Quantcast
PplWare Mobile

WikiLeaks revelou o Athena, o spyware da CIA para o Windows

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Luis Braz says:

    Seria mais prudente esperar que a Microsoft corrigisse a(s) falha(s), mas isto sou eu a pensar!

  2. André Dias says:

    Deviam era hackear toda a CIA para lhe roubarem os dados, para ver se gostam do que andam a fazer ao longo destes anos todos aos utilizadores, sem dizerem nada sobre estas falhas que põem em risco a segurança dos dados das pessoas.

    • José says:

      Pois como se os outros fossem todos uns santos! O estranho é ver este WikiLeaks sempre tão preocupado com as agencias americanas, recorrendo quanto possivel a traidores, mas é, paradoxalemnte, um autêntico nabo, para ser simpático,, em relação a russos e chineses (que por sinal só têmm um batalhão apenas só dedicado à guerra cibernética!) entre tantos outros. É muito estranho de facto expor com tante veemência os serviços secrtos de um só país. As intensões só eles as sabem!

      • ze manel says:

        Embora essa “preferência” não seja exclusiva ao wikileaks o que não falta são relatos de ataques vindos da China ou Rússia…
        Acontece que normalmente não são direccionados ao utilizador comum mas sim a empresas e instituições… Os americanos aparentemente têm hábitos diferentes, para além de terem tecnologia de espionagem superior…
        Mais depressa uma agência americana tem acesso ao nosso PC/email do que qualquer outra dos países referidos, talvez por isso haja essa “preocupação” com os americanos.

  3. Luís says:

    Felizmente temos o WikiLeaks para nos defender do totalitarismo.

    • José says:

      Qual totalitarismo? Do Venezuelano? Chinês? Cubano? Norte-coreano? E mesmo da diriva russa? Curioso, sobre esses nem um piu! Chama totalitarismo aos serviços secretos de um país democrático, que lógica da batata.

      • Yaca says:

        São todos iguais! Mas os norte americanos estão um passo à frente na tecnologia.

      • Mario says:

        Pais democratico os eua ???? Em que o candidato que ganha pode nao ser o que tem mais votos. Pensava que ja ninguem se acreditava nos sonhos americanos mas pelos vistos ainda muita gente anda a dormir Já agora esqueceu-se de referir a arabia saudita. Quanto a Russia, é democratica e tem a duma que é equivalente ao senado, so votam sempre nos mesmos porque depois da vacina de ocidentalismo que apanharam nos anos 90 (miseria, drogas, sida, decadencia) com um bebado ao comando (muito apreciado por sinal pelo ocidente) nao ficaram com vontade nenhuma de repetir a experiencia e o nivel de vida deles desde os anos 90 foi sempre a melhorar , inclusive os Russos ja nao aceitam trabalhar por 500 euros. Para terminar um pais em cujas agencias secretas espiolham toda a gente ate os candidatos presidenciais e tomam parte de um , é o que ?

  4. Antunes says:

    A uns anos vi um documentário como a América usava os serviços do estado ao seu dispor como a NSA ou CIA para roubar informações a empresas da Europa, e depois passavam essas informações para empresas Americanas que ganhavam concursos, sabiam sobre patentes e descobertas cientificas, resumindo tudo verdade…

    Afinal quem é terrorista?

  5. Jose says:

    So bla bla bla, ja fecharam a CIA ? Nao, claro que nao, eles sempre fizeram e vao continuar a fazer.

  6. Pedro says:

    Grande novidade, o governo americano sempre controlou o Windows, não é por acaso que o Windows e um monopólio.

  7. Ricardo Gaio says:

    Bem, vamos ter mais “fórróbódó” em breve…

  8. bilgaitas says:

    Pela quantidade de disco ocupado por uma instalaçao do windows, se percebe que ha lá muito codigo que ninguem sonha sequer para que serve. O caminho que podemos tomar para fugir a este estado de coisas é apenas um. optar por software de codigo aberto, foi para isso mesmo que o criaram.

    • José says:

      Outro coma teoria das conspirações. O windows é o sistema mais utilizado no mundo, acha que ninguém viu isso? Está a afi9rmar que os americanos são uma espécie de deuses que ninguém consegue superar, a não ser com clamorosas indiscrições de traidores, ao serviço de potências estrangeiras? Ninguém acha estranha esta novela? Curioso como a mente humana é tão discricionária.

  9. Allez says:

    Alguns comentários ainda me deixam (ligueiramente) positivo em relação ao futuro. Vamos lá pessoal!

    • Allez says:

      *(ligeiramente)

      • Mario says:

        E temos razoes para isso.
        Parece-me que as novas geracoes sao mais despertas, pragmaticas e criticas
        Ha coisa de 10 anos atras era raro encontrar por aqui alguem que nao andasse com os sonhos americanos e quem dissesse algo que pudesse contraiar esses sonhos era logo destratado. Agora ainda se encontram com frequencia os sonhadores mas felizmente cada vez mais gente acordada.

  10. Alvega says:

    Como foi já dito acima, perspectiva-se novos ataques….claro que a culpa é do utilizador, é sempre.
    Talvez seja também dos que aqui e em outros órgãos , passam a vida a propalar as virtudes de tudo o que é proveniente dos EUA, a chamada “boa imprensa”, mas uma vez por outra convinha contar a verdade ás pessoas.
    Nao que as alternativas sejam melhores, mas a impunidade, leva ao abuso e isso é pratica corrente em varias áreas por parte dos comedores de Hambúrguer compulsivos.
    Podia enumerar muitos casos, conhecidos, mas o que mais me ficou na memoria, e revolta, foi criarem um Tribunal Penal Internacional, para julgar crimes de guerra e outros abusos, que serve para todo o MUNDO, excepto para os Americanos, por expressa exigência (IMPOSIÇÃO) destes. Faz lembrar a historia dos Romanos que dominavam toda a Europa, ….toda nao uma aldeia gaulesa nao se deixava dominar.
    Somente lamento que nao vá assistir há queda do império, que como todos os antecessores, irá um dia abaixo, e na parte que me toca, peca por tardio.

    • Mario says:

      “Nao que as alternativas sejam melhores”
      Depende das alternativas 😉

      Sim bem me lembro que os eua foram quem mais andou ai a apregoar o tpi, assinaram o tratado, porém ainda não ratificaram para nao ficarem sujeitos as leis internacionais que andaram a defender e apregoar. O mesmo se passou com o protocolo de Quiote, andaram a vende-lo e apregoa-lo mas quando chegou a hora recusaram-se a ter de o cumprir.
      Uma curiosidade. Sabe que o tpi reconheceu a inocência de Slobodan Milosevic ?

  11. Manuel says:

    Sem a menor dúvida que serviços secretos de vários países andam há muito a explorar falhas de tudo e mais alguma coisa. Quem nos garante que mesmo software livre distribuído por algumas entidades não tem por tras a cia, nsa ou outra sigla qualquer? Faz-me lembrar uma notícia que li há uns anos de um site onde durante algum tempo a malta trocava informação sobre cartões de crédito roubados até que um dia chegaram que se vwio a descobrir que era operado pelo fbi. Acredito haver muito backdoor espalhado em software e sistemas.

  12. Pedro says:

    Por cada ataque ou revelação de falha/breach no Windows, a apple vende milhares de unidades. É caso para dizer “fix your shit Microsoft”. Sinceramente dá-me “nojo” ver o que a CIA, NSA e afins fazem. Felizmente o WikiLeaks mostra-nos toda a verdade (ainda que noutros assuntos não seja um site positivo..)

    Eu pessoalmente não fui para Unix (seja Mac Os ou Linux, tudo igual), porque como gamer a única opção viável é mesmo windows. No dia em que os jogos que mais jogo derem no Linux digo adeus definitivo a este monopólio, até porque o Windows 10 é ridículo.

  13. sakura says:

    A google é que começa a publicar falhas do windows …. e se a google o faz pq não os outros, so faz com que windows seja ++++++ seguro.
    danos colaterais são quem não update in time o que é pro vezes complicado.
    (falta de ética) mas é o que temos hoje.

  14. VaGNaroK says:

    Está parecendo Déjà vu, pois está parecendo corriqueiramente falhas a ser exploradas e públicas ultimamente nos sistemas windows.

  15. Pedro says:

    Isto são falhas graves que são exploradas e condenam informação muito importante. E também nos obrigam a ter os updates do Windows sempre ligados, que como se sabe no Windows 10 interferem (e muito) com os jogos online. Quantas vezes não tenho o PC de repente a usar mais CPU (sim os updates usam muito CPU) e o meu ping aumenta, porque o windows decide verificar por atualizações. Nem nos dão opção para sermos nós a procurar, ou está ligado ou…. está ligado. Por regedit desativo os updates automáticos e ligo de vez em quando, mas nem todos sabem fazer isso. Devia haver opção explícita. Cancro de OS basicamente. Mas infelizmente sou gamer e no Linux não posso jogar battlefield nem witcher nem quake

  16. Ras'al'Gul says:

    Linux à pelo menos 7 anos. Slackware e/ou Ubuntu/Kubuntu por estes lados. Jogos? Safa-se como se pode. De resto…

  17. diogo says:

    Antunes o José têm toda a razão. Democracia? Eu acho que não vives neste mundo. A democracia não existe em nenhum lado. Antunes sabes o que é a Liberdade? Achas que nos supostos paises democráticos existe a liberdade. Onde todas as chamada, mensagens, email , comunicações e muitas outras coisas são escutadas e vistas. Não me venham dizer que a culpa é do terrorismo ou de outra coisa. Pois é tudo mentira, se fosse disso não precisavam de escutar todas as pessoas. Eles fazem isso por duas razões muito simples dinheiro e poder.
    Atenção que eu não estou só a falar dos estados Unidos. na Russia, Israel, Inglaterra, paises europeus, china e muitos outros faz-se o mesmo.

  18. falcaobranco says:

    Eu não percebo porque a CIA insiste nesta receita que quem cai no spyware/ramsoware é todo aquele pessoal que não está atento, ou seja, que informações essenciais e crediveis para a CIA… não existem! Certamente o pessoal que eles querem “apanhar” sabem-se proteger desses ficheiros para esconder realmente aquilo que precisam de esconder…

    • ze manel says:

      A CIA não teve nada a ver com o ransomware. Simplesmente tinha descoberto essa vulnerabilidade e manteve-a em silêncio, mais tarde depois de exposta pelo wikileaks é que foi utilizada por hackers para ataques ransomware.

      A utilização que a CIA deu à vulnerabilidade ninguém sabe ao certo..Certo é que antes de Março, 100% dos PCs (windows) com o SMB activado eram vulneráveis…

      • Mario says:

        Não teve nada a ver… mesmo nada… nadinha.
        Só deu com a falha e não foi por acaso, foi porque procuraram por falhas e fez o que era preciso para a explorar mas não teve nada a ver… mesmo nada… nadinha.
        Depois como sabem guardar estas coisas e muito bem por sinal, deixaram que lhes roubassem o conhecimento dessa falha e a forma de a explorar. Mas não teve nada a ver… mesmo nada… nadinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.