Quantcast
PplWare Mobile

SIC e TVI contra o fim das chamadas de valor acrescentado

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Jorge says:

    Estão contra a mama que são as chamadas de valor acrescentado. Numa emissão normal, cansam as pessoas a pedir que telefonem para esses números. Pessoas que normalmente vivem com dificuldade gastam o pouco que têm na expectativa de ganhar algo que as ajude…

    • António Alberto Sampaio Barandas says:

      Desculpa lá mas hoje em dia toda a gente sabe usar um comando de tv e só vê essas anormalidades e telefona para lá quem quer, a ninguém é apontada uma caçadeira para esse fim… bom fim-de-semana…

      • Jorge says:

        Claro que sim, então no TDT a que muita da população idosa têm acesso, a oferta alternativa a esses canais é imensa!

      • Peace says:

        Claro que sim, a maioria da população idosa, que muitos nem a 4ª classe têm, têm o mesmo discernimento de vossa senhoria.

      • danny says:

        Sei que nem vais aparecer aqui, mas cá vai. O problema não está no comando de tv e mudar de canal. Muitas destas pessoas, mesmo que tenham 100 canais, elas terão uma preferência pelos canais nacionais. E acho que nós deveríamos preferir sim estes canais, no entanto cansam as pessoas com tais pedidos e fazem uma “festa”, incentivando e convencendo as pessoas a realizar uma chamada “fácil e barata”. Isso é o que está mal. Tu por acaso não vês a Santa casa a anunciar constantemente que jogar no Euro milhões é fácil e barato, pois não?

      • Alberto Silva says:

        Claro, contudo ninguém, acho eu, que lhe apontou uma caçadeira para vir proferir para aqui tamanha idiotice, contudo veio e proferiu tamanha idiotice. OK.

    • Joaquim says:

      Completamente de acordo, deveria ser considerado CRIME, são uns chupistas e a RTP é igual, nao há paxorra!!!!

  2. ze says:

    É uma autentica praga essas chamadas. Deviam ser proibidas

  3. Ricardo says:

    TVI e SIC são predadores autênticos exploram a fragilidade emocional de quem mal tem pao para sobreviver

    • Paulo says:

      Agora é que disseste tudo!! Irrita-me profundamente a postura dos apresentadores ao insistirem neste tipo de chamadas ou então a impingir produtos de natureza altamente duvidosa, enquanto que ao mesmo tempo dão aquele show teatral de que se preocupam muito com os problemas daqueles que recorrem àqueles programas para pedir ajuda.

      • Pedro says:

        A Fátima Lopes da Tvi é um bom exemplo. Chora mt no programa com casos complicados, e dps na vida real é do mais arrogante e vedeta possível. Um nojo.

    • Vitor says:

      Só faltou juntares aí a CMTV…a pior delas todas!

    • danny says:

      Predadores é dizer pouco! exploram tudo e mais qualquer coisa. Basta ver as publicidades. Outro abuso. 15 a 20 minutos de publicidade de seguida! ninguém merece. Eu mudo de canal, no entanto se quero ver noticias ao menos podiam controlar a publicidade. que esta pudesse aparecer em menos tempo, mas não!

  4. IM says:

    É acabar com isso, até assino uma petição para reforçar esse feito e no final quem manda afinal, se é o estado ou os interesses por detrás dessas campanhas.

  5. PGomes says:

    A Sic e Tvi chateadas porque não podem roubar mais…

  6. Marco says:

    E quando o cartão multibanco não funciona ou a caixa ou para pedir algum serviço do meu banco é só tem números desses é melhor ir pessoalmente ao balcão do banco.
    Depois das operadoras terem feito plano de dados e chamadas para todas as redes ao mesmo preço de chamadas móveis lá aparecem os números de valor acrescentado!

  7. Luis Henrique Silva says:

    Já vai tarde, os canais televisivos abertos, já estão a abusar desse segmento, todos os dias durante todos o dia, dantes não havia tanto disso, agora ui…..é ver quem fatura mais.

  8. sergio says:

    A medida tem que ser implementada para regulamentar estes canais a não depender deste verba. Porque? simples. Desde que estes canais tem posto em prática estas medidas o que se tem notado é um aumento na população no jogo quer nas loterias quer nos casinos. A outra é a mais evidente mediocridade de programação dirigida a captar estas verbas.
    Outra cosa. Eu também quero ter o meu numero de casa então para quem me ligar alguém a chatear a vender um serviço ser obrigado a me pagar se quiser chatear.

  9. Miguel says:

    O verdadeiro papa reformas dos velhotes, é um crime!

  10. Samuel MG says:

    Num dia a SIC e a TVI ganham mais de 2 milhões nessas chamadas. Sou a favor de que se acabe com estas chamadas.

  11. albino negro says:

    pior que a praga dos 760 é a falta de transparecia desses “concursos”.
    Alguém sabe como sao regulamentados ou como sao controlados?
    De qualquer forma as pessoas tem o direito de estourar o seu dinheiro no que quiserem.
    Melhor seria obrigar as operadoras a fazer como fazem para os outros números de valor acrescentado. Barrar por defeito e so permitir contato para esses números após pedido expresso do próprio cliente.

    • scp says:

      Também discordo desses segmentos mas são regulados. Pelo menos é o que dizem em direto, já há bastantes anos. Têm lá um polícia presente quando fazem o sorteio no final.

  12. Pirata das cabernas says:

    É acabar com isso e com big brothers… Esse tipo de programas deixa as pessoas mais estúpidas que o que já são….

  13. jimmypt says:

    Acho muito bem acabarem com esse esquema,que rouba quem pouco tem.

  14. JS says:

    Boas Acho muito bem e alem destas mencionadas tamém esta La as CMTV e Sim a RTP do estado e ai ninguém fala alem da mensalidade que pagamos na conta da Luz para a taxa de audiovisual
    Também deveriam era barrar nos Telemóveis que muitas das vezes não ativamos nada e so no fim de Mês ou nos carregamentos é que sentimos isso sim era a favor do consumidor

  15. Pedro Pinto says:

    Não era pra comentar, mas falta aí muita coisa.
    Canais de televisão, operadoras de telefone, bancos, seguros e por aí fora.
    Temos uma avaria ou acidente e o primeiro número que aparece é 760 e se tiver fora do país já é 21!
    Tudo ganha minha gente, mas do meu telemóvel, não recebem um cêntimo pois está tudo barrado.
    Já agora, sou a favor que acabem com essa corja “papa reformas” como alguém já referiu em comentários atrás.

    • Alberto Silva says:

      Concordo plenamente.

    • Raminhos says:

      Não era para comentar, e apesar de também não concordar com esses “concursos”, não devemos ser injustos.
      Os números 760 são números de valor acrescentado e a notícia está a falar sobre estes.
      O bancos, seguradoras, participação de acidentes, operadores de televisão, etc, usam o número 707, que é diferente do 760.
      Apesar de ser contra o 707, não concordo que se fale mal só por falar, e se misture as coisas para jogar areia ou confundir as pessoas tambem

  16. Euéquesei says:

    Além de acabarem com essa treta das chamadas de valor acrescentado, antes deviam acabar com o que sou obrigado a pagar para a RTP, incluído na factura da luz, que nunca vejo.

    Ou seja, pago para uma estação de TV que só a vejo quando me engano e é só por segundos… esses é que são chulos.
    Mais uma do Capone Soares, ele é que teve essa ideia, ideia à Xuxa é assim..

  17. Germano says:

    Nas Tvs é um negócio legítimo, baseado neste financiamento. Quem não quer, não liga ou muda de canal. Se a pessoa tem pouca instrução, pergunta a alguém que tenha mais.
    Ou querem que seja modelo RTP com o estado a ter um canal de televisão e cobra nas faturas de serviços esses custos, mais publicidade, mais orçamento de estado?
    O estado tem de ser regulador, coisa que é pouco, são só interesses. Se proibirem nas empresas de prestação de serviços, nas quais existe um contrato, mas que depois cobram ao cliente, chamadas de valor acrescentado para resolver questões decorrentes desse mesmo contrato, aí sim estão a trabalhar.

  18. João Pedro Silva says:

    “(…)tem implicações significativas na sustentabilidade económico-financeira” da sua atividade, mas “(…)a SIC e a TVI já vieram defender que o “760-761” até angariam verbas para solidariedade”. Então como é que ficamos: quem fica prejudicado são essas instituições de solidariedade ou as operadores? O maior cego é sempre o mesmo.

  19. Ze says:

    Eles que sa f… vigaristas

  20. Algo says:

    Normalmente quando os apresentadores perguntam quantas vezes o escolhido ligou eles respondem uma vez. Eu às vezes acho que eles escolhem o último número que ligou.

  21. Luís Gonçalves says:

    Boa TóSousa,
    Um comentário positivo. se funcionar passarei a colocar esse site nos favoritos.
    Obrigado

  22. João Dias says:

    Já vai tarde…

  23. Um Qualquer says:

    Fazem concorrência à Santa Casa.

    • Santos says:

      Embora perceba a comparação mas é diferente a pessoa fazer uma chamada que é motivada dezenas de vezes durante várias horas a ter que se levantar, comprar, um boletim, preenche lo e por fim entregar/registar.
      E ao menos algum desse dinheiro vai para caridades.

    • Joao Ptt says:

      Não é bem concorrência, nesses prémios da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, recebe em dinheiro, e além disso tem uma probabilidade de ganhar de uns +/- 20% (não me lembro do valor exacto) nas raspadinhas… nos passatempos dos telefonemas de valor acrescentado as probabilidades de ganhar devem andar próximas dos 0%, e se por milagre ganhar recebe um cartão bancário de débito que só pode usar para pagar coisas, não pode levantar o dinheiro propriamente dito… logo nunca vai ver o dinheiro, mesmo se por quase milagre ganhar.

  24. Nelson Fernandes says:

    Aleluia

  25. amavel silva says:

    pobre velhinos que caiem nesta armadilha.3 idade e como criança

  26. Ricardo Oliveira says:

    [mode irony ON]
    “Após esta boa decisão da Procuradora de Justiça, o Governo, prepara a criação de uma taxa de contribuição, de forma a compensar os operadores privados, desta perda de receitas.”
    [mode irony OFF]

    Já vi coisas mais impossíveis

    • Joao Ptt says:

      Bem possível, realmente.
      Mas sabe o que me parece ainda mais credível? Aumentarem a taxa áudio-visual na factura de electricidade para tipo 10 ou 20 euros e depois parte disso ir para as estações privadas no TDT para (re)compensar o seu “serviço público”.

  27. B@rão Vermelho says:

    Também podíamos por no role da vigarice a publicidade dos aparelhos auditivos, conheço um caso que a pessoa nem problemas auditivos tem e um aparelho que supostamente custava 9.99€, passou a custar 700€, e quando foi pedido explicações para a alteração de preço foi explicado que o médico tinha recomendo antes aquele modelo de aparelho, foi pedido a o número da sédula do médico e aí a conversa já mudou e afinal era só um técnico de aparelhos auditivos, consegui se anular o contrato de ver alegando o direito de arrependimento, dentro do prazo de 15, a pessoa ia pagar a prestações e ficava uma fortuna

    • Joao Ptt says:

      Deveria existir seguros de assistência jurídica total que cobrisse a 100% os custos (tribunal e tudo o mais), e que fosse relativamente barato para toda a gente conseguir pagá-lo… ia ser um regabofe de processos, mas também ia começar a acabar muitos esquemas que andam por aí que só subsistem porque as pessoas não têm dinheiro para andarem em advogados, tribunais e recursos sem fim até conseguirem ver reconhecidos os seus direitos.

  28. Figueiredo says:

    *Ironic mode: on*

    Tá mal… Se essas chamadas de valor acrescentado terminarem, deixa de haver justificação para passarem os programas de música pimba aos domingos à tarde. E depois, como é que vão financiar os patrocinadores e os apresentadores, que vivem desse sustento?

    *Ironic mode: off*

  29. Alberto Silva says:

    Parabéns à Sra. Provedora de Justiça
    Força nisso. Há uns tempos era um valor+iva, passado algum tempo, como a coisa dava, aumentaram o valor.
    Acabem com essa treta das chamadas para esses números, doa a quem doer.

  30. Alfredo Pereira says:

    Ainda este fim de semana a minha avó (90anos) liga-me ;
    -Liga rápido para a TVI que eles estão a mandar a ligar agora.
    -Mas ligar porquê?
    -Para ganhar o prémio, liga liga que eu fiquei sem saldo.
    -Ok eu ligo ( espera sentada).
    2 minutos depois volta a ligar..
    -És mentiroso não ligas-te.
    -Como sabe que eu não liguei?
    -Porque não ganhaste é que saiu a outro fulano.

    Isto foi mesmo verdade e é a realidade para muitos idoso que são o grosso dos telespectadores de esse tipo de programas.

  31. informado says:

    Era bom mas os políticos têm medo da SIC e da TVI.

  32. Nuno says:

    As chamadas de valor acrescentado (referindo-me apenas aos concursos) têm o mesmo impacto financeiro em alguns agregados familiares como os Jogos Santa Casa e outros jogos de azar, como casinos (quer online quer fïsicos).

    Por um valor monetário, o telespectador pode habilitar-se a um prémio. Se a mecânica de jogo é a mesma a lógica jurídica deveria também ser equiparável.

    A proposta da Provedora de Justiça parece-me uma ‘solução preguiçosa’ para um problema muito amplo. Se por um lado entendo um maior controlo das chamadas de valor acrescentado, também intendo o ‘Efeito Dominó’ que terá a introdução repentina desta medida despoltará.

    Acredito que a médio-longo prazo, os OCS arranjaram meios alternativos para recuperar as verbas perdidas, mas a curto-prazo, vários agregados familiares de um enorme numero de profissionais ligados principalmente a estes dois Orgãos.

    No meu entender, se a Provedora de Justiça está realmente preocupada com o impacto das Chamadas de Valor Acrescentado deveria propor uma alteração à legislação de forma a regular tais chamadas tal como faz com Jogos de Casino e Jogos Sociais do Estado.

    Obriguem as empresas de telecomunicações a impor um limite mensal baixo (ex. €20 por mês) obrigando o cliente a entrar em contacto com a sua operadora para aumentar esse limite (mas mesmo assim limitado a um valor máximo – ex. €500) criando assim uma maior visibilidade dos custos associados a estas chamadas.
    Os OCS também deveriam ser obrigados a reduzir um bocadinho a intensidade com que publicitam estes jogos e ser MUITO MAIS transparentes relativos a probabilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.