Quantcast
PplWare Mobile

Top dos artigos mais acedidos na Wikipedia em 2012

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Pedro Domingues says:

    lol nunca acedi a nenhum dos que estão nessas listas.

  2. Jorge Costa says:

    Nao usei nenhum haha,

    Desculpem o off topic, mas será que me poderam dizer qual a diferença entre proxies e vpn’s? qual é mais seguro? existem centenas de artigos na WIKIPÉDIA… mas todos diferentes.

    😀

    • lmss says:

      Um servidor proxy é um computador que funciona como intermediário entre um Web browser (tal como o Internet Explorer) e a Internet. Os servidores proxy ajudam a melhorar o desempenho da Web pois armazenam uma cópia das páginas Web visitadas frequentemente. Quando um browser pede uma página armazenada na coleção do servidor proxy (na respetiva cache), esta é fornecida pelo servidor proxy, o que é mais rápido do que ir à Web. Os servidores proxy também melhoram a segurança através da filtragem de algum conteúdo Web e software malicioso.

      Os servidores proxy são utilizados sobretudo por redes em organizações e empresas. Normalmente, as pessoas que se ligam à Internet a partir de casa não utilizam um servidor proxy.

      As VPNs (Virtual Private Networks) são ligações ponto a ponto entre uma rede privada ou pública, tal como a Internet. Um cliente VPN utiliza protocolos especiais baseados no TCP/IP, chamados protocolos de túnel, para efetuar uma chamada virtual para uma porta virtual num servidor VPN. Numa implementação VPN típica, um cliente inicia uma ligação ponto a ponto virtual com um servidor de acesso remoto através da Internet. O servidor de acesso remoto atende a chamada virtual, autentica o chamador e transfere os dados entre o cliente VPN e a rede empresarial privada.

      Para emular uma ligação ponto a ponto, os dados são encapsulados, ou envoltos, com um cabeçalho. O cabeçalho fornece informações de encaminhamento que permitem que os dados atravessem a rede partilhada ou pública para alcançarem o respetivo ponto final. Para emular uma ligação privada, os dados enviados são encriptados para assegurar a respetiva confidencialidade. Os pacotes que forem intercetados na rede partilhada ou pública serão indecifráveis sem as chaves de encriptação. A ligação na qual os dados privados são encapsulados e encriptados é conhecida como ligação VPN.

      Ambos os serviços podem ser mais seguros dependendo do serviço mas nunca são totalmente seguros, o uso através de uma rede VPN é melhor que o uso através de proxy, embora para proteção extra poderes te ligar a um proxy dentro de uma rede VPN…

      Podes consultar também estes dois links do Pplware:

      https://pplware.sapo.pt/informacao/proxies-o-que-sao/
      https://pplware.sapo.pt/networking/redes-sabe-o-que-uma-vpn-virtual-private-network/

  3. Anónimo says:

    É engraçado como a maior parte dos países tem o nome do seu próprio país em primeiro do ranking de pesquisas.

    Boas Festas a todos! 🙂

  4. lmss says:

    Um servidor proxy é um computador que funciona como intermediário entre um Web browser (tal como o Internet Explorer) e a Internet. Os servidores proxy ajudam a melhorar o desempenho da Web pois armazenam uma cópia das páginas Web visitadas frequentemente. Quando um browser pede uma página armazenada na colecção do servidor proxy (na respectiva cache), esta é fornecida pelo servidor proxy, o que é mais rápido do que ir à Web. Os servidores proxy também melhoram a segurança através da filtragem de algum conteúdo Web e software malicioso.

    Os servidores proxy são utilizados sobretudo por redes em organizações e empresas. Normalmente, as pessoas que se ligam à Internet a partir de casa não utilizam um servidor proxy.

    As VPNs (Virtual Private Networks) são ligações ponto a ponto entre uma rede privada ou pública, tal como a Internet. Um cliente VPN utiliza protocolos especiais baseados no TCP/IP, chamados protocolos de túnel, para efetuar uma chamada virtual para uma porta virtual num servidor VPN. Numa implementação VPN típica, um cliente inicia uma ligação ponto a ponto virtual com um servidor de acesso remoto através da Internet. O servidor de acesso remoto atende a chamada virtual, autentica o chamador e transfere os dados entre o cliente VPN e a rede empresarial privada.

    Para emular uma ligação ponto a ponto, os dados são encapsulados, ou envoltos, com um cabeçalho. O cabeçalho fornece informações de encaminhamento que permitem que os dados atravessem a rede partilhada ou pública para alcançarem o respetivo ponto final. Para emular uma ligação privada, os dados enviados são encriptados para assegurar a respetiva confidencialidade. Os pacotes que forem intercetados na rede partilhada ou pública serão indecifráveis sem as chaves de encriptação. A ligação na qual os dados privados são encapsulados e encriptados é conhecida como ligação VPN.

    Ambos os serviços oferecem-te uma proteção extra mas nenhum é 100% seguro, em relação entre os dois o serviço que te oferece mais proteção e estabilidade é o serviço de rede VPN.
    Podes também conciliar os dois, uma vez dentro da VPN poderes te ligar ainda a um proxy.

    Podes consultar os artigos na parte de redes aqui do pplware que tens informações muito boas em relação a esses dois serviços.

    Cumprimentos 😉

  5. Jorge Costa says:

    por acaso já tinha lido ambos, no fundo o que queria saber era qual seria mais seguro e fiável 😀

    thanks 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.