Quantcast
PplWare Mobile

Telemóveis dos condutores poderão ser analisados

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Andreia de Almeida


  1. Berrio says:

    Neste Pais. ..bem que podem esperar sentados.
    Sempre podem comprar dispositivos mãos livres…ha…isso é muito caro.

  2. Bruno Gonçalves says:

    Eu acho que era uma excelente medida, não têm ideia dos condutores por quem passo de moto a mandar likes no facebook, mensagens etc, sem ligarem nenhum ao que fazem, no meio de duas faixas etc. Existem mesmo muitos irresponsáveis.

    Ah e tal os sistemas sem mãos são muito caros, NOT, auriculares a 5€ se tanto, não é preciso ir logo comprar sistemas Parrot e não sei quê, só é preciso as pessoas terem mais cabecinha.

  3. Andre Fernandes says:

    É como concordar com o teste do balão depois de um acidente. Seria mais interessante arranjar uma forma de inibir o uso de telemóvel enquanto o veiculo está em movimento. Assim evitávamos o acidente. Da mesma forma que há certos carros que têm o sistema para soprar o “balão” do carro para ignição funcionar.

  4. Nada de mais says:

    verificar se uma pessoa conduz sobre o efeito de drogas é que era uma boa aposta… não sei se já há cá em Portugal mas se há não se coloca em pratica.

  5. Nada de mais says:

    verificar se uma pessoa conduz sobre o efeito de drogas é que era uma boa aposta… não sei se já há cá em Portugal mas se há não se coloca em pratica.

  6. José Coelho says:

    Acho muito bem…já está na hora de por os maus condutores no seu lugar… No banco de um autocarro!
    Este tipo de medida peca por ser tardia… Pois penalizar após acidente não evita o acidente mas, pode ser que venha a ser um meio dissuasor dos maus comportamentos ao volante.
    Em Portugal… para além do telemóvel o álcool e os excessos de velocidade temos milhares de condutores que não sabem andar na estrada… não conhecem minimamente as regras, não utilizam os sinais de aviso “pisca-pisca”…. Etc…

  7. Vlad says:

    Não me pareça um tarefa simples porque podemos utilizar o telemóvel fazendo uso do bluetooth.

  8. pedro osorio says:

    Ao invés disto sugeria outra coisa:

    Uma espécie de jammer que bloqueasse toda a comunicação com exterior excepto no caso de emergência de se querer ligar para o 112…

    Ultimamente a quantidade de pessoas que já vi ao telemóvel é aflitivo,não sei o que este pessoal tem na cabeça,mas de certo nada.Nestes casos só com medidas ditatoriais é que se vai lá.
    Acho que metade dos condutores em Portugal deveria ser retirada a carta.

  9. Dreamliner says:

    Se concordo? Não.

  10. Catarino says:

    Quando os telemóveis são usados com dispositivos mãos livres acho que o risco é similar ao fumar ou mexer em qualquer parte electrónica do carro como rádio, painel controlos etc.

    Partindo deste principio até que ponto conseguem saber se o equipamento foi usado com dispositivo mãos livres ou no próprio telemóvel?

  11. Ricardo says:

    E no caso de ser utilizado o kit de mãos livres? Não me parece uma ideia viável..

  12. Paulo says:

    Concordo em absoluto. Eu próprio ja fui vítima de um acidente em que uma condutora que circulava a minha frente ia a conversar ao telemóvel quando junto a um pequeno cruzamento encostou na berma da direita. Ora, vendo eu que ela estava a conversar, e estava parada, ultrapassei-a a sua viiatura quando sem mais que nesse momento ela arranca em direcção à esquerda embatendo no meu carro.
    Felizmente as velocidades eram reduzidas e tudo se ficou pelos danos materiais, que tive de ser eu a suportar, pois a dita “senhora” não assumiu a conversa ao telefone me a sua distracçao, acabando eu por ser responsabilizado por uma ultrapassagem num cruzamento.

  13. Hugo says:

    Não vejo porque não não.
    Se é mantida a privacidade pode ser o pormenor que muitas vezes falta para perceber se “se chaparam um no outro” ou “um inocente levou com um gajo distraido a mandar sms”.

  14. Branets says:

    eu agora quando conduzo, ponho o telemovel junto da boca e não no ouvido, assim nao apanho multa. Vejo muita gente assim …

  15. Pedro Ferreira says:

    Ja há alguns anos que os carros têm possibilidade de utilização de telemóvel por ligação sem fios. E agora até ja ha carros em que é possível falar e ele começa a escrever sms

    • Hugo says:

      Isso sim é util.
      Já conduzo há uns aninhos e antigamente conduzia bem a mandar mensagens, pois um gajo sabia o sitio das teclas, 9 teclas x 3 letras e tal. Agora tenho um receio do caraças, e já nem falo das multas, mas sim da distracção que é escrever num touchscreen.

  16. Luis Fonseca says:

    Concordo Completamente, a Implementar Já!
    Chega de absurdos utilizadores de telemóveis aos zigue zagues na estrada porque estão a olhar para o telemovel seje ao telefone ou a enviar SMS’s, pondo em risco todos os outros, automóveis, motos e peões. Mais, o uso do telemóvel ao volante devia ser equiparado no que toca ao regime legal à condução sob o efeito do Álcool e passar a ser considerado crime.
    Mais, os carros mais recentes vêm equipados com sistemas de touch screens e coisas afins, as quais, pelo tempo de atenção que requerem, desvio completo de olhar e atenção sobre o que se passa na estrada, também deviam ser banidos dos carros, porque aumentam substancialmente o tempo de desvio de atenção da estrada. A condução deve ser centrada no veiculo, na estrada, nos outros utilizadores (carros, motos, peões, etc.) e não em acessórios nos carros.

  17. andre santos says:

    em breve haverá telemóveis em que pensas e ele começa a escrever sms.

  18. RATM says:

    Se apreendessem os telemóveis de quem os usa ao volante certamente deixava de haver tanto abuso,mas como não se faz nada senão multar,continua tudo na mesma…Quanto às drogas,deveria ser obrigatório exames completos em caso de acidente,sangue e urina.Quem não deve,não teme!A vida que salvarão poderá ser a vossa!

  19. Tiago Silva says:

    Já estou a ver a policia a pedir à apple para debloquear o iphone 😀

  20. Jiddu K. says:

    Medidas de “prevenção” com base no medo são o que usamos para treinar cães.
    Em vez de coimas e aplicações milionárias desenvolvidas por amigos do estado, talvez fosse melhor direccionar os fundos para a educação. Nem deveria ser preciso ser considerada uma contra ordenação o uso do telemóvel enquanto se conduz, todos nós sabemos que quando o fazemos estamos a por em risco a nossa e outras vidas, mesmo em alta voz. O problema é que achamos que os acidentes só acontecem aos outros, porque nos achamos sempre superiores em relação aos demais – e estes sentimentos vêm da nossa [falta de] educação.

  21. Filipe Pitacho says:

    Concordo plenamente. É impressionante o numero absurdo de pessoas que vão na estrada distraídas com o telemóvel (facebook, mensagens, web, etc)
    Mas como já se disse aqui, estes casos existem, todos sabemos e estão mesmo a frente dos nossos olhos, e como diria o professor “A policia podia fazer alguma coisa? Podia, mas não faz, mas podia, mas não faz!”
    Cumprimentos

  22. Não Interessa says:

    Sim, plenamente de acordo, MAS se a pessoa estiver a usar um sistema por bluetooth que não interfira com a condução, tal responsabilidade/multa não seria aplicada

  23. APereira says:

    Isto em Portugal nao ia dar jeito nenhum…
    E entao como iriam fazer os Srs agentes quando estao por um fio de nao atingir o objectivo de multas do mes?

    Assim ja teriam de inventar outra transgressao qualquer.

    (Sim ja fui multado por alegadamente ir ao telefone, com o mesmo desligado e sem bateria a mais de 2 horas e por mais que tivesse reclamado e dito para verem entao no meu telefone se havia algum registo de chamada naquela data/hora, nao quiseram saber… porque nao lhes dava jeito claro).

  24. Joaquim Silvestre says:

    Infelizmente o típico tuga é obtuso, pois aquilo que se vê é que gastam milhares de euros em BM’s e Mercedes de top mas nem se quer sabem utilizar o Bluetooth e preferem conduzir com uma mão no volante e a outra a segurar o telemóvel.

  25. Egas says:

    E quem usa o smartphone como gps ou com kit mãos livres, vai levar multa? Existem muitas lacunas neste processo…

  26. Jorge says:

    Eu prefiro partir o meu telemovel todo do que dar a policia para verem os meus dados

    • Não Interessa says:

      lá por o telemóvel estar “partido” e não ligar (se é que consigas chegar a esse ponto) a informação continua lá e é possível aceder-lhe, apenas dificultas o processo e pareces ainda mais culpado 🙂

    • Deadpool says:

      Oh Sr. agente desculpe escorregou da mão, foi sem intenção.

    • gustavo says:

      Não deves ser muito inteligente, neste caso concordo que o condutor seja obrigado a mostrar o registo das chamadas, sms e chat’s do momento em questão.
      Se tens tens fotografias nu em frente ao espelho, azar o teu..

      • Hugo says:

        Obrigado a mostrar o telemóvel? lol havia de ser bonito.
        Preferia ir directo à esquadra e a tribunal a seguir.
        Uma coisa é aceder aos registos como fala o artigo, outra é ter que mostrar conteudo pessoal.

        • APereira says:

          Isso ou pagas a multa mesmo que nao viesses ao telefone.

          Logo, a levar pelo teu comentario imagino que se algum policia te disser que vinhas ao telefone tu aceitas a coima so para nao teres de lhe provar que afinal nao vinhas.

          • Hugo says:

            Porque raio haveriam de afirmar uma coisa dessas se não o vissem?
            Se viesse ao telefone só tinha que admitir.
            Se não viesse, uma vez que era pra meu benifício não hesitava em mostrar o registo de chamadas.
            Mas mostrar é diferente de exigirem que seja mostrado.

            O meu pai já se safou com uma multa de falta de cinto de segurança com algo semelhante.
            O polícia dizia que ele vinha sem cinto…e ele afirmava que tinha cinto. O argumento foi que o carro so pegava com o cinto posto.
            O policia obviamente não engoliu essa, mas após realmente testar chegou á conclusão que o carro só pegava com o cinto posto e não passou multa.
            Na verdade ele ia mesmo sem cinto pois depois de meter o carro a trabalhar podia tirar o cinto 😛
            Justificar certos tipos de situações não é fácil, e tanto nos pode ajudar como prejudicar.

  27. Pedro Pinto says:

    Quando as pessoas chegam ao ponto de baixarem a cabeça para verem o telemóvel invés de olharem para a frente quando conduzem… Só aí esta tudo dito, falta de respeito, irresponsáveis, imaturos e burros por acharem que só acontece aos outros.
    Quando vejo alguém a fazer isso, colo a buzina para acordarem para vida.
    Infelizmente a educação não chega a todos e agora vivemos a consequência da falta das reguadas da professora e as bofetadas dos nossos pais.

    • Hugo says:

      Bofetadas e reguadas? lol
      Nem tanto ao mar nem tanto á terra.

      • APereira says:

        Fazem falta a muitos fazem…

      • Hugo says:

        Sim porque há aqui pessoas que nunca mexem no telemovel, rádio, porta luvas, etc. enquanto conduzem.
        Estas não mereciam levar.
        Deixem as hipocrisias de lado senhores condutores 😛

        Pedro também olhas pro retrovisor? BAAAHM já te enfiaste no da frente. Não se trata de educação ou respeito. Falo por mim claro, tento conduzir com a máxima segurança possível e mínimas distracções, mas o acidente está à espreita ao mínimo descuido.

    • censo says:

      Ui…andam aí tantos a precisar!

  28. wolf says:

    Se as multas fossem bem mais altas de certeza que a maioria não arriscava mas alguém no governo prefere multas de valor acessível para entrar dinheiro para a EP mas, ridículo são os donos de carros de valor superior a €50000 que são muitos e nem a porra de um auricular de €10 compram.

    • Hugo says:

      Eu tenho bluetooth no carro e 99% das vezes não uso por uma razão muito simples.
      Distraio-me mais ao ter que ligar o bluetooth no telemovel e escolher o contacto do que somente escolher o contacto.
      Depois o falar é relativo. A mim tanto distrai ir a falar com ou sem kit mãos livres, e falar com o pendura é o pior, há malta que passa a viagem a olhar pro lado LOL

    • FilipeOS says:

      Está aqui a ser esquecida uma coisa, não é só ir com o telemóvel na mão ou a falar, é fumar, mexer no computador de bordo, GPS, etc… A multa deveria ser bem maior EM TUDO. Mas claro, hoje em dia dá multa mas não existe fiscalização onde deve

  29. Já não se pode travar. says:

    O meu “popó” já vai no 4º para-choque traseiro em 4 anos, porque será? E depois, quando batem, com tlm enfiado na orelha, vêm com a conversa “bem isso não é nada!!!”, na penúltima foram 1500€ e na última foi um nadinha mais forte atingiu os 2000€ e picos e não se via quase nada partido, pois é!!!.

    • Sérgio E. says:

      TInha o meu actual carro há 3 meses, quando um artista em pára-arranca no eixo Norte-Sul, me bate e vem com a mesma conversa “isso não é nada”. Depois, quando o mandei recuar o carro e lhe mostrei o meu para-choques com um rasgo, veio com a conversa “isso já estava, eu sou inspector de seguros e garanto-lhe que isso não podia ter sido feito agora”. Conclusão: veio a polícia e o menino não tinha com ele, nem a carta de condução, nem a carta verde do seguro. De repente já se dava como culpado de tudo e mais um par de botas. E adivinhem o que ele estava a fazer quando bateu ? “Ah e tal, era uma chamada profissional, tinha mesmo de atender”…

      • Marco says:

        Repugnante mesmo. Ao menos se fosse humilde e assumi-se logo a culpa tendo a consciência da inconsciência que é ir ao telemóvel (o que ainda assim não deixaria de ser grave), ainda vá… Mas depois ainda agem como se fossem as vítimas.

  30. ervilhoid says:

    o meu pai disse-me isto há uns anos e eu disse-lhe que era maluco lol

  31. Helder Lopes says:

    Há sempre a opção de alta voz, eu uso e dou-me muito bem com isso, até faço o GPS com ele, qual o problema se o GPS me vai dizendo por onde vou e virar onde devo?

  32. RubenS says:

    Porque não proíbem os condutores de fumar durante a condução? Isso sim seria uma lei perfeitamente justa, já que o cigarro na mão perturba na condução.

    Isso de analisar o telemóvel tem muito que se lhe diga, já que é um bem pessoal. É o mesmo que a policia entrar pela nossa casa dentro sem mandato.

  33. Ppalma says:

    andem de moto, deixam logo de os usar…

  34. Ricardo says:

    E se usado como GPS??!! como é o que eu o uso normalmente no carro..
    Pois não o uso como telefone quando conduzo…

  35. Az8teiro says:

    A minha questão é muito simples.

    Como é que o sistema deteta se o telemóvel foi usado com recurso a mãos livres ou não???

    É que atualmente em portugal pode-se usar kit de mãos livres, pode-se falar ao telemóvel com auriculares com apenas 1a “coluna” mas se tiverem as duas já é proíbido por lei. Tal como mexer no telemóvel, nem que seja para ver as horas, or ir a fumar no carro, ou ir a comer, são tudo tarefas proíbidas por lei para uma pessoa que se encontre a conduzir um veículo.

    Será que vão começar a tirar os rádios dos carros, ou as palas para o sol também?

  36. Carlos Fernandes says:

    para vocês todos tenho a solução que se chama TESLA AUTOPILOT , LOOOL

  37. Gilberto Ribeiro Conde says:

    Não existe relação directa entre um acidente e o uso do telemóvel num caso concreto. Ou seja, não se consegue saber se um acidente aconteceu especificamente por o condutor ter usado o telemóvel. Não se pode fazer um juízo justo nessas condições, mesmo que seja proibido usar o telemóvel enquanto se conduz. A única coisa que pode ser feita com essa informação é adicionar uma multa independentemente do processo de solução do acidente

  38. Danny says:

    Demasiadas lacunas. O meio mais fácil é proibir por completo o telemóvel dentro do carro ligado seja condutor ou passageiro

  39. Ellen says:

    Se tiver só o condutor no veículo pode ser que dê certo. Se tiver terceiros o mesmo pode alegar que não era ele usando seu telefone ou mesmo esconder o aparelho.

  40. José Rodrigues says:

    Reparem que a notícia fala numa lei implantada ou a implantar nos EUA. A implantação de uma lei dessas em Portugal acho que não tinha pernas para andar. Para que tenha pernas para andar tinham que alterar outras, principalmente a lei da privacidade. Porque raio podem vasculhar o meu telemóvel e não posso eu colocar no carro uma Gopro e desatar a filmar tudo e usar a gravação como prova em tribunal como ser faz noutros países (pior ainda porque em Portugal é proibido filmar os outros sem a sua autorização!)? Como é que podem garantir que o tal software que os agentes de autoridade usarem não vai mesmo vasculhar os meus dados pessoais (protecção garantida por lei)? Como garantem que esse software não irá estar carregado de vírus que me afectará o telemóvel? Se descobrirem registos de chamadas cujo período coincide com o de condução, como comprovam que não foi feito através de kit mãos livres? Pior ainda, como podem comprovar que as chamadas e SMS não foram feitas com o carro parado na berma? Por exemplo, se encontrarem registos de chamadas de há 15 minutos atrás, como podem provar que eu me encontrava a conduzir? Eu podia ter estado a falar ao telemóvel em casa ou noutro lado qualquer, depois de desligar a chamada metia-me dentro do carro e 15 minutos depois a polícia manda parar, vasculhar o registo de chamadas do meu telemóvel e papar-me uma coima? WTF? Com que direito? Com base em que lei? Isto é tão como a tal treta de quererem controlar as velocidades nas AE’s com base nos tempos de passagem entre portagens, ou seja, podia andar a 300km/h e s meio parar numa área de serviço durante 1 hora e lá se ia o controle pelo cano abaixo… por isso é que isso não foi para a frente! Voltando ao assunto… E se for a minha mulher a usar o meu telemóvel enquanto eu conduzo? Lol. Há tanta variável subjectiva que inviabiliza está ideia. Como podem ver, esta lei não tem ponta por onde se pegue! Outra coisa… esse software que a polícia usa como é que funciona? É a instalar no smartphone? Quem são eles para instalarem coisas por imposição no meu smartphone? E se o meu smartphone tiver a memória cheia? Vão obrigar-me desinstalar apps que eu tenho instaladas ou apagar os meus dados para criar espaço para instalar o software deles? E nos feature phones que não têm praticamente espaço nenhum na memória? Como se processam as coisas? Lindo…

    Acho isto impraticável. No entanto e como eu já vi um porco a andar de bicicleta e como o presente governo com a coligação que inclui BE, PAM e semelhantes que já andam a criar e alterar leis à parva e desadequadas, fico um pouco de pé atrás e até acredito que isto possa ir para a frente e provavelmente até com mais “molho”. É o país que temos…

  41. Limbus says:

    Acho curioso é não ver os preocupados do costume com a quebra de privacidade. Quando é uma coisa com grande probabilidade de nos afectar, a coisa muda de figura.

    • luis verdasca says:

      errado. qualquer pessoa com dois dedos de testa preocupa-se com a privacidade e é contra medidas deste género, obviamente.
      sem mandado de um juiz, ninguém mexe em nada.
      acho curioso a como chama às pessoas normais “preocupados do costume”. só uma pessoa completamente ignorante e obtusa é a favor da violação de privacidade “quando dá jeito”. basta alguém gritar “ai as criancinhas”, “ai os terroristas” e outras imbecilidades do género e baixam logo as calças. depois não se queixem quando virem a vossa vida destruída, como já aconteceu em inúmeros casos.

  42. luis verdasca says:

    duvido que isto não viole a privaciade das pessoas. para mexer no telemóvel, o agente deve ter um mandado de busca. permitir que lhe mexa sem isso é inadmissível.
    se deixamos que se façam concessões deste género, quando dermos por ela, o acesso é completo e total.

  43. Mister X says:

    Melhor que isso é os telemóveis e os automóveis se comunicarem entre si e quando a viatura estiver em movimento se não estiver a ser usado por um aparelho bluetooth é desativado suas comunicações e informa a todos que estão em comunicação que o utilizador está ao volante e com o carro em movimento e portanto não pode atender ou enviar mensagem!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.