PplWare Mobile

Tesla Semi mostra todo o seu poder de aceleração


Autor: Daniel Jesus


  1. rui says:

    bons arranques para os semáforos de 5 em 5km nas autoestradas…

  2. Joel Reis says:

    Tesla a revolucionar o mundo automóvel, incluindo dos pesados. Está a fazer no sector automóvel aquilo que a Apple fez no sector dos telemóveis. Isto é uma empresa inovadora.

    • censo says:

      Deves querer conversa. Mas é fim de semana.

      • Antonio Silva says:

        Estou mesmo a ver a carga no semi-reboque toda aos tombos com estes arranques, vai ser carga toda partida… as paletes todas aos tombos a baterem umas nas outras.
        Isto não é para corridas de F1, mas sim para transportes de mercadorias. Para que serve um camião que para fazer 3000 Kms tem de parar “n” vezes?

        E para mim, modesta opinião, o futuro está no Hidrogénio e não nos eléctricos. Muita gente a trabalhar nisto sem que seja falado….

        Cumps

        • rodrigo says:

          Os carros eléctricos ‘e o proximo passo e nao o passo final.
          O que nao podemos fazer ‘e esperar ate que o hidrogénio se tornar mainstream e entretanto continuar a utilizar carros a gasolina.

          • Antonio Silva says:

            Na volta até podemos….

            Quando se chegar à conclusão que a peugada ecológica de um carro eléctrico é maior que um carro a gasolina vamos ver. Temos de olhar para todo o processo de construção e utilização do carro.

            Há já estudos que afirmam isso claramente.
            Se um carro eléctrico é na totalidade pior para o ambiente usavas um? Não me parece.

          • rodrigo says:

            @Antonio Silva
            ‘E obvio que isso ‘e mentira. Os carros eléctricos utilizam menos componentes do que um carro tradicional logo o processo de construcao dum carro eléctrico ‘e menor. ‘E mais fácil e económico fazer a manutenção dum carro eléctrico por causa disso mesmo.

            Sim a obtenção e construcao das baterias dos carros eléctricos nao ‘e o mais ecológico mas também tens de ver o processo completo da obtenção do petróleo. Primeiro temos de perfurar e extrair o petróleo, depois transportar o petróleo para as refinarias, depois transformar o petróleo em gasolina. Depois transportar a gasolina para os postos de abastecimentos. E por fim ainda tens de queimar a gasolina no motor para fazer andar o carro e esse petróleo queimado nunca mais o vais ver!
            Enquanto que as baterias dos carros eléctricos duram facilmente 10 anos ou mais – ainda ha mts Prius de 2000 e poucos com a bateria de origem. Energia renovável esta cada vez mais presente no mundo e a tendência esta para crescer ainda mais. Logo os danos ambientais vao ser somente na extração do litio e cobalto. E também a reciclagem das baterias vai se tornar um negocio rentável daqui a uns anos quando o processo de reciclagem se estandardizar..

            Os carros eléctricos apesar de nao serem perfeitos ‘e mil vezes melhor para o ambiente do que os carros tradicionais – so nao ve isto quem se quer prender ao passado! Ou então aqueles que querem esperar mais 10 ou 20 anos ‘a espera do hidrogénio

          • Antonio Silva says:

            Rodrigo

            Hidrogénio é já hoje.
            Na Califórnia (o estado mais Green de todo o mundo) a Toyota já vende o Mirai, e este ano vão ser lançados mais carros Hidrogénio, da Hyundai e da Honda. Já andam por aí…

            Pode ver mais aqui, por ex.
            https://www.thegreenage.co.uk/tech/environmental-footprint-electric-cars/
            http://theconversation.com/germanys-plan-for-100-electric-cars-may-actually-increase-carbon-emissions-72997
            https://www.scientificamerican.com/article/electric-cars-are-not-necessarily-clean/

            Por ex, estamos todos contentes por termos lítio a ponta pé (novo petróleo, não temos no beato, mas temos lítio), mas nem queiras saber os problemas ambientais das minas de lítio a céu aberto, que são mais que imensos, procurar e estudar.

            Evidentemente que quanto maior for a produção de energia de fontes renováveis menor é a peugada de um EV, porque a electricidade que carrega baterias e usada na produção do carro tem de vir de algum lado.
            E ser como na India, do carvão, os EV são mais poluentes que os a gasolina….

          • rodrigo says:

            Sim, California que ‘e o estado mais rico dos Estados Unidos. Em termos de PIB, se California fosse um pais estaria em 6o lugar! Em frente de países como Franca, Italia, Canada, etc.
            Apesar do hidrogénio ser o elemento mais abundante do universo ‘e extremamente caro extrair e ter num estado estável. California pode ter esse luxo de ter carros a hidrogénio mas..e o resto do mundo??

            Carvao vai de vela e nao falta muito! Ja muitos países prometeram acabar com o uso de carvão como fonte de energia.

            Como disse anteriormente, os carros eléctricos nao sao o passo final. Enquanto que os carros a hidrogénio nao estarem disponíveis a todos (infelizmente isso vai demorar anos) temos de nos contentar com os eléctricos. Quanto mais cedo livrarmos completamente dos carros tradicionais melhor para nos e para o nosso ambiente.

        • JJ says:

          Um camionista tem de obrigatoriamente parar de 4 em 4 horas… logo qual é o camião ou até mesmo carro que faz 3000 Km em 4 horas? Nenhum!!!

          Isso de ter de parar para carregar é uma falta questão.

          • Antonio Silva says:

            Pois mas o Tesla pode ter que parar cada 400Km para carregar meia hora.
            Faz alguma matemática, são cerca de 10 paragens o que atrasa em cerca de 300 minutos a viagem, que pode ser a diferença entre chegar num dia ou no dia seguinte. Não sou camionista mas uso com muita regularidade camiões de vários países da Europa para cá.

            Além disso muitos camiões vêm com 2 motoristas para não terem tempos de paragem. Só param para reabastecer.

          • JJ says:

            Sabes que a cada 4 horas eles tem de parar no mínimo 30 minutos. E após 8 horas (tem de parar 9 horas). Por isso, voltamos ao mesmo, isso das paragens é uma falsa questão.

            É verdade que camiões de longo curso, tem 2 motoristas. Mas este camião não é para longo curso, é para pequeno e médio curso. Na Europa, mais de metade das viagens dos camiões servem para este tipo de camião.

          • JJ says:

            Alem disso, repara o que o Martin Daum, especialista em camiões e que trabalha na sua produção a anos. Ele anunciou um novo camião da Mercedes, com menos autonomia do que o Tesla.

            Se o camião do Tesla fosse assim tão inrealístico para a utilização, a Mercedes não se ia dar ao trabalho de lançar um, ainda com menos autonomia.

          • A.M says:

            Enganas-te, não tem de parar se for mais de 1 motorista.. o que acontece com frequência.

          • Antonio Silva says:

            Porque será que os grandes fabricantes de camiões não estão nessa onde mas noutras?

          • Mário Dias says:

            @JJ como podes dizer que não são para longo curso se têm uma autonomia de “800km”. A mercedes acredita e fez, só não acredita nos 36t 800km. Porque como eles dizem a fisica é para todos e o que a fisica diz é que para essa distancia teremos ter baterias que terão mais do que 990kWh o que hoje só em peso são mais do que 6 toneladas. dados da tecnologia que a tesla utiliza.
            E vamos ser realistas desde quando é que Elon faz o que promete no tempo que ele próprio diz que vai acontecer???!!

          • Louro says:

            @António Silva,
            Nao creio que necessitemos de ser matemáticos para conseguir perceber que a ser cumprida a promessa de autonomia feita pela Tesla, o camiao irá ter de carregar mais ou menos a volta do mesmo tempo em que o condutor também terá de parar.

            Ora vejamos…
            Hoje em dia um camiao tem em média uma autonomia para cerca de 2500km com depósitos de a volta de 1200litros (nem todos levam isso).
            O que significa que a uma velocidade constante de 90km/h (nunca faz claro mas vamos apenas supor), acaba com o deposito em 27.7horas.
            Como o condutor tem de parar de cerca de 4 em 4 horas, mais horário de descanso obrigatório, para fazer esses 3000km que falas-te iremos demorar.

            27.7/4 = 7 cerca de paragens…

            No entanto o camionista nao conduz 24/24, logo vamos assumir mais 1 paragem de 8horas para dormir. (Sinceramente nao sei exactamente as regras mas vamos a isso.

            temos 210minutos em paragens de 30 minutos, mais uma paragem de 480minutos para dormir.

            Totalizando: 690minutos em paragens.

            Mas ainda falta autonomia para os 3000km, logo temos de abastecer e o nosso motorista vai ter de parar algures para abastecer, sao cerca de 40minutos para abastecer. e faltam mais 500km… ou cerca de 5.5horas de conducao o que implica mais uma paragem.

            Logo: 690+40+30= 760minutos ou 12.6horas parado.

            Agora vamos ao camiao da tesla, e assumindo que a autonomia está correcta e que em 30minutos carregamos 400km.

            Para percorrer 400km, demorariamos 4.4horas…

            Ou seja, o nosso motorista conduziu por 4horas, parou 30minutos para carregar e tem mais 400km de autonomia…

            Claro que terá também de dormir por 8horas…

            O que significa… exactamente o mesmo numero de paragens, menos a que tinha que abastercer…ou seja, menos 40minutos a encher um tanque de gasoleo.

            Ou seja, no total menos 40minutos parado que no modelo a gasoleo.

            Na pratica, vai ser exactamente o mesmo tempo tirando alturas em que o camiao da tesla vai a subir a 90km/h e o a gasoleo nao passa dos 60, mas isso sao tudo variantes que acabam por ser compensadas por outras coisas.

            Por isso, na pratica pelo menos a mim parece que ambos chagam ao destino mais ou menos ao mesmo tempo, apesar de no Tesla, ser mais eficiente por usar de forma util o tempo que o motorista está parado.

          • Mário Dias says:

            @Louro

            Desculpe mas as suas contas têm horas a mais porque como o camião da tesla, nas paragens voce pode meter gasóleo durante 30 que chega bem para fazer os tais 3000km. os tempos não são bem esses e podemos ver aqui os tempos de descanso e afins http://www.circulaseguro.pt/geral/tempos-repouso-conducao-nos-veiculos-pesados

            Vamos imaginar que estamos no seu mundo perfeito e que os condutores não fazem horas a mais. Como aqui neste negocio tempo é dinheiro.
            1ºVão duas pessoas a conduzir o seu argumento cai logo por terra.
            2ºOs pesados podem abastecer em qualquer posto de combustível, como voce diz todos os postos da europa têm que ter parques para que todos os camiões possam estar 30 min a carregar sem prejudicar os demais, mesmo os de dentro das cidades e pequenas terras no meio do nada.
            3ºSe por alguma razão acontecer nevões e afins onde as baterias são consumidas a torto e a direito vai pedir um gerador industrial para tirar todos os camiões da via???!!!
            4ºO peso das baterias é determinante, se o camião levar 4t em baterias são menos 4t que transporta logo tem se que fazer mais viagem para transportar o mesmo que um a gasóleo transporta.
            5ºE se os postos de carregamento tiverem ocupados e não tiver como chegar ao próximo carregador vai perder varias horas que pode indicar 1 dia de trabalho deitado fora.(Pode chegar 30 depois do armazém fechar e lá se foi um dia).
            6ºOutra coisa a ter atenção a nossa rede eléctrica e produção não estão preparas para estes camiões imaginado que existem 25.000 pesados em Portugal cada um faz de media 400km desses cada um utiliza 500kWh temos 12.500.000kwh ou 12,5GWh por dia. Em 2016 Portugal produziu-se 33.488GWh de electricidade a partir de fontes renováveis de um total de 60.279GWh. Em renováveis temos 91,7MWh dia. Mesmo todos estes pesados carregassem 1 vez por mês teria-mos que produzir mais do dobro em energia total mensal só para os pesados.
            7º contas de merceeiro que vi num outro site mas que podemos ter alguma noção do que o senhor da mercedes disse: Tesla S: 2000kg / 420km / 85kWh /500kg (battery weight)
            Para andar 800km, com 32000kg, precisava de 16000kg de baterias, equivalente a 2800kWh.

            Para mim faz todo o sentido o camião da mercedes e não um de longo curso porque hoje não é fazível e viável termos unicórnios tesla com arco iris .
            Por favor fans da tesla tenham algum sentido critico e tentem pensar por vocês.

          • JJ says:

            @Mário Dias… 800Km, não é considerado uma viagem de longo curso para um camião! E voltamos ao mesmo, a Mercedes fez um camião com menos autonomia do que o Tesla. Isso depois de duvidar da autonomia indicada, será outra coisa, mas só após os testes na estrada é que se poderá comprovar.
            Lá por ele não cumprir prazos, até é um pouco verdade, mas a nível de características prometidas, tem cumprido. Portanto não confundas prazos, com características.

            @Antonio Silva… É verdade que existe muitas empresas que tem dois motoristas no camião. Mas também existem muitas outras que tem só um. Mesmo assim, tem de parar, nem que seja para trocar de motorista.

            Assim como existem camiões a gasolina com mais ou menos autonomia, com mais ou menos características, o Tesla será mais um que entra para as escolhas dos camionistas/empresas, conforme as suas necessidades.
            Agora dizer que o camião da Tesla não se enquadra na realidade, é mentira.

          • Mário Dias says:

            @JJ vamos por partes para ver se compreendes.
            “800Km, não é considerado uma viagem de longo curso”: depois de 7 problemas apresentados do problema do veiculo da tesla o teu problema é definições. não existe uma definição expecifica do que é longo curso ou não mas podemos dizer que 800 km já começa a ser uma distancia considerável.

            ” Mercedes fez um camião com menos autonomia do que o Tesla.” è obvio porque economicamente/financeiramente faz todo o sentido.

            “Isso depois de duvidar da autonomia indicada,” claro que tem que duvidar do marketing do Elon, porque a FISICA não o permite. O litio tem ~250wh/Kg o gasoleo tem mais de 12.000wh/kg, e os motores eléctricos em geral estão com +94% de eficiência. Por isso o problema esta nas baterias.

            “Lá por ele não cumprir prazos, até é um pouco verdade, mas a nível de características prometidas, tem cumprido. Portanto não confundas prazos, com características.”
            e
            ” Tesla será mais um que entra para as escolhas dos camionistas/empresas, conforme as suas necessidades.
            Agora dizer que o camião da Tesla não se enquadra na realidade, é mentira.”
            estão interligadas ao que eu já disse anteriormente. eu posso apostar ctg e qualquer um que já comentou aqui consegue fazer um camião da tesla com 800km de autonomia real. Como? basta meter varias toneladas de baterias e já está. é viavel? economicamente é bom para as empresas? e a resposta é não. nos USA um pesado por peso máximo só pode ter 36t incluindo mercadoria e o veiculo. temos um SCANIA um dos pesados mais vendidos em portugal que pesa umas 8t então para ser viável não poderá ser muito mais pesado do que as 8t. Se tirarmos o motor e transmissão (2t) estamos a falar de 6t por alto. O 100d tem um pack de baterias com ~640kg entao adicionamos 2 packs os motores e já estamos nas 8t. se com 1 um pack puxar 2,2t com autonomia de 400km -> 2pack 2,7t autonomia pode ir para os 700km, se duplicarmos o peso temos com o mesmo numero de pack de baterias -> 3,2t 350km e se duplicarmos outra vez temos 6.4t 175km e por ai posso estar o dia todo nisto e como vês só com 1,2t de baterias só para fazeres andar o tractor isto se ele pesasse 6.4t. anda falta 30 toneladas imagina quantas mais toneladas em baterias precisas para andar 800km.
            Contas feitas por merceeiro com a própria tecnologia da tesla. e como eu te disse sim podes ter um tesla com 800km de autonomia reais e não nedc só que depois transportas 8 toneladas em mercadoria.

        • Bruno M. says:

          Como é óbvio a ideia não é ter estes arranques, mas ter potência (e rapidez) suficiente para arrancar com carga completa (para não acontecer o que acontece hoje em dia, que camiões com carga super pesada arrancam a passo de caracol)!

          • Mário Dias says:

            Sabes que argumento que desde é o contrario ao que se quer. F=m*a e a é m/s^2 por isso quando tens o dobro de aceleração teras o dobro de força mas a distancia é 4 vezes mais o que dá gastares 4 vezes mais de energia para fazeres o mesmo percurso. Não sei se sabes o pára e arranca da cabo de qualquer autonomia.

          • Bruno M. says:

            @Mário dias um camião faz mais auto-estradas que percursos dentro das cidades.
            Como é óbvio em distancias grandes, que é para isso que eles são construidos, a autonomia vai ser maior!

          • Mário Dias says:

            Tens toda a razão por isso é que a siemens tem uma tecnologia que permite os pesados carregarem as baterias em auto estrada. assim as baterias sao menores e a autonomia é infinita em auto estrada. w5.siemens.com/portugal/web_nwa/pt/portalinternet/negocios/mobility/noticias_eventos/noticias/pages/autoestradaeletricanoseua.aspx

            simples eficaz

      • Joel Reis says:

        Falta de argumentos ao fim de semana?

        • Mário Dias says:

          Tens toda a razão Joel a tesla esta mesmo a frente a revolucionar o sector automovel. É tão revolucionário que demorou mais de 100 anos para meter um carro a andar 4 vezes a autonomia de um carro eléctrico de 1900 ahahahahahah o proximo tesla com 800km vai demorar o que ? 50 anos??!!!

          Uma coisa tens razão o marketing é igual à apple. dizem que é espectacular e toda a gente compra. e ninguém com sentido critico para perceber onde se mete o dinheiro.

          Em relação aos argumentos podes ver por ai distribuídos.

          • Hugo Gomes says:

            Que pensamento engraçado olha se ninguem tivessem vendido o primeiro windows não tinhas hoje o windows 10. Se nao tivessem vendido o 1 telemóvel hoje ainda andavas a ligar pelo telefone fixo

          • Mário Dias says:

            @Hugo como tu deves saber não foi a tesla que comecou a comercializar em larga escala os “primeiros electricos”. ninguém se lembra do nissan Leaf saiu 2 anos antes do tesla S

          • Joao Magalhaes says:

            Compra e pague bem.

          • Bruno M. says:

            @Mário Dias, teoricamente, a Teslademorou 13 anos a lançar o seu primeiro carro eléctrico.
            O novo Nissan Leaf terá autonomia para 378Km (dados oficiais da marca) e o tesla Model S tem autonomia para 426 Km(dados oficiais da marca).

            Realmente, se o “Moto” da Tesla é superar a concorrência, então está a fazê-lo de uma maneira sublime!

            Quanto ao marketing. Todas o fazem, a diferença é que a tesla encaixa bem o seu marketing, e funciona!

          • Mário Dias says:

            @Bruno na prática a Tesla foi criada em 2003 lança o seu primeiro carro em 2008 com chassi da lotus.(Pessoal do parque das nações deve conhecer bem um tesla Roadster laranja). A Tesla esta dividida em 3 partes Auto, Produção de energia por paineis solares, e armazenamento de energia “Baterias”. Este dois últimos considerados (eu incluído ) como os melhores do mundo. Entretanto a parte automóvel sempre deu prejuízo e a qualidade sempre posta em causa. São dos EV´s mais caros e com mais problemas em termos de produção e fiabilidade comparado com outros EV´s no mercado. (não sou eu que o digo, mas sim vários relatórios públicos ). Em relação a esses modelos que indicaste ambos têm a mesma tecnologia, como já disse aqui a tesla não tem tecnologia proprietária. E como é óbvio o S sendo maior terá mais baterias do que o leaf , terá mais autonomia.
            Não é só a Tesla que quer ser melhor que a concorrência, todas querem ser a melhor. Mas a Tesla só é numero 1 nos estados unidos e a nivel mundial esta em terceiro, por exemplo na europa está em terceiro o modelo s foi o terceiro mais vendido com metade dos carros vendidos em relação ao segundo lugar.
            E Bruno eu vou mais longe do que tu, o marketing da Tesla actualmente é o melhor do mundo.

    • Nuno says:

      No entanto os carros eléctricos mais vendidos não são da tesla. Bem como a tesla não foi a primeira a lançar um tractor industrial eléctrico.

      • JJ says:

        Podem não ser os mais vendidos, mas são os melhores e nisso não há duvidas.

        Existe muitas marcas de automóveis, que são muito bons, e não são os mais vendidos. Lá por não venderem muito, não quer dizer que não tenham relevância no mercado.

        • Mário Dias says:

          Tens toda a razão, não existe nenhuma duvida que os tesla não são os melhores. E a lista é bem longa para provar que os carros da tesla nem bons carros são quando mais electricos. Mas em termos de gadget sim é verdade são gadgets e não carros.

          • JJ says:

            Sim… claro uma longa lista… sem duvida…

          • Mário Dias says:

            @JJ
            se quisseres posso te dizer onde são as instalações da tesla em portugal onde os carros fazem manutenções e afins e podes ver com os teus proprios olhos os que os model s e os x sofrem em termos de problemas. Se tu achas que é normal teres uma porta desnivelada ou painéis em que podes enfiar um dedo entre eles num carro de mais de 100 mil euros, por mim tudo bem o dinheiro não é meu. só estou a dizer que se fosse outra empresa qualquer seria o fim do mundo.

          • Miguel says:

            Onde está a lista? lol.

          • rodrigo says:

            @Mario
            Quando se compra um Tesla nao ‘e pelo conforto..se quiseres um carro comportável for 100 mil tens marcas como O BMW, Mercedes, Jaguar, etc que te oferecem esse conforto. Quando compras um Tesla ‘e pela tecnologia que vem incluido, que nenhum outro carro oferece.

            Também tens de ver que a marca Tesla ‘e relativamente recente…quantos dezenas de anos de experiência tem as outras marcas??

          • Mário Dias says:

            @Miguel fugas na bomba de refrigeração, discos empenados, Direcções desalinhadas constantemente, alinhamento de painéis, luzes traseiras que não funcionam e que entram humidade, consolas centrais que congelam, gps que indicam que o carro esta em outros paises, problemas de firmware, e piece de la resistance puxadores das portas que não funcionam, o que dá imenso jeito para quando se quer entrar no carro ahahah.

            @Rodrigo
            Então quer dizer que pagas mais para teres menos qualidade.Normalmente quem paga mais quer ter mais qualidade. E a tecnologia nem pertence a tesla. Se fosse difícil fazer uma carro eléctrico não apareciam empresas a fazer carros eléctricos como cogumelos. Um carro como o zoe leaf i3 e afins comparados aos carros da tesla são dados. Eu já ando a 10 anos com veículos eléctricos(antes de S e X) e sim já andei com s e x e para o preço que é não vale a pena. Teslas depois da garantia vão ser tão caros que o preço para reparações serão das mais caras do mercado, e até 2 meses atrás certas reparações são feitas em Espanha., imagina isso sair do teu bolso. e ao contrario de outras companhias não podes meter o carro sem ser na própria tesla.E a tesla pode te desligar ou ligar certas partes do teu carro sem dares permissão para isso e ter um auto pilot que tens que ter a mesma atenção de um carro sem o auto pilot. Sem a autonomia que hoje em dia algumas marcas estão a ter também e tu nunca utilizas: 80% das viagens são abaixo dos 130km. e viver em portugal com um tesla ainda é pior pela falta de infraestruturas. Não percebo porque as pessoas pagam mais para ter mais problemas. Quando a própria tesla em relação ao X veio dizer que deu um passo maior que a perna. E se o argumento é porque não tem experiência, escolhias um cirurgião com 100 operações feitas ou um que iria ser a primeira.

          • JJ says:

            @Mário Dias… vais tu dizer-me que as outras marcas não tem problemas desse género?
            Uma simples pesquisa e vou encontrar vários fóruns com a malta a queixar-se de problemas do género em grandes marcas.

            A diferença é que a Tesla é uma marca nova, e por isso tem-se maior tolerância do que com marcas com mais peso no mercado. Agora, existem modelos de marcas comuns, que dão muitos problemas, que são pouco falados e conhecidos pelo publico em geral.

          • Mário Dias says:

            @JJ tens toda a razão muitas marcas ditas premium tem problemas e que em algum casos têm paralelismo no problema em si. mas no nível de preço dos carros da tesla esperam-se níveis mínimos de qualidade, que a tesla não cumpre. Por exemplo: achas que seria admissível um serie 7 ou um classe s ser entregue com um pilar A rachado?? Não se concordas comigo mas eu penso que as pessoas vêm os carros da tesla mais como um gadget do que um carro na forma tradicional.
            Vamos pegar no caso do Iphone: Pessoas fazem filas para ter Iphone e fazem pre reservas só porque o steve jobs dizia que era bom. Iphone tinha algumas falhas básicas que a concorrência soube aproveita.
            Tesla: Pessoas esperam mais de 2 anos para poder comprar um carro que não sabem quanto custa quanto mais o que faz, mas acreditam em Elon Musk. Tesla tem falhas básicas também que a concorrência aproveita também.

            o que leva ao assunto deste artigo,Elon não é Steve. Elon falha mais do que acerta, fica com louros de invenções que não são dele, e as suas ideias megalómanas (e parvas) podem deitar a perder vários biliões de $. Elon é um engenheiro informático que não sabe nada de física ou de transportes. Por isso não percebeu o que Martin Daum disse. Vários peritos dizem que o Semi da tesla não é fazivel em termos económicos (Pelas varias razões que varias pessoas aqui disseram anteriormente). Mas que um pesado para distancias mais curtas e mais pequeno teria sucesso garantido

        • Nuno says:

          Ele disse que estava a fazer o que a Apple fez nos smartphones. Ora o que a Apple fez foi com que os smartphones saíssem da obscuridade e passassem a ser a nossa plataforma de escolha para os nossos telemóveis. Não é isso que está a acontecer com a tesla.

      • Joel Reis says:

        “revolucionar o mundo automóvel”

  3. Helder says:

    Essa aceleração não é nada demais num camião descarregado.

    Eles que digam mas é a autonomia e o tempo de carga desse veículo, porque isso é que falta…

  4. Hugo Gomes says:

    Este é o primeiro a ser feito e comercializado, vamos a ver o que o Musk nos traz para o futuro.

  5. Correia says:

    Este desabafo da mercedes e’ o maior fracasso da sua historia. Dormem a sombra do prestigio e agora acontece isto

  6. Danny says:

    quero é ver este camião carregado e a subir. isso sim é que eram testes de valor, principalmente para verificar a autonomia do camião.

  7. Luís says:

    Porquê tanta discussão? Existem prós e contras, como em tudo. Mas se não forem encontradas alternativas aos combustíveis fósseis, vamos retroceder até às carroças, com pior ambiente para quem as puxar. Bom domingo para todos.

  8. pedro franco says:

    Fico Maluco com esta gente toda tão entendida na matéria! É hilariante ler os comentários!…

    • Hugo Gomes says:

      Gostei desta é verdade tantos musks aqui, steves jobs e bill gates. 😀

    • Miguel says:

      São assuntos eletricamente apaixonantes eheh. Bom… agora a sério: A brincar a brincar, os tipos da Tesla acabaram por mexer as águas nesta área da indústria. Estes assuntos acabam por ser super técnicos… Espero sinceramente que venhamos a ter automóveis/camiões que poluam o menos possível e que isso seja aplicado no terreno. Esse é o meu desejo.

  9. Edufaraó says:

    No fim da minha carreira e cheio de hérnias discais é ke me aparece tanta tecnologia…..

  10. falcaobranco says:

    Aceleração sem nada… ok… quero ver é isso a puxar 20/25 toneladas… 😀

    • Wishmaster says:

      Não leste o artigo todo…. Com carga, atinge os 95km/h em 20 segundos…

      Mas por acaso, até gostava de ver se faz mesmo 400km com mais de 25 toneladas….parece ser muito e deve ser mesmo só em terrenos com pouco relevo, se bem que em zonas como Espanha, França, Holanda, Inglaterra, o relevo não é muito na maior parte do terreno.

  11. Wishmaster says:

    “Martin Daum já avisou que iria comprar dois, um para desmontar e perceber como foi desenvolvido e outro para testar.”

    Lol…..Basta comprar um…Primeiro testa-o exaustivamente e depois desmonta-o…Não são precisos dois..lol

  12. dajosova says:

    é só gente a criticar… perfeitos imbecis!
    o camião é brutal

  13. Ivo Pintado says:

    Na minha opinião, isto só vai realmente ser vantajoso, quando houver uma bateria do tamanho de um maço de cigarros com autonomia para 1000km e for descartavel. e que seja universal para todos os carros eléctricos sejam de que marca for, modelo etc… Deveria haver uma regra universal, tal como o combustível é igual para todos.

    • Wishmaster says:

      E também acreditas no Pai Natal..?
      Pelo que tenho lido e tendo o Musk demonstrado um pouco aquilo que é nos últimos tempo, cheira-me mais que iniciamos uma corrida maluca por algo insustentável. As grandes marcas de automóveis foram iludidas e em resposta ao hype criado, a correr atrás do enorme flop que isto vai ser…É uma questão de tempo até darmos conta disso.
      Nos próximos 10 anos, eléctricos nem vão ter penetração de 15% no mercado. Próximos 20 anos, nem 25% do mercado. E aí já nos demos conta do flop….Talvez antes se dê conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.