PplWare Mobile

Samsung ainda está à frente da Apple no mercado de smartphones


Autor: Pedro Simões


  1. MAC says:

    É natural que a Samsung venda mais Smartphones que a Apple. Enquanto a sul-coreana oferece uma enorme quantidade de modelos a variadíssimos preços, a norte-americana praticamente só vende o 5s, o 6 e o 6 Plus.

  2. Benchmark do iPhone 6 says:

    “A grande beneficiada neste período foi a Samsung, que conseguiu vender 81,1 milhões de dispositivos móveis, deixando em segundo lugar a Apple, com 60 milhões de iPhones vendidos”

    A Samsung vendeu menos 4,4 milhões (-5.1%)
    A Apple vendeu mais 17,1 milhões, um crecimento de 39,7%.

    Essa de a Samsung ter sido a grande beneficiada é para rir. “Ah, mas comparando com o trimestre do Natal …”. O trimestre de Natal foi excecional para a Apple. As comparações fazem-se habitualmente com o trimestre homólogo do ano anterior.

    • Alexandre says:

      ….também não me parece justo comparares os lucros de uma empresa que só vende computadores, telemóveis e pouco mais com uma que só não vende carros!

      Eu digo-te porque é que a Samsung não tem mais lucro! É por tipos como eu tenho quase todos os electrodomésticos dessa marca e ainda nenhum avariou, pelo que não preciso de adquirir mais nenhum.

      Enquanto a Apple apresenta lucros elevadíssimos porque a malta troca de tlm todos os anos! E agora eu pergunto: Como é possível dizer que um produto é duradouro se só está nas nossas mãos durante 1 ano? “ah e tal mas depois vendem-se em segunda mão ainda com garantia” e eu respondo: não conheço um único tipo que tenha comprado um equipamento da Apple em segunda mão que não tivesse de o reparar ou trocar em menos de um ano.

      • João says:

        Ainda bem que está satisfeito com os produtos que adquiriu da Samsung, eu também tenho alguns e estou satisfeito, mas, relativamente à Apple está redondamente enganado pois também tenho vários equipamentos Apple há vários anos (iMac, MacBookPro, iphone, entre outros) e nunca tive uma avaria.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Lá quem conheces ou deixas de conhecer, ou inventas, não sei.

        Mas não confundas o conglomerado de empresas Samsung com a empresa que fabrica os telemóveis. Chama-se Samsung Electronics e fabrica computadores, smartphones, tablets, componentes vários – mas nos electrodomésticos só vai até aos televisores.

        Apesar de a Samsung Electronics fabricar e vender isso tudo, a Apple teve maior valor de vendas, lucros, ativos e valor de mercado.

        Lista actual da Forbes das maiores empresas: Apple – 12º, Samsung Electronics -18°, Microsoft – 25°, Google – 39°.

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Já agora, Portugal tem seis na lista das 2000 maiores empresas da lista da Forbes (combina 4 indicadores: vendas, lucros, ativos e valor de mercado):

          EDP – 391°, Galp – 1039°, J. Martins – 1229°, BCP – 1439º, BPI – 1690° e Montepio – 1958°

          Se quiserem ver a lista, o link neste post está em “Full list of the global 2000 companies em 2015”

          http://www.forbes.com/sites/liyanchen/2015/05/06/the-worlds-largest-companies/

        • Nunes says:

          A Samsung Electronics vende todos os electrodomésticos da Samsung.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Não, a distribuição/vendas é que está unificada.
            Se contactares a Samsung Portugal encontras lá os electrodomésticos das empresas da Samsung.

            Mas só os televisores são da Samsung Electronics. Os frigoríficos, máquinas de lavar são de outra(s) empresa(s). E a Samsung Portugal não faz parte da Samsung Electronics.

          • Nunes says:

            :S
            mas do que é que estás a falar!?
            Vê os itens apresentados nos resultados trimestrais da Samsung Electronics. Os últimos até louvam o aumento das vendas nas máquinas de lavar roupa e frigoríficos.
            A Samsung Electronics sempre englobou os electrodomésticos, foi aí que começou.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Tens razão 🙂
            Mesmo somando os frigoríficos, máquinas de lavar aos smartphones, computadores componentes e o resto a Samsung Electronics vende menos que a Apple – que vende o iPhone e pouco mais.

            Segundo a Forbes, em milhares de milhões de dólares, em vendas, lucros, ativos e valor de mercado:

            Apple: 199; 45; 262; 741.
            Samsung Electronics: 196; 22; 210; 199.

          • LP says:

            Portanto, vende menos, mas mais caro e com mais lucro?

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            E ainda dá muito dinheiro a ganhar à Samsung com as componentes que lhe compra.

            Os lucros da Samsung Electronics diminuiram bastante por ter deixado de ser o principal fornecedor do SoC para o iPhone 6. Pode ser que seja do próximo e os lucros melhorem.

          • Nunes says:

            @ LP
            vende mais produtos do que a Samsung, de gamas superiores, e não esbanja dinheiro em marketing e afins como a Samsung!

          • LP says:

            Quando metes electrodomésticos ao barulho o preço de um iphone não é assim tão elevado. A questão é que um iphone tem um valor de produção inferior a um electrodoméstico do mesmo preço.

          • Nunes says:

            @ LP
            Os electrodomésticos da Samsung representam uma pequena parte do seu rendimento, e o facto é que até há pouco tempo a Samsung conseguia que os telemóveis subissem imenso as suas margens, vendendo aparelhos de gama mais alta a preços idênticos ao iPhone!

          • LP says:

            Os telemoveis samsung ao preço do iPhone custam mais a produzir (hardware).

          • Nunes says:

            @ LP
            meu caro, se queres uma análise real ao que custa para a empresa fabricar os produtos, olhas para as margens brutas declaradas, não olhas para valores incompletos e duvidosos de alguns analistas, que não sabem os custos reais das empresas com os componentes, não contabilizam todos os componentes, não contabilizam investimento em maquinaria para produzir o hardware, perdas por defeitos, logistica, patentes, etc.
            O facto puro e duro é que há 1-2 anos atrás a Samsung tinha no global melhores margens brutas do que a Apple, e isso só pode ser porque os seus smartphones [que representavam mais de metade das receitas e mais ainda nos lucros] tinham melhores margens do que na Apple!

          • LP says:

            Portanto, há 1-2 anos, a samsung vendia muito “ar” aos clientes e tinha muito lucro, agora vende poucoe tem menos lucros, a Apple inverteu a situação.

          • Nunes says:

            Não!
            Há 1-2 anos a Samsung conseguia que o dispositivos de gama alta tivessem maior peso nos seus rendimentos e não tinha problemas em escoar stocks! O que os resultados mostram é que os dispositivos de gama alta da Samsung têm tanta ou mais margem que os iPhones, e que as pessoas fazem interpretações abusivas das análises incompletas que de vez em quando saem sobre os custos de componentes!

          • LP says:

            Vou-me limitar a citar-te: ” as pessoas fazem interpretações abusivas das análises “.

          • Nunes says:

            algumas citações para perceberes os abusos
            CEO da Apple a comentar sobre essas análises
            ““And I’d also say, generally there’s cost breakdowns that come out around our products that are much different than the reality. I’ve never seen one that is anywhere close to being accurate.””

            Uma dessas empresas de análise passou agora a incluir uma nota, que pelos vistos pouca gente leu.
            ““The IHS Technology analysis does not include logistics, amortized capital expenses, overhead, SG&A, R&D, software, IP licensing and other variables throughout the supply chain such as the EMS provider””
            Vários destes itens são custos da empresa com a produção e venda de cada aparelho:
            ( logistics, amortized capital expenses, overhead, IP licensing and other variables throughout the supply chain such as the EMS provider)
            O facto é que desconhecem muitas varáveis dos custos, não sabem os contratos com os fornecedores, desconhecem os custos reais com componentes proprietários que não estão disponíveis para outros, o investimento na produção, etc!
            Daí que apresentem custos para o iPhone 6 à volta 210 dólares quando as margens brutas indicadas pela Apple levam a crer que o custo médio ande à volta dos 315 dólares. Ou que apresentem custos com o Watch de 89 dólares, quando a própria Apple já deu dados que só podem significar que os seus custos serão superiores a 210 dólares!

      • Hélder says:

        Ah e tal, mas onde é que foste buscar essa de que os utilizadores Apple trocam de telemóvel todos os anos??!!!

        O que não faltam são 5S, 5, 5C, 4S e muitos ainda 4 por aí, todos mais com um ano, e a funcionar forte e duro!

        Não conheces? Tã bem… Deves conhecer muitos…

        • Alexandre says:

          Até parece que vives noutro mundo. Mais de 90% dos tipos que fazem fila para serem os primeiros a comprar o novo iPhone acabadinho de sair já eram donos do modelo imediatamente anterior…. eu se trocasse de tlm todos os anos não podia ter razões de queixa de qualquer equipamento. Ou avaria ou não avaria. Se avariar garantia com ele se não avariar optimo.

          E continuo a dizer! Não conheço um único iPhone com mais de 2 anos que não tenha tido problemas. E quase metade dos amigos próximos têm equipamentos dessa marca…. Não digo que a marca seja pior que as outras.. é igual!

          Se vende mais é por causa do que te disse! Vende muito mas sempre aos mesmos. Basta veres que chega ao ponto de existirem utilizadores com a palavra ‘iPhone’ inserida no nickname…. vês alguém com ‘Samsung’ ou ‘Nokia’ ou ‘Microsoft’? Isso tem um nome sabes?

          • Luis says:

            Não conheces pq não queres! Tenho vários dispositivos apple com mais de 2 anos sem qualquer avaria, o mesmo já não posso dizer das TV’s e monitores da Samsung. Nas TV´s avariam a placa principal e nos monitores a placa do power supply. Para mim, Tv´s e monitores deles são lixo electrónico com muito pouca duração de vida.

          • Nunes says:

            Não sabes do que falas e fazes claramente generalizações algo abusivas! Se fosse como dizes nesta altura muito mais de metade dos iPhones em uso já seriam os últimos modelos, quase não haveria iPhones 5, 4S ou 4 em uso. Isso é claramente falso, como se pode constatar nas análises da Fiksu ao uso de aparelhos, ou até pela declaração do CEO da Apple que indicou que só cerca de 20% da base já instalada de utilizadores trocou para o último modelo.
            O ciclo médio de trocas de aparelhos é 2 ou mais anos, sendo que na plataforma Android será idêntico ou até pior dado que as vendas anuais se aproximam dos utilizadores activos declarados pela Google.

      • Nunes says:

        esses argumentos não pegam!
        Os números aqui apresentados mostram-te que a Samsung vende mais telemóveis, e certamente quem compra telemóveis Samsung não troca menos vezes do que quem compra iPhones [o mais provável é até que troquem mais vezes].
        A Apple tem mais lucros porque não enche o mercado com mil e um aparelhos para todos os preços, e porque não gasta o monte de dinheiro que a Samsung gasta com comissões, marketing e pessoal.

        • LP says:

          A Apple tem mais lucro que a Samsung, vendendo menos porque vende com maior margem de lucro e o resto é conversa da treta.

          • Nunes says:

            lol! Está longe de ser assim tão simples!
            Quando a Samsung andava bem com as vendas de telemóveis chegou a ter melhores percentagens de margem bruta do que a Apple e mesmo assim tinha lucros operacionais menores. Isto é, mesmo tendo mais rendimentos que a Apple e menor peso com o custo médio para produzir todos os produtos [desde “torradeiras” a chips], no final tinha menos lucros, isto porque gasta muito mais dinheiro com pessoal, marketing, comissões e promoções!
            Este é um dos grandes “segredos” da Apple, consegue ser muito eficiente.

          • LP says:

            Não sei até onde chegará essa eficiência… os gastos com marketing tiveram uma subida quase tão acentuada como os lucros.

          • Nunes says:

            @ LP
            não inventes! As despesas operacionais da Apple aumentaram percentualmente bem menos do que as receitas e lucros, sendo que a I&D foi o que teve mais peso para o aumento dessas despesas. Marketing tem cada vez menos peso nos resultados financeiros da Apple.

          • Nunes says:

            E independentemente disso o facto é que a Samsung esbanja muito mais dinheiro a tentar convencer outros a comprar e a vender os seus produtos!

          • Mário says:

            A Samsung tem pouco lucro? Pois claro, metade dos aparelhos que fabrica, vão das lojas para o aterro…

          • LP says:

            http://blogs.wsj.com/digits/2014/04/08/apple-closes-u-s-ad-spending-gap-with-samsung/

            “It spent more on TV ads last year [2014] than its entire 2012 budget”

          • Nunes says:

            Os gastos operacionais declarados [em mil milhões de dólares] pela empresa nos últimos 6 meses foram de 10,9 vs 8,7 no ano anterior, ou seja um aumento de 25% nas despesas operacionais sendo que dentro destas as despesas administrativas [englobando marketing, salários, etc] aumentaram 16,7%, o que compara com os aumentos anuais de 10% nos gastos em publicidade que rondam actualmente os 1,2 mil milhões de dólares . O aumento do rendimento em igual período foi de 28 % e o lucro operacional teve um aumento de 36%, ou seja os gastos aumentaram menos que as receitas e lucros, representando actualmente 8,2% dos rendimentos, 5,3% só com as despesas administrativas e de vendas.
            Compara isso com os gastos na Samsung que representaram nos últimos 6 meses 25,8%, com 18,7% para as despesas administrativas e de vendas [23,2 e 18,7 mil milhões de dolares respectivamente].
            E para veres ainda melhor a diferença é pegar nos resultados anuais de 2014 declarados pela Samsung, em que esmiuça os gastos com promoções, comissões e publicidade, no valor de 18 mil milhões de dólares [gastos operacionais 47,5], que é quase igual aos 19 mil milhões de dolares de gastos operacionais totais da Apple para o mesmo período. Ou seja o que a Samsung gasta a convencer as pessoas a comprar e outros a vender os seus produtos é quase suficiente para todo o “funcionamento” da Apple.

          • LP says:

            Não precisas de tanto paleio para dizer que a Apple não precisa de grande esforço para convencer as pessoas a comprar, isso é seu apanágio sobejamente conhecido. Não se pode é sugerir que a Apple gaste pouco em marketing…

          • Nunes says:

            @ LP
            “Não se pode é sugerir que a Apple gaste pouco em marketing…”
            gasta menos que muitos dos seus maiores concorrentes [google, Samsung, Microsoft, etc], nalguns casos muito menos.
            Quanto ao paleio é o necessário quando te baseias em ideias vagas do que se passa!

          • LP says:

            “Muito menos”? Mais números e menos paleio!

          • Nunes says:

            @ LP
            mais números!? Os números da Samsung não chegam? Microsoft gastou 2,3 mil milhões em publicidade [15,8 mil milhões em vendas e marketing] vs 1,2 da Apple em publicidade.

          • LP says:

            Interessante… de quando são esses dados (e já agora a fonte)… e então a Google?

          • Nunes says:

            vais aos resultados anuais da Microsoft de 2014 está lá tudo

            “e então a Google?”
            “gasta menos que muitos dos seus maiores concorrentes [google, Samsung, Microsoft, etc], nalguns casos muito menos.”
            Disse gasta menos que concorrentes e nalguns casos muito menos! E perguntaste:
            ““Muito menos”?”
            Mas estás à vontade para ir ver os resultados declarados pela Google.

          • LP says:

            Tu tens mais jeito para encontrar isso… quanto gastou a Google a mais que a Apple?

          • Nunes says:

            se procurares aprendes mais alguma coisa!! Já te ensinei como “pescar”

          • LP says:

            Eu pesco é que se a Apple tivesse gasto mais que a Apple já tinhas debitado os números envolvidos em muito palavreado… portanto, diria que é mais um caso de enfiares a cana no saco e te dedicares à caça…

          • Nunes says:

            @ LP
            há quem não queira aprender
            http://www.sec.gov/Archives/edgar/data/1288776/000128877615000008/goog2014123110-k.htm#s7594BC76AF6EB366961FA635936BF364
            Só nos últimos nos 2 anos a Google aumentou em 1,3 mil milhões de dólares os seus gastos com publicidade, o que indica que gasta ainda mais do que isso [1,2 para a Apple].

          • LP says:

            Não encontrei esses numeros, mas acredito em ti, pelo menos pelo trabalho que tiveste… vês como é fácil manipular-te? 😉

          • Nunes says:

            @ LP
            Ou isso ou és previsível! Como quem não aprende repete… não é preciso ser clarividente para prever o que virá a seguir desse lado.

          • LP says:

            Vai um “nim”, só para ti e ao teu jeito 😉

      • LP says:

        2 LCDs, sem problemas, um deles já com uns anitos, um home cinema que… valha-me Deus. 2 telemoveis sem problemas e um tablet que já teve de ir “para a garantia”… não é uma marca à prova de falhas, nem perto disso.

  3. LP says:

    Dia sim dia não se fala dos resultados catastróficos da Samsung e dos recordes de vendas da Apple, mas feitas as contas, o panorama do mercado vai-se mantendo… Então os quase 80% do Android são completamente esmagadores, um sapo do tamanho de uma baleia para alguns fatalistas engolirem, é que nem com vaselina! 😀

    • Rmcrys says:

      Não interessa quem vendeu mais em quantidade, mas os ganhos e disponibilidade de (boas) apps e jogos. Neste campo o Android tem melhorado imenso, mas ainda não esta ao nível do IOS em jogos e formatação Tablet. A ver se com o Android M o panorama muda.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Estás a ver mal o filme. De facto, em número, as vendas de Smartphones “só” caíram 5% – mas os lucros da divisão Mobile da Samsung Electronics caíram 57%. Isto só tem uma leitura – a Samsung teve que baixar muito os preços para conseguir vender os stocks. Em termos de empresa é muito mau.

      Quanto à quota de mercado Android / IOS, tendo em conta que o Android foi buscar o mercado dos dumbphones que pertencia à Nokia nada tem de especial. Segmenta o mercado dos smartphone e vês quem tem maior quota de mercado nos preços acima de 500 dólares – onde está a parte maior dos lucros.

      http://techcrunch.com/2015/04/28/samsung-1q2015/

      • LP says:

        Tu é que estás a fazer filmes… este artigo é sobre o número de vendas e não sobre os lucros… para quê segmentar??? Nos segmento dos telemoveis com Emotion UI, a Huawei é a indiscutivel vencedora… mas que é que isso interessa?
        Que a Apple é rainha dos lucros já ninguém duvida…
        Por outro lado, para os SOs importa mais o numero de telemoveis que o preço de venda/lucro destes.

        • Nunes says:

          Para o sistema operativo importa mais a utilização e o grau de retorno para as empresas que investem na plataforma. Isso depende do número de aparelhos activos [não de vendas] e dos hábitos dos utilizadores em cada plataforma. Nestes parâmetros, apesar da grande diferença de vendas do Android, a sua vantagem não é muito grande, como se pode constatar até pelo peso que o iOS tem nos resultados da Google em sistemas móveis!

          • LP says:

            Estás a partir do príncipio que a Google está puramente interessada nos lucros imediatos com o seu software (OS/apps)…

          • Nunes says:

            @ LP
            Os rendimentos e modelo de negócios da Google depende da publicidade. O lucro que obtém do seu OS e apps vem da publicidade… o mesmo se diz dos rendimentos que a Google obtém do iOS. De modo que não há imediato ou médio ou longo prazo para tecer esta análise, é o que é, é o que está à vista de todos, um modelo de negócios já bem definido a mostrar a situação actual do mercado.
            A Google obter mais rendimentos do iOS do que do Android demonstra bem que o poder e importância do SO vai muito para além do número de aparelhos vendidos.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Está puramente interessada nos lucros imediatos – com os clics nos anúncios através dos seus serviços, o seu “core business”.

            75% das receitas da Google dos dispositivos móveis vêm dos anúncios vistos com equipamentos com iOS – o que significa que a maior parte dos smartphones Android servem para telefonar e guardar fotografias. Os tablets nào sei para que servem, para navegar na net e ver vídeos do YouTube pelos vistos não.

            Por isso se esmera nas apps para iOS.

          • LP says:

            Mantenho o que disse e acho que a Google olha para um futuro mais distante, acho que se preocupa com o número de pessoas que utilizam Android, com a cobertura planetária do Android, como se preocupa com a cobertura de Internet… a Google não é numa máquina de fazer dinheiro como a Apple.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Olha para o futuro distante como olha para o Android – mais clics nos anúncios. Fazer chegar a internet a mais gente tem essa vantagem.

            Mas tem que se reconhecer que com os projetos “malucos” estå à procura de novas fontes de rendimento. Pode encontrar uma galinha dos ovos de ouro no meio das trapalhadas de Larry Page. Mas está difīcil.

          • Nunes says:

            A google olha para o seu modelo de negócios que depende de muita gente a usar serviços [seus ou de outros] a usarem publicidade servida pela Google! Por isso o seu modelo já está a funcionar e a mostrar as peculiaridades de cada plataforma.

            “a Google não é numa máquina de fazer dinheiro como a Apple.”
            O que é que isso tem a ver com este assunto!??? Não desvies a conversa! Estamos a falar donde é que a Google vai buscar os seus rendimentos em sistemas móveis, para mostrar que não basta só olhar para um número de dispositivos [muito menos de vendas] para analisar o que é que importa num sistema operativo.

          • LP says:

            Os iFans tendem a bestializar a Google tratando-a como uma pura “empresa de publicidade” e no entanto… http://en.wikipedia.org/wiki/Google_X
            Quanto investimento sem esperança de retorno financeiro a Google não faz?
            A disseminação do Android e da marca Google constitui por si só publicidade à mesma, e isto é um investimento a largo prazo.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            “Quanto investimento sem esperança de retorno financeiro a Google não faz?” e os exemplos são os projetos especiais Google X.

            Custa a perceber que cada projeto desses é a procura de novas fontes de rendimento? O que só fica bem e é de aplaudir numa empresa, porque algum deles pode ter sucesso e render muito (os acionistas é que podem ficar chateados com o dinheiro que Larry Page tem torrado neles, mas os lucros dos anúncios deixam-nos satisfeitos).

            Agora, é uma ingenuidade, pensar que a Google torra dinheiro nesses projetos a bem da humanidade. Só se for o Google Glass, que tantos benefícios traria 😉

          • Nunes says:

            @ LP
            e lá estás tu a querer desviar outra vez do assunto!
            Os gastos com esses projectos em nada altera o modelo de negócios actual da Google, nem os gastos com projectos alteram a distribuição das fontes de rendimento, nem a análise ao que é importante para uma plataforma móvel [sistema operativo] que já tem modelos de negócios estabelecidos. Não se está a comparar o que a Google ganha com o que a Apple ganha, mas somente as fontes da Google, que tem muito mais controlo e serviços no Android do que no iOS e mesmo assim ganha mais no iOS do que no Android, usando o mesmo modelo de negócios em ambos. Demonstração mais independente do que essa não há, de que o número de aparelhos vendidos está longe de ser suficiente para dizer alguma coisa sobre a importância do SO!

          • LP says:

            Mentes fechadas… não é pelo bem da humanidade, mas pelo seu próprio bem, a questão está naquilo que é o seu bem, naquilo que são os seus valores e objectivos.
            Tudo aquilo que se faz é para ganhar dinheiro? Jesus… que gente mais triste e sem vida! 🙁

      • Hélder says:

        Não tiveram que baixar os preços…

        Tiveram é prejuízo com telemóveis que fabricaram que nunca foram vendidos, ou foram vendidos a operadoras e lojas a preço inferior ao preço de custo!

  4. ricardo says:

    Não conseguem aceitar a realidade. Deve ser mesmo uma frustração…

  5. joao says:

    “ainda”, mas proquê? está previsto ou devia ser ao contrario? hum!!!

  6. Carlos Sousa says:

    Quando se fala em vendas, acho que não se pode comparar alhos com bugalhos.
    Isto é o mesmo que comparar as vendas da Porsche com a Renault, por exemplo.
    Sería interessante ver esta comparação apenas com os smartphones high end das outras marcas.

    • João says:

      Isso é que era.

    • Hélder says:

      Não digas isso, porque senão eles ficam tristes…

      Estas empresas dizem que o Android vendeu em 2014 um total de mais de mil milhões de telemóveis.

      A Google disse que o Android tem mil milhões de utilizadores nesta I/O a meio de 2015.

      Ora… Toda a gente que tem um Android comprou um num espaço de 12 meses???

    • LP says:

      Porque é que isso seria mais interessante que isto?
      Comparar alhos com bugalhos é misturar iOS com Android, de resto o Android é basicamente o mesmo no telemovel de 50 e no de 500…

      • Carlos Sousa says:

        Do meu ponto de visto seria, porque era mais justo, considerando que a Apple não está presente no mercado de baixa/média gama.
        Comparar a venda de smartphones independentemente do SO já não me parece nada descabido, mas lá está, é a minha opinião.

        • LP says:

          Quem quiser/precisar de iOS, tem de comprar obrigatoriamente iPhone/Apple, e obrigatoriamente alta gama, não tem alternativa, não há concorrência e por isso não seria justo. Esta é também a minha opinião…

    • Invision says:

      Também não seria justa essa comparação…se fores comparar a Apple com outras marcas high end de android também não faz sentido porque com o iOS apenas tens a Apple, com o android tens muitas marcas(mesmo high end). Se tivessemos mais marcas com iOS para além da Apple já se puderia fazer a comparação(tal como há muitas marcas com equipamentos high end android). Nessa comparação a Apple vai de certeza ter melhores numeros. quem quer iOS só pode comprar Apple, quem quer Android pode comprar várias marcas. ou seja, essa comparação não ia dizer nada também

  7. LP says:

    Quem quiser/precisar de iOS, tem de comprar obrigatoriamente iPhone/Apple, e obrigatoriamente alta gama, não tem alternativa, não há concorrência e por isso não seria justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.