Quantcast
PplWare Mobile

GNR identificou oito pessoas por burlas com MB WAY

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. AlexS says:

    “Não aceite fazer pagamentos através da aplicação”

    Assim para que é que serve?
    Ou não entendi a afirmação?

  2. Ze Manel says:

    Continuo sem perceber como é que as pessoas aceitam o pedido do burlão quando este diz “vá á caixa multibanco e introduza este numero que lhe vou dar” Nheda-se, para ir ao multibanco não aderia ao mbway.
    A aplicação é segura, as pessoas é que a tornaram insegura porque não têm dois neurónios para pensar…

    • VP says:

      Mas torna-se ainda mais grave, pois para além desses passos todos, o burlão no final do processo na app do MBway tem de introduzir os últimos 4 dígitos do cartão de multibanco do burlado.
      É pena este método ficar com tanta má fama.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Lá continuam as burlas com este sistema.Enfim…

  4. Há cada gajo says:

    Continuam a haver demasiados tansos para esta tão prática aplicação. A questão é básica : não sabe como funciona, não utiliza antes de aprender. Mas, e dizer que não sabe utilizar ? O tuga nunca diz que não sabe, pois a pressão social é grande. E depois temos este resultado.

  5. Paulo says:

    Uff! que fartura de operação. Imagino todo o esforço, complexidade e aparato de pessoal para colocar um anuncio no olx com o titulo IKEA e colocar o numero para ser contactado. Esperar uma chamada dos Cig… daquela gente que trabalha nas feiras, pedir a localização a operador e prender os sujeitos. xD Realmente… Nem a NASA.

  6. Miguel says:

    Eu não há uma vez nos últimos tempos que não coloco um anúncio no OLX com o meu número de telemóvel visível que não recebo logo passado uns minutos uma chamada dessa gentalha! Farto-me de bloquear números, mas tem sempre um diferente, até já conto o tempo, meio no gozo, após o anúncio ficar activo, até o meu telemóvel tocar…são uns FDP, palhaços, é sempre um gajo e a seguir uma gaja com sotaque aciganado

    • Diogo says:

      A mim o mesmo gajo me ligou duas vezes com números diferentes, não sei se o sr Miguel apanhou o mesmo sujeito que apanhei que vinha com a conversa de “Tenho um colega meu que pode buscar o [PRODUTO DE VENDA] amanhã” Ou quando digo que não tenho MBway ele diz “Algum amigo seu que tenha MBway?” Ou “O meu filho faz anos amanhã e quero oferecer a ele”.

  7. Diogo says:

    Espero que um deles tenha sido o mesmo “rato” que me tentou burlar duas vezes. Um bom trabalho para a GNR

  8. David Guerreiro says:

    A questão é que este tipo de criminalidade é aquela criminalidade que é tratada com paninhos quentes na justiça. Ou seja, são presentes a tribunal, e saem com TIR, continuando a atividade criminosa logo de seguida. No final são condenados a pena suspensa, e o crime compensa.

    • Diogo says:

      Esperemos que desta vez não seja assim e que esses burlões aprendam a lição de uma vez por todas. É que nem trabalhar devem sequer e comem o trabalho dos outros,

      • David Guerreiro says:

        Vives em Portugal? É que parece que não…

        • Diogo says:

          Não, sou da China, como achas que falo português? Lol

        • Diogo says:

          Há que se ter alguma esperança de haver justiça como deve ser um dia.

          • PorcoDoPunjab says:

            Diogo, se está à espera de haver justiça como deve de ser neste país, vá esperando já nem digo sentado, mas deitado.
            Pelo menos com estes partidos que nos têm desgovernado nestas décadas, não a vai ver nunca, isso garanto-lhe.
            Em relação à notícia, após tantos anos destas tretas, tanta informação disponível, e vai ao multibanco meter códigos que outros lhe dão para inserir ou então dá esses códigos a terceiros e desconhecidos?
            Só apetece dizer que um burro e dinheiro logo se separam.
            Não sabe usar, não sabe o que está a fazer, não mexe.

            Se o meu carro deixar de trabalhar eu não vou abrir o capot e mexer naquilo sem saber o que estou à procura.
            Chama-se a isto, bom senso, coisa que como se sabe por cá há em pouca quantidade.

            Em relação aos burlões, como é óbvio nada lhes vai acontecer e ainda lhes vão pedir desculpas por terem que ir ao tribunal perder tempo quando podiam estar a “trabalhar”…

            Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

  9. Paulo says:

    Todos as manhãs saem de casa um burlão e um tolo. Quando os dois se encontram, há negócio.

    • PorcoDoPunjab says:

      Paulo, está errado.
      Sendo que um burlão pode enganar uma quantidade ilimitada de tolos, conforme se tem visto por esta cena do mbway, facilmente se chega à conclusão que o rácio não é um burlão por cada tolo.

      Tolos é o que não falta neste pobre país, são vários milhões, por isso estamos neste estado.

      • Marcolino says:

        Quando eu penso que, a Alemanha erradicou no século 18 o analfabetismo (O Projeto Educacional de Nietzsche) e vejo que, portugal está cada vez pior, já acredito em tudo, por isso neste momento somos o paraíso dos burlões.

  10. Diogo says:

    PorcoDoPunjab, é como eu disse, talvez um dia haja esperança na parte da justiça ou talvez não, isto é Portugal, é como costumo dizer “pode vir à rede um peixe ou caranguejo” eu cá não sou burlado assim tão facilmente e espero ser sempre assim, sou trabalhador honesto, não roubo, é intrigante ver esses burlões a fazerem estas coisas com quem trabalha honestamente.

  11. Yamahia says:

    Por aqui MBway descartado desde o início!

  12. Santos says:

    Eu acho que a burla do MbWay já é bem conhecida. Ninguém “dá” o cartão do multibanco com o PIN a ninguém, com o mbway é o mesmo sistema. É seguro e prático. Sempre que alguém pedir que mudemos o PIN do MbWay é logo contactar as autoridades de forma a tentar apanhar estas pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.