PplWare Mobile

Podemos usar o telemóvel em alta voz enquanto conduzimos?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Rui says:

    Fiquei na mesma. Se quisesse ler artigos bastava ir ao código da estrada. Estava a espera de exemplos que explicassem as leis…

    • Pedro Pinto says:

      Está explícito! Não podes, mas existem as exceções referidas.

      • Pedro Fernandes says:

        Desculpe Pedro Pinto, mas está errado. O número 1 diz” a utilização ou o manuseamento de forma continuada “, logo se atender e colocar em voz alta não o está a manusear de forma continuada. No número 2 alínea a, diz que pode utilizar sistema de alta voz

      • Realista says:

        Fiquei na mesma…

      • Filipe F. says:

        Realmente de explícito não está nada e o artigo não responde a pergunta..não é por colocar parte de uma lei a negrito que fica claro a resposta. A exceção a) causa confusão e pode ser interpretada como sim, o telemóvel sendo um dispositivo com microfone e dotado de alta voz, pode ser usado em modo mãos livres desde que não estejamos a fazer uso continuado.
        Assim, parece-me mais evidente que a resposta é sim, podemos atender uma chamada em alta voz no telemóvel desde que não fiquemos a manusear o mesmo continuamente e o ato de atender no telemóvel e quase o mesmo que atender no rádio ou seja, olhar para um ecrã para saber quem liga e clicar num botão ou visor Touch para atender

        • Pedro Pinto says:

          Filipe do meu ponto de vista a lei é totalmente clara. Primeiro não podes “manusear de forma continuada” o telemóvel, mesmo em alta voz. Depois há situações em que o podes usar dessa forma, por exemplo, num suporte. Se vais atender a chamada com ele na mão e vais ficar com ele (na mão) é uma contraordenação. Se vais atender uma chamada e depois o colocas num suporte, poderá não ser uma contraordenação mas
          depende da interpretação do agente…é como a questão dos chinelos a conduzir.
          Qual a dúvida?

          • Rafael Duque Da Mata says:

            Se não posso “manusear de forma continuada” , o telefone toca, posso pegar nele, atender , dizer “agora estou a conduzir, já te ligo”, e ao fim de 3 ou 4 segundos já desliguei. Não foi de forma continuada !/?

          • Pedro Pinto says:

            Se o fizeres, e se um agente vir, tás sujeito a ser multado. D

          • Renato Vale says:

            A minha pergunta é a seguinte: O que é manusear de forma continuada? Quantos segundos serão necessários para ser considerado de forma continuada? São 30? São apenas 5? Onde é que está definido o que é forma continuada na lei ou no código da estrada?

          • Daniel says:

            O que significa de forma continuada? Acha que atender o telemóvel é uso de forma continuada? Eu apanhei multa com o auricular no ouvido so por átender, ou seja pegar nele e carregar na tecla, por outro lado FORMA CONTINUADA se entende fazer um abuso ora bem fazer um abuso significa que o agente tem que estar a olhar para ti algum bom tempo não passar de Mota e pimba, a lei deixa muitas dúvidas na forma como se interpreta, o facto de o agente entender de outra forma quer dizer que tenha razão

          • Fernando says:

            Se a lei é totalmente clara como pode depender da interpretação do agente? Ou é ou não é, não depende… Se depende já não é clara…

    • Ricardo Ferreira says:

      Oi? A cena está bem explicada e não percebes? Não podes ter o telefone na mão nem para o mudar de lugar. Essas cenas têm de ser de speed ou levas multa.

    • Tiago M says:

      Não gosto de comentar, mas quando vejo comentarios assim deixa-me a pensar e ajudar….

      Caso tenhas ficado na mesma e não tenhas percebido porque necessitas de exempos (desenhitos), a minha unica recomendação é para que no futuro apresentes as tuas duvidas/questões, porque o teu comentario não tem fundamento nenhum, nem mesmo para alguem da Pplware ajudar-te a entender… Fazes apenas uma critica que eu considero negativa e sem sentido nenhum devido à tua falta de compreensão…

      Por fim, a Pplware esta a dar a conhecer a lei aplicada para os menos informados. Caso queiras material/artigos para ler, recomendo o DRE (google it).

  2. quim says:

    pode mexer no radio mas não pode mexer no tlm? qual é a diferença?
    qual é a diferença entre eu ter o tlm pousado em alta voz ou o tlm pousado com ligação bt ao carro?

    lol

    • quim says:

      qual a diferença entre o som sair da coluna do tlm ou da coluna do carro?
      é com leis idiotas que se perde a atenção e respeito do utilizador. ng cumpre PORQUE AS LEIS SÃO IDIOTAS

    • Rui Castro says:

      penso que o radio tambem pode estar incluido se provarem:

      “manuseamento de forma continuada de qualquer tipo de equipamento ou aparelho suscetível de prejudicar a condução”

      A lei não fala em telemóveis se percebi bem

    • rodrigo says:

      nao se deve mexer no radio ou fazer qualquer coisa que possa causar distração.
      Li num artigo que falar ao telemóvel tanto em alta voz ou ligado ao carro ‘e tao perigoso como conduzir bebado. Simplesmente porque estamos distraídos e isso faz com que o tempo de reação aumente..tal como se estivéssemos sob a influencia.

      E antes que alguém comece a resmungar…sim ‘e bem diferente falar ao telemóvel ou falar com uma pessoa ao vivo!!

      • Jn says:

        Pois é, quando estamos a falar no alta voz do carro só olhamos para a estrada e quando estamos acompanhados olhamos para a pessoa e por vezes até esticamos o braço e conduzimos só com uma mão. Outras vezes até servimos de almofada enquanto conduzimos, isto quando a outra pessoa resolve falar ao nosso microfone em vez de usar o sistema de som direto. Ok! Tudo isso pode ser punível por lei

        • rodrigo says:

          nao ‘e bem assim. Quando estamos a falar no alta voz do carro estamos também a utilizar a parte do cérebro que processa a imaginação porque estamos a visualizar coisas.
          E por norma quando estamos ao telemóvel temos o costume de prioritzar o telefonema tornando a condução ainda mais perigosa.

      • Hugo says:

        Também vi esse artigo e é só ridículo.
        Falar ao telemóvel e com uma pessoa concordo. É muito pior falar com uma pessoa 😛
        O facto de priorizarem o telemóvel face à condução responde bem a esta questão. O problema não são os telemóveis, mas sim as pessoas.

  3. GM says:

    Tal e qual como utilizar o navegador integrado no carro, enquanto se conduz. A atenção fica focada na selecção de funções e inserção do destino pretendido, em detrimento do acto da condução em si. Solução, parar e inserir destino, e retomar a condução. Dá jeito? Não, mas elimina o problema de segurança.

  4. LSousa says:

    Engraçado para mim pode pois:
    Excetuam-se do número anterior:
    a) Os aparelhos dotados de um único auricular ou microfone com sistema de alta voz, cuja utilização não implique manuseamento continuado;
    Ora então não está ali explicito que pode ser caso seja um sistema de alta voz com microfone?!

    • LSousa says:

      Desculpem pensei que falavam de um sistema de alta voz. Não tinha percebido que era com o telefone na mão em altavoz sim isso não deve ser usado claro!

  5. João Carvalho says:

    Pela lógica tb não se pode ter um diálogo no carro pois também causa distração. Vou aproveitar esta dica para apartir de agora poder manter toda a gente calada dentro do carro.

    • rodrigo says:

      dialogo dentro do carro nao ‘e tao perigoso porque os passageiros podem alertar o condutor para perigos na estrada.
      Ao contrario que se possa pensar, o nosso cerebro nao ‘e capaz de fazer multi-tasking. A atenção vai sendo dividida rapidamente entre as varias tarefas. E quando estamos a conduzir deveriamos estar 100% atentos a estrada

      • Hugo says:

        Sim, porque um computador ao fazer multitasking não divide a sua capacidade de processamento pelas várias tarefas.
        Passageiros a alertar o condutor é provavelmente das piores distracções para quem vai a conduzir.
        Quem nunca foi ao volante e de repente alguém grita “CUIDADO”..ou “OLHA AÍ”…e uma pessoa começa a olhar para todo o lado menos para onde é suposto, sendo que muitas vezes ainda nos atrasa mais o tempo de reacção.

        • N'uno says:

          Certo, mas quando ao computador não comparemos: as velocidades são completamente diferentes, para além de que o computador pode ter vários núcleos e fazer, efectivamente, paralelismo.

  6. UnDarkSilas says:

    E se for um dispositivo de UHF ou VHF de Rádio Amador, dos Bombeiros, dos Camionistas, dos Agentes Policiais, etc! É um aparelho de Radiotelefonia (a ver bem) e de uso continuado se requerido.
    Como fica ?

  7. O novo do restelo says:

    A maioria dos carros com navegação tem sistema de controlo por voz e não precisas interagir com o sistema mais que uns segundos; o rádio tem também controlos no volante; um sistema bluetooth de altifalante (ex. dos que se ligam ao isqueiro ou por FM ao rádio do carro) não custam mais que 10-20€.Ou um suporte de telemóvel 5€ e o smartphone em alta voz chega para a conversa.

    Manusear um telemóvel enquanto se conduz é muitíssima irresponsabilidade quando há opções muito baratas.

  8. Joao says:

    Desculpem lá mas vocês estão a gozar com o leitor???

    O vosso título é este: “Podemos usar o telemóvel em alta voz enquanto conduzimos?”
    No artigo a vossa questão muda e passa a ser: “Será que um condutor pode conduzir com o telemóvel na mão?”

    A resposta à 1ª questão é positiva, desde que os aparelhos sejam dotados de “único auricular ou microfone com sistema de alta voz, cuja utilização não implique manuseamento continuado”.

    Obviamente que a resposta à 2ª questão é negativa, uma vez que ao conduzir com o telemóvel na mão o estamos a manusear de forma continuada.

    Vocês fazem as perguntas, lançam os dados e nem sequer fazem uma reflexão acerca daquilo que apresentam.

    • Pedro Pinto says:

      Tas desculpado João! 🙂
      “Podemos usar o telemóvel em alta voz enquanto conduzimos?” Sim e Não:
      Não – se tiveres o telemóvel de forma continuada na mão
      Sim – Se o tiveres, por exemplo, num suporte.

      Não vale a pena complicar o que é de fácil interpretação. Se tiveres mais alguma dúvida diz. Em último caso e o mais correto é usar o smartphone apenas com kit mãos livres.

  9. PeFerreira98 says:

    Agora fiquei confuso com o nr3. Se eu usar o Waze e ele detetar radar ou policia mais a frente do meu trajeto (devido ao aviso de outro user), estou a infringir a lei?

    • Cláudio Esperança says:

      Não (pelo menos não no artigo em questão). O Waze não deteta radares. A localização dos radares móveis é partilhada por outros utilizadores (que tenham passado pelo local) e não é um sistema de detecção ativo com hardware específico que tenta detetar os radares alguns metros antes da localização dos mesmos…

    • John says:

      Não.
      O Waze não detecta radares, apenas disponibiliza informação fornecida pelos utilizadores, seja essa informação fidedigna ou não, como por ex. acidentes, transito, radares etc.
      Só se possuir um dispositivo de detecção de radares, esses sim são proibidos.

  10. falcaobranco says:

    É só pessoal inteligente… 😀

  11. Alex says:

    Se eu puser o tlm em alta voz em cima da perna não o estou a manusear, estou no limite a “perna-lo” xD

  12. Cortano says:

    Não sei se a malta que comenta gosta do de implicar out ser realmente tem dificuldade de compreensão.

  13. Vasco says:

    Para mim é facílimo: Desde que o telefone esteja colocado num suporte, e apenas prima a tecla verde para fazer chamadas e a vermelha para as recusar, pode utilizar o telefone desde que em alta voz ou com um auricular mono. Não pode é consultar a agenda, fazer swap, etc, pois isso entra no âmbito da manipulação continuada. Claro que quem o quiser continuar a fazer à portuguesa, é sempre livre de se estampar. Eventualmente e se correr bem sempre teremos menos um palerma a ocupar espaço na estrada enquanto o carrinho estiver na oficina.

  14. Alm says:

    O problema é que o artigo foi redigido de forma a criar dúvida perante quem o lê, primeira impressão dá a entender que não pode, mas de facto pode desde que não esteja com a manusear o equipamento.
    O veredito fica nas mãos do agente policial, que pode ou não aplicar a coima, passando estes a ser os mais da fita em relação a leis dúbias.

  15. Rui Marreiros says:

    Depois de tantos entendimentos parvos aqui escritos, apesar de haver alguns acertados, legitima-se o crescente aumento de acidentes de viação causados pelo uso do telemóvel.
    Assim sendo:
    Artigo 84 – O uso (manuseamento – pegar com a (s) mão (s)) de telemóvel no ato da condução, desde que esteja a ocupar espaço na via – durante a marcha do veículo – no exercício da condução, entenda-se mesmo que parado numa fila de trânsito, ou a ocupar a faixa de rodagem, é sempre infração punida com coima de 120,00€, e por se tratar normalmente de uma infração grave, prevista no art.º 145, nº 1, alínea n), acresce a sanção acessória de inibição de conduzir de 1 a 12 meses, prevista no art. 147, n.º 2, ambos do Decreto-Lei 44/2005 – Código da Estrada, com a efetiva retirada de dois pontos na carta de condução, por norma em vigor desde 1 de junho de 2016.
    Na mesma situação incorre o condutor de velocípede com motor ou sem motor, ou utilizador de tratinete, art.s 84 e 96 do mesmo diploma, sendo a coima aplicada no valor de 60,00€.
    Penso que faltou esta informação no vosso esclarecimento
    Não é autuado todo aquele que estiver fora da faixa de rodagem, na berma da estrada por exemplo, a usar o telemóvel como bem entender.
    Espero ter ajudado.

  16. Rui Marreiros says:

    Simplificando, pode-se usar o telemóvel em alta voz no exercício da condução, desde que não seja na mão.

  17. Vitor Silva says:

    Toda esta conversa é muito interessante, à exceção de um pequenino pormenor. A interpretação desta lei, no momento de a aplicar e multar, não vos cabe a vocês! Mas sim ao agente que vos mandou parar porque vos viu com um telemóvel na mão. Está feito e estás multado. Se depois os meninos quiserem recorrer e ir a «tribunal» explanar a «vossa» mais lúcida interpretação das alíneas, força, divirtam-se, mas entretanto a multa já lá está.

  18. Rui Marreiros says:

    Vitor Silva, não se recorre a tribunal, mas sim ao Diretor da ANSR, e sim depende daquilo que o agente observar. No entanto penso que, se o vir com o telefone na mão, no exercício da sua condução, não há muita alternativa à não a aplicação da coima, até porque a grande maioria das viaturas de hoje já dispõe de emparelhamentos com quase todo o tipo de telefones, não havendo justificativa ao seu uso na mão, a não ser por aqueles que gostam de o mostrar, e esses são muito bem autuados.
    Com tanta malta a usar o telefone na mão, entendo que das duas, três. Ou as pessoas tem dinheiro a mais, e prontas a dá-lo ao Estado, mais uma inibição de conduzir, mais uns pontos da carta, ou gostam de mostrar o telefone e pagam para isso, ou não percebem nada do sistema de emparelhamento da suas viaturas. Aí, o que há a fazer é ler o manual ou perguntar/ pedir ao vendedor para o fazer. Simples não?

  19. Henry says:

    Dá-me a sensação é que alguns deviam ir tirar a carta de condução outra vez. Se um simples artigo faz tanta confusão e dúvidas…

  20. Henry says:

    Dá-me a sensação é que alguns deviam ir tirar a carta de condução outra vez. Se um simples artigo faz tanta confusão e dúvidas…

  21. Crow- says:

    Não é uma questão de os leitores gostarem de implicar, o artigo é que é fraco e claramente confuso, porque no título colocam uma questão “Podemos usar o telemóvel em alta voz enquanto conduzimos?” e no artigo colocam outra completamente diferente “Será que um condutor pode conduzir com o telemóvel na mão? Saiba o que diz o Código da Estrada.”, sendo que as duas questões têm respostas diferentes segundo o código da estrada.

  22. José Pilão says:

    Boa noite
    Ao que me parece, a própria pergunta é, só por si esclarecedora, é do senso comum que conduzir com a, ou as, mãos ocupadas de forma continuada, sem que seja para o ato de conduzir, leia-se, mãos no volante ou na alavanca de velocidades, é proibido, logo, segurar com uma das mãos o telefone no ouvido, ou utilizar o mesmo procedimento para utilizar o tlm, como PTT (Press To Talk), no ato da condução, também o é.
    Assim, só é permitido utilização de alta voz, seja do tlm, ou do próprio veículo, leia-se o equipamento Bluetooth, desde que não ocupe uma, ou as duas mãos, durante a condução.

  23. Yur-pt says:

    Depois de ler tantos comentários concluo que há muita gente que não consegue nem quer livrar-se do mau hábito de atender/fazer chamadas durante a condução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.