PplWare Mobile

Site da ACAPOR atacado


Autor: Vítor M.


  1. Jorge Rodrigues says:

    ahahahahhaa MUITO BEM FEITO para essas pessoas aprenderem …

    GO PIRATE BAY

  2. Almada says:

    isso é que é a vida de um RUFIA

    • lmx says:

      pois…
      realmente, metem-se em aguas revoltosas e depois…pum e …fomos afundados.
      hehehe, os tugas A a quer ganhar guito sem trabalhar e a pedirem aos outros tugas, os B, para pagarem por coisas que não pertencem a A, de forma a esses tugas(A) ganharem dinheiro com o negocio…
      Esquecem-se é que o ramo da pirataria da existe ha seculos e portugal nunca sobressaiu nesse meio por isso o melhor e deixarem de ser piratas, caso contrario acabam com o barco afundado por piratas a serio hehehe…

      cmps

  3. Pedro Martins says:

    Que castiço!

  4. DEXXA says:

    txiiiiii…. altamente…. acredito k deve ter dado trabalho fazer o hack…. os tugas até k são pessoas bem inteligentes…. hiihih

  5. Tiago says:

    Foram retrógados durante mais de uma década, agora querem acabar com o que se tornou normal… o download do album de musica e filme sem pagar. Agora vão pagar a factura de serem sanguessugas e com mentalidade retrógada. Tudo evoluio excepto as editoras. Agora temos pena, já vêem tarde.

    • Vítor M. says:

      Foram retrogados porque tinham os bolsos cheios. Faziam pouco investimento e estava tudo numa boa.

      Com a pirataria, a diminuição do poder de compra, a proliferação dos meios multimédia e digital, eles começaram a ver a vida deles a andar para trás.

      Investimento insignificativo, era só engordar, agora a malta tem pouco poder de compra, além da cultura ser outra (temos de frisar também isso) e saltam para a praça para se manifestar.

      Embora me pareça, no seu mais primário significado, legitimo o que a ACAPOR requer, mas não está a usar os métodos mais justos.

      Mas… cada um que arrume a sua casa.

    • kaisar says:

      acredita! deviam cobrar muito menos pelos cd’s, dvd’s, jogos e etc’s…
      de certeza que as possoas aderiam mais se as coisas fossem mais acessiveis.
      eu reparei nisso quando foi comigo, nunca tinha comprado um jogo para o pc até ter comprado o cs:s e pelo caminho ter instalado a steam. a partir daí ja comprei cerca de 30 jogos originais pq a steam tem mts promoçoes mt acessiveis e caso contrario nunca os teria comprado!

      • João Santos says:

        Boas

        Normalmente mando vir o software pela “Amazon”, mesmo cm os portes de envio um jogo pa PC, por exemplo, fica-me entre os 35-40€ aproximadamente, cá pelo mesmo jogo pedem-me 60€!!
        Isto na minha terra tem 1 nome: “chulisse”!!

        Enfim é o q temos!!

  6. Manuel Andrade says:

    Pimba levaram na testa!

    Acho bem!

  7. coiso says:

    concordo com o que escreveram…
    só uma pequena percentagem dos lucros é que vai pra quem produziu as coisas…
    e muitas pessoas não tem os bens necessários até pra comprar um livro para a escola…
    se pusessem as coisas mais acessíveis já não haveria tanto problema à volta disto…

  8. Gonçalo Viana says:

    Pela LIBERDADE!!

    FORÇA Pirate Bay!

  9. Joao says:

    Foi excelente terem bloqueado o piratatuga, graças a isso encontrei ja 5 sites alternativos e, português quase quase ao bom nível que o piratatuga nos habituou.

  10. uma espécie de liberdade virá pela Internet, não sou eu que digo já foi dito por muitos visionários, por isso não queiram fazer frente ás forças da natureza.

  11. Alf says:

    Guerra é guerra…

  12. André do Carmo says:

    Caros membros do Piratebay,

    Se precisarem de alguma coisa deste vosso admirador, disponham!
    Hoje quem paga um cerveja sou eu!

    hip hip hurray

  13. Pedro Gonçalves says:

    GO PIRATEBAY!

    desde quando o pessoal saca do piratebay ficheiros com direitos portugueses ? o acapor a vá tentar roubar outros pq dos piratas só vao levar defaces 😀

  14. Manuel Costa says:

    E para quando uma atitude em larga escala em relação a outra “associação” que anda a meter (cada vez mais) a mão nos nossos bolsos?!?! Refiro-me ao nosso governo…

  15. the_doop_man says:

    Os senhores que vivem a custa do talento dos outros que nao apostam no talento de ninguem so produzem me…., (os gift tiveram de ser os proprios a juntar o dinheiro para o trabalho de estudio do primeiro album porque ninguem acreditava neles) agora acordam pa vida porque o dinheiro lhes falta porque as pessoas fazem os downloads e nao compram os album porque nao existe poder de compra em parte e porque o que eles pedem e um verdadeiro roubo 17 a 20 euros por um cd nao tem outro nome é roubo, finalmente as pessoas abriram os olhos e fazem o download e no meu caso so compro o original se o album realmente valor a pena( porque 17 euros por 2 boas musicas e simplemente idiotico) e quando o preço desce para 10 ou 12 euros.
    Agora vem com uma campanha que nao tem outro nome a nao ser ridicula contra quem acham que lhe estar a fazer mal meus amigos voçes afundaram o vosso proprio barco, eu continua a alugar filmes, os de qualidade que realmente valem a pena o dinheiro do aluger albuns poucos so os que valem mesmo a pena e apoios os artistas porque quando posso vou ver os espectaculos ao vivo dos que gosto.
    Prefiro ir ver um concerto ao vivo e dar 20 euros por um bom espectaculo do que dar 1 ao chulos que vivem as custas do talento dos outros e ainda ficam com mais de 80% do lucro que a venda de um cd da.

  16. Me says:

    E a seguir devia ser a Ecofilmes e outras distribuidoras Lusas, que andam de bolso cheio ás nossas custas. Preços de BR absurdos e nem falo nos jogos.. Ainda bem que existe amazon e afins.

    mas acho que está na altura de dar uma volta a isto..

  17. djx says:

    Adorei estas frases!
    We will not stop.

    We will not forget.

    We will prevail.

    We are anonymous.
    Muahahahah xD

  18. Bruno M. says:

    ADOREI ESPECIALMENTE DESTAS FRASES!!!!!!!

    We will not stop.

    We will not forget.

    We will prevail.

    We are anonymous.

  19. LL says:

    Alguém que me ajude a perceber o que é que está de tão errado em pagar um serviço ou produto que se adquire?

    Quando vou ao café também devo reclamar o facto de me pedirem para pagar antes de abandonar o estabelecimento?

    Isto baralha-me… ainda mais o apelo à “liberdade”!

    • as pessoas não se importam de pagar o preço justo no iTunes por exemplo! ^_^’

      • fran says:

        true.

        é preciso é ter visão futurista! não é a lutar contra a corrente que se vai lá!

        olha alugar filmes!! hahaha esses gajos sao mesmo nécios… vou mesmo pegar no carro, a chover, para ir a um tasco qualquer alugar um filme por 2 euros! quase…..

        • exactamente… porque não os Sr’s dos “clubes de vídeo da “esquina” se actualizarem um bocadinho e responderem com criatividade e criarem um site, onde possamos ir lá alugar o filme, vindo este ter a nossa morada (na moto telepizza ^_^’)ou mesmo fazer streaming online…^_^’

          • Manuel says:

            Porque os direitos de comercialização são das editoras e não é possível fazer esse tipo de comercialização. O grande problema é que os rapazitos falam do que não sabem e têm a petulância de pensar que sabem tudo. Ah! e tem outro defeito: Não se assumem. São piratas mas tentam justificar-se com desculpas de merda.

        • Manuel says:

          Ora nem mais. Cá está o gajo certo. Machão, senhor do seu dinheiro. Agora, começa a não pagar impostos, não pagues as águas e as colas na Mac. que é um roubo. Não pagues as portagens nas autoestradas que são um esbulho, não pagues a gasolina que é uma filha da putice. Tens toda a minha admiração, meu!

          • LL says:

            E qual o preço justo que iria fazer com o que os seres humanos gastassem dinheiro e trabalho nos métodos de pagamento e registos em vez de ir ao site vizinho tirar a mesma coisa sem pagar nada?

            Esses serviços de streaming já existem, e até na TV se consegue com os clubs de video da ZON entre outros… Será o preço deles justo para serem preferência?

            Não tenho grande opinião sobre a justeza de tudo isto porque não conheço os processos comerciais ao pormenor! Só quis deixar o desagrado por opiniões aclamando simplesmente que tudo devia ser livre… No entanto se essas palavras tiverem vindo de Benfeitores Franciscanos, retiro desde já esta minha opinião!

          • olha o novo apple tv aluguer de séries a 99¢ http://www.apple.com/appletv/

          • pfbatista says:

            @Manuel:

            Dá para ver que és completamente contra a pirataria…
            …fazes bem… ao comprar um album, pagas 19€ à editora e 1€ ao musico…
            …achas justo? Eu não acho, por isso não compro.

            Se estes “meninos” da ACAPOR e outras entidades do genero querem que o grande público faça conforme a legalidade, que abdiquem de grande parte dos lucros e da chulice que empregam na venda de material legal…

            …é legal chular um artista e cobrar valores astronómicos… e é ilegal efectuar downloads de musica, jogos e filmes…

            …sinceramente, eu saco, e se valer mesmo a pena, procuro outra alternativa (pela internet claro) de pagar o “talento” que o desenvolveu.

            Filha da putice acho que é o que a ACAPOR quer, limitar o acesso a sites na internet.

          • pfbatista says:

            NÃO ESTAMOS NA CHINA… NEM TÃO POUCO ESTAMOS NO TEMPO DA “OUTRA SENHORA”.

            Qualquer dia a ACAPOR quer que a PIDE venha a nossa casa espancar-nos e torturar-nos!! 😀

            Assim não ganham…

            Nestes termos em que vivemos, e com os valores astronómicos que as editoras cobram… só tenho de dar razão a uma facção… Go go Piratebay!

    • r says:

      Até que ponto é correcto cobrar por algo que se pode copiar infinitamente sem quaqluer custo?

    • Bruno M. says:

      A questão aqui, meu caro LL, não é o estar errado em pagar um serviço. A questão é mesmo pagar um balurdio por um serviço, que a maior parte das vezes, simplesmente não vale a pena.

      No caso dos álbuns de música, já vi cds a custarem 30 e 40€ e até mais. Na net, mesmo em alguns sites a pagar, o preço deles chegam a metade e muitos, até menos!

      Na Amazon por exemplo, o álbum dos U2, Unforgettable Fire (foi o que me lembrei de procurar) custa 11$ +/- (equivalente a 5/7€ +/-) já cá, na fnac, custa 20€ +/-. Como vês, os preços são muito diferentes.

      Já para não falar que os artistas de música, ganham mas não é só com Cd’s vendido, é mesmo com os concertos pois com os cd’s a quota que recebem é bastante baixa (mais de 3/4 vai para as editoras e afins).

      Existe um filme, “The Man From Earth”, que o seu sucesso não foi nem nas bilheteiras nem nos alugueres de video, mas sim pelos downloads feitos na net.. O Realizador (Jerome Bixby) agradeceu profundamente a quem sacou, pois fizeram o filme ser um sucesso!
      ( Man From Earth – http://www.manfromearth.com/ )
      ( IMDB : http://www.imdb.com/title/tt0756683/ )

      “In what may be an unprecedented move, the producer of this film, Eric D. Wilkinson IMDb, has publicly thanked users of BitTorrent who have distributed the movie without express permission, saying that it has lifted the profile of this product far beyond the financier’s expectations.[15][16] Producers Schenkman (sellingrs), Bixby (Emerson_Bixby) and Wilkinson (EWilkinson100) have all written comments on IMDb forums and responded to questions from fans.[citation needed] (…)”

      Como vêm, a partilha só faz bem á industria, seja ela qual for!! O problema mesmo, e como referi antes, é mesmo os preços exorbitantes que as editoras cobram!

      • Setnom says:

        Bruno M, a respeito do filme “The Man From Earth”, fui um dos que sacou e adorou! Recomendei-o boca a boca e pela net e, quem sabe, ajudei a que o filme tivesse um pouco mais de lucro.

      • TGRIP says:

        Considero este filme um dos melhores que eu já vi na minha vida.
        Vi o três ou quatro vezes seguidas e ainda hoje já passou dois anos) ando à procura dele em DVD para o comprar e quando falo em comprar, refiro-me o original.
        Mas se eu não o tivesse sacado da net, nunca tinha ouvido falar nem visto esta obra prima.

        • Bruno M. says:

          @TGRIP, é sem dúvida um excelente filme. Também já o vi umas 3 ou 4 vezes… 🙂

          Se quiseres, compra-o na Amazon que o arranjas por 12.49$ (DVD) ou seja, uns 9€ e tal ou Blu-Ray por 13.99$
          (10€). Mesmo com os portes, se os houver, fica-te mais barato que se o arranjares aqui.. se é que o consegues arranjar.

      • Armando Monteiro says:

        Eu não o conhecendo vou ser mais que o vai sacar!
        Isto de pagar 20€ por um album, filme que só vamos conhecer depois de pagar, que legalmente podemos copiar para ver no nosso pc, telemovel ou outros, mas que esses “senhores” tentam evitar a TODO O CUSTO, e no fim pegar nele e não o voltar a ouvir ou ver porque não era o que “parecia” (normalmente enganados pelo markting) é um ROUBO. Logo a consumo através da distribuição online deve ser é explorado da forma correcta por esses “senhores” e não atacado!
        Logo só tiveram o que merecem!
        Sim e tipos que ROUBAM através de impostos em bem essenciais também precisam de um ataque “onde mais lhes doer” (Acho que será revelar a podridão do sistema aos portugueses).
        😀

  20. fran says:

    esse gajos da ACAPOR são mesmo URSOS!

    eles acham que por bloquearem o pirate bay que as pessoas passam a algugar filmes? hahahahaha

    se nao sacarem no pirate bay, sacam noutro lado…

    Lutar contra o Futuro nunca deu bom resultado. o Futuro é downloads pela net gratis. os artistas vao ganhar a vida apenas nos concertos, cinemas e afins..

    • NT says:

      Ora nem mais…
      Fechem um site desse estilo, que aparecem mais 20 ou 30… É pior que cogumelos…
      Um cogumelo, trálálá
      Dois cogumelos, trálálá
      Tre.. Tre… Três cogumelos… (hehehe)

    • Bruno M. says:

      E donativos e publicidade… Tal como o open-source 🙂

    • Alexandre Alves says:

      Sim e quando ser cantor deixar de dar guita acabou-se os músicos, e por consequẽncia as músicas que a malta tanto gosta de piratear.

      Acho piada que gostem destas coisas no entanto se tivessem do outro lado concerteza a opinião seria outra.

      Afinal trabalhar para aquecer não põe comida no prato …

      • the_doop_man says:

        Nao sei se algumas vez reparas te mas o lucro para o artista vem dos concertos dos 17 euros que das por um CD 2 sao para o artista tendo em conta que o cd impresso com capa e tal custa no maximo 1 euro a editora mais 50 centimos de transporte ate a loja(sim porque as transportadoras em portugal recebem muito mal e tem uma tonelada de horarios quase impossiveis de cumprir sem conturnar um lei ou outra) ora isto 17-2-1.50= 13.50 se nao falha a matematica ora a isso tiras 3 euros de iva contas redondas porque nao chega a isso ve o lucro limpo da editora e do vendedor sao 10 euros limpos dos quais tanto a editora como o vendedor ainda vao buscar algum em IVA pois apresentam despesas para irem recuperar o que pagam em iva nos serviços que precisam de contratar para tratar de tudo oq ue precisam desde produçao ate distribuiçao.

        E para acabar que ja vai longo ja nao e a primeira nem segunda banda que disponibiliza os seus albuns on line gratuitamente e que vivem da musica.

        • Samuel Gomes says:

          Faz-me lembrar o álbum dos coldplay “Viva la vida” que foi lançado gratuitamente no site oficial deles, numa altura em que havia muito falatório em relação a pirataria. Foi um balde de água fria a editora que se iria encher com esse álbum.

          Os coldplay continuam e não acredito que tenham ido a falência…

    • Manuel says:

      E quem vai pagar 20 milhões de dólares ao Tom Cruise para fazer um filme são os rapazes que querem de borla o acesso ao filme. Se o menino não sabe eu informo-o que o home video representava em 2006 cerca de 60% da receita total de um filme. Neste momento não chega aos 30%. Acha que vai ver filme novos no futuro? se calhar vai realizá-lo e mostrar aos amigos. Ou então curte através do Youtube?

  21. fran says:

    quem me dera que enchessem aqueles servidores todos da ACAPOR com virus e afins… lol

    se soubesse que foi o gajo que fez isto, doava-lhe já 100 euros 😀

    • valve says:

      fui eu…passa para cá as 100 biscas…

      agora mais a sério: não é que eu tenha prazer em ver um ataque destes mas tentar bloquear o acesso a um site deste tipo é completamente ridículo…reduzam mas é o preço dos jogos/dvds/br/cds que a pirataria concerteza iria reduzir…eu pelo menos falo por mim pois prefiro o original á copia

      • R o B says:

        Tentar impor bloqueios à liberdade como é o manifesto da ACAPOR, é muito mau e sem numero de vezes pior que qualquer ataque a essa entidade.

      • Manuel says:

        O aluguer de um filme custa entre 1,50 e 2,75 euros. E ainda podes fazer uma cópia privada do filme de forma perfeitamente legal. Que merda de argumento é o teu?

        • helder says:

          Manuel, se realmente tens um video clube e que cobra só 1,50€ por aluguer, olha eu era teu cliente já!

          Onde eu moro por menos 3,50€ não há filmes para ninguem e por esse preço prefiro por mais uns cobres e ir ao cinema…

          Agora, também confeço que não faço ideia de quanto um videoclube paga por cada exemplar de cada filme que compra (se é que os compra), mas se for igual ao que o cliente final paga na fnac por exemplo acho que os VC andaram na ganancia durante muito tempo e por isso é que se generalizou a cópia pirata – agora a situação é outra são as próprias pessoas que descarregam os filmes que querem ver e depois na maioria das vezes apagam depois de os ver…

      • helder says:

        Evidente que sim, deixem de ser gananciosos e a pirataria reduz.

        Eu tenho uma colecção de Cd’s musicais que são o meu orgulho na sua maioria originais, os restantes são substituidos por originais assim que o orçamento o permite e de acordo com a qualidade dos mesmos.
        Mas por muito que goste do trabalho prévio de uma das bandas não compro mais nada “no escuro”, primeiro ouço e bem depois de avaliar e de preferência depois de ouvir ao vivo aí sim compro.

        O mesmo para software, tenho de experimentar antes de comprar, e antes que falem das demos e afins, não é a mesma coisa, uma ter o programa usá-lo meia dúzia de vezes de acordo com as necessidades outra é uma demo que dura 15-30 dias e às vezes limitada que só dá para brincar um bocadinho… Por exemplo a microsoft deixou experimentar o Seven e eu como gostei comprei (pela primeira vez comprei um SO microsoft) ainda que ache um exagero o preço pedido para usar em casa e um abuso por ter de comprar 2 se o quisesse pôr também no portátil.

        Quanto a jogos aí até acho que o preço é mais justo tendo em conta o potencial de horas de uso, também como exemplo comprei os dois Mass Effect mas contabilizando as horas que já passei a divertir-me com cada um deles tenho de dizer que não são caros, já se tivesse comprado o CoDMW2 teria sido dinheiro deitado ao lixo embora o jogo seja até divertido, não o jogaria é mais do que uma vez e aí sim fica caríssimo – por isso experimento primeiro e se tiver qualidade compro e compro com todo o gosto!

        Moral da história: quem não deve não teme, ou seja, quem tem produtos de qualidade não se importa que seja copiado ilegalmente pois verá mais tarde ou mais cedo os lucros inerentes à qualidade, agora quem duvida do seu produto esses sim têm muito medo da “pirataria”.

  22. cfernandes says:

    no entanto já fizeram mossa pois o site piratatuga foi (fechado),mas para ser mais credivel gostava que a ACAPOR divulgasse tb os nº de downloads das box da Meo e da Zon em aluguer de filmes. pois não é só a pirataria que está a dar cabo dos videoclubes.

  23. canelas says:

    é bem feito. Não tenho pena. Cambada de mamões.

  24. tMACTX says:

    Pode-se perguntar porque na china não há pirataria de jogos? a resposta é simples. lá um jogo custa +/-10€ nos cá temos de pagar mais do dobro 60’s 70’s.
    isto porque os tipos que importam “ganham”, as lojas “ganham”, os distribuidores “ganham”, ect.

    só para dar um exemplo. quando saio a PlayStation Portable eu já sabia que cada jogo custava 60€.
    Fui a uma loja que não tinham a certeza dos lucros e como disseram: “há isso são jogos pequenos… vedemos a 30€ cada porque o nosso fornecedor ainda n disse o preço.” eu calei-me e comprei 2 . uns dias de pois fui lá e já estava cada jogo a 60€… razão o (retalhista) ganha pouco os outros (Inportadores e distribuidores) é que lucram.

  25. Setnom says:

    Parece que a ACAPOR não faz ideia do que anda por aí na net, se tenta bloquear só o Pirata Tuga e o Pirate Bay. Andam atrasados nos tempos uns anitos.
    Existem por aí muitos outros sites estrangeiros que disponibilizam conteúdo:

    – Em menos tempo;
    – De melhor qualidade;
    – Com mais opções de download;
    – A um simples click no Google por “nome do ficheiro + rapishare” ou “nome do ficheiro + torrent”

    Pessoalmente, não gosto do Pirata Tuga e já raramente uso o Pirate Bay. Conheço outros muito melhores e costumo frequentar diariamente via RSS pelo menos cinco para ver séries/filmes/documentários/late night talk shows. Três deles são de acesso por todos e os restantes é de registo grátis. O JDownloader também faz maravilhas.

  26. Suspici0us says:

    Vendam barato, deixem de mamar á nossa conta e passaram a vender mais.

    Ir ao vídeo clube pagar €2/3 por um aluguer?
    €30 por um DVD acabado de sair?
    €60/70 por um jogo acabado de sair?

    Deixem de roubar e estes sites deixam de ter razão de existir.

  27. NT says:

    Acho é que deviam fechar a Google!!!!
    Esse mandriões, é só meter lá o nome do Filme/musica etc… E eles disponibilizam os links para as páginas…
    Já agora o Bing, Altavista, Ask….
    Contra a pirataria! “Fechar a internet”

    (lol, brincadeira)

  28. rodasp says:

    só tiveram o que mereceram… parabéns a quem fez isto xD

    será que também podem fazer o mesmo no site das finanças?

    • R o B says:

      Atenção às Finanças, pensa bem no que dizes. Estás disposto a pagar dividas que não são tuas mas que todo o sistema diz que são?

      Tenho medo, muito medo mas quem me garante que isso não possa vir a acontecer um dia?

      Pior, é ter que conseguir provar que o peido que a senhora deu não foi ela mas fui eu!

  29. Manuel Jose says:

    Só tenho uma coisa a dizer: falar é fácil, mas a verdade é esta: se ninguém comprasse as coisas originais, ninguém as fazia. Não compreendo como é que ninguém vê isto. Para mim roubalheira é gastar dinheiro em coisas que só fazem mal à saúde. Mas gastar dinheiro nisso ninguém se importa, mas se for para comprar software original, já é um roubo! Podem gozar comigo e criticarem-me à vontade, não vou deixar de fazer o correcto só porque 90% das pessoas não tem consciência. Mas antes de me criticarem, pensem que se não fossem “cromos” como eu eu a comprar as coisas, nem pirateado vocês tinham!

    • r says:

      Estava para escrever, mas quando vim já era tarde, pois parece que o tpb já está fechado. De qualquer maneira deixo a minha opinião.
      – Esta atitude que todos elogiam é só mais um motivo para dar a acapor razão, para nos retirarem o acesso a esse site. Aos olhos deles está claro que a culpa foi desse portal. Assim, e ao que parece já se verificou isso.
      – Tenho de concordar com o post acima (em parte). De facto as coisas são “replicadas sem custo” como alguém disse, mas falemos de um SO por exemplo, quantos anos demora a fazer? quantas pessoas estão envolvidas? esse é o ganha pão dessas pessoas. Não é justo elas venderem isso? Assim sendo façamos este pensamento: Quando vou a um café, pago o café a 60 cent, contudo custa 30 cent ao dono. O café pode ser então produzido vezes sem fim, dando lucro de 30 cent…é um roubo ter de o pagar? pensem um pouco nisto, se calhar estão a ser um pouco injustos, ao querer ter acesso a tudo o que é conteúdo multimédia sem querer gastar dinheiro…
      Queria dizer ainda que o que muitos vêm como catastrófico, que seria o fim da pirataria, eu vejo com bons olhos, porque a culpa dos preços exagerados (nesse ponto concordo, principalmente com o que se vê noutros países), é tanto de quem vende como de quem não compra, e acaba de pagar mais caro quem compra, alegadamente por quem não compra. Com o fim da pirataria talvez a industria sinta que realmente está a pedir de mais e baixe os preços.

      Atenção que me estou a colocar de nenhum lado, apenas a dizer o que penso sobre isto.

      • the_doop_man says:

        Defenitivamente nao deves viver no mundo real desde quando é que uma indrustria que tem um produto que vende bem e tem mercado asegurado o vende mais barato porque ve que esta a vender caro de mais?????? Os mercados onde nao a concorrencia sao onde se verificam os maiores abusos de preços simplesmente porque podem e da mais lucro e essa a unica linguagem que entendem mais lucro.

        Exemplo a unica refinaria que existe em portugal. Fazem o que querem e lhes apetece ainda a pouco tempo os seus donos a GALP fez mais de 3 milhoes de euros de lucro porque demorou mais uma semana do que devia a actualizar o preço de revenda.

        A unica linguagem que este senhores entendem e a perca de lucros as quedas das vendas ai eles primeiro esperneiam e escociam em todas as direcçoes so depois se apercebem que estavam com o modelo errado de negocio e isso é o lhes fez perder lucros, porque meus amigos antigamente toda a gente tinha um amigo com a K7 da banda que tinha comprado e copiava em casa na sua aparelhagem no entando isso nao diminuia os lucros das editoras e a facilidade de acesso ao pirateado nao era bem a mesma mas era parecida, a diferença era que o original n era assim tao caro quanto isso para o poder de compra da altura e muitas vezes acaba-se por se comprar o original porque pelo menos para mim e sempre diferente o original retem outro valor que a copia nao.

        • r says:

          “desde quando é que uma indrustria que tem um produto que vende bem e tem mercado asegurado o vende mais barato porque ve que esta a vender caro de mais??????”

          Com base nos comentários acima, que a pirataria promove a promoção de conteúdos. Temos o exemplo do filme indicado, que caso não fosse a partilha ilegal não teria o sucesso que tem. Se a pirataria acabar, mais e mais pessoas vão deixar de comprar conteúdos por não terem oportunidade de os experimentar antes. Eu por exemplo já comprei jogos por ter tido oportunidade de os experimentar antes.

          Por falar em não viver no mundo real, gostava que justificasses o facto de dizeres que não concorrência para este mercado…não faltam produtoras, editoras, artistas, consolas, etc, e com preços muito variados.

          Quanto ao segundo ponto concordo, e foi o que disse (ou quis dizer) acima, que o fim da pirataria vai baixar a procura, consequentemente diminuir os lucros e assim têm de baixar os preços…faço me entender?

          • pfbatista says:

            @r
            Só concordo contigo num ponto…

            A pirataria promove a promoção dos conteúdos.

            Para comprar conteúdo legal após testado e garantida a sua qualidade, compra-se lá fora… e ao fazer isto o Estado também perde, já que não pagas o IVA em portugal.

            O Estado, também tem culpa em não regulamentar o preço de distribuição, já que, indirectamente, promove a pirataria e a compra no estrangeiro (via internet), já que é muito mais barato.

            e esta hein?!

  30. Vitor B. says:

    Eu não estou ligado a nenhuma produtora/distribuidora ou qualquer outro tipo de máquina do mercado de áudio/vídeo mas, há aqui posições de algumas pessoas que me preocupam.

    Numa leitura pelo fórum, não pude deixar de reparar em duas bandeiras desta argumentação:

    “Os artistas só recebem uma pequena parte das receitas”.
    Se os artistas recebessem 90% da receita, que diferença faria para quem faz download? Digamos que os artistas passavam a receber 90% das receitas e que os preços baixavam para metade e até se conseguia um aumento de vendas, isso alteraria a tendência para o download gratuito? Quantos de vocês estariam dispostos a comprar um álbum só por aquele single que gostam?

    “A indústria não soube actualizar-se. Cristalizou e manteve a fórmula, pelo que merece o que lhe está a acontecer.”
    A primeira imagem que me vem à cabeça é a dos comerciantes de bairro. Também eles se ficaram pela fórmula que conheciam. Nessa fórmula o cliente procurava o comerciante (e não o contrário) e não tinha 50 ofertas distintas para o mesmo produto. Hoje os grandes hiper têm uma gigantesca variedade, serviços e infraestruturas. Serão, daqui a muito pouco tempo a morte dos pequenos comerciantes. Mas eles merecem, certo?

    O download não é uma forma de protesto, é um comodismo. Comodismo que pode ser por razão financeira ou pelo simples facto de não se querer sair de casa para ir ao cinema. Não sou contra a tecnologia, é a tecnologia que me põe o pão na mesa!

    E sim, eu também já fiz download ilegal, mas não mascaro as minha intenções com falsos moralismos.

    Bem hajam

    • the_doop_man says:

      Permite me discurdar, da tua opiniao, no meu caso nao e o comodismo pois gosto de sair de casa, nem e falso moralismo se os CD custasem 5 euros que acho ser um preço mais do que justo é que ja da lucro a todos os intervenientes no processo editora artista impressao e distribuiçao do cd eu compraria muitos mais alguns porque mesmo um cd com apenas 2 boas musicas e mais 1 ou 2 mais ou menos vale os 5 euros e nao e um valor assim tao alto, e obvio que o download da muito mais jeito principalmenert na musica visto que o mp3 e o futuro e o mais utilizado hoje, mas porque nao evoluir e vender os direitos a musica on line a preços justos dou o exemplo do steam a valve tem regularmente promoçoes discontos de 50% 60% ate mesmo 80% nos jogos vao oferenço extras a quem compra os jogos sao lanchados logo a preços mais baixos que o normal e descem de preço regularmente e rapidamente oq eu ganham com isto? Nao querem lucar tudo numa so venda nem ter o cliente para uma so compra concluçao podia perfeitamente fazer download dos jogos deles e jogar on line em server piratas nao o faço porque pago pouco pelos jogos 15 euros por um jogo que a dois anos seguidos que o jogo todos os dias on line e um valor ridiculo e jogo o qual esta constantemente a receber updates e coisa novas. Cobraram um valor pelo jogo que pagou o investimento que fizeram tiraram algum lucro, nao roubaram descaradamente o cliente e eu como me senti bem tratado voltei e comprei outros jogos os quais nunca compraria se me tivesse sentido mal tratado. É isto que as editoras tem de perceber lucrar menos por unidade venda tratar melhor os clientes e assim em vez de perder clientes ganharao. o mesmo se passa nos filmes a maior parte dos filmes que saem nao tem qualidade que justifique o preço pedido, se baixarem os preços para aquilo que e a realidade do pais talvez vejam as vendas aumentar.

      • Bruno M. says:

        I site foi suspenso pela “Hosting Portugal”….

        http://www.acapor.pt/cgi-sys/suspendedpage.cgi

        MAS KE GRANDE LOL!!!!

      • Manuel says:

        Só para te situar: A Acapor é uma associação de clubes de vídeo. Alugar um filme custa entre 1,50 e 2,75 euros. Se quiseres até podes fazer uma cópia privada para usares quando quiseres. Sem grandes custos podes criar a tua própria videoteca. Achas que os teus argumentos ainda estão certos?

        • Bruno M. says:

          @Manuel, já vi que és um dos queridos dessa tal instituição..

          Deixa cá ver, eu num clube de video, alugo um filme, mas não posso gravar (é considerado pirataria, e infringe os direitos de autor, segundo muitos iluminados)….

          Mas na acapor posso???? Afinal como é? Não é pirataria??

          Como disseste acima…

          “vão-se catar”…..

        • Tiago Dias says:

          @ Manuel

          Não percebo uma coisa nessa defesa do aluguer de filmes (opiniões à parte).

          Se eu alugar um filme posso legalmente fazer uma cópia? Como é isso?

          Então se eu emprestar um filme a um amigo ou familiar ele pode também fazer uma cópia? É mais legal ainda, pois não há troca de dinheiro..

          Por essa ordem de ideias, o mesmo se faz no “The Pirate Bay” ou qualquer outro site… Uma troca de conteúdos entre amigos.. É até mais moral que o aluguer, pois não há qualquer troca de dinheiro.

          Posso ser eu que não estou a perceber bem a coisa, por isso peço que me explique melhor 😉

    • Vítor M. says:

      Bom há pontos que concordo e alguns que discordo.

      A questão da evolução parte de como a receita e o lucro poderia ter sido aplicado, em, por exemplo, novos canais de venda.

      Aqui faço a introdução ao que foi dito recentemente sobre o iTunes. É o paradigma da evolução: foi quem mais vendeu música nos últimos anos.

      Então onde está a fórmula mágica?

      está no valor de uma música, está no preço justo e nos meios de esta chegar até ao consumidor final.

      Fazendo uma paralelismo com a analogia que usaste: comércio tradicional vs Hipermercados….

      Existem diversas “lojas de esquina”, mercearias, mini-mercados e outros que tal, que pegaram na sua fórmula e inovaram. Começaram a entregar ao domicilio, fizeram marketing de proximidade, associaram-se e “centralizaram compras”… entre outras formulas de evolução.

      Assim, o mesmo se passa com o mercado nacional de venda de conteúdos de multimédia. Estagnou, vive à deriva, com uam fórmula velha, desactualizada e que não favorece o consumidor (não é geral).

      Há dias, sentadinho no bar da FNAC, vi um mini-concerto… próximo da banda, depois porque gostei, comprei o CD, foi autografado enquanto dava duas de treta com o vocalista e estava com desconto naquele dia.

      Trouxe um CD original, autografado, com 25% de desconto e escusado será dizer que foi uma óptima forma de vender o CD.

      O resto da malta…. quer lá saber, quer é colocar nas prateleiras e etiquetar o CD com preços que nem ao diabo lembra. Quem é que vai comprar um CD ou DVD quando pode sacar de borla na net?

      Eu não concordo com a pirataria, sim eu saco como os demais e já tive conversas épicas com amigos, músicos e outro que é manager, e a conversa não chega a lado algum, apenas tem um denominador comum: o exorbitante preço dos CD’s.

      • Vitor B. says:

        Concordo que devem ser reavaliados os modelos de venda e a forma como o o produto alcança o cliente. Concordo igualmente que o iTunes foi uma abordagem inovadora (e lucrativa!) a esses modelos, mas creio que aí entramos num novo segmento de mercado. Saímos da venda de álbuns, para a venda de músicas. Talvez eu seja um melómano, mas só me imagino a comprar músicas sem o seu suporte físico quando não houver outra alternativa.

      • Manuel says:

        Uma pergunta: Porque razão acha que o modelo de comercialização correcto é aquele que o Itunes pratica? Sabia que o volume de vendas do Itunes é pouco menos que residual para o volume de negócios da indústria? Sabia que a Blockbuster “inventou” todas as formas de fazer chegar o seu produto ao consumidor e nem mesmo assim se safou? Porque razão? Estariam caducos? Ou a pirataria acabou com eles?

        • the_doop_man says:

          inventaram quase tudo? a margem no itunes nao e assim tao marginal quanto isso e se nao sabes lembro te que um cd nos estados unidos é basicamente o mesmo que custa ca a diferença eles la limpam o cu com 17 a 20 euros porque ganha-se muito mais, e a blockbuster foi a baixo porque presistiram no mesmo modelo e nao evoluiram para os downloads apartir de casa eles nao mudaram assim tanto o seu sistema de negocio e como o obvio se a crise aperta e tu nao mudas preços as pessoas curtam no consumo daquilo que nao e essencial.

          • Manuel says:

            Mudaram, mudaram. Em 2007 investiram 6 milhões de dólares num modelo tipo receber o pedido pela net e enviar pelo correio para casa do cliente. Resultado: Mais prejuízo! Quanto aos downloads a partir de casa os retalhistas estão impedidos de o fazer. As produtoras não disponibilizam esse direito. Como tal é um modelo de negócio sem possibilidade de ser exercido. Tenho cá a ideia que o pessoal sabe muito pouco ou nada de direito de autor.

        • tuga says:

          Só uma correcção no que afirmaste o volume de “lucros” é que é residual, o volume de vendas (músicas) é médio e até elevado se considerarmos que um cd normalmente tem à volta de 12 músicas quando só se quer uma ou outra.

    • Os Jailbreak’s alguns Hack’s, Crack’s Exploit’s são respostas inconscientes muitas das vezes pela liberdade das nossas consciências, ganhem dinheiro sim, mas não queiram ganhar tudo de uma só vez!

    • Yoshihiza says:

      Vitor,

      Concordo com algumas coisas mas discordo com outras…

      “Os artistas só recebem uma pequena parte das receitas”.
      (…) Quantos de vocês estariam dispostos a comprar um álbum só por aquele single que gostam?”

      Para isto existem sites nos quais podes comprar apenas a músicas que te interessa ou o albúm inteiro.

      E sim, se tivessemos mais poder de compra e o conto de fadas se realiza-se, acredita que muita gente pagaria por um album para que o artista continuasse a produzir músicas, porque se calhar, muitos de nós, não se pode dar ao luxo de comprar original pelo preço esurbitante que nos são pedidos, visto que não é um produto de primeira necessidade.

      “A indústria não soube actualizar-se. Cristalizou e manteve a fórmula, pelo que merece o que lhe está a acontecer.”
      (…) Hoje os grandes hiper têm uma gigantesca variedade, serviços e infraestruturas. Serão, daqui a muito pouco tempo a morte dos pequenos comerciantes. Mas eles merecem, certo?”

      Neste ponto tenho uma discórdia, pois as pessoas que fornecessem, não digo maioritariamente, são pequenos e médios comerciantes/agricultores nacionais que têm as suas quintas e fazem disso a sua vida ou um extra de financiamento.
      Os produtos proveniente das marcas “Continente” e “É” não vêm da quinta atrás do continente, mas sim dos pequenos e médios comerciantes.

      E até à quanto tempo estes não perdiam dinheiro pela fruta e legumes, que não podiam vender, por não ter um determinado peso ou “aparência”. Têm que arranjar maneira de vender aquilo que as grandes superficies comerciais não querem, abrindo a sua lojinha. E mesmo assim estes comerciantes/agricultores são os que se matam a trabalhar e a ganhar o mesmo, em percentagem, que os cantores que estão numa editora.

      P.S.: Estou a falar dos Agricultores que também são comerciantes, não aqueles que vão comprar ao supermercado pa vir vender pa sua lojinha no meio da cidade a preços ainda mais elevados que nos supermercados. (Estes sim, e são a maioria, merecem porque não estão a comprar ao fornecedor mas sim ao “revendedor”).

      Literalmente, Editoras e Super-Mercados são a mesma coisa em termos económicos, têm um trabalho minímo e recebem “extremamente muito”, comparativamente a quem “cria” o produto.

    • Rui "ALL" Sousa says:

      “Digamos que os artistas passavam a receber 90% das receitas e que os preços baixavam para metade e até se conseguia um aumento de vendas, isso alteraria a tendência para o download gratuito?” Alterava.

      “Quantos de vocês estariam dispostos a comprar um álbum só por aquele single que gostam?” Varias pessoas, mt mais do que aquelas que as pessoas pensam.

      “Serão, daqui a muito pouco tempo a morte dos pequenos comerciantes. Mas eles merecem, certo?” Merecerem ou não a verdade é que ira acontecer. Melhor mesmo é começar a fechar os hipermercados pq estão a acabar com o pequeno comerciante. ~ironia~

      “O download não é uma forma de protesto, é um comodismo.”
      Então eu q já comprei mais de 10 jogos steam, faz de mim um comodista q não quero sair de casa para comprar os jogos? Eu sp pensei que comprei os jogos, qd os mesmos estavam em promoção, sempre com o objectivo de demostrar “baixem os preços que o numero de vendas aumenta”. Qd as empresas tomam atitudes que demostrar querer beneficiar o utilizar/cliente eu sou dos primeiros a demostrar-lhes que so tem a ganhar com isso. Outro exemplo crasso disso é o facto de ir ao cinema 1 ou 2 vezes por semana, mas tb o vou pq pago 2.50€ por cada vez q vou.

    • helder says:

      Vitor, os teus argumentos até são válidos, mas devo-te dizer que do meu ponto de vista falham:

      1) O primeiro, tenho a certeza que qualquer corte no preço terá um efeito de descida no nº de dowanloads ilegais directamente proporcional ao corte do preço. O exemplo que dás de comprar um CD por causa daquele single, comigo não colhe, pois nem que custasse 0,50€ eu queria esse CD, porquê? Porque não presta, se só tem um música de interesse não é um CD e só serviria para base de copos porque nunca iria entrar no leitor de CD’s, para isso há iTunes e afins, compras só aquela faixa.

      2) Segundo, o exemplo que dás do pequeno logista faz-nos querer ir atrás e ter pena do mais fraco, mas o facto é que sim a culpa é do pequeno logista que não se actualizou e não soube ir atrás do público na altura certa e agora muito dificilmente consegue voltar a cativar o público – o que o logista tinha a fazer uma vez que não podia competir em termos de preço com as novas grandes superficies era demarcar-se pela qualidade e personalização dos seus serviços e produtos, tal com no caso das pequenas empresas familiares aqui do burgo, que enquanto o dinheiro entrou não houve preocupação por modernizar e formar os trabalhadores e agora queixam-se que não conseguem competir…

      Agora concordo contigo que o download não é uma forma de protesto, considero-o antes um recurso, que tem potencial para dar lucro a todos, desde que deixem de ser hipócritas e ganaciosos (tanto de um lado como do outro)!

  31. Hugo Cura says:

    “Beri naice!” Head-shot!

  32. Miguel Oliveira says:

    Uma das coisas que mais me surpreende é que ainda não recolocaram o site original. Continua hackeado.

  33. Pedro says:

    hahaha, isto e so para a acapor ver quem manda aqui. Eles fecham o piratebay abre 2 ou 3 isto nao vai haver maneira de parar

  34. Pedro S. Malheiro says:

    Caros…
    Para mim, pirataria é aquilo que vemos certos feirantes fazer: vender CD’s e DVD’s copiados, malas, relogios, perfumes etc, etc, etc, falsificados, mesmo nas barbas da PSP, que, imagine-se, fazem vista grossa!
    Aquilo de que se fala, neste caso é a livre partilha!
    Ora a livre partilha existe porque os exmos srs das editoras e locadoras, não contentes com a sorte que tiveram ao longo dos anos com o lucro fácil, se recusam a actualizar os preços e consequentemente a baixar os seus lucros abusivos!

    • Manuel says:

      És o partilhador mor do reino. Partilha aí uns “guitos” oh! meu!

      • Tiago Dias says:

        @ Manuel

        Começaste até a argumentar bem no início dos comentários, mas agora já é só treta!

        Mas respondendo à tua ironia..

        Não partilho “uns guitos”, pela razão óbvia, mas se quiseres que partilhe algum CD que tenha, ou algum filme, partilho com todo o gosto! Provavelmente não contigo, mas com um amigo. Sou pirata agora?

        Se eu fizesse uma cópia, com umas fotocópias das capas e tal, tudo bonito, e te vendesse (mesmo que fosse um preço irrisório), aí sim, podias-me chamar pirata, a mim ou a qualquer um que o faça.

    • Tiago Dias says:

      Concordo plenamente! É exactamente o que penso.

  35. phoenux says:

    Sinceramente eu não consigo concordar com os argumentos desta associação, como de muitas outras de suposta defesa da cultura (como máscara para a defesa dos interesses dos seus associados).

    Culpabilizar o download ilegal pelo fecho de dezenas de lojas de aluguer de filmes é optar pelo caminho mais fácil, para não reconhecer as limitações da indústria, que não soube actualizar-se e acompanhar as tendências de mercado com a disseminação das novas tecnologias e do consequente aumento da largura de banda. Qual é a necessidade de me deslocar a uma loja que muitas vezes fica a vários quilómetros de casa, com frio e chuva para ir buscar um DVD, que pode nem sequer estar disponível e que tenho de entregar obrigatoriamente até 24 horas depois, quando posso obter o mesmo filme, com uma qualidade superior, em apenas alguns minutos sem sair de casa, gastar combustível e sem perda de tempo?

    O mesmo de aplica ao cinema. Dizem que a pirataria prejudica gravemente o cinema, lesando os coitadinhos dos profissionais que dependem do cinema para viver… No entanto estes são os mesmos que me obrigam a pagar mais de 10€ por pessoa (duplicado por dois se comprarem pipocas e uma bebida), para assistir a um filme que é precedido por cerca de 30 minutos de publicidade obrigatória. Agora imaginem a sensação de verem o filme para, no final, descobrirem que as melhores cenas do filme estavam no trailer e que acabaram de perder quase 3 horas do vosso tempo. Será que me devolvem o dinheiro se eu não ficar satisfeito? Quem é o ladrão neste caso?

    Por fim fica a ideia que já vi em alguns comentários pela Internet: copiar não é à mesma coisa que roubar. Roubar pressupõe que o bem furtado deixe de existir na origem. Sem alguém me partilha sem custos, algo que comprou, é justo considerar que eu seja um ladrão? O que é que será mais justo: considerar a pessoa que partilhou algo por que pagou um pirata ou um humanitário? Será justo que a cultura ou o divertimento só sejam acessíveis a quem tem meios para pagar a exorbitância que os produtores de conteúdos acham que o seu trabalho vale?

    • Henrique Crachat says:

      Concordo plenamente. Sou da mesma opinião.

    • FF says:

      Eu concordo com o teu argumento, completamente! Não acho é que o PirateBay ou quem quer que o tenha feito em nome do PB ganhem alguma coisa com estas atitudes!
      A situação e divergência entre a pirataria e associações como esta não se resolvem com sites pirateados ou com ilegalidades assim (ok, os downloads no PB também são ilegais). Falo por mim quando digo que os downloads ilegais que faço são porque o acesso à cultura é demasiado exigente financeiramente para que possa suportar o que consumo. Mas estes actos não ajudam em nada o problema que o PB e outros sites semelhantes dizem estar a combater…

    • salem says:

      O mais estúpido nisto tudo é que uma pessoa é quase “castigada” por comprar coisas originais. Vais ao cinema e apanhas com publicidade a torto e a direito (pagar pra ser inundado com publicidade!), pra não falar da roubalheira com pipocas e bebidas, e num dvd o mesmo.
      Podem bloquear à vontade, enquanto não oferecerem produtos com qualidade não se livram da pirataria

      • the_doop_man says:

        nao podia concordar mais ctg, compra um dvd original e tenho de gramar com a publicidade que a empressa qye fez o filme ou serie faz as outras series e filmes que tem, gramo ainda como bonus com um anuncio anti pirataria do ministerio da cultura e tudo isto bloqueado com proteçoes que nao me deixam chegar ao menu do dvd sem os ver ou seja cada vez que quero ver ou rever o meu filme ou serie favorita que comprei um o pouco dinheiro que tenho tenho de lerpar com publicidade e campanhas que nao sao dirigidas a mim porque eu acabei de cair na patetice de comprar o original, o mesmo se passando no cinema, quero ir ver o filme gramo com 30 minutos de publicidadem pago o bilhete caricimo de cinema e ainda levo com um intervalo no meio pra levar as pessoas a irem gastar mais dinheiros nas pipocas e refrigerantes que estao a preços que nao sao mais do que roubou. É por isso que nao vou mais do 3 a 4 vezes por ano ao cinema meus amigos. Cada vez que la vou saiu de la com a sensaçao de que me foram ao pacote e com força.

      • rip_heart says:

        Concordo 100%. Adoro cinema no cinema e um dos motivos que deixei de ir foi mesmo esse da publicidade. pra isso vejo na sic 🙂 agora so vou mesmo nas promoçoes e nos passatempos.
        é pelo mesmo motivo que não gasto dinheiro numa t-shirt que tem o nome garrafal na frente. Com tanta publicidade nos cinemas os filmes deviam ser de borla!

    • Manuel says:

      Para todos os teus argumentos uma resposta: Aluga no MEO ou na ZON. Que merda de falsos moralismos. Mais valia assumires que sacas e pronto. Mais que os vossos argumentos, o que enoja é a vossa incapacidade de se assumirem. Deixem de pagar impostos, gasolina e afins. Tudo o que é exploração abusiva.Ai nem piam.

      • salem says:

        A Meo tem o “The Expendables”?

      • phoenux says:

        Lol… Eu nunca disse que “não saco”, assim como nunca disse que já não sou cliente de nenhum dos serviços que mencionaste, por isso acho que em momento algum ganhaste o direito de me chamar hipócrita. A diferença entre o serviço da zon e os serviços de downloads pagos que utilizo, é que nos serviços nestes últimos são do tipo “all you can eat”, o que permite escolher o que quero, quando quero, sem publicidade, por um preço bastante interessante.

        Relativamente à questão dos impostos, se arranjares uma maneira de eu não ter que alimentar chulos, sou todo ouvidos…

  36. Ricardo says:

    Alguns ficheiros interessantes no servidor:
    http://www.acapor.pt/home.php
    http://www.acapor.pt/owned.txt

    LOL!

  37. 2xtreme says:

    4chan did it again!

  38. AE says:

    Conta inactiva???
    Oh…

  39. Piratas says:

    por falar em piratas …

  40. Ruben says:

    Sou só eu ou algum de vós também não consegue entrar no TPB?

  41. Henrique Crachat says:

    ÉEEEEEEEEEEEEEE MUITTTOO BEM FEITO GO GO GO PIRATE’S…Já é tempo de mudar as coisas como elas são. Se as Editoras, mudassem o seu estilo de negocio ganhavam muito mais com isso.
    Em vez de cobrar um balúrdio pelas coisas, porque tudo tem custos de fabrico, ponham as coisas à venda na net a preços competitivos e mais baixos.

    aaah e tal mas assim não ganhamos o mesmo e tal….pois é a mim também me vão tirar um pouco do ordenado, mas não vou morrer por isso…

    Este é o grande problema, as Editoras não querem perder o que já ganham, então dizem que a culpa é dos piratas. LOL

    • Manuel says:

      Tu está farto de comprar na net. Deixa-te de merdas e assume-te. Sacas e pronto!

      • tuga says:

        O que ele quis dizer é o que os estudos demonstram!!!Os piratas compram mais!!

      • Wolverine says:

        Pois saca! Deste piratão posso eu falar porque é so ligar o pc na faculdade e vê-lo a sacar à força toda…ele e mais quase a totalidade de alunos que a frequentam. No entanto, toda a gente diz o mesmo: se fosse mais barato, até compravam.

        No entanto não posso deixar de apontar a sua falta de respeito quando se dirige a quem aqui comenta. Só demonstra falta de educação e uma tremenda falha na sua capacidade de argumentação: quando vê que foi batido, parte para o insulto.

  42. Miguel says:

    Lol, não deixa de ser engraçado.

    Olha se a moda pega!! 🙂

  43. ITDept says:

    Deve ter a pata dos ISP, já experimentaram por um proxy ou pelo TOR?!

  44. TOTILMAN says:

    É bem :palmas:
    Outros deveriam levar o mesmo caminho 😀

  45. ITDept says:

    já agora, e offtopic… que tal tambem disponibilizar os livros dos putos em PDF online, já que temos o Magalhães, então que haja também versões electrónicas dos livros da porto edi..xulos…tora…. entre outras…
    Assim livram o PESO das costas dos miudos, que até dá dó de os ver todos dobrados a “cartar” os livros 😐

    • the_doop_man says:

      ora aqui esta uma boa ideia eu lembro me do meu tempo levava mais de 10 kilos as costas de tivesse de levar todos os livros e cadernos de apoio que os professores pediam, mais os cadernos, mas bem mais de 1o kilos que eram

      • ITDept says:

        E utilizavas todos no mmo dia?
        eu respondo… Não.
        aliás… cheguei a ter livros que nem abri durante o ano, porque o professor preferia à moda antiga e fazia de cabeça os exercícios. E olha… aprendi mais do que a olhar para o livro.

        • the_doop_man says:

          bastava ter portugues matematica e ciencias no mesmo dia que com mais 2 dsiciplinas fazia os 10 kilos, e alias so o facto de trazeres um portatil ao ombro todo o dia ja faz moça em nos quanto mais o peso dos livros no putos, tiveste bons professores porque eu gramava com eles todos, se queria levar menos peso era combinar com o parceiro de carteira e levar metade que ele levava a outra metade e mesmo assim era peso a mais para uma criança.

          • tuga says:

            sim é verdade, e até ao 9º ano não levar o livro levava falta de material e 3 faltas de material…tinha falta de presença!

  46. PorquinhoBranco says:

    Enquanto esta mafia nao perceber que um download feito não significa necessariamente um album, jogo, filme não comprado, não chegam a lado nenhum! Eu por mim falo, se não compro é porque não posso mesmo, e se não houvesse disponível para sacar, não seria por isso que ia comprar!!!

    Convencerem-se que o facto de a pirataria algum dia poder acabar vai fazer com que de repente as pessoas tenham fortunas no bolso para dar por cultura é ser demasiado ingénuo!!

    • Manuel says:

      Oh tótó! Aluga!

      • Bruno M. says:

        Aluguer chega a ser mais caro muitas vezes que alugar… para que???

        Só o dinheiro que custa em combustivel para ir até ao Videoclube duas vezes + o preço do aluguer não compensa.

        Vejo que és uma pessoa frustrada.

        Calma amigo da acapor, calma, que o mundo para vocês ainda não acabou, apesar de estar na corda bamba.

        Cobrem menos que possivelmente, as pessoas gastam alguns cobres e não pensem tanto em dinheiro que vos faz mal.

        Enriquecer depressa e bem, não há quem.

  47. Hugo Cura says:

    Nem sabia que o julgamento tinha terminado, 6ª passada: http://www.zonexbe.com/news-web/179-actu-piratebay-fin-du-proces

    O site offline dever-se-á a isso?

  48. dc says:

    Vejo aqui todos a dar uma salva ao Pirate Bay, mas atenção que não foram os mesmos que fizeram o ataque, foi sim um “grupo de utilizadores” mais protectores desta comunidade de partilha de ficheiros.

    Também não vamos por as culpas de quem não as tem!

    Mas sim, foi um EPIC OWNED como já não havia em Portugal!

    Fez-me lembrar uma frase do filme Hackers, de 1995…

    “Mess with the best, die like the rest!”

    A partilha de ficheiros nunca irá acabar, não quando os nossos equipamentos veem apetrechados de tecnologias, seja o Wi-Fi, Bluethooth, DLNA, Infra-Vermelhos, Cabo e a famosa Internet!
    Se não partilhar-mos por Torrent, acabamos por o fazer por meios humanos, nem que seja para pedir ao amigo o jogo que ele sacou, para experimentar na minha consola, assim não tenho a necessidade de descarregar o jogo, e gravar, e gastar dinheiro num DVD, etc

  49. pedro says:

    é por causa de gente assim que estou sem piratatuga à já vários dias possas eheheh

  50. Myself says:

    Pois eu também concordo que as coisas deviam mudar!! Não me importo de gastar dinheiro desde que seja devidamente servido, chulado é que não!!!

    Tenho uma PS3, comprei sempre os jogos todos, passei ao lado dos hacks, sou cliente PSN Plus e mais teria se em território português fosse possível… MAS NÃO É!!!

    Queria ter Netflix, Hulu… Porra, até já me bastava a PS3 Movie Store!!! E porque não chega a Portugal?!?!? Está em UK faz tempo!

    Adoro filmes, tenho imensos blu-rays originais. Só que não compro nestes f. d .p em Portugal, preços exorbitantes!!! Mando vir do http://www.zavvi.com (desculpem a publicidade)! Custam metade do preço ou ainda menos (depende das promoções) e custa 1 euro de portes!!!

    Se for falar nos jogos para a PS3 então… Comprei dois jogos recentes, à bem pouco tempo, por 24 libras os dois! Cá em Portugal teriam-me custado 140 euros na Worten, por exemplo!!! ACHAM QUE O TUGA É ESTÚPIDO?!!?!?!

    Apoio a pirataria até nos darem algo realmente digno e justo!!!!! Vejam o exemplo dos US, onde podem ver as séries de borla online, imensos filmes, rental de DVD’s ilimitados por $9 por mês, etc!!!

    MAKE THE CHANGE!!

    Kudos a quem fez o deface!

    Roger and Out!

  51. R o B says:

    O formato de negocio dos videoclubes físicos está morto, o problema é que eles ou não sabem ou se sabem ainda querem ganhar algum para o funeral.

    Já la vai o tempo – e tempo é dinheiro – e o combustível que gastava para assistir a um filme na tv.
    -Ir ao videoclube e levantar o filme
    -Voltar para casa
    -Ao reproduzir o filme o suporte não está em condições, se na K7 era só avançar um pouco e perdendo um pouco da história, no disco óptico é para esquecer.
    -Voltar ao videoclube para reclamar e trazer outro
    -Voltar para casa
    -Reproduzir o filme e fazer figas para que esteja bom
    -Voltar ao videoclube para devolver

    Isto actualmente com o custo de vida a aumentar é impraticável, principalmente quando já há melhores formatos de negocio onde se consegue alugar um filme com poucos cliques no conforto do lar e reduzindo as emissões de carbono.

    Quanto a pirataria, sempre houve e sempre haverá e os videoclubes foram em largos anos os grandes impulsionadores da pirataria, com o aluguer das VHS para copias caseiras e emprestar aos amigos, agora as VHS têm bolor, há que optar por outros formatos e montar o seu próprio videoclube no conforto do seu media center.

    Eu gasto anualmente centenas de euros no cinema, se desse para deduzir no IRS ainda gastava mais. Mas isso está prestes a mudar, por causa da crise, como sou contra a crise já não vou poder ajudar os mamões a facturar, e porque o modelo de negocio de alguns cinemas não me agrada quando apenas disponibilizam a versão 3D de certos filmes, sou obrigado a pagar um par de óculos para cada sessão.
    – Fica mais caro a versão Digital 3D porquê?
    – Porque é 3D e tem de adquirir os óculos.
    – Mas já tenho muitos pares de óculos 3D em casa, não os posso trazer e reciclar ficando o bilhete mais barato?
    – Não, não é possível, o custo do bilhete é o mesmo
    – Mas se eu só usar um olho o filme vai me parecer igual a um 2D mas com a qualidade um pouco inferior. (Já experimentaram fechar um olho?)
    – ??? Pois…

    Pronto, paguei o que foi pedido e agora?
    -Agora encontre o seu lugar e aguente os 15 minutos de publicidade!

    • Manuel says:

      Deixa de andar de carro. A gasolina é um roubo. Pára de beber vinho no restaurante: os gajos levam 5 vezes o custo da garrafa.Ora isso não fazes! Como é fácil sacas filmes e vens com um argumento de merda para justificares o que sabes ser errado. Mas como és cobarde não te assumes. Eh pá! Saca e pronto! deixa-te lá de falsos moralismos.

      • Alexandra says:

        Que mentalidadezinha mais ridicula. saco um filme porque me apetece. não é errado. se não o sacasse não o via. Filmes com 20 anos, obras primas do cinema, não passam todos os dias na tv. Se não fosse a net nunca tinha visto os grandes filmes que me marcaram. Não conhecia metade das músicas que conheço. Não gravavas antigamente as músicas que passavam na rádio para cassetes? também deves achar isso ilegal, nessa perspectiva ando a piratear ainda antes de ter Internet, porque não havia dinheiro para CD’s, lá ia a bela da cassete, muitas vezes com a voz do locutor pelo meio, paciência, era o que havia…
        Deves ser daqueles com os bolsos cheios que acha que só a elite é que deve ter acesso às coisas boas da vida.
        A CULTURA DEVE SER PARTILHADA E DE ACESSO GRATUITO PARA TODOS!! SEJA CINEMA, MUSICA, LITERATURA, PINTURA! PARTILHAR CULTURA E ENTRETENIMENTO NÃO É ERRADO! achar que essa cultura deve ser exclusiva de quem tem dinheiro é que é errado. Retrógrado! Fascista!

      • Alexandra says:

        Ah e só para finalizar, são tão coitadinhos, os gajos dos filmes, que os lucros só nas primeiras semanas de bilheteiras são ridiculamente baixos não é? aliás, os actores, realizadores e cantores de hollywood são conhecidos pela penúria em que vivem… certo? Coitadinhos…

  52. ITDept says:

    OFFTOPIC… vi agora nas news; Vou pagar mais na factura da EDP por um canal que nem sequer vejo. LOL… só em .pt

  53. gaguiel says:

    Metam os CDs a 5€ que eu compro, pois gosto de ter o CD direitinho com a capinha e letrinhas das musicas tudo bonitinho. Metam o cinema a 3€ que eu vou ao cinema sem olhar para trás…

    Agora metem preços exurbitantes e querem que a malta pague só para lhes encher os bolsos? Amigos o tempo das vacas gordas já acabou…

    Metam as coisinhas mais baratas e vão ver a pirataria a baixar sem problemas nenhuns…

    []

  54. alan says:

    Soberbo!É uma coisa linda de se ver!

  55. canelas says:

    E apartir de hoje a taxa audiovisual fica + cara para o contribuinte. AINDA TÊM RAZÕES PARA RECLAMAR (ACAPOR)????????????????

  56. Eu says:

    Imaginem um mundo sem downloads….
    Onde é que os operadores iriam buscar os lucros?
    Para quê que precisamos de ligações de 100Mb, para ler o jornal? Para ver o video do YouTube? Para consultar o email? Para fazer download legal de um demo?
    Se até à bem pouco tempo, a própria publicidade dos gajos era “…faça downloads de filmes, séries…”.
    Eles próprios têm a lucrar e muito com estas piratarias, o perfeito exemplo disso são os próprios servidores (newsgroups, alojamento de páginas)…

    Eu gostava de ter tudo original, gostava de ter tudo direitinho, mas o dinheiro que recebo ao fim do mês mal dá para sobreviver, quanto mais dar 20 euros por um cd, 60 euros por um jogo…
    Metam os preços proporcionais aos ordenados médios do Tuga e se calhar até a pirataria diminui…

  57. Querem tudo e acabam por não receber nada.

    Como é que querem vender um CD de música por 10 ou 15 euros? Todo o mundo sabe que pelo menos em Portugal as editoras levam uma grande fatia dos lucros. Porque não ganhar menos para vender mais?

    A mesma coisa para os jogos… e neste caso ainda se encontra outro problema: em Espanha um jogo custa 20, aqui custa 50, 60 euros (o caso do FM, por exemplo).

    Não quero com isto dizer que apoio a pirataria, alias, sou a favor que os autores ganhem pelo seu trabalho.

    Para mim a solução é criar plataformas online de compra de conteúdo a preços baratos e com várias formas de pagamento. Eu pelo menos passaria a comprar mais.

  58. BRM says:

    Se eu não pudesse fazer download de filmes, não só continuaria a ir ao cinema o mesmo número de vezes que vou por mês (cerca de 1), como NUNCA iria ao video club, e sou da opinião que muita gente pensa assim.

  59. atento says:

    Boas!
    Por acaso aquilo que o Manuel disse é verdade?
    “Manuel 18 de Outubro de 2010 at 9:17 pm Os associados da Acapor alugam Bluray entre 1,5 e 3 euros e DVD’s entre 1,5 e 2,75 Euros.
    =>Ah! e ainda podes fazer uma cópia privada para a tua videoteca.<= Consegues melhor na pirataria? Quem paga a NET? O papá?"

    Se for associado da Acapor ainda podes fazer cópia privada? É brincadeira, certo?

    • Bruno M. says:

      Ainda não entendeste? Os gajos são hipócritas e são eles os piratas. os VERDADEIROS PIRATAS! QUE NOS ROUBAM ou pelo menos tentam roubar. Pena é que só alguns é que caem na esparrela.

      A melhor coisa é mesmo comprar fora,que fica mais barato, mesmo com portes de envio, quando os há.

    • Tiago Dias says:

      Pois, é algo que também me está a intrigar, mas se for verdade (o que duvido), e eles disserem isso em algum lado como forma de publicidade, eles sim estão a fazer algo ilegal..Isso assim é que é uma forma de distribuir cópias e receber dinheiro por isso, ou seja, verdadeira pirataria…

      Comparável aos DVD’s a 1,50€ na feira.. (Desculpa Manuel, é entre “1,5 e 2,75 Euros” ;))

  60. Pedro says:

    Acho muito bem! Apoio todo este e mais alguns tipos de atitudes.
    Não só pela pirataria…

    Mas deviamos ter este tipo de atitudes, com o governo e todas as suas instituições. Hackar os servidores do governo, segurança social, finanças, chegar mesmo a interferir na vidas dos deputados, pois só assim é que podemos por termo a esta vergonha que estamos a passar no nosso pais.

    Antes havia manifs em frente ao parlamento… agora vamos fazer as manifs lá dentro… dentro dos computadores e condicionar a vida daquele gente toda da mesma forma que eles nos condicionam a nossa.

    Não… Não vamos faze-lo de forma anarquica, até porque só contra esse tipo de movimentos, mas devemos sim faze-lo de forma intelegente e acima de tudo por uma causa.
    Querem melhor causa que nós os portugueses?!?!

    Eu alinho! E tu???

  61. Hugo Vale de Mouros says:

    Pois, quando começam a sentir que a corrupção está a chegar ao limite, apertam os cordelinhos e partem para medidas “agressivas”.
    Com tanta crise, ainda querem que pague o aluguer dum vídeo? -.-
    Go PIRATE BAY @

  62. Paulo Correia says:

    Mauu…

    Hoje de tarde, até saquei o torrent com os emails, agora tentei ir ao Piratebay.org e não consigo.
    Tenho o ISP Zon, podem verificar se isso acontece também com outros ISPs?

  63. unknow says:

    Claro… obvio… mas como deve ser 😉

    Quando entraste neste site usaste qual ip da net?
    O mail que puseste na mensagem foi qual?
    Qual ‘e o agent que estas a mostrar?


    Ready?

  64. Anonymous says:

    Hello,

    I hacked ACAPOR using a 0day linux exploit 😀
    Email database was leaked and soon full server backup WILL BE leaked.

    Be aware of h4x0r5

    Regards,
    Anonymous power.

  65. Viggio says:

    Por curiosidade, não tenho acesso ao site do The Pirate Bay!

  66. Joao P. says:

    Oh Manuel ja que gostas tanto de falar nao queres falar aqui no meu “microfone” ??!!

    Eu nao me importo de partilhar contigo (ja que eu saco) mas se quiseres tambem te alugo!!

  67. Eradication says:

    Sempre a procura de lucro impressionante , é o governo é os bancos e depois estas ” pequenas associações ” que adoram lamber o cu aos gigantes para ficar bem na fita. Eles deviam era fazer barulho em relação a internet é patético pagar-se para ter internet , internet e’ um direito básico no séc XXI. Mas pronto neste pais o importante é dar direitos aos gays , abortos , reduzir os salários , não apoiar as famílias mais necessitadas.

    Gz Pirate

  68. JC says:

    Já foi tudo dito, só tenho uma coisa a acrescentar: As acções do The Pirate bay e dos seus apoiantes podem não ser as mais correctas, mas servem de “wake-up” call para estas associações-zecas preguiçosas que vivem na idade da pedra.

    Como a ACAPOR há muitas, e muita gente também, que ficam a olhar a ver a marcha passar, esperam que tudo esteja sempre do seu agrado sem mexer uma palha.

    E se os “mamões de bolsos cheios” desta sociedade querem a liberdade deles respeitada, que respeitem a nossa também. Chega de ser submisso, chega de calar e comer aquilo que nos dão, é preciso acabar com os monopólios desenfreados, no more “é a vida, não é suposto ser justa”.

    Sem querer parecer um revolucionário maluco, acho que este tipo de acções na internet são apenas um ponto de partida para mudar muita coisa que está mal nesta sociedade.

    Aquilo que está a acontecer na França, por exemplo, devia de acontecer em mais sítios, especialmente em Portugal, onde os políticos e os seus “boys” todos já nem perdem tempo a tentar esconder que estão a passar a factura da merda toda que andaram a fazer este tempo todo ao povinho, enquanto que os juizes, magistrados e ex-algumacoisaimportante estão a receber prémios/pensões/reformas milionárias que ninguém pode sequer pensar em tocar.

    Que grande devaneio este. Desculpem, continuem 😛

  69. ergos says:

    Acapor leaked emails

    http://thepiratebay.org/torrent/5893441/Acapor_leaked_emails

    We will not stop.

    We will not forget.

    We will prevail.

    We are anonymous.

  70. Bloodlines says:

    o piratebay ta em manutençao, segundo eles vai voltar a funcionar em poucas horas 😉
    Agora, esperemos pelo dia 26, que é quando resultado do julgamento dos fundadores do tpb vem a publico :/
    *fingers crossed xD

  71. Axys says:

    Podem me achar um tremendo idiota, mas eu sou contra que bloqueiem o The Pirate Bay e qualquer outro site do tipo.
    Sabe porque? Porque o preço que eles cobram por determinados softwares por exemplo, é muito alto.
    Pegamos por exemplo: o Adobe Creative Suite 5.
    Aqui isto deve custar mais ou menos uns 1,500 reais. Aonde eu vou arrumar dinheiro pra comprá-lo? Se aqui no Brasil tirassem esses impostos tenebrosos, este preço cairia para uns 700 reais e aí sim talvez eu pensaria em comprar.
    Um software é um bando de 010101010001010101000101010101, não vou pagar 1,500 reais pra receber um monte de zero e uns.
    Pois eu quero mais é que venham mais crackers, mais patchers e mais hackers pra nos disponiblizar mais softwares com esses magníficos cracks e patches do glorioso mundo da engenharia reversa.

    • Paulo Correia says:

      Espero que um dia, quando chegues ao fim do mês, o teu patrão te diga que o teu salário é muito alto, e não te pague, e vás para casa de mãos a abanar….

    • ITDept says:

      Esses 00100101001001 deram muito trabalho a pensar e a fazer… é isso que pagas. acorda pra vida. Não gostas, n uses, tens alternativas 100% open source.
      se um dia tiveres que por comida na mesa à conta dos 01001010 que vendes, e um cracker que tanto gostas fizer um keygen para a tua aplicação que mete o pão na mesa, depois já pensas duas vezes…

  72. Axys says:

    E também o The Pirate Bay não foi criado com o intuito para ser um site de downloads ilegais, ele é apenas um tracker de torrent. Quem o faz dele um site com conteúdo “ilegal” são os usuários?
    Querem acabar com o conteúdo pirata do The Pirate Bay? Podem excluir os torrents, mas eles nunca vão acabar porque sempre vão botar mais torrents, seja no The Pirate Bay ou seja em qualquer outro site de torrent espalhado por ai.
    Querem parar com a pirataria? Porque não rastreiam todos os usuários que fazem o upload de arquivo ilegal. Meio dificil não? Pois quem é que disse: Sem trabalho, sem resultados?
    Mesmo assim. é só eu mudar o nome do arquivo de Harry Potter.rar para HPFDP.rar e ele dificilmente (talvez nunca) ser apagado.

  73. Kop says:

    Eu participei na operação, aliás fui eu que dei ideia para juntar o pessoal no 4chan. Got to love LOIC and the anons.

  74. Freud2004 says:

    Tanto Idiota, com argumentos ainda mais idiotas, tanto ar entre os ouvidos que mete dó….

    Sabem qual é o problema? È que os senhores, da grandes multinacionais perderam o controle do que ouvimos e vemos, sim esta é a verdade da pirataria, permitiu ao utilizador ver e ouvir o que quer ser ele a distinguir o que é bom e mau, a isto chama-se liberdade de escolha.

    O filme “slumdog millionaire”, que ganhou N vencedor de oito Oscars, sete BAFTA’s e quatro Globos de Ouro, etc, foi visto por milhares de users de redes de Bitorrent muito antes de ser conhecido via Wollywood e aclamado nestas redes.
    Sabem quando é que legalmente este disponível em Portugal? Depois dos Óscares um ano e meio depois, isto porque ganhou… E o filme tropa de elite? 2 anos depois e foi por já ser um sucesso enorme na rede… E filmes Europeus conhecem? NÂO, NÂO, porque os meus amigos só vêm o que estes senhores querem importar e nas datas que querem…. Mas eu vi e divulguei muitos bons filmes, Europeus, russos, Asiáticos, etc.
    Os quais os meus amigos legalmente não têm acesso, porque a sua distribuição NÂO DÀ “GUITO”…

    Para já não falar nos músicos, como a amiga “Rita dos sapatos vermelhos”, etc, que se não fosse o P”P ainda hoje cantava para o seu espelho, pois é cada dia é mais complicado impingir o 50 Cêntimos e negar o acesso a outros músicos, porque os Piratas colocaram a escolha nos “users”, chato pá, estes piratas…

    Portanto se querem que escolham por voçês o que ver, o que ouvir, o que ler, é deichar estes amigos atacarem as redes de P2P, caso contrário manifestem-se contra o controlo da ultima fronteira.

    P2P, sempre, por cada um que cair outro se levantará….

  75. Mr. Quim says:

    LOOOOOL ahahah brutal ;D

  76. Viggio says:

    Incrível como em sites portugueses só o pplware e o TeK.sapo falam alguma coisa, e no estrangeiro são vários…

    http://www.elmundo.es/elmundo/2010/10/19/navegante/1287483143.html

  77. Serva says:

    Bom dia , fico espantado com os esforços e com o dinheiro que ao lomgo dos últimos anos tem sido gasto pelas industrias de multimedia para terminarem ”com a cha,ada pirataria” , este dinheiro já lhes deveria ter feito jeito para alterarem alguma coisa na sua forma de verem o seu negocio e não se andarem a queixar que são sos coitadinhos e que todaa gente é um pirata e que lhes roba o sustento .
    Eu quando os meus 14 anos gravava em cassetes os albuns com os meus amigos me emprestavam , quando surgiu os primeiros videos a industria de cassetes VHS numca floresceu tanto porque se faziam copias com 2 videos e poderia continuar por aqui em diante com imensos exemplos , só quero chegar a uma conclusão que aquilo que agora se faz é muito mais globalizado com o evento da banda larga , portanto aquilo que os Srs das editoras que o ganham quase todo ficando muito pouco para quem de facto cria eram terem-se adaptado aos novos tempos e pararem de lamentar-se e tentarem acções completamente ridiculos de bloqueraem este ou aquele site , eles sabem que quando bloqueiam 1 apareçem mais 100 em sua substituição , para a mim o que me pareçe e que ou a qualidade dos cds musicais aumenta muito não só no que diz respeito a qualidade sonora como outros extras aumenta justificanso a sua compra baixando é claro tb o preço ou criam atraves de colaborações com os ISPs de cada país um valor para que possa-mos aceder gratuitamente a todo o portfolio dos seus activos quer sejam bandas quer sejam filmes e assim penso que muita gente aderia a esta modalidade e passo a explicar porque defendo este modelo independetemente desta gçobalização que a internet nos permite .
    Eu devo ter pelo menos 2/3 copias originais de filmes / musica , eu sou do tempo do vynil por isso tenho uma grande coleção veio o compact disc e vai de comprar de novo , no que diz respeiro aos filmes estamos ainda piores a saber , Beta , vhs , dvd , hdvd , blueray e agora blueray a 3d , bom isto é um absurdo , as companhias não deveriam pelo menos nos casos em que os seus proprietrarios quizessem fazer um upgrade de formato dar um desconto ? é que por este andar as normas de full Hd també, vão mudar e nós não paramos de gastar dinheiro para ter sempre as mesmas coisas e para ver-mos ou ouvir-mos com melhor qualidade , já para não falar do espaço que tudo isto ocupa , por issso estes Srs em vez de se preocuparem com a interner deveriam eram preocuparem-se com a evolução do seu negocio e a sua nova configuração , ainda não se inventou a maquina do tempo .
    queria só dizer que estes o outros Srs que se meterem com a net e com a malta do piratbay e companhia vao certamente se dar mal e outra coisa que podem estar certos não é assim que aumentam as suas vendas .

    Um abraço a todos

  78. UKN says:

    Os dias de levantar o cú do sofá, apanhar chuva (ou não) nas beiças, pegar no chasso para ir ao videoclube e apanhar com algum(a) mal disposto(a) ao balcão já acabaram no milénio passado.

    A verdadeira concorrência dos video-clubes é o video on-demand … se quiserem abram os olhos e processem-nos.

    O cinema físico isso sim, tem a pirataria como concorrência, dados os valores exorbitantes desapropriados aos mercados com que se paga uma sessão de cinema. Junte-se 4 pessoas e lá vão 20€ … 20€ compra-se o dvd umas semanas depois … ou … coiso.

  79. Silva says:

    epa a culpa disto tudo é da era digital… na minha opinião veio aumentar exponencialmente a cópia ilegal.
    se antigamente era proibido a copia, porque é que hoje teimam em não o ser? quantos de nós não sacam os filmes mais recentes para os ver? hoje em dia quem realiza filmes so ganha nas salas de cinema, porque a vender os discos… não dá nada.
    perçebo pouco do assunto, mas na minha opinião, devia ser ilegal downloads de conteudo original… um bom exemplo disso é o sr. Ronald Jenkees que, na minha opiniao é um excelente compositor de musica original… vejam a quantidade de pessoas que fazem download ilegalmente das musicas dele… acho que ele devia ganhar com a sua capacidade musical, hoje em dia ter talento não serve de muito porque no mercado digital.. somos todos “0”s e “1”s… para quem faz download.. vale tudo o mesmo.. é apenas uma questão de gosto pessoal, e isso para mim está completamente errado

    • the_doop_man says:

      nao meu amigo anda mal informado, a maior parte dos filmes do sa lucro ao estudios depois de sair em dvd so quando sai em disco é que da lucro mais de 60% do filmes, so pagam os custos de produçao e dao lucro depois de sairem dos cinemas e irem para aluguer e venda directa.

      Se relamente tivessem qualidade e os preços de cinema fossem mais baratos ai sim talvez todos eles dessem lucro no cinema na bilheteira.

      E os lucros de dvd seriam ainda maiores se os preços fossem mais comportaveis com a nossa realidade e houve-se mais variadade, quis arrnajar o Man on the Moon e ate ao dia de hoje nao a uma loja em Portugal que me consiga arranjar o dvd se o quis tive de mandar vir de fora, e mesmo com portes saiu me a metade do preço que se pratica ca.

      • Silva says:

        tabem que discordes de mim, mas e entao as provas do que dizes?… se insinuas que ando mal informado, prova que tu tambem não o estás…..

        • the_doop_man says:

          Aparentemente es daqueles que so gosta de desmentir ou cito o que lei-o em site internacionais de estudo de mercado norte americanos, penso que nao queres que eu va procurar um link para uma noticia que ja tem alguns meses mas queres que eu preve o que digo eu provo.

          Cocnheçes um filme de novo Residente Evil?!!?? DEves conheçer pois bem o filme foi um Floop (falhanço redondo) de bilheteira a unica razao que os levou a fazer o segundo filme foi o facto de o filme ter tirado todo o lucro no mercado de aluguer e venda directa, um filme que nao se pagou a ele proprio na bilheteira triplicou o investimento no mercado de aluguer, so esse dado é que os levou a continuar a franchise, quanto ao outros nao sei como sairam na bilheteria.

          Queres um exemplo mais recente um bom filme de nome Kick Ass teve resultados medianos de bilheteria o filme pagou o investimento e tirou pouco mais lucro, quando eram esperados pelo estudio lucros muito maiores do que os que foram alcançados, foi anunciado uma continuaçao a pouco tempo umas das razoes dadas pelo realizador foi que apesar de estudio ter esperado maiores lucros do que alcançou na bilheteira o facto de o filme ter tido sucesso no mercado de aluguer levou o estudio a investir numa continuaçao.

          Ai tens os teus exemplo se queres as fontes de onde vem esta informaçao procura no google que tenho mais que fazer é que antes de eu te provar errado tens tu de te provar certo na tua primeira afirmaçao.

          Aprende a aceitar quando as pessoas te provam errado ou mostram opiniao contraria.

  80. Freud2004 says:

    Resta-me só dizer mais umas palavras;

    Os concertos estão vazios ? Quanto custa um bilhete ? 60, 70, 80, mais deslocação, etc. E esgotam e á pessoas que não conseguem lugar, enfim.

    Mas então as pessoas dão 70 euros por um bilhete, mas não dão 20 por um CD, talvez o problema não seja das pessoas, mas sim dos preços imutáveis, incomportáveis, inaceitáveis, eu compro CDs a 20 cêntimos, quanto fica um CD já gravado a uma editora ? 50 centimos no máximo, mais a promoção, etc, um CD não poderia custar de 5 euros, mas não toma lá 20 euros e não reclama.

    Voltando ao cinema, epá o 3D tão bom, não é? NÂO, NÂO é meus amigos, eu vou com a minha senhora e a criança ver um cinema 3D e ficam lá 17 Euros, aceitável ? Não me parece, pois não… Se eu tenho N óculos não necessito que mos cobrem no bilhete, mas os senhores gostam de chular o próximo, e depois a culpa é dos piratas, toma lá pirata, que nós que pedimos 7,5 Euros por cinema 3D não somos.

    A pirataria existe e vai existir sempre, já na época do Sepctrum se comprava cópias piratas no Centro Comercial, é uma questão da indústria se adaptar. Afinal não têm de ser o consumidor a pagar o programa espacial da Virgin (Richard Branson), etc.

  81. PauloAFTeles says:

    Força P2P sempre a esgalhar, enquanto haver partilha de ficheiros é sempre a abrir…

  82. ITDept says:

    Para todos aqueles que dizem: “ah e tal, se os CD’s e coiso fossem mais baratos tb comprava”… digam lá…. sinceramente… quantos têm contas PAGAS de rapidshare e sites do género?!
    Tanta hipocrisia… vamos lá ser honestos, enquanto houver de BORLA, ninguém se vai dar ao trabalho de largar a nota.
    Ouvem uma música na rádio ou na TV, qual é o primeiro instinto? Google e afins… levantar o rabinho pa ir ao shopping comprar o CD dá trabalho… mesmo q eles estivessem a 1 eurito. bah.
    Da minha parte… não, não compro, mas só porque gosto de ter a casa limpa, e mudo frequentemente, ou seja, prefiro ter uma NAS, que andar com karradas de caixas cheias de CDs… a logística tb conta 😉
    E sim sou preguiçoso, prefiro ir à pagina do meu server e escolher a playlist, que levantar o rabo e meter o CD na aparelhagem.
    O que é que o preço tem a ver com a nossa preguiça…. Nada.
    Houve aí alguém que disse uma grande verdade, acerca dos filmes e video-clubes. O principal concorrente são as zones e tvcabos, etc… Até porque tenho um video-clube mmo à porta de casa, eh pah… mas dá trabalho, ir lá e tal, ter que encarar o trombudo do dono, ver quase meia hora de publicidade e avisos que sinceramente tiram logo a vontade de ver o filme, enfim.
    Somos preguiçosos por natureza e comodistas. Mas há quem admita, e há quem arranje desculpas 😉
    E por falar em publicidade nos dvd… já alguém teve naquela situação de já as pipocas estarem frias e ainda nem viram o inicio do filme?! ah pois é… e já viram os preços dos sistemas home-cinema? então expliquem lá porque raio hei-de ir ao cinema, gastar gasóleo, aturar putos ranhosos e casais em época de cio, quando posso estar na minha casa?! É só a questão de ir poupando para o plasma e o surround system (com o que pouparam em ir ao cinema).
    Outros tempos… em que as pessoas eram civilizadas, e eu era cliente habitual de salas de cinema, e aparecia um ou outro anuncio, e um gajo via o filme sossegado, agarrado à mulher e tal, enfim…
    Para as editoras: levanto o meu dedo do meio
    Para os músicos: quando gosto das vossas musicas, faço download e PAGO o concerto ao vivo e recomendo aos amigos.
    Para as cinematográficas: levanto o meu dedo do meio e digo: em vez de investir em dispositivos que controlam quem está a filmar ilegalmente, invistam em seguranças e cartões de cliente, para manter os putos ranhosos e incómodos fora do cinema. Tipo no Casino, onde se te portas mal, passas a pessoa non-grata.
    Para os actores: se gosto do vosso filme, faço download e recomendo aos amigos, ou vocês acham que ganham fama como?
    Para as editoras (livros): levanto o dedo do meio de cada mão, fui no fim de semana à FNAC e à Bertrand, e parece a TVI e a SIC, o que um tem o outro tem, o que um faz, o outro faz… bah… e escolham melhor o que editam, na área de informática, vejo 10 livros para o mesmo assunto, explicado da mesma forma, escrito muitas vezes pelos mesmos autores, com a mesma PALHA, etc, etc… Ofereceram-me um livrito sobre redes e segurança informática, e em 95 páginas, aproveitam-se 2, o resto… é copy paste de artigos online, bah.
    Para os autores dos livros: levantem o dedo às editoras, criem um site, metam uma versão digital online, a PAGAR claro, e façam printing on-demand. A primeira vez que usei este método, sei que ajudei o autor, ele ficou agradecido, e sei que o dinheiro foi muito bem empregue e cai directamente nas mãos dele.
    Enfim… que pena que eu tenho das multimilionárias que andam a chorar os trocos que perdem com um filme pirateado… que chatisse… que mal que eu me sinto, sabendo que sacar o filme contribui para que eles não possam comprar a limousine nova.. buh huh… andem de ford…como o dono da IKEA. bah.
    Disse e muito bem dito, um doutor meu conhecido:
    “A vaidade é que deita abaixo as empresas”

  83. ITDept says:

    Mas há uma coisa que me deixa profundamente desiludido com a comunidade portuguesa… Falar é muito bonito, mas quantos de vocês estavam dispostos a organizar uma manifestação real?! recolher assinaturas e recorrer a todos os meios legais e possíveis para garantir a legalidade da troca de ficheiros?!
    E já agora… na mesma onda… para protestar contra este governo da treta cujo unico objectivo é esvaziar os nossos e encher os deles?!
    eh pah… pq falar na net e tal é fácil, mas dar a cara e colocar na prática acções de protesto……….ah pois é… dá trabalho!
    Vou eu feito palhaço com um cartaz para a frente da assembleia? sozinho e mais uns quantos gatos pingados?!
    Unam-se de uma vez por todas, pela liberdade, pela troca de ficheiros, pelo que for… mas unam-se e vamos fazer algo que se veja! os grandes ainda se riem das nossas caras ao ver posts na net a reclamar de tudo e todos, porque na realidade sabem q não passamos à acção!
    Vir à net mandar uns bitaites (eu incluido), é o equivalente a estar no café a discutir politica, alguém ouve? não… fica na eternidade cybernética.
    Mexam-se, vamos mas é para a rua recolher assinaturas e protestar alto e em bom som como bons portugueses que somos!

  84. ITDept says:

    quando a taxa de audiovisual for aumentada, alguém vai ter a coragem de chegar ao balcão da EDP e pagar a factura MENOS aquele valor injusto e virar costas? não… mas se fosse um evento a nível nacional, todos a fazer o mesmo, se calhar já pensavam duas vezes. E depois, força nisso, enfrentar as consequências, mandam segunda factura, e a gente paga, MENOS a taxa estupida, e depois vêm cortar a luz, força, a gente vai ao painel e liga o fusível, e estamos ilegais? estamos, força, processem-nos, mas o raio da taxa não pagamos.

  85. Carlos says:

    nao sei se ja alguem postou, mas … filmes sacados vs DVD =)

    http://www.geekologie.com/2010/02/25/piracy-full.jpg

  86. See_the_Sea says:

    Acompanhem pff

    Eu não pago, tu não pagas, ele não paga…
    Eu não faço, tu não fazes, ele não faz…
    Eu não vejo, tu não vês, ele não vê…

    Deixem-se de hipocrisias e de falsos moralismos e aprendam de uma vez por todas a viver em sociedade e gratificar o trabalho dos outros!!!

    A partir do momento em que cada um de vocês que tanto defendem a pirataria trabalhar de graça eu junto-me á vossa causa!!!

    Fiquem bem

    • ITDept says:

      Falo por mim, e se leres o meu post, eu prefiro gratificar o AUTOR da obra, que a editora por detrás dele!
      Se reparares num dos parágrafos, o sistema de pagar livros em PDF online, directamente ao escritor, é excelente, e uso actualmente. Se tivesse uma editora por trás, a receber 80% e o autor uns miseros 20%, então temos pena, saca-se free.

  87. Bruno Filipe says:

    admito que já tenham dito o que vou dizer mas tenho as seguintes questões a apontar.

    Clubes de video – mas isso ainda existe?
    Depois…
    Quem disse que eu não sendo pelo piratebay iria comprar ou alugar o que quer que fosse? Como é que são receitas perdidas se eu não comprava nem alugava de qualquer das maneiras?
    mais… com estas campanhas faz com que eu queira comprar? não, muito mais facilmente lhes fico com pó e se vir num cd que considerava comprar, uma etiqueta a falar nestes tipos, pouso imediatamente o cd onde estava e fica lá na prateleira.
    Os cantores portugueses ou estrangeiros precisam de abrir a pestana e meter as suas musicas online de acesso aberto, e depois fazerem o que realmente lhes dá dinheiro, espetaculos… os cds é 90% para encher o rabo à editora que vive do chulanço dos artistas, no fundo é como as empresas de trabalho temporário, modelo de negocio com lucro fruto do trabalho dos outros.

  88. Serva says:

    Boa tarde tudo true o que aqui se escreveu , os artistas não podem trabalhar de borla as editoras têm de ganhar milhões , mas isso neste momento é inaceitavel e é um facto incortornavel os modelos de negocio estão sempre a evoluir , eu continuo a defender que todas as obras de arte quer cinematograficas quer musicais estivessem a disposição através de uma mensalide que pagaria-mos ou ao nosso operador de tv que poderia tb ser o nosso fornecedor de internet e como bem ficou expresso a não ser alguns revivalistas hoje as pessoas precissam de espaço e não estão para comprar o Casablaca 10 vezes porque os formatos mudaram ou que seja , pratiquem tarifas acessiveis com todos os conteúdos façam acordos com as diversas operadores e façam chegar ao consumidor final , termino de facto com uma questão que foi colocada por um prezado colaborador nesta discussão , os clubes de video ainda existem ? ….. o que é a sociedade portuguesade autores senão uns grandes chulos a viverem a conta dos artistas , e as editoras com altos lucros isto tb não é condenavel ? …portanto o que há que encntrar é um outro modelo de negocio que não passa pelo modelo actual dos itunes e companhia em que eu possa ter acesso livremente e as vezes que eu quizer a um determinado file mediante uma subscrição mensal como se paga pelos canais premuim e afins .

    Fiquem bem

  89. shpedro says:

    Bem na verdade o que está a acontecer é uma mudança de mercado.

    Quem quer ter o cd/Dvd na mão tem de pagar mais por ele, pois é um suporte físico. (opções pessoais)

    Quem não quer deve de pagar menos. (Itunes, e outros)

    Quero lembrar os benefícios ambientais do download.
    Compramos muitas vezes, uma caixa com tudo e mais alguma coisa, só para utilizar um cd ou dvd. Onde a embalagem e assim não tem beneficio na utilidade da compra. Apenas queremos ver filme, ouvir musica, jogar. E somos obrigados a pagar tudo o resto. E a fazer Lixo com tudo o resto??

    Mais um aspecto, que tem a ver com os vídeo Clubes.
    Normalmente um vídeo clube durante muitos anos apenas alugava filmes, não tinha mais utilidade nenhuma. Agora com a mudança de mercado se eles querem vender têm de pensar para alem da caixa.

    Isso é assim em tudo. Chama-se concorrência (directa ou indirecta).

    E à Pirataria, sempre foi o local onde os mercados vão buscar novos Clientes.

  90. Fábio Andrade says:

    Algo me diz que o site da acapor irá novamente abaixo hoje … :D, pelas noticias que andam aí hoje.

  91. paulopinto1991 says:

    Gostaram disto ???

    Dentro de pouco tempo, eles voltarão a atacar, com 1000 denúncias (o que eles não percebem, é que se têm denúncias para apresentar, seja com IP’s ou o que quer que seja, estão eles próprios a cometer “um” crime xD ).

    Não falta muito, para isto acontecer novamente… e quando isso acontecer, eu cá estarei para ver!!! 🙂

    http://www.acapor.pt/site/

    Preparem-se bem, que a festa em 2011 vai ser de arromba!! 🙂

    • See_the_Sea says:

      Caro Paulo tem a certeza do que esta a dizer???

      Será ke é crime eles “sakarem” os ips dos infratores???

      Nao quererá o caro amigo procurar saber primeiramente se é crime ou nao e depois fazer outro comentario mais coerente???

      Numa coisa concordo consigo…2011 vai ser um ano de arromba:) o Cerco esta-se apertar…

      Bom ano para todos

      • paulopinto1991 says:

        Ahhh.

        Claro que é crime.

        Para além dessa associação nem pertencer ao estado, com que métodos legais arranjaria os IP’s ??

        Há vários métodos… isso eu sei.
        Mas, a maioria, métodos ilegais.

        E se não estou em errado, para terem informações sobre mim (por exemplo), sem autorização, como é que as obtém?

        Pois.

        Cometer uma ilegalidade, para tentar punir algo que não é ilegal (e mesmo se fosse).

        Mas, cá esperarei por dia 5. 🙂

        • See_the_Sea says:

          Caro amigo Paulo

          Sem me querer alongar muito quero-lhe dizer que nem costumo comentar neste blog…apenas o fiz 4 ou 5 vezes ate aos dias de hoje.

          Comentei este artigo 3 vezes já contando com este comentario e fi-lo porque fiquei estupefacto com as barbaridades que li nestes longos posts desta noticia!!

          Ninguem trabalha de graça meu amigo…isso é uma das leis da vida!!

          No meu post anterior perguntei-lhe se voce tinha a certeza ke esta historia dos ips fosse ilegal…voce disse-me que era ilegal com toda a convicçao!!
          Permita-me que lhe pergunte aonde está isso legislado nas leis Portuguesa???
          Diga-me o artigo???

          Se eu lhe disse que nao era ilegal é porque sei do que estou a falar!!!

          Para finalizar a parte que me deixou estupefacto no seu anterior comentario foi o facto de voce dizer…”Cometer uma ilegalidade, para tentar punir algo que não é ilegal (e mesmo se fosse).”

          Nao é ilegal caro amigo???

          Copyright ou direitos de autor dizem-lhe alguma coisa???

          Obrigado pela atençao dispensada e desejo-lhe um bom ano tanto a si como a todos os utilizadores deste blog!!!

          • paulopinto1991 says:

            Claro que Copyright me diz algo.

            Cito:
            “Artigo 5.º
            Confidencialidade das comunicações
            1. Os Estados-Membros garantirão, através da sua legislação nacional, a confidencialidade das comunicações e respectivos dados de tráfego realizadas através de redes públicas de comunicações e de serviços de comunicações electrónicas publicamente disponíveis. Proibirão, nomeadamente, a escuta, a instalação de dispositivos de escuta, o armazenamento ou outras formas de intercepção ou vigilância de comunicações e dos respectivos dados de tráfego por pessoas que não os utilizadores, sem o consentimento dos utilizadores em causa, excepto quando legalmente autorizados a fazê-lo, de acordo com o disposto no n.º 1 do artigo 15.º O presente número não impede o armazenamento técnico que é necessário para o envio de uma comunicação, sem prejuízo do princípio da confidencialidade.

            2. O n.º 1 não se aplica às gravações legalmente autorizadas de comunicações e dos respectivos dados de tráfego, quando realizadas no âmbito de práticas comerciais lícitas para o efeito de constituir prova de uma transacção comercial ou de outra comunicação de negócios.

            3. Os Estados-Membros velarão por que a utilização de redes de comunicações electrónicas para a armazenagem de informações ou para obter acesso à informação armazenada no equipamento terminal de um assinante ou utilizador só seja permitida na condição de serem fornecidas ao assinante ou ao utilizador em causa informações claras e completas, nomeadamente sobre os objectivos do processamento, em conformidade com a Directiva 95/46/CE, e de lhe ter sido dado, pelo controlador dos dados, o direito de recusar esse processamento. Tal não impedirá qualquer armazenamento técnico ou acesso que tenham como finalidade exclusiva efectuar ou facilitar a transmissão de uma comunicação através de uma rede de comunicações electrónicas, ou que sejam estritamente necessários para fornecer um serviço no âmbito da sociedade de informação que tenha sido explicitamente solicitado pelo assinante ou pelo utilizador.”

            Segundo sei, é necessária ordem judicial para obter informações sobre qualquer que seja o utilizador em causa (ou sem a ordem, mas com a autorização do mesmo).

            Volto a afirmar, a ACAPOR, é uma associação “Privada” logo, como tem tal acesso, sendo que não há ordem judicial para tal?

            O Objectivo deles sei eu qual é, mas, como está visto na França, resultados positivos? Nem vê-los.

  92. Filipe Leite says:

    Ha um assunto que gostaria de ver dialogado em relação downloads…

    Se a ACAPOR em vez de assumir uma posição de força para parar com downloads ilegais, porque nao propoe a criação dum imposto “defesa dos direitos de autor” na factura da internet dos assinantes em PT? Por exemplo em finais de 2009 havia algo como 1.841.327 assinantes de Intenet, se cada um deles paga-se 2€/mes daria 3.682.654€, por mes, e daria algo como 44.191.848€ um bolo para ser depois divido entre as varias associaçoes que sentem os direitos de autor infringidos pelos downloads… ACAPOR, EDITORAS, MUSICOS, LUSOMUNDO E AFINS, LIVROS, REVISTAS etc…

    Depois analisar os downloads… Por categorias de tamanho de downloads… Por ex: Um tenho net sem limite e faço downloads de 60GB por mes para consumo proprio pago XXX, depois um “conhecido” tambem net ilimitada saca 130GB /mes porque tem um negocio de venda de DVDS-CDS, na mensalidade paga o mesmo que eu… Esta correcto?? Porque nao definir que passar de por ex: 100GB paga mais “X” ??

    Atenção:Quem utiliza a net para navegar apenas, esta tambem a fazer downloads, por isso é que falo nestes valores de tamanho pk sao mais frequentes do que possam nao parecer…

    Claro que os €/mes que falo, deviam ja estar no valor que pagamos pelo serviço, porque as mensalidades sao altissimas, e tambem porque sao os proprios fornecedores do serviço a iludir-nos com slogans alusivos a musica filmes e tudo resto sem limites sabendo que sao ilegais. porque tudo que entra é lucro… ACAPOR em vez se virar para o utilizador, devia se virar para os operadores de bolsos cheios… Os Ladroes (ACAPOR) deviam roubar aos outros Ladroes (MEO;ZON,VODA,PT,SAPO,) que tanto nos roubam a nos…

    • ITDept says:

      LOLLLLLLLLLLLLLLLLLL
      oh balha-m deus…. é com cada um…
      impostos? taxas? paga tu se queres.
      a minha média é de 80gb por mês e nem um unico mp3 ou divx e agora? pago tb à conta dos outros? dassss

  93. shpedro says:

    É normal que existe Pirataria sobretudo com os preços absurdos do mercado. Um Bilhete de cinema está estupidamente caro.
    E depois a ACAPOR como faz para aumentar o lucro? Vai buscar aos supostos Piratas, onde deveria de trabalhar nas técnicas de venda como faz qualquer outro comerciante.
    Se vende pouco que vendem as coisas mais baratos. (Já agora isso é a mesma coisa do IVa esta crise aumentamos ao iva)

    O mal está na mentalidade de pessoas de Poder.

    Sim é ilegal, mas muita gente não teria acesso a outras formas de cultura se não fosse assim.
    Claro que ver a pouca vergonha dos 3 canais todos tortos (menos a RTP2) que temos é normal que as pessoas procurem outras coisas.

    Resumindo as coisas estão mal, mas a culpa não é dos Piratas.

  94. Ucantstopirates says:

    a nossa musica: http://cristgaming.com/pirate.swf

    a pirataria nao vai acabar!!!

  95. ITDept says:

    Perdi-me agora a rir….
    Nuno Pereira, presidente da ACAPOR, parece mmo uma florzinha a falar.

  96. MasterTecno says:

    Boas pessoal, como Hacker sou totalmete contra essa escumalha da ACAPOR. Nunca iremos parar! Tomara essa gente da ACAPOR ser tão inteligente como os HACKERS! Um forte abraço para o PirataTuga, Katz, Warez e todos os outros companheiros que fazem os UpLoads de Software, Jogos, Filmes, Música, E-Books, etc… para que nós/vocês os tenham disponiveis. CONCELHO DE AMIGO: Antes de se ligarem à Internet utillizem um programa que altere o vosso IP, como por ex: Hide IP Easy. Esses burros da ACAPOR / ASAE / PJ não têem conhecimentos técnicos para detectar NUNCA o vosso REAL IP (Internet Protocol) e vão detectar que vocês estão a ligar da Russia, da China, do Brasil, etc… FORÇA PIRATAS … FORÇA HACKERS … FORÇA CRACKERS … MasterTecno always Hacker!!!

  97. MasterTecno says:

    Aqui está o inicio da retaliação dos HACKERS à escumalha da ACAPOR: Que vos sirva de exemplo! NÃO QUEIRAM SEQUER BRINCAR COM OS HACKERS! Este é só o inicio e um pequeno exemplo do que os Hackers JUNTOS podem fazer! ACAPOR = BURROS, INCOMPETENTES HACKERS = GÉNIOS, PODEROSOS NAS TI’s

  98. MasterTecno says:

    O pessoal que k não se preocupe, a Lei em vigor é vaga! (Nem Advogados, nem juristas, nem o MP, nem a ASAE, nem a PJ sabem o k fazer) e acreditem que eu como Pirata Informático já tive provas reais disso. Condenação até 3 anos de prisão … como diz o Jorge Palma; “Deixem-me Rir”.
    A Identificação REAL do IP dos Trackers é para eles IMPOSSIVEL! Exemplo meu: O meu Tracker tem Host na China, a minha Seedbox no Brasil, o meu IP está onde eu quero e muda constantemente de IP Adress de 2 em 2 minutos. PERGUNTA para os burros da ACAPOR: Onde me vão identificar? Onde estou eu? Dou-lhes uma ajuda: Estou por AÍ; na Internet que não tem limites!

    • DuBios says:

      Amigo, companheiro… Não tenhas problemas porque os MasterMinds da acapor tem mentes informáticas de 1930… Nem uma merda de um site sabem proteger!! Devem dar aulas de TIC aos putos e acham-se os maiores da rua deles…O Pirate Bay não está sozinho… Vocês não nos conhecem, nem vão conhecer!! Vão apenas sentir o que valemos!!

  99. defacer says:

    Uma Associação (não Governamental) tem poder para exigir o que quer que seja e fazer cumprir leis que só eles entendem??? Inacreditável… Conhecimento deve ser livre!! Ou querem voltar ao tempo de que só tinha conhecimento quem tinha dinheiro??? Envergonhem-se!! Um desejo: Espero que sejam sistematicamente atacados por Hackers como foram quando se quiseram “meter” com o Pirate Bay… O meu muito obrigado…Desta forma poderei explicar e mostrar aos meus filhos o que é a censura!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.