluRay, mas essa parece ter ficado em standby para já.
        E o PS NOW é um serviço de streaming puro, o Xbox Game Pass é um serviço de “aluger” de jogos, tens de os instalar localmente para os poder jogar. São serviços bem diferentes.

        • Gongs says:

          Caro amigo, a consola Xbox One sem qualquer leitor já foi revelada e para dar um link da casa, aqui fica: https://pplware.sapo.pt/microsoft/xbox-one-s-all-digital-edition/

          relativamente ao PS Now : O PlayStation Now é um serviço de subscrição de jogos que te dá acesso a mais de 600 títulos de sucesso, exclusivos PlayStation, favoritos da família e jogos aclamados pela crítica, por um preço mensal. Com o PlayStation Now, podes transmitir jogos PS4, PS3 e PS2 de forma instantânea e transferir centenas de jogos PS4 para jogar offline.

          Tens sim a diferença de ser por streaming, mas a base do serviço é exatamente a mesma que o Game Pass se os quiseres jogar offline, que chegou primeiro. Além disso, toda a retrocompatibildiade de Xbox está ativa desde (quase) sempre, bem como funcionalidades como o Play anywhere que te permite fazer streaming dos jogos da consola para qualquer PC Windows (dentro da mesma rede).

  8. Danny says:

    Adoro estes que adivinham o futuro, tentando lançar modinhas! O dia que o streaming de jogos for a serio, o gaming morre. Simples! Porque? Tem muito jogadores que fazem coleçao de jogos, relembrar jogos e há muitos deles para relembrar. Sei que vai haver o espertinho que vai dizer ” jogar de novo o mesmo jogo?”, mas tal pessoa não é gamer e nunca há-de saber o que é isso.
    Ainda mais, basta ver o comentário do IDroid. Quem não o perceber o que ele disse, esta simplesmente tramado, seguindo modinhas.

    Quanto “Ao mesmo tempo, o gaming crescerá também no setor mobile”, este só crescerá se houver jogos de qualidade e que não impliquem estar ligado online apenas para jogar um single player!
    Da minha parte, jogos que temos de estar constantemente ligado a net, morrem! São logo desinstalados. Login para fazer uma simples corrida? Para jogar um simples jogo de luta?

    • Filipe Coelho says:

      “Adoro estes que adivinham o futuro, tentando lançar modinhas! O dia que o streaming de jogos for a serio, o gaming morre.” agora quem é que está a adivinhar o futuro?

      • Danny says:

        De certeza que o que escrevi não vai ser lançado e partilhado nas redes sociais e diversos sites da especialidade, nem vais ver-me em conferencias e afins.! LOL

        Tens de saber distinguir alguém que dá uma opinião (como eu, pois não sou pago para tal) de alguém que vai influenciar a opinião (sendo pago para influenciar e claro, ganhar dinheiro com coisas que todo o mundo tem de seguir, tal cordeirinhos). Simples amigo.

        Exemplo de modinha? notch!bastou um lançar, como se fosse tecnologia de ponta, onde diziam que os utilizadores estavam rendidos ao notch e quase todas as outras achavam excelente. mais tarde, vemos que não é bem o caso.
        Bem, mas basta de explicações.

  9. q says:

    Dizer “É apenas uma questão de tempo” é uma banalidade.
    Tudo o é fisicamente possível é uma questão de tempo, se não morrermos antes, claro está.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.