Quantcast
PplWare Mobile

Estalou o verniz? WhatsApp e Telegram estão em guerra aberta no Twitter

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. miguel says:

    Telegram está noutro nível nem se deveria dar ao trabalho de entrar nestas guerras.

    O telegram começou por um nicho de mercado pessoal ligado as TI, e esse pessoal sabe bem como o configurar e otimizar agora está a virar mainstream…

  2. Rikardo S. says:

    O Telegram é um bugalho ao pé do gigante Facebook. Quer publicidade. Depois os russos por trás do Telegram tem interesse no bota abaixo. Uns não são flores que se cheire mas os russos são bem piores.

    • Emanuel says:

      O crescimento do Telegram sempre foi orgânico, não precisam de grande publicidade, a publicidade faz-se sozinha ao ter um bom produto…
      Acho piada é dizer que não se pode confiar no Telegram apenas baseando no facto da empresa ser de origem russa

    • Spoky says:

      É um bugalho? Haahah mas não tem bugs, é opensource! Essa é a diferença.

      Fica la com o WhatsApp a vontade… Dou-te toda a permissão, primeiro as mulheres!

    • AqueleAmigo says:

      Rikardo,
      Vai-te informar antes de dizeres asneiras sff. Estás a fazer figuras tristes rapaz.

      O criador do telegram saiu do seu país, a Russia, exatamente porque o Putin queria ter acesso às mensagens e ele recusou.
      Informa-te rapaz.

    • jorgeg says:

      Russo ou nao a a platform com mais liberdade de expressao,… so os comunas e marxistas e que nao gostam!

    • VaGNaroK says:

      Sua ignorância me fez rir, KKKKKKKKKKKKKKKK!!

  3. EC says:

    Para que dar importância a estes dois? O Signal é alternativa mais viável de momento. Edward Snowden e Elon Musk recomendam

    • Spoky says:

      Mas aqui a questão não é essa, é escolher entre Telegram ou WhatsApp qual escolhias?

      Pois… O Telegram é muito melhor, é mais seguro e não tem tantos tiros no pés como o WhatsApp recentemente diz que vai forçar e impor limites a quem não aceitar a partilha de dados e novos termos de serviço e ainda nem faz 1 semana tem uma noticia que pretende mais privacidade.

      É para rir.. Não? Entre o WhatsApp e o Telegram, o Telegram é muito mais resistente e muito melhor.

  4. Megadriver says:

    As guerras podem sempre existir que isso passa ao lado do cidadão comum que condiciona toda a sua vida à volta da app mais popular… que é o whatsapp de momento. Portanto se todos os amigos, familiares e conhecidos usam… não vai trocar. Simples. No mínimo usa as duas em conjunto.

  5. Emanuel says:

    Falando em Telegram, planeiam abrir os comments para o vosso channel no telegram?

  6. Bruno Martins says:

    No meio disto tudo, alguem usa o Threema?
    Sim a APP é paga mas a maneira como se procede a encriptação é provavelmente a mais segura de todas.

    • Luis says:

      Eu tenho o Threema, mas ninguém usa.
      No Telegram tenho vários das pessoas com quem converso, mas mesmo assim nota-se imensa resistência quanto à adopção.

      Talvez o Telegram e o Signal necessitem de adoptar mais algumas funcionalidades viradas para contas profissionais e para negócio, talvez assim chame muito mais à atenção.

    • José Bacalhau says:

      Não conheço o Threema. Uso Telegram. Não é mau e até já tenho bastantes amigos a usar. Mas no final do dia é o próprio conceito deste tipo de app que eu começo a dispensar. Estou a usar mais e mais – imaginem – o telefone e o email. Na transferência de ficheiros atualmente uso o Dropbox, esse sim um serviço para mim totalmente indispensável.

  7. Rui says:

    Eu ainda não aceitei os termos do WhatsApp e continua tudo igual. Não era suposto eles bloquearam a app a quem não aceitasse os termos? Será que o RGPD europeu está a funcionar? Anyway, o que eu queria mesmo era fugir do Zuckerberg mas a malta não adere em massa nem ao Telegram nem ao Signal, o que é uma pena… Continuo a dizer que se perdeu uma oportunidade de ouro para mandar pastar o Zucker e o seu monopólio… 🙁

    • Ricardo Rodrigues says:

      Também não aceitei os termos do WhatsApp…continua a funcionar…

    • Luis says:

      Não, eles não vão bloquear a conta.
      Eles mudaram a estratégia, porque viram que essa ideia era demasiado encostar à parede.
      Então adoptaram que, se não aceitares vais começar a perder funcionalidades até ao ponto da utilização ser completamente inútil e teres duas opções, ou aceitares ou mudares. Mas a ideia é convencer-me a aceitares.
      Acho que o RGPD na realidade está a ser aplicado, o problema é que o RGPD precisa de receber algumas modificações pesadas e específicas, para controlar a colecta e a partilha massiva de dados entre subsidiárias da mesma empresa mãe.
      Ao que parece o RGPD não regula dessa forma.

      Por isso que o regulador alemão se mexeu e decidiu proibir durante 3 meses a partilha de dados de cidadãos alemães entre as empresas subsidiárias do Facebook, especificamente o Instagram e o Whatsapp, e o próprio Facebook.

      Essa medida deverá passar a definitiva em breve na Alemanha e deverá ser adoptada pela própria UE e aplicada depois a todos os Estados Membros.

      E essa medida deverá depois também abranger outras empresas que se enquadrem na colecta e partilha massiva de dados entre empresas subsidiárias e a empresa mãe.

    • Tiago Batista says:

      Eu não quero mentir, mas tenho quase a certeza que esses termos nem se aplicam na Europa por causa do RGPD, portanto em portugal continua tudo igual, obviamente que não é correto mesmo que não se aplique aqui, mas é completamente desnecessário o ódio na europa.

  8. Zé Duarte says:

    Bem vindos ao século 21! Onde os confrontos são feitos virtualmente com troca de mensagens ao nível de duas crianças mimadas.
    só falta o Zucker juntar-se ao chat

  9. Vuck says:

    try utopia p2p ecosystem

  10. José Bacalhau says:

    Sou um gajo teimoso e não uso WhatsApp, ao contrário de quase 100% dos meus amigos e familiares. Mas devo dizer que já em 2015, quando fechei definitivamente a minha conta no Facebook, era óbvio que esta partilha de dados entre o Facebook e o WhatsApp se iria concretizar; não tinha lógica que não fosse assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.