Quantcast
PplWare Mobile

Novidades PlayStation na Gamescom 2013

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Tiago Dias says:

    Olha, estive na Gamescom e não me lembro…

  2. Diogo says:

    “Na embalagem estará também presente um novo comando DualShock 4 com touchpad e também um novo PlayStation 4 Eye.”

    Novo Eye na embalagem ? Segundo constava ia ser vendido em separado.

  3. Ricardo says:

    Não percebi a cena da PS3 SS de 12GB. Ainda não estava a ser vendida nos US?

  4. Chrno says:

    Bem, o que eu não percebi foi, e passo a citar “Foi ainda revelado que os jogos Call of Duty: Ghosts, Watch Dogs, AC Black Flag e Battlefield 4 vão ser vendidos com desconto na PS4 a quem tiver as versões para a PS3.”

    Mas quem é que compra 2 jogos iguais para consolas diferentes? Com o salto tecnologico da ps2 para a ps3 ainda se compreende a compra do mesmo jogo com gráficos melhorados (call of duty, fifas etc), mas a PS4 é uma PS3 com esteróides. Graficamente, pelo menos por enquanto, é ligeiramente superior e novos sensores de toque. Não duvido do poder da consola, mas pelo que tenho visto, não houve nada que me tenha feito ter um momento “Hummm… parece que vou gastar dinheiro este Natal.”

    Isto deixa-me de pé atrás. Por enquanto, sinto que quem comprar a nova PS4, vai acabar por ficar com um PS3 revigorada.

    Já para não falar numa coisa triste. A minha PS3 FAT 60GB achou que estava da hora de ter o seu 3º YLOD, por isso queria mandar para reparação, visto ainda ter garantia. Fui informado que as FAT deixaram de ser produzidas em Julho deste ano, logo já não há peças. Vai-me ser feita a troca por uma SLIM de 1ª geração com 160GB. Ou seja, anda um gajo a gastar dinheiro numa consola com retrocompatibilidade, em reparações quando têm YLOD, para agora receber um produto com qualidade inferior e que parece um pisa papeis.

    Quanto muito, davam uma das novas SLIM, que ao menos sao mais bonitas e não têm havido casos de YLOD.

    • Tiago Dias says:

      Respondendo à dúvida, a ideia parece-me ser permitir a quem compre um jogo para a PS3, antes da saída da PS4, comprar mais tarde uma versão digital desse mesmo jogo para a PS4 a um preço muito mais reduzido (~10 €). É sempre vantajoso para o cliente que adquira a PS4 depois de já ter os jogos para a PS3.

  5. Carlos says:

    “Com o salto tecnologico da ps2 para a ps3 ainda se compreende a compra do mesmo jogo com gráficos melhorados (call of duty, fifas etc), mas a PS4 é uma PS3 com esteróides. ”

    Acho que isto resume tudo, e também vale, no geral, para a Xbox One.

    Desconfio que é por isso que a Microsoft começou por colocar ênfase nas funções online (funcões à la Steam, updates automáticos, etc), nas funções de entretenimento e aplicações (poder ver televisão, usar o Skype, etc), e no novo Kinect. É que, tirando isso, a Xbox One não é assim tão melhor que a 360.

    No caso da PS 4, como a Sony basicamente ainda não disse nada que não se possa fazer com a PS 3, o que é que a PS 4 tem que justifique dar 400 euros por uma? Ainda mais para quem já tem uma PS 3.

    • MigM. says:

      E ainda por cima vai sair o GTA5 ainda para a PS3 em Outubro.

    • Pedro Oliveira says:

      ‘Like’

      Bem verdade. Eu estou muito mais inclinado a comprar jogos para a PS3 este ano do que propriamente uma consola nova. Nunca comprei (também porque não podia dar-me ao luxo) uma consola nova quando esta saía mas também não vejo motivos para o fazer agora.

      Já marcas que eu goste vão lançar a última remessa de jogos: Grand Theft Auto V, Lightning Returns: FFXIII, Gran Turismo 6; ou outros que até já saíram: Last of Us, Tomb Raider.

      Quero com isto dizer que tenho mais motivos para manter a minha PS3 do que comprar uma nova.

      • Chrno says:

        Nem mais. E ainda falta a grande falha da PS4 que parece que ninguém se lembra: Não há retrocompatibilidade para com jogos da PS3. Acredito que haja, mais tarde, lá pró fim de vida da PS4 (1 anito antes de anunciarem a PS5) retrocompatibilidade para jogos PS3 comprados na PS Store, jogos esses que poderemos ter ou não comprado em formato físico, mas que nada servem. Lá temos que comprar o mesmo jogo pela Store.
        Tendo sempre sido um fiel cliente da Sony, desde os tempos da Playstation 1 (sim, o primeiro tijolo), cada vez me sinto mais desiludido.
        E mais, que é isto de ter que estar sempre ligado à net para poder certos jogos que têm vertente single-player? Ou melhor, ter que comprar uma edição especial com um código para poder jogar offline…
        Enfim…

        • José says:

          Retrocompatibilidade! Heis a grande questão. As marcas “esquecem-se” sempre deste detalhe! Quem gastou uma fortuna em jogos, muitos dos quais, certamente, gostará de continuar a jogar nem que seja de vez em quando, fica com uma série de software sem utilidade nenhuma, ainda por cima com uma idade inferior a 5 ou 10 anos! Já vi o argumento de que quem quer continuar a usar estes jogos tem a consola anterior! Mas isso é uma falácia, como sabemos, muitas consolas avariam e de repente, descobrimos não existir peças para substituir ou de reparação, como foi apontado por alguns comentadores aqui. Tenho a PS3 que era de 60 gigas, agora tem 500, mas ando sempre com o receio de ver um dia a consola avariar! Isto não deixa de ser estúpido e irracional! O mesmo acontece com a minha X-box 360, que até hoje foi-se mantendo, mas até quando? E de que me serve comprar as novas se, não poderei usar os jogos que comprei, precisamente nesse formato! Já houve quem dissesse que, a evolução tecnológica a isso obriga! Eu, acho outro disparate! Ora, numa evolução tudo o que lê para a frente deveria ler para trás, não seria difícil a um bom engenheiro proceder a um código qualquer que, permitisse ler os jogos anteriores! Basta ver o que acontece com a PS3 fat de 60 gigas que lê tudo, mesmo que seja emulado, e tem que como sabemos, tem uma tecnologia totalmente diferente da PS1 e 2. O mesmo se aplica à X-box360 que só lê “alguns” jogos da original! As empresas que admitam! Querem é ver as pessoas pagar uma e outra vez pela mesma coisa! Nova tecnologia sim, mas dentro do mesmo formato, deveriam ler tudo, caso contrário estamos num paradoxo! Uma consola Ps ou X-box não ler jogos do seu próprio formato! Basta ver que, um leitor de blu-ray lê sem problemas cd e DVDs, e usando tecnologia diferente e não sendo, por isso mais caro bem pelo contrário.

    • Carlos says:

      Lá está, não é por acaso que a Microsoft continua a dar destaque a funções que têm pouco ou nada a ver com os jogos:

      http://www.theverge.com/2013/8/21/4643746/microsoft-previews-xbox-one-dashboard-gamescom-2013

      (e, sou só eu, mas a capacidada Xbox One reconhecer pessoas só pela vez é um bocadinho para o sinistro, não é?)

  6. Vítor M. says:

    Tiago, traz alguns gadgets novos 😉 para testarmos cá dentro de portas.

  7. mihcail says:

    Boas pessoal estou aqui a ver pessoal a criticar a politica da sony e microsoft, de as consolas não serem compativeis com os jogos antigos agora faço uma pergunta a voces.

    Voces compravam uma consola da nova geração para jogar jogos da geração anterior?

    Desculpem lá mas se querem continuar a jogar os jogos da velha geração ficam com a consola da geração anterior, ou vendem tudo, e sei que eles querem é “roubar” o dinheiro ao pessoal com jogos de geração nova com a antiga.

    Agora fica ao vosso critério se vão ou não comprar a consola agora arranjar mil e uma desculpas esfarrapadas para a não comprar por favor.

    Para mim a consola da microsoft dar 500 euros por aquilo mais vá-le comprar um pc visto que não ha diferença entre os dois.

    Se voces repararem o mesmo acontece com os pcs porque se querem jogar os jogos recentes têm que ter um computador com os requesitos minimos se não tiverem lá tem que comprar um pc novo e se verem uma boa placa grafica fica quase no preço da ps4, tudo bem não se deve comparar os pcs as consolas pois os pc conseguem ser melhor mas mesmo assim porque criticam tanto.

    • Carlos says:

      “Para mim a consola da microsoft dar 500 euros por aquilo mais vá-le comprar um pc visto que não ha diferença entre os dois.”

      Huh…

      Estás a dizer que consegues comprar um PC com um APU (a designação da AMD para a combinação CPU+GPU) com 8 cores, 8GB de RAM, leitor Blu-Ray, Ethernet gigabit e mais uma série de coisas por 500 euros?

      A questão não é essa, a questão é: há assim tanta diferença nos jogos *hoje* (ou no Natal, quando estiver à venda) entre a One e 360 que justifique dar 500 euros por ela?

      • John says:

        Conseguir consegues, até porque muitos PC’s low end são tanto ou mais potentes que as consolas.
        Agora há outra questão, o hardware na consola é aproveitado ao máximo para jogar.

        No pc não existe esse tipo de centralização da optimização, o que faz com que o hardware esteja subaproveitado.

  8. Paços Dias Aguiar Mota says:

    Boa noite

    A PS4 parece ser realmente a melhor escolha para quem quer um CONSOLA, para BOx ja tenho a IRIS e chega, quanto ao facto de comprar na data de lançamento, não não justifica mesmo, pelo menos para quem tenha uma PS3, ja nao se pode dizer o mesmo para quem tem 360 porque parece que a M$ se esqueceu por completo que tem a 360 no mercado. Quanto a retrocompatibilidade que não haja na PS3 ate se entende porque a programação não é a mesma, ou seja passou a x86 que para correr os jogos da PS3 teria de ser por emulador e nao seria a mesma coisa, ja na X1 não se percebe porque a base de programação é a mesma, e ate poderia ser um trunfo para a M$.
    Mais uma coisa que adorei foi o remote Play da PS4 com a VIta, brutal!! Se a Sony manda-se um bundle PS4+ Vita 500€, matava tudo!! e tenho dito…

    • Alex says:

      Depois dessa conferencia tenho certo que a melhor plataforma é o PC, o PS4 é um console indie e o Xbox One apesar de ter os melhores jogos nesse começo ainda não se confirmou como console.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.