PplWare Mobile

Será que a Internet deixará de ser global?


Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

  1. whaT says:

    O que nós precisamos são serviços Europeus como alternativa aos Americanos, protegidos pelas leis da UE. Visto que os Americanos não respeitam nada nem ninguém.

    Informação é encriptada ou protegida é uma ilusão, eles terão sempre de uma forma ou de outra recursos para entrar ou aceder ao que lhes apetecer…

    Na minha opinião a única alternativa é deixar mesmo de utilizar os serviços deles.

    • miguel says:

      o problema dos EUA é mesmo esse eles vão ter de abrir os olhos, se não nos europeus vamos arranjar uma alternativa aos serviços deles.
      Mas contudo quem fica por acabar a perder somos os os consumidores, embora seja uma “boa” medida para a Europa, que podemos roubar uma grande parte dos clientes das grandes empresas americanas que ate agora não tinham concorrência devido ao sua estrutura cativava as grandes massas.

      Temos é de ser espertos e entrar em força, porque os países da Asia também não andam a dormir.

      • whaT says:

        O problema é que mesmo que “eles” arranjem medidas, nunca saberemos se são completamente confiáveis.
        Por exemplo o iPhone acho que já trás encriptação de dados, mas ninguém nos garante que “eles” não guardem a informação para os desencriptar.

        Acho que deveria ser uma medida a ser considerada pela União Europeia, não apenas um ou dois países. Pelo menos para os serviços básicos (e-mail, cloud, etc).

        Quanto aos Asiáticos, sinceramente ainda me inspiram menos confiança que os Americanos.
        xD

    • Fred says:

      Nem mais, muitas das vezes são eles próprios que criam este tipo de encriptações. Óbvio que existem backdoors. E quando não são eles a fazê-lo, tem contacto com os criadores e “pedem-lhes” para implementar os backdoors. Como disseste, e bem, é tudo uma ilusão…

  2. jAugsuto says:

    Qual é o problema obter dados dos utilizadores locais por parte da autoridades locais em outros sitios é uma questão de colaboração entre países em vez de barreiras locais, senão junta-se-lhes tb o fim da neutralidade da net e isto vai ser uma seca e uma dificuldade para os paises mais atrasados ou com menos capacidade de produzir conhecimento.

    • Telmo says:

      2 coisas: 1, tens de aprender a utilizar pontos finais; 2, acho que não estiveste muito atento em relação ao que se passou com a NSA. O problema não era obterem dados de utilizadores que eram suspeitos de crimes, era obterem dados de toda a gente só porque se lembravam.

  3. Mota says:

    A melhor solução passa por deixar cada vez menos dados pessoais na net. Quanto menos colocar, melhor.

    Eu preferia mil vezes ter os meus dados (por mais básicos que fossem) a cargo do meu país do que do país dos outros. Não é bom mas é o menos mau. A europa tem que se mexer senão ficamos pra trás.

    • miguel says:

      o que os dados a cargo dos tugas… eu prefiro ter os meus dados a cargo do irao que de portugal.

      ter o cargo dos meu dados neste pais é o mesmo que ter os dados espalhados pelo mundo, pois portugal como politicamente corrupto ia ganhar dinheiro a divulgar os nossos dados (algumas pessoas iam ganhar muito dinheiro), 2º o estado e o seu nivel de seguranca informática deve ser igual a países subdesenvolvidos
      3º ainda iam usar os meu dados para me calar/lixar/etc. ao menos se os meus dados pessoais estiverem alojados la fora é preciso muito mais brucasia/motivos, e depende da politica de cada pais se revela ou não os dados.

      os meus dados ca em portugal é o mesmo o psp que é meu vezinho não gosta de min e pede dados pessoas meus e usa-os contra min (passava a ser uso de dados para fins pessoais)

      não confio em ninguém muito menos no nosso sistema que ja demonstrou muitas vezes ser corrupto a todos os níveis

    • Alex says:

      O problema é que quem usa um tablet android, basta ligar a net que as apps resuscitam todas (serviços google de localização, facebook, etc etc) nada está seguro, mesmo que nao partilhes nada, eles acabam por saber a tua localização e o que tens feito com o equipamento. Estou a ver que o Firefox OS é muito mais amigo do utilizador do que android focado em publicidades e tracking (mesmo sendo um cidadão comum, acho excessivo ao tipo de dados recolhidos)

  4. Felicio Bule says:

    Isso me parece um fruto da NOVA ORDEM MUNDIAL!

  5. Alex says:

    Nukes save us all

  6. João Silva says:

    Já há anos, quando os EUA opermitiram a exportação da tecnologia que permitia a cifra de 128 bit nos browsers (até então estava proibida a sua exportação), se falou que isso só foi feito porque a NSA já a conseguia quebrar.

  7. Chico says:

    Pagamos à Nós ou Zon e eles entregam os nossos emails ao Outlook americano, nem português sabem escrever. Uma vergonha, a ganância de poupar dinheiro é tal, até 7 técnicos de informática resolviam o problema dos servidores de mail, mas não, as moedas é que contam…

  8. Alex Fabiano Longo says:

    É simples resolver isso, o resto do mundo isola os EUA, e continuamos usando nossa velha e insegura internet, tenho certeza que eles vão mudar a suas leis, inclusive as leis americanas funcionam somente lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.