PplWare Mobile

Será um Tesla capaz de rebocar um Boeing 787-9 Dreamliner?


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

24 Respostas

  1. Helder says:

    Qual é o interesse disso?

    Parabéns aos rolamentos e aos pneus bem cheios.

    Se eu consigo empurrar um carro desengatado com uma mão, porque é que um veículo não há de empurrar um avião?

    • Bob says:

      looool

      O carro tem 130 toneladas?

      Tem interesse, para quem goste da tecnologia…. e a parte interessante, é que os motores eléctricos tem o binário total sempre disponivel, tornando estas tarefas mais fáceis.

    • TugAzeiteiro says:

      Binário talvez…? Experimenta colocar um 1.0cc a empurrar um avião e vais ver… ou melhor não vês nada porque nem se mexe! Agora experimenta colocar um carro a combustão com uma cilindrada elevada e consequentemente maior binário (tipo Pickup) ou um electrifico onde o binário está logo disponível e aí vais ver algo! PS: sim consegues empurrar um carro desengatado com uma mão…. no caso de um carro leve, e no caso de um carro com 2, 3, 4 toneladas?

    • Wishmaster says:

      Interesse tem…quanto mais não seja para quem gosta de fazer experiências 😉

      Verdade seja dita, com uma equação matemática saberíamos logo o resultado 😛 Não é para se saber se puxa ou não porque para saber isso basta um lápis, uma caneta e um Físico.

      Isto é só uma manobra de marketing para a Tesla e Boeing 🙂

  2. Sousa says:

    E verdade isso não justifica nada sabem bem que até existem homens a puxar aviões estando em andamento pouco ou nada custa em pista reta…

  3. Cortano says:

    E o camião da tesla quanto fará?
    O record está em 750 toneladas puxado por um Volvo FH16.

  4. Jorge Carvalho says:

    Kevin Fast (Canada) pulled a CC-177 Globemaster III, weighing 188.83 tonnes (416,299 lb), a distance of 8.8 m (28 ft 10.46 in) at Canadian Forces Base in Trenton, Ontario, Canada, on 17 September 2009.

  5. Alexandre says:

    Penso que será importante informar o publico que um carro de “pushback” (carro usado nos aeroportos) tem um motor Diesel (250Nm – 320 Nm) e quando electrico (36 kW -74.4 kW).
    (dados de fabricantes destes equipamentos)

    O Tesla S tem dois motores que combinados: 581 kW e 1250 Nm (dados Wikipedia/Tesla)

    Não deixa de ser um video interessante de ver…mas não passa de uma operação de marketing que facilmente se propaga pelo impacto visual e desconhecimento do publico.

    • João says:

      E o motor desses tratores nem tem nada a ver.

      Existe uma coisa chamada de caixa de velocidades.

      Além de que esses tratores trabalham com os aviões e os pneus vão à pressão segura para fazer aterragens inclusive.

      Já aqui, eles podem encher os pneus do avião muito mais que o normal em situações reais, já que o avião não vai ter de fazer nenhuma descolagem ou aterragem.

  6. Ricardo says:

    que interesse tem um carro rebocar um corpo já em movimento? gostava de o ver arrancar do 0..

    • Wishmaster says:

      No artigo diz “Como parte de um plano publicitário da empresa Qantas, ….”
      É esse o interesse, para a Qantas, Boeing e tesla… As pessoas vão falar, é o que lhes interessa.

  7. PoPey says:

    Retirem as rodas e façamos o teste novamente sff… Podem trazer 2 teslas se necessário. xD

  8. Alves says:

    É mesmo só pelo markting. Utilizamos um trator elétrico com metade da potência do Tesla para pushback do C-130H

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia