PplWare Mobile

Irá a Samsung repensar o Galaxy Tab 10.1…


Autor: Marisa Pinto


  1. Profeta Djo says:

    Qualidade vs Preço . . . a eterna dúvida!
    Mas se querem fazer concorrência ao iPad é necessário que os preços sejam mais baixos e a qualidade superior . . porque por preços semelhantes, o utilizador final prefere sempre o iPad

  2. CMatomic says:

    Porque que Apple é sempre referencia como ponto de qualidade ?

    • a Friend® says:

      Se os próprios CEO’s das empresas rivais o usam como referência… porque será? 😉

      • CMatomic says:

        Pois ai que esta o mal de alguns como tu dizes CEO’s, pois acho que não deviam ver apple como ponto de referencia de qualidade ,mas saber o que as pessoas entendem como qualidade.

        • a Friend® says:

          A Apple tem sido pioneira em introduzir novos segmentos, com sucesso.

          Por essa razão é que é vista como referência, porque não só arriscam e acertam, como conseguem manter a fasquia desses produtos elevada, tornando-os sucessos e não meros hypes.

          E isso é o sonho de qualquer CEO, de qualquer empresa…ao ponto de mesmo tendo a Apple como referência e aprendendo com esse sucesso, não conseguiram até agora igualar o iPad.

          • Eduardo Garcia says:

            Essa de que a Apple inventa idéias, não tem nada a ver, quem conhece o mundo da tecnologia sabe que Tablets já vieram a algum tempo, apesar do insucesso, a Apple só reeditou uma idéia e muitos fanboys aceitaram.
            Lançaram o Ipad 2 justamente pra concorrer com os tablets, que ja vinham antes com processador de dois nucleos e outras coisas a mais, o que vejo é que a Apple que está correndo atras do prejuizo… e alem do mais deixaram a desejar pois a tecnologia que admiro no Iphone, o ‘Retina Display’ que, não está presente nem na segunda versão do Ipad.
            Voltando a idéia principal: não foi a Apple que introduziu a idéia de Tablets, todos nos já sabemos disso

          • Ppietra says:

            @ Eduardo Garcia
            Caso não saibas a Apple já anda cá há muito tempo, e o iPad não é o seu primeiro tablet! Na década de 90 a Apple teve o Newton, e alguns dos seus modelos seriam considerados tablets.
            Agora, por mais que vasculhes a história não encontras nada como o iPad (só dependente do dedo) antes do iPad. Isso é ser pioneiro! Não tem nada a ver com inventar a ideia dum tablet, porque isso existe há décadas, mesmo antes de existir tecnologia que permitisse isso.
            Quanto à Apple andar a correr atrás do prejuízo, é verdadeiramente hilariante! O iPad está à venda há um ano sem updates e sem concorrência. O novo aparece 1 ano depois como é prática corrente da Apple, e põe todas as revistas a dizer que é melhor que a concorrência que só agora começa a ter alguma significância. A mim parece que é a concorrência que anda desesperada

    • K says:

      Porque o material deles, especialmente em hardware é mesmo sempre de qualidade. Diga-se o que se disser e eu até não fã do software deles, mas a qualidade do hardware é sempre da melhor, principalmente a qualidade de construção (materiais e design) e os acabamentos.
      Dito isto, o ponto de referência é logicamente colocado em quem tem o melhor produto, ainda que tal afirmação possa ser subjectiva.

      o Ipad2 obriga a uma reavaliação dos vários produtos por parte da concorrência, e quem não o fizer poderá não ter grande futuro. Tipo, mais caro e não necessariamente melhor… não vende.
      Felizmente, geralmente concorrência traduz-se em benefícios para utilizador final.

      Fico à espera 🙂

      • Boing says:

        “Porque o material deles, especialmente em hardware é mesmo sempre de qualidade.”

        A qualidade das “caixas” é!! Agora do Hardware – isso é muito relativo, depende do produto. E tendo em conta que normalmente muito boa gente nem sabe comparar…

        E o preço no caso dos Macbooks é simplesmente ridículo e nem vou falar de 200€ por 8Gb de memórias básicas!!
        Os tablets com o tempo logo se vê onde isto vai parar.

        • Ppietra says:

          A qualidade é comprovada pela fiabilidade dos produtos e impressão dos seus utilizadores, bem como por muitos daqueles que analisam o mercado!
          Obviamente que se pode sempre apontar que aqueloutro parece ter mais coisas, ou que é mais barato, mas isso não diz nada sobre a qualidade do produto. Qualidade é muito mais do que uma lista de componentes.

          • Boing says:

            8Gb GSkill – das melhores memórias do mercado a 100€ e queres comparar com as da Apple que são Kingston de origem…a 200€ -.-

            Percebes tanto disto como eu de cozinha…

            E a fiabilidade da Apple tens no facto de esta estar em quarto lugar dos portáteis com menos avarias ao fim de 2anos! E mais grave ainda, atrás da Toshiba!!!! 😀

          • Ppietra says:

            Esses preços são opções na loja online! Como qualquer extra dos fabricantes, é mais caro do que aquilo que encontras em lojas, se souberes procurar! Nunca tive problemas com a Kingston.
            Quanto ao estudo que parece que apontas, é bom recordar que a diferença entre os 5 primeiros é pouca. Há muitos outros estudos que colocam a Apple nos primeiros lugares, e em termos de satisfação dos consumidores a Apple fica bem à frente!

  3. João Ramiro says:

    E o que vai chegar primeiro, o concorrente ao iPad 2 ou o iPad 3?

    • Sérgio says:

      Como sempre os concorrentes conseguem ganhar sempre a corrida por 1 ou 2 semanas…. Ou seja, andam sempre atrasados aproximadamente 50 semanas

  4. Ryan says:

    Porque sera que nesta coisa de IT sao todos umas Maria vai com as outras? Porque sera que quer tudo ter o que outros tem. E porque sera que continuam a insistir nesta porcaria chamada Tablets? Um fez alguma coisa… vem um tal iluminado fez uma coisinha maior do que ja havia e o resto fui atras. Daqui uns tempos vai ser como os netbooks pouco se falara disso… ou mesmo nada porque alguem inventou uma roda qualquer que da para ler e-mails, jogar e sei la mais que

    • Tiago Dias says:

      Não, os tablets não vão ser como os netbooks. Os tablets são o futuro para o utilizador comum que apenas precisa de consultar email, navegar na internet, ler uns PDF’s, ocasionalmente jogar qualquer coisa soft.

      Essa visão que tens de tablets é muito redutora.

      • RP says:

        Isso tudo ja fazes com um netbook… que sai mais barato. E até há netbooks touch e tudo… -.-

        • Tiago Dias says:

          Está correcto, podes fazer num netbook, mas não o fazes da mesma forma que fazes num tablet.

          A facilidade de utilização, a experiência diferente da que se tem num computador, com tudo na ponta dos dedos, a comodidade de utilização, as áreas em que pode ser aplicada, tanto profissionais como de lazer… Os tablets são coisas diferentes.

          Outra coisa muito a favor de Tablets: ligam-se com um clique num botão e estão prontos a usar.

          Netbooks com touch? Sim, há, mas não podem ser considerados a tablets com SO dedicados.

          Falando mais especificamente no iPad, já tocaste num? E já tocaste num netbook com touch com W7? São coisas a anos luz de distância..

      • António Mendes says:

        Embora os analistas prevêem uma bolha à volta dos tablets. Assim de cabeça, vai-se produzir 85 milhões de tablets, mas estimaram agora que se vai vender apenas 65 milhões.

        • a Friend® says:

          É preciso cuidado com os analistas. Eles previram que o iPad seria o fiasco do ano e falharam.

          Por vezes acontece quando o segmento é desconhecido ou foi tentado e mal sucedido. Gera-se uma “bolha” de ceptissismo enorme que por vezes só os visionários é que conseguem ver o sucesso mais além.

          Se toda a gente ou a maioria tivesse o dom “visionário” .. não haveria invenções.. pois tudo era banal… 🙂

          Tablets são sem dúvida o futuro. Substituem o papel, as canetas, as revistas, os livros e os computadores.. tudo em 1… obviamente não para toda a gente, mas para a vasta maioria.

          Vejo pessoas que diziam que um computador era um bicho de sete cabeças e hoje em dia usam um iPad com uma banalidade e facilidade tão grande que para eles, hoje, um computador faz sentido.

          • Antonio Mendes says:

            Referente à notícia, não disse tudo mas estimam que a única que não irá ser afectada será a Apple. Tendo em conta o caso do Samsung Tab, acho que a análise tem o seu sentido.

          • Eduardo Garcia says:

            Já vem você denovo falando que a Apple inventou os ‘Tablets’ como se não fosse uma idéia passada, no qual foi mortalizada e a Apple simplesmente Reviveu, e todos os ‘admiradores’ de Steve Jobs acharam o máximo.
            ¬¬

          • a Friend® says:

            @Eduardo Garcia

            Convém ler bem o que escrevo em vez de vir só com vontade de ataque.

            Passo a re-escrever o que disse:

            “Por vezes acontece quando o segmento é desconhecido ou foi tentado e mal sucedido. ”

            Os tablets foram tentados e mal sucedidos… a Apple reaviviou esse segmento e deu-lhe sentido.. e deu tanto sentido que o iPad vendeu mais um 9 meses, que todos os tablets do mundo juntos, desde que sairam.

          • Manuel Rocha says:

            Caro Eduardo,

            O nosso amigo aFriend não disse que a Apple inventou o Tablet. Ele simplesmente referiu que a Apple conseguiu contraria a tendencia, enquanto que toda a gente dizia que os Tablets não teriam futuro, e isso era algo que já tinhamos visto que estava a acontecer, a Apple conseguiu simplesmente inverter a tendência e mostrar que se o Tablet for algo simples para o utilizador final este compra-o e usa-o no seu dia-a-dia. O problema dos Tablets que conheciamos devem-se ao simples facto de virem com SO e interfaces muito complexas para o tipo de equipamento, enquanto que a Apple conseguiu contornar essa situação com uma interface minimalista e inovadora.

            Cumprimentos,
            Manuel Rocha

      • Ryan says:

        E tao redutora que quase comprei dois ou tres porque fazem mesmo falta. Se uma familia ja tem pelo menos 2 computadores em casa que fazem tudo de maneira superior a qualquer Tablet porque razao se vai comprar uma maquina que serve apenas para uma utilizacao soft? Ok… pode ser cool para alguns se exibirem aqui e ali. Pode ter as suas utlidades mas na practica um computador estilo netbook nao chegara para fazer uso pontual da net ou outra coisa? A minha visao dos Tablets nao e redutora de certeza. Se perguntares a todos os fabricantes eles no intimo dir-te-ao o mesmo que eu. Para eles sera bom vender. Mas na practica a necessidade e nula na maioria dos casos.

        • a Friend® says:

          Ryan, mas repara tu não gostas de tablets, mas garanto-te para o utilizador comum… ou seja, a vasta maioria.. um tablet é a melhor opção.

          É simples, fácil de usar.. não precisa de manutenções… faz-se tudo com os dedos… é prático.

          A mim, como utilizador profissional, um iPad nunca seria a primeira opção.. é obvio que não.. mas adorava o ter.

          Por questões de “moda” ? Obvio que não.. isso é altamente redutor. Mas porque é simples e pratico.. e se um iPhone ja me delicia nesses momentos (estar deitado ou no sofa no relex e ver páginas ou videos no youtube, ou facebook, ou emails…ou até mesmo editar pequenas coisas…) se tivesse um iPad isso pra mim seria mundial.

          Netbook.. nem o queria ver à frente.. e os meus Macbooks, queria ve-los apenas quando tivesse que mexer em ferramentas profissionais de trabalho.. pois para navegar na web, youtube e afins, já não fazia falta alguma.

        • Tiago Dias says:

          Mas é um erro pensar que um tablet substitui completamente um computador. É claro que um tablet não é para quem não tem já um computador, e é claro que há sempre soluções mais baratas (netbooks), mas também não há comparação na utilização de cada um deles.

          Se cada família tem já dois computadores (supondo), então a próxima máquina a comprar poderá ser um tablet.

          Eu, por exemplo, tenho um iPod Touch. Todos os dias o uso, para variadas coisas. Com um iPad faria muito mais, usando ainda menos os computadores.
          Por outro lado, não me passaria pela cabeça usar o iPad, ou tablet, para trabalhar, deixando o portátil de lado. Pode auxiliar, mas nunca substituir o computador.

          Sim, o tablet não é indispensável, concordo contigo nisso. Mas podem ser muito úteis, e não se pode negar isso..

  5. a Friend® says:

    Há uma coisa que não consigo ficar indiferente. É no preço dos rivais.

    Porque vejamos… a Apple investe milhões no iOS, sendo ele um SO proprietário.. e os rivais andam a usar um sistema “Open-Source” que embora implique custos da adaptação, não são tão elevados.

    Então porque raio é que não conseguem um produto de qualidade elevada, a baixo preço como o modelo normal do iPad? …ainda por mais a Samsung, que é um fabricante de componentes, juntamente com o Android, tem tudo para fazer tablets bons e baratos… e alias, a especulação do Android foi sempre essa..

    • Pedro Pinto says:

      Concordo totalmente ! A conclusão é fácil….a margem de lucro é bem maior 🙂

    • Vicente says:

      Bom ponto de vista!

    • LeonelF says:

      Completamente de acordo.

      A ideia era que com o Android iríamos começar a ver smartphones (e agora tablets) a preços mais competitivos (leia-se baixos) pois o custo do S.O. seria também francamente mais baixo.

      Acho que foi aumento de lucro/corte de despesas para essas empresas. O cliente continuou a pagar igual.

    • Eu mesmo says:

      tenho q concordar ctgo aqui.

    • DCA says:

      Pumbas, na muche, subscrevo totalmente!

    • Tiago Dias says:

      E é isso que atrasa ainda mais os tablets concorrentes do iPad, e mantém a larga distância. Enquanto não lançarem tablets mais baratos que ofereçam aproximadamente as mesmas características, não me parece que consigam fazer “cócegas” ao iPad.

      Não é preciso pensar muito para chegar à conclusão que, com tablets ao mesmo preço do iPad, os utilizadores irão na sua grande maioria optar sempre pelo iPad.

      Isso é visto no mercado dos Smartphones. O Android tem sucesso é na gama mais baixa, com preços mais apelativos. Entre iPhone e Smartphones com outros SO’s, mas com o mesmo preço, a maioria escolhe o iPhone.

      A luta contra o iPad tem que ser feita principalmente a nível de preços, e não vai ser fácil…

    • a Friend® says:

      @todos

      Esta é a parte que me assusta nas outras marcas.. porque eles para lucrarem, vendem hardware, depois para além de caro para lhes compensar no bolso, descontinuam esses bons equipamentos em curto espaço de tempo, para lucrarem no seu substituto.

      Politicas a meu ver, muito consumistas… e embora haja grandes comunidades a trabalhar em bons cozinhados é sempre um tiro no escuro… vejo isso pelo GalaxyTab que anda ao Deus dará e ninguém sabe ao certo que futuro tem um equipamento que nem um ano tem, ainda por cima caro!

      • Tiago Dias says:

        O Galaxy Tab foi sem dúvida um produto que não foi lançado no mercado… foi “mandado” para o mercado apenas para enganar os mais distraídos.

        E aquele preço… Não sei como há pessoal a comprar… Até concordava com um Galaxy Tab a 300 €, mas àquele preço? Não percebo qual a ideia dos fabricantes…

        E é como dizes, menos de um ano e já é algo ultrapassado… Para quem vá comprar um tablet, o iPad 1 continua a ser uma excelente opção. (aliás, a opção da Apple em deixar o iPad 1 no mercado foi mesmo para exterminar por completo a concorrência actual).

      • Boing says:

        “descontinuam esses bons equipamentos em curto espaço de tempo, para lucrarem no seu substituto.”

        A Apple também descontinua os seus equipamentos, essa afirmação não faz sentido!

        Dou o exemplo do iPhone 3G é um tijolo lento – e o próximo será o 3GS, é só sair uma nova versão 5.0

        • Tiago Dias says:

          @ Boing

          Não percebo como continuam a insistir. Caso não tenhas reparado, o iPhone 3G tem 3 anos… Dá-me um exemplo de um telemóvel que teve suporte durante 3 anos…

          • Boing says:

            Eu não entendo é a insistência que a Apple têm continuidade, porra o Iphone 3G ficou tal como o 2G LENTO!! ao menos no android só tenho um update e fica rápido, no máx fica lento e volto atrás, é só isso que estou a constatar!

        • Ppietra says:

          Acho que o sentido é bem evidente! Dezenas de telemóveis da concorrência que passado meses deixam de ter updates no software, enquanto a Apple fornece updates regularmente, descontinuando aqueles que já têm vários anos! O 3G apareceu em 2008 e teve updates até à versão 4.2 que saiu no final do ano passado.

          • Boing says:

            Eu não entendo é a insistência que a Apple têm continuidade, porra o Iphone 3G ficou tal como o 2G LENTO!! ao menos no android só tenho um update e fica rápido, no máx fica lento e volto atrás, é só isso que estou a constatar!

            Ah e tal como dizes o fantástico update 4.2 tornou o tlm mesmo lento, mas isto só para quem tem um como eu, é que sabe.

            O que está a dar é comprar a 150€, faz tudo e passado um ou dois anos comprar outro, isto sim é poupar e comprar com qualidade!

          • a Friend® says:

            @Boing tenho aqui um iPhone 3G como segundo telefone, com a versão 4.2.1.

            Mais que uma vez, amigos meus (e conhecidos) com Androids já me o tentaram comprar.

            Lento? Ao lado de um iPhone 4 é…. ao lado de um Android, nem por isso. Andas a confundir o que leste da falha do 4.1 e pensas que ficou assim para sempre.

            Falem com conhecimento e experiência…

            Ps. O iOs quando está cheio não deixa o equipamento lento.

          • V says:

            @aFriend

            O teu deve ser único no Mundo ou deves andar a confundir o 3GS com o 3G!

          • a Friend® says:

            @V

            Já tive um 3GS antes de comprar o 4.. sei bem as diferenças..

            Se o meu 3G fosse único no mundo ficaria contente, mas infelizmente não é:

            https://www.youtube.com/watch?v=1q0jVRwHy00

            E aqui foi as diferenças entre o “falhado” 4.0 vs 4.1 …

            No 4.2 ficou ainda melhor. E com tweaks via Jailbreak, voa simplesmente… até mesmo o Backgrounder (multitasking) funciona a 100% … uma verdadeira máquina com 3 anos!

            Só noto diferença quando mexo no meu 4… mas também se não notasse seria grave.

    • The STK says:

      Concordo, seja em smartphones ou em tablets, o Android deveria fazer baixar o preço e muiot, mas isso ainda não aconteceu (para equipamentos equiparáveis em termos de qualidade/funcionalidades)… Por outro lado, não sendo um fã dos tablets, ainda não vi alternativas viáveis ao iPad2.

    • Ryan says:

      HEEHEHE… apesar de nao gostar de Tablets tenho a dizer que tens toda a razao. Nao se compreende que ter software Open Source afinal nao e suficiente para ter um produto mais barato. Pessoalmente acho que muitos fabricantes deram um tiro no escuro. Eu continuo a pensar que os Tablets sao uma tendencia, como tantas outras, que chegara o tempo em que nao serao assim tao vendidos como agora. Ja ha estudos que apontam exactamente para isso. Por outro lado anda tudo a apostar em Tablets e como os precos ate sao mais caros que o Ai qualquer muitos desses Tablets irao ficar em stock e os fabricantes nao irao ver a cor do dinheiro. Acho que imitar o que outros fazem e muito mau. O simples facto so de ter bom hardware nao significa que se deve ter uma tarifa maior. Eu pessoalmente nao tenho preferencia de hardware seja la de quem for mas confesso que estou a ver o feitico a voltar-se contra muitos feiticeiros. Aquela velha historia do que o que e bom paga-se nao sei se vai pegar. Todos os concorrentes da Apple estao a falhar e estao todos a querer ter lucros. Ora quem quer um computador nao comprara Tablets para que? O Tablet sera apenas uma maquina secundaria que nao fica a traz de nenhum bom smartphone. Mas visto que a analize cai no preco qualidade acho que este ponto de vista se aplica muito bem a estes casos. Isto e um tiro completo no escuro da concorrencia.

    • Ppietra says:

      Por várias razões.
      A Samsung é primeiro que tudo um fabricante de componentes, com os tablets e telemóveis numa divisão independente. Existem muitas vantagens e sinergias entre as divisões, mas uma é sempre cliente da outra. E a Samsung não é propriamente auto-suficiente em tudo que precisa para construir os seus produtos.
      A Apple é o maior cliente de componentes da Samsung, provavelmente maior que a sua própria divisão de telemóveis! Isso tem muitas implicações em termos de preços.

      A juntar a isso temos o facto de no caso dos tablets a Apple “dominar” o mercado em vendas por larga margem, o que lhe dá imensa facilidade junto dos vários fornecedores para arranjar preços mais vantajosos que a concorrência e assegurar fornecimento mais fiável.
      O iPad ditou as regras neste novo mercado e todos estão a correr atrás; a Apple estava preparada para isto há vários anos, tinha quase tudo no lugar certo para tornar o produto um sucesso, foi construindo ao longo desses anos muito do que agora usa no iPad, o que significa que a Apple tb não teve que fazer tanto investimento quanto isso. Os concorrentes estavam mal preparados e estão agora a correr, e isso tem custos!

      Por fim há que apontar a enorme experiência em engenharia da Apple. Não era qualquer empresa que conseguia que o iPad 2 fosse mais fino e com o mesmo peso que o novo Galaxy Tab usando melhores materiais. Eles sabem o que estão a fazer e aquilo que importa.

      • texasflood says:

        A história volta a repetir-se. Aconteceu com o lançamento do iPod, depois com o iPhone e agora com o iPad, e a concorrência a vê-los passar e quase sempre, impotente para fazer frente.

    • António Mendes says:

      aFriend, não é bem assim e provavelmente sabes disso.

      A habilidade que a Apple domina há alguns anos é começar a compra de componentes antes da previsão pública de um produto novo, de tanta quantidade que esgota os fornecedores (fornecedores esses, que também são a concorrência. ex: Samsung) e abatendo os preços deles de compra e, devido ao esgotamento, aumenta-se para quem vem a seguir.

      Começaram a fazer isto quando lançaram o iPod e esgotaram de tal maneira que nenhum concorrente conseguia corresponder com as características do iPod e com o (mesmo) preço. E desde aí que a Apple faz isto. Esgota os componentes, diminuindo os preços deles e aumentando os preços dos concorrentes. Fizeram agora um acordo com a Samsung de 7 biliões de dólares só em componentes.

      Os concorrentes, feitos cordeirinhos, vão atrás das tendências da Apple, mas para terem um lucro aproximado, são obrigados a subir o preço final.

      Temos agora o iPad 2 como um exemplo, que o preço não se compara à da concorrência.

        • Tiago Dias says:

          “Apple has historically put more RAM capacity in its iPhone than other smartphone vendors. The original model offered 4 or 8GB at a time when virtually no other smartphones gave users more than 128MB, then the typical high-end limit for many mobile operating systems.”

          Eu posso estar redondamente enganado, mas o que tem a ver a memória RAM com a memória de armazenamento?

          Li apenas por alto, mas essa parte chamou-me à atenção… Alguém me consegue esclarecer? É que não me faz muito sentido..

          • Antonio Mendes says:

            A memória RAM é do tipo NAND Flash.

          • RCS says:

            Claramente o artigo está errado.

          • António Mendes says:

            @RCS, o artigo não está errado. A memória é mesmo do tipo NAND Flash.

          • Tiago Dias says:

            @ Antonio Mendes

            A minha dúvida continua… parece-me que a parte que transcrevi do artigo está errada…

          • RCS says:

            A memória RAM pode ser do tipo NAND flash, mas isso não quer dizer que a memória flash, seja RAM! Estás a fazer uma distorção da lógica. O iphone nunca teve 4GB de RAM. O artigo está errado.

            O estranho é passado tanto tempo, não terem corrigido o artigo! Um erro a escrever toda a gente dá. Mas não haver correcção, mesmo depois de vários comentários chamarem a atenção para o facto…

          • Tiago Dias says:

            @ Antonio Mendes

            Mas não é essa a questão.

            O iPhone 4 e o iPad 2 têm 512 MB de RAM. O iPhone 1 não tinha 4 GB e 8 GB de RAM… tinha 4GB e 8GB de memória de armazenamento (flash, sim..).

            Há ali uma grande confusão com o que chamam de memória RAM.

      • a Friend® says:

        A Apple fez encomenda porque eles próprios quando compraram a empresa que estava ligada à ARM, fizeram todo o “roadmap” dos CPUs A4 e A5… mas isso não invalida que a própria Samsung não os consiga usar e fabricar.. tendo em conta que se é a Samsung que os fabrica, mais depressa conseguem dar vazão aos pedidos que a própria Apple.

        Se não o fazem, é porque não vendem.. é simples. A Apple para conseguir fazer essa encomendas todas é porque sabe que as vende, senão era prejuizo.

        Aqui a meu ver a Samsung anda jogar mal e mal…e isso não serve de desculpa. Vejamos os factos.

        Samsung produz chips arm
        Samsung produz RAM
        Samsung produz ecrãs.. (ainda por cima AMOLED que nem a Apple usa.. portanto afasta essa teoria).

        Se não fazem produtos mais baratos e bons, é porque não querem.

        • Antonio Mendes says:

          Mas a questão é que a própria Samsung costuma esgotar os seus itens devido à Apple. Quando sabem o que se vai fazer, não têm capacidade de resposta para produzir muitos e reduzir o preço.

          Que eles podiam reduzir o preço, podiam. Mas na perspectiva empresarial, isso significa perder lucro da “potencialidade” da venda de um tablet e para eles, é trabalhar para aquecer.

          Enquanto isso, a Apple entretêm-se a gozar com eles no lançamento de produtos, porque já fez o trabalho de casa.

          • a Friend® says:

            Mas aí está.. estar na vanguarda não é produzir chips… mas sim dar-lhes utilidade a trazer inovação.

            A Samsung é um excelente fabricante de qualidade (nos chips…) .. mas como “marca” deixa muito a desejar, tirando a parte das TV’s, a Samsung não é uma marca que inova, mas sim aproveita as pisadas dos seus clientes.

            Faz agora com a Apple o que fazia no passado com a Nokia. Por isso é que há muitos aparelhos Samsung com Symbian… 🙂

        • Download says:

          concordo plenamente contigo… nao percebo pk e que a samsung nao vende o novo tablet a 500 euros…

          eles fazem quase tudo que ta no tablet…. ou seja, e so o custo de produçao… o produto e quase todo fabricado ali….

          No caso do galaxy s ja fizeram isso… o telemovel veio para o mercado a 399… enquanto na apple 599…. e pk?

          a samsung faz o ecra oled… o processador humngbird… as memorias DDR2…os chips de memorias rom e sd… resumindo… a samsung fez o galaxy s todo dentro da fabrica deles… nao encomendou quase nada de fora, a nao ser o chip do som o wolfon…. e o modem de rede….

          pk nao faz a samsung o mesmo com o galaxy tab???

          nao compreendo a samsung… a samsung tem tudo para deitar a apple a baixo… e nao aproveita…

          como costumo dizer… deus da nozes a quem nao tem dentes….

      • Ppietra says:

        A análise que fazes é exagerada e descontextualizada!
        É verdade que a Apple obtém vantagens por comprar grandes quantidades e que isso foi problemático para a concorrência com o inicio do flash no iPod, porque a produção não dava para todos!
        Mas não só os constrangimentos de produção já não são os mesmos, como isso não tem o mesmo efeito nos smartphones e Tablets, pois representa uma muito menor percentagem dos custos de materiais – incluindo os leitores de cartões até preferem nem por tanta memória como a Apple.

        A vantagem da Apple advém de comprar em grandes quantidades e assim obter melhores preços para os vários componentes – variando o mínimo possível esses componentes entre os vários produtos que fabrica, consegue largas economias de escala e mais garantias!
        A Apple não vai provocar uma falta de componentes, e a prova disso está na estimativa de produção total de tablets no mundo ser mais do dobro do que se pensa que a Apple venha a vender!

        • Boing says:

          Falso! A tua análise está desactualizada, os SSD estão a sofrer novamente e já não se prevê que baixem o preço novamente devido à crescente producção de tablets.

          • Ppietra says:

            🙂 lol
            tu contra-argumentas porque um produto que depende exclusivamente de flash, não vai baixar de preço!? Isso só implica que há muita procura pelo flash (o mercado a funcionar), não diz que há constrangimentos na produção e falta de componentes – se os preços subissem consideravelmente então sim!
            A Apple já não tem o mesmo peso que tinha sobre o consumo de flash. Para além da Apple há muitas outras empresas que vendem milhões de aparelhos com flash

    • Ppietra says:

      Há tb que ver que a concorrência precisa obrigatoriamente neste momento de ter produtos com qualidade. Isto não é a mesma coisa que o mercado dos smartphones e netbooks, que partiam dalgo já estabelecido.
      O tipo de produto é novo e as primeiras impressões irão ditar o futuro, isto porque é um produto muito mais íntimo e em que a experiência de utilização tem que ser simples e agradável! Por exemplo a qualidade de ecrã é muito importante, porque como se pode segurar em qualquer posição, os ângulos de visão variam muito, e ninguém quer má qualidade de imagem num produto destes. A duração da bateria é outro ponto importante, o peso tb. Tudo isto tem custos!
      Se as marcas ficarem agora associadas a produtos de pouca qualidade, isso vai persegui-los por muito tempo. A consequência desta necessidade é que isto obriga a entrar no mercado duma maneira em que a Apple terá sempre vantagens, pois sempre jogou assim! A Apple já tem essa imagem, e os seus produtos demonstram a qualidade.

    • LuisF says:

      Os gajos ate petroleiros fazem.

  6. jorge désirat says:

    Realmente o ipad tem algumas funcionalidades porreiras mas a meu ver apenas em hardware.

    Sendo a favor do open-source nunca compraria um ipad mesmo pela minha maneira de ver as coisas.

    Open-source para mim, será sempre o futuro 🙂

    • a Friend® says:

      Tal como podes consultar o código do Android, no site Open-Source da Apple podes consultar todos os códigos do iOS, muitos deles em GPL até…

      http://www.opensource.apple.com/

      Graças a este canto praticamente desconhecido, é que os Jailbreakers, Cydias e afins, funcionam na perfeição. E não é de agora, sempre foi assim.

      O próprio NexTStep (sistema que deu origem ao MacOSX) virou Open-Step há mais de uma decada…

  7. vis says:

    Eu não percebo como eles pensam tirar mercado ao ipad 2 com tablets a sair meio ano depois dele e em algumas características mais fracas e ainda por cima com um preço maior, e ainda por cima com a apple sendo já uma marca afirmada no mercado com um marketing muito bom!

    É que os unicos pontos em hardware que podem oferecer a mais é entrada de cartão sd e saídas hdmi e usb)) ou adaptadores para isso incluídos.

    E claro a um preço ligeiramente menor!!!
    So com o preço mais baixo chega-se a algum lado…
    E claro há um problema ainda de SO, que é aonde o ipad2 ganha 10-0.
    Mas claro o Android 3 tem um potencial muito bom, mas tem que se mexer bastante… E ainda vai levar imenso tempo que windows 8 chega.. E o Web Os de HP nunca mais aparece…

    Eu acho que ipad 2 ainda não tem nada de especial, é bom claro e melhor agora, mas acho que já o ipad3 terá umas características mais adequadas ao preço pedido, e ja me motivara para o comprar))

    • Tiago Dias says:

      @ vis

      Concordo em quase tudo, mas deixo apenas uma questão: Que características esperas para o iPad 3 para motivar a compra?

      • vis says:

        O ipad 3 ao meu deveria receber alguma actualização de cpu ram e gpu como normalmente tem recebido, e também um ecrã (retina display)como no iphone com uma resolução maior(x2 quem sabe), entrada sd, manter as proporções e uma bateria ligeiramente mais durável e sei la alguma coisa que faça diferença com a concorrência))
        E o IOS 5))
        por enquanto acho que isso..

        • vis says:

          Ao meu ver o windows 8 apesar de chegar atrasado, vai ser um bom SO porque vai ser construido desdeo inicio para tal, e porque não havera a mesma fragmentção do android, e se for possivel usar todos os programas que uso normalmente no windows 7, sera o SO mais proximo do Ios do ipad.
          So espero que eles se despachem e façam alguma coisa sem bugs…
          Mas tou mito curioso do que vai sair da Microsoft…

        • Tiago Dias says:

          Além da entrada SD, tudo foi actualizado agora. Mantendo essa ideia, quando sair o 3 irá passar-se o mesmo… o 4 irá ser melhor, mais rápido.. e por aí adiante..

          O que quero dizer é que não há uma razão forte para esperares pelo 3, ou algo que o iPad não tenha que te faça muita falta. (cartões SD é melhor aceitares a ideia de comprar um adaptador).

          Cumps

          • vis says:

            Deve ser, mas também espero alguma maior maturidade neste segmento de tablets, e claro também agora não sinto uma necessidade de investir neste tipo de equipamento, talvez daqui há um ano já terei mais disponibilidade financeira para tal))

          • Tiago Dias says:

            Então aí já é diferente 😉

            Embora me faça água na boca, para já não é algo indispensável, e não custa propriamente meia dúzia de tostões, por isso ainda não deve ser o 2 que compro 😛

    • RCS says:

      A tua review é a primeira que vejo em que o SO iOS dá 10-0 ao android.
      Das duas uma, ou és um tipo cheio de piada, ou não conseguiste perceber nada do que viste sobre o Honeycomb.

      • Ppietra says:

        E se calhar tu não viste a qualidade das aplicações apresentadas pela Apple, como o Garageband ou o iMovie! Vai demorar muito tempo a aparecer alguma coisa do género para o Android.
        Isso já para não falar que muitos reviewers acharam o Honeycomb desnecessariamente mais complicado e buggy.

        • António Mendes says:

          $99 por ano, filtram qualquer um 😀

        • RCS says:

          Por acaso até vi essas apps assim por alto, mas nem precisava de ter visto. O ipad nesta altura está muito mais apetrechado de apps do que o honeycomb. Mas isso não lhe dá pontos infinitos de vantagem sobre o honeycomb, principalmente quando este apresenta um excelente sistema de notificações, multitasking útil, e widgets que contribuem muito para a produtividade.

          • a Friend® says:

            Mas não é só as apps que dá a vantágem ao iOS.

            É mesmo toda a estrutura do sistema, os APIs.. as Frameworks.. o SDK em geral.

            É mais maduro e mais sólido. Notificações, é o ponto fraco do iOS.. mas mais depressa se arranja isso no iOS que tudo o resto no Android 3.. ainda levará tempo até ele atingir niveis elevados.

            Quanto a multitasking, um tablet nunca precisou de multitasking como um computador, porque as apps aqui funcionam em fullscreen e não “lado a lado” e a forma como a apple implementou o multitasking com 7 apis diferentes é de longe mais eficaz, porque gere melhor os recursos (bateria e performance) sem que o consumidor se aperceba como é que ele está a faze isso..

            Para que ter uma app a correr toda em background se podes correr apenas o essencial (como música ou recepção de dados) e o resto ficar pausado?

            É uma gestão inteligente e mais eficaz que 100% multitasking.. ao ponto de esses apis andarem a ser tão aprofundados e aprefeiçõdos que a Apple quer também implementar esses APIS no MacOsX… o que nos fará aproveitar melhor 4GB ou 2GB de Ram que um computador com a mesma RAM recorrendo a todos os processos. E a parte boa, é que para nós, utilizadores é mesmo totalmente imperceptível…

          • Ppietra says:

            Sim, não lhe dá pontos infinitos, mas por acaso olhei para isso mais como força de expressão!

          • RCS says:

            Em primeiro lugar o multitasking no android não é tão ingénuo como o pintam. Não tenho muitos conhecimentos para suportar/explicar exactamente o porquê, mas quando deixo um jogo a correr, o telefone não me gasta a bateria toda, por isso ele não está a correr. Fica pausado.
            Por outro lado, se estiver num site lento, posso sair do browser, ir fazer outra coisa qq, e quando volto tenho a página toda carregada.

            Em segundo lugar o UI para multitasking do honeycomb é de longe melhor do que o do iOS. O honeycomb está um SO muito mais virado para a produtividade do que o iOS, que apenas está orientado para a simplicidade. Isto na minha opinião, claro.

      • vis says:

        Eu falei em um aspecto geral.
        O android 3 ao meu ver tem muito potencial, mas como tem pouco tempo de vida claro que não esta a competir com Ios a toda força.
        Ios é muito maduro agora.
        Quando chegar a versão 5 deve ficar ainda melhor.
        Por isso em termos de software o ipad ta muito bem servido e isto é muito importante hoje em dia.
        É a visão e principal diferenciação da apple dos outros que não tiveram a mesma visão de mercado e agora andam aos papeis com o SO a usar, porque o android 3 não ta suficientemente maduro, e também porque ainda falta alguns SO chegarem ao mercado e eles não sabem em que apostar…
        Estão mal preparados e inseguros!
        É esta a minha opinião.

    • Ppietra says:

      O novo Galaxy Tab não tem portas hdmi ou usb! Nesse aspecto é igualzinho ao iPad

  8. texasflood says:

    A concorrência anda sempre atrás do prejuízo e por este caminho vai continuar a andar, pelo menos, durante mais um ano. No meio desta “pseudo-guerra” quem ganha são os utilizadores de produtos da Apple e a própria Apple. Tenho assistido a diversas comparações técnicas, processador para aqui memória para acolá, e esquecem-se da principal atracção dos tablets, que começam no sistema operativo, que tem de ser o mais intuitivo de usar, e nesse aspecto, a forma com a Apple apresenta os seus equipamentos, leva anos de vantagem da concorrência. Outro aspecto importante são as aplicações. Vejam os vídeos da Apple, aprendam, desenvolvam aplicações para cativar os utilizadores. Os tablets não podem ser só para navegar na internet e consultar email. iWork, Amplitube, Garage Band, iMovie, Infinity Blade, N.O.V.A. HD, Real Racing 2 HD, Dead Space, etc.
    Estas e muitas outras, são razões mais que suficientes para que ninguém queira saber dos processadores e das memórias. Hoje é mais um dia histórico para a Apple, lançamento do iPad2 nos EUA. Já esgotou a primeira remessa nas lojas online, as novas encomendas têm prazos de entrega entre duas a três semanas. Vejam as filas que se formam à medida que a hora de lançamento se aproxima. Não se vê isto na concorrência. “Honeycomb is by the geeks, for the geeks, and of the geeks.”

    • Tiago Dias says:

      Completamente correcto. Já não é altura para se comparar hardware, GB, GHz. O que eu quero, e o que a maioria das pessoas quer, é algo que simplesmente funcione, e funcione bem. O que interessa o que está lá dentro? Desde que faça o que pretendo, da forma que pretendo, e da melhor maneira possível, não quero saber o que tem lá dentro.

      • texasflood says:

        Pois, mas a concorrência não consegue actualmente competir com a Apple no que diz respeito às aplicações disponíveis. E não sei como é que vai ser daqui a um ano, por este andar vai ser muito complicado criar algo atractivo.

        • a Friend® says:

          A sorte da concorrência tem sido o port de varias aplicações.. mas isso piorou agora com o Android 3.0, porque as dimensões e a forma como têm que ser desenhadas, implica mudanças mais profundas.

          Resultado? Ainda só tem 100 apps…

          A Google precisa urgentemente criar estruturas sólidas em que os programadores tenham que ter menos em conta o hardware, focando-se apenas no SO… as marcas, deviam seguir padrões exigentes, tal como a MS está a fazer com o WindowsPhone 7… só isso é que salvará o Android e aumentará a fasquia de qualidade.

          Se fizermos uma retrospectiva desde que saiu o Android, já viram a quantidade de aparelhos que foram lançados, esquecidos e hoje em dia totalmente descontinuados? Agora imaginem, quem queria se manter actualizado, o quanto não gastou… a Google seguiu as pisadas da velha Microsoft, da epoca de tentativa e erro. Os consumidores pagam a factura elevada por esses “jogos” …

        • Tiago Dias says:

          @ texasflood

          Exactamente, para além do SO em si, existem as aplicações de grande qualidade disponíveis da App Store. Isso está, a curto prazo, inalcansável para os outros fabricantes.

  9. Tiago Dias says:

    O que me parece que a Samsung deveria repensar, assim como outros fabricantes, é o preço. Os tablets em geral, se querem vingar no mercado já dominado pelo iPad, têm que vir com preços mais apelativos. Enquanto não o fizerem, não vai ser nada fácil.

    Também poderão ter sucesso no caso de encontrarem uma ideia nova e revolucionária para os tablets, mas nos próximos tempos não há indicações disso..

    Outra hipótese ainda, para destronar o iPad, será o Android vir próximo da perfeição, sem falhas, sem bugs, rápido, fluido, com boas aplicações.. Vamos esperar para ver, mas não será algo fácil de conseguir..

    • Antonio Mendes says:

      Foi o que parou a minha compra do Xoom. Estavam todos esganados para lançar o tablet quando o Honeycomb tá cheio de bugs. Eventualmente vou comprar, mas já não adiro à onda do hype.

  10. Carlos Mendes says:

    Eu estou a precisar de comprar algo do género, mas confesso que ando completamente fora do mercado. Eu *só* preciso do seguinte:

    – ler pdf
    – browser para ler uns blogs e noticias da actualidade
    – monitor que não canse os olhos (nem precisa de ser a cores).

    Não quero ver fotos nem vídeos nem jogos nem qualquer outra aplicação.
    Alguém sugere algum tablet.

    • António Mendes says:

      Amazon Kindle?

      • racpxt says:

        Para ler pdfs acho que é o ideal mesmo. Para navegação web já não é tão bom, mas devido ao tipo de sites que ele referiu e ao não necessitar de ecrã a cores, deverá ser mais que suficiente.

        E acima de tudo custa 1/4 do que um tablet (decente) poderá custar. Outra enorme vantagem é a autonomia: cerca de 1 mês > cerca de 10 horas.

    • Kevin says:

      Apad ou Epad encontras de 7″ por 80€ ou meos e de 10″ por 120€ 🙂

  11. Luis M says:

    Para mim os tablets Android estão super inflacionados no preço, por variadíssimas razões que ja foram ditas acima. Não vale a pena repetir. Ainda assim acho estranho como as marcas apostam nestes preços super altos, não entendo mesmo.

    Eu gosto do ios (tenho um Ipod touch) e do Android (tenho um Spica). Gosto dos dois e pronto, cada um tem as suas vantagens.

    Se tivesse dinheiro agora para comprar um Tablet seria o Ipad2 sem qualquer duvida. E ate posso dizer que antes dos tablets android sairem em massa para o mercado pensei em comprar android. Mas agora decididamente NÃO. Imaginem que compro um tablet android, possivelmente com alguma sorte tenho o upgrade para um hipotético android 3.1 ou algo do género. E depois?? Roms cozinhadas? O meu spica tem uma e não me queixo, mas não acho que seja uma solução justa.

    A Apple dá um suporte maior aos seus aparelhos. Tudo o que é android ficamos sempre na duvida. A google lança novas versões do android mas depois os fabricantes não querem assumir responsabilidades.
    Este para mim, é um pormenor importantíssimo.

    Andar á procura de roms cozinhadas que são quase sempre inacabadas não me parece solução. Mas á que dar um grande louvor ás comunidades que as desenvolvem, sem duvida que o trabalho dessas pessoas é enorme.

    A questão do android é basicamente que os fabricantes querem vender hardware e a google só se responsabiliza pelo software. Existem aqui lapsos de responsabilidade…

    Mas o facto é que a google ganha Grande dinheiro e os fabricantes também. Portanto á primeira vista as coisas devem continuar assim…

    Eu repito, gosto imenso do android e da sua liberdade e personalização, mas o ios funciona (bem) e ponto final. Ainda ontem actualizei o meu ipod para a versão 4,3 sem Nenhuma dificuldade e mantive todas as definições na boa sem stresses…

    Tablet neste momento para mim seria um Ipad2 e pronto.

  12. vis says:

    Ao meu ver o windows 8 apesar de chegar atrasado, vai ser um bom SO porque vai ser construido desdeo inicio para tal, e porque não havera a mesma fragmentção do android, e se for possivel usar todos os programas que uso normalmente no windows 7, sera o SO mais proximo do Ios do ipad.
    So espero que eles se despachem e façam alguma coisa sem bugs…
    Mas tou mito curioso do que vai sair da Microsoft…

  13. Ricardo Vieira says:

    Só para deitar mais umas achas à fogueira…

    Comprei recentemente o Ipad e só vos posso dizer…é um mundo. A minha mulher deixou de utilizar o netbook e eu também. O IOs é algo qu unca tinha tido contanto e estou fascinado. A Appstore realmente tem uma app para tudo.

    Tenho um Boston Android e realmente o SO não se compara. Também o suporte não é o mesmo é verdade. Mas a possibilidade de actualizar o IOs como o fiz ontem foi qualquer coisa, e a estabilidade não é a mesma.

    Portanto quem vaticina os Tablets é porque não está a acompanhar o ritmo. Não é moda e vieram mesmo para ficar, e até pelo simples motivo de terem SO’s fáceis de utilizar por todos. Convenhamos que para instalar um programa num computador com Windows 7 são necessários conhecimentos muito superiores à instalação de uma simples app.

    Só posso dizer, o meu avô já usou o IPad e não precisou de muitas indicações, tendo em conta que nunca mexeu num computador.

  14. RickyA says:

    Samsung Galaxy Tab WiFi-Only Version To Ship April 4 For $399?

    The long awaited Samsung Galaxy Tab may finally be on its way. Well, at the least the WiFi-only version, if what’s purported to be a flyer handed out by a Samsung rep is true. An image of the flyer obtained by Droid-Life indicates that the Samsung Galaxy Tab WiFi version will ship on April 4th for about $399.

  15. aver says:

    Se quiserem os últimos números sobre o mercado dos tablets:

    – Em 2010 foram produzidos cerca de 18 milhões de tablets ficando o iPad com uma quota de mercado de 83% (cerca de 15 milhões).
    – O crescimento dos tablets está a ser muito rápido – foram produzidos 4,5 milhões no 3º trimestre de 2010 e 10,1 milhões no 4.º trimestre (mais do dobro).
    -A Apple passou de uma quota de mercado de 93% dos tablets produzidos no 3º trimestre para 73% no 4º trimestre.
    – A diminuição da Apple no 4º trimestre deveu-se sobretudo ao crescimento da produção do Galaxy Tab que obteve 17% da quota de mercado.
    – Em 2011, a Apple continuará, tranquilamente, com uma quota de mercado entre os 70 e os 80%.

    http://www.idc.com/about/viewpressrelease.jsp?containerId=prUS22737611

    P.S. “Shipment” é produção enviada para as lojas que pode não corresponder às vendas. Caso haja uma política agressiva de ofertas o “shipment” sobe mas não as vendas.

  16. eu says:

    acho escusado de hoje em dia andarmos a comparar um tablet de certa marca com o ipad, já que todos vão logo dizer que o ipad é o melhor. não sei porque é que existe tanta discução sobre ipad vs tablet de outra marca, se isto é sempre falado por aqui e volta-se sempre as mesmas discuções

    • Ppietra says:

      em quase todo o lado vais encontrar a mesma opinião!
      Engadget, Gizmodo, TechCrunch, SlashGear, PCMag, MacWorld… todos chegam à mesma conclusão, mesmo apesar de reconhecerem que tem um ou outro ponto mais fraco, considerados secundários na imagem global!

  17. R. Campachi says:

    Aviso: Este artigo ou seção contém possíveis revelações sobre os G-tabs (spoilers):

    A) Li em algum lugar que existe a possibilidade da Samsung trabalhar com 3 modelos/tamanhos de Galaxy Tab, seriam:

    7 polegadas (lançado),
    8.9 polegadas (idealização),
    10.1 polegadas (estagio avançado).

    E que esse de 8.9 polegadas (Galaxy Tab 8) poderia ser mais fino e leve que o iPAD 2. Isso são só boatos, pois “se” (somente “se”) chegar a existir o Galaxy Tab 8, e “quando” mesmo for lançado a Apple já poderá estar a trabalhar no iPAD 3, ou não (eu acho que sim).

    B) Os nomes do Galaxy Tabs seriam baseados no seu tamanho:
    Galaxy Tab 7 (de 7′), Galaxy Tab 8 (de 8.9′), Galaxy Tab 10 (de 10.1′). Vc deve estar se perguntando: -‘E o Galaxy Tab 9?’. Esse ai eu, realmente, não sei, uma vez que lançar um tablet de 9 polegadas, que deveria ser algo parecido com o iPAD 2 (de 9.7 polegadas), seria muito próximo do irmão de 10.1 polegadas.

    😉

    Alguém mais fumou da mesma erva que eu?

  18. Gerardo says:

    Tanta gente a dizer que os Androids têm de baixar o preço para a malta comprar LLOOLLLAAAADAAA. Cada um têm a sua opinião. Para eu trocar os meus Androids, a Apple é que tem de baixar o preço. Só com um BOM desconto trocava Google pela marca do Khadafi, perdão, Steve Jobs.

    Boas Trolladas 😀

    • racpxt says:

      A nível de telemóveis tenho a concordar contigo. A nível de tablets a coisa muda de figura, os fabricantes estão todos a conseguir lançar tablets Andoid mais caros que os próprios reis do “overpricing”. Até acho que têm um preço bastante adequado ao produto, atípico da marca.

      • Gerardo says:

        Mas sabes que os “early adopters” pagam sempre a factura.

        O Android, como não arrancou na Pole Position está para trás na corrida, que neste caso é o 2º lugar (nada mau). Mas deixa-os pousar 😀 Mais 1 ou 2 versões e já a concorrência está a comer o pó do Android (da Google). Ou seja tudo como é normal. E depois compra-se um Tablet BBB (bom, bonito e barato) 😀

  19. R. Campachi says:

    Acho que a Samsung não vai rever o preço/hardware/lançamento do Galaxy TAB 10. Acredito que a mesma deveria rever o preço do Galaky TAB 7, tem chines ai oferecendo tablet de 7″ por US$ 250 (Herotab C9: a Samsung 1GHZ Android 2.2 Flash 10.1 Capacitive Multitouch Built in GPS).

    Qualidade? Acho que ta valendo sim… Agora, tem tablet chines de 7″ por 100 dólares, qualidade? Duvidosa meu caro…

    Sem contar que a mesma pretende lançar um TABlet de 8.9 polegadas para concorrer diretamente com o iPAD 2, uma vez que não considero os Galaxy TABs de 7 e 10 verdadeiros concorrentes diretos do iPAD 2.

    O Galaxy TAB 10 ta mais concorrente do XOOM que do iPAD 2, aos meus olhos…

  20. Kombo says:

    Apple é só MACs e IMACs o resto é tudo do mesmo, IPADs e IPHONEs juntos igual há lixo, o IPAD2 então nem vou comentar.

  21. J Pedro says:

    Ipad, tablets android, iphone, etc

    1) Os telemoveis inteligentes achos limitados para navegar na internet, pontualmente servem para email mas amis uteis para o uso do gps. Muito caros, demasiado.

    2) Tablets, penso que o aceitável se deve situar entre as 8.9 e 10 polegadas

    2.1)seresm leves e finos

    2.2) terem uma dock station a que acoplar para dar ligação a um teclado e monitor externos mesmo à tv

    Se assim for, como expresso especialmente no ponto 2.2 tornam-se interessantes como ferramenta de lazer e trabalho e valem o preço que agora pedem por eles, se não, são caros.

    Quanto ao ipad e dispositivos android, a diferença prende-se com o design e a qualidade de que a apple é referência mas não é exemplo único, vejamos o caso da Sony e mesmo da Samsung.

    • J Pedro says:

      Depois de ver a tabela comparativa cujo link
      R. Campachi disponibilizou, as minhas prefer~encias ficam entre o Xoom e o Galaxy.

      O Xoom tem a vantagem da memória poder ser expadida por SD card e ter hdmi.

      O galaxy tab tem a vantagem de poder escolher um disco de 16 gb o que o torna mais acessivel e ainda o facto ser mais leve (melhor camera traseira, residual, video 1080p.

      Pelo preço (espero que a diferença seja significativa) e pelo peso (100 g de diferença) acho que ia para o galaxy tab de 16 gb.

  22. Re0 says:

    @Boing tenho aqui um iPhone 3G como segundo telefone, com a versão 4.2.1.

    Mais que uma vez, amigos meus (e conhecidos) com Androids já me o tentaram comprar.

    Lento? Ao lado de um iPhone 4 é…. ao lado de um Android, nem por isso. Andas a confundir o que leste da falha do 4.1 e pensas que ficou assim para sempre.

    Falem com conhecimento e experiência…

    Ps. O iOs quando está cheio não deixa o equipamento lento.

    Ao lado de um android? O iphone 4 ao lado de certos androids high-end, coitadinho dele… Ao menos tenta contextualizar o que dizes e não mandar bocas destas para o ar.

    • a Friend® says:

      Sim, tens razão que o Android faz mais coisas que o iOS do iPhone 4.

      1. Apanha virus na Market.
      2. Fica lento quanto está cheio.
      3. É o unico SO Open-Source do mundo que precisa de acesso à root para ser livre.
      4. É o único Open-Source que vem com crapware impossível do utilizador remover sem acesso à root, que por sua vez se o fizer, fica sem garantia.
      5. Tem updates oficiais em média apenas 1 ano (nem tanto…) dependentes da Operadora, seguido das marcas, seguido da Google e o utilizador é o ultimo a ter a palavra.
      6. Java… uma máquina de velocidade.. especialmente na interface gráfica…
      7. Fica rápido, desligando quase todos os efeitos gráficos de transição…
      8. SDK ultra rico.. os APIs e Frameworks falam por si…alias, coitado do C#, C++ e Objective C ao lado do Java…
      9. 100 mil apps (provavelmente já são mais) … apenas X porcento funcionam no modelo X… outras no Y.. e outras no Z… e das que funcionam, a probabilidade de terem bugs, é elevada.

      10. Podia contextualizar ainda mais dados, mas acho que qualquer Android user que se prese conhece-os a todos. iPhone 3G tem 3 anos, e envergonha muitos Androids ainda, muitos deles com melhores specs… exemplo de muitos HTC’s, Bostons e companhias. Ironico nisto tudo, é que para ele funcionar ainda melhor não precisa de tantos tweaks como um Android com apenas 1 ano… mas é defeito.. não é virtude.

      Ja agora, para quem não sabe, o iPhone 3G (que tem 3 anos) só tem CPU@412mhz ; 128Ram, GPU OpenCL EL 1.1 … mas ainda instala e corre 98% das Apps da AppStore. E não dá para mais porque não se pode pedir a um Pentium4 que corre bem o Windows, correr bem um Crysis. Motivios técnicos e não burocráticos.

      • eu says:

        muito gostas de falar de boca cheia. isso de apanhar virus no market, depende do que descarregas e do que andas a fazer. só faz root quem quer. tu no iphone se queres dar total de uso tens que ter jailbreak. e vi uma noticia na net que não me lembro bem o site, mas diz que através do navegador do iphone os outros iphones também podem pegar virus

        • a Friend® says:

          Não, quem fala de boca cheia é quem diz que o Android é melhor por ser Open-Source.

          Não sabe, nitidamente, o que é Open-Source. E não o iOS não apanha virus, se assim fosse já era noticia pelo mundo fora e ninguém se calava com isso.. tal como foi o pseudo-problema da antena do iPhone…

          Houve sim, um exploit via browser que poderia ser usado para injectar malware, mas resolvido em 24 horas pela Apple.

          Na Market depende do que descarregas? Essa é boa. Tu quanto vais às compras num hipermercado ninguém te diz: leva esses cereais, se tiverem estragados por dentro o problema é teu.

  23. darth_paul says:

    ou os concorrentes da Apple se diferenciam pelo preço (bastante mais baixo que ipad), ou muitos como eu preferem comprar o ipad. caro por caro, mais vale comprar o melhor, não? penso assim eu, e acredito piamente que a maioria também pense assim

    • Kevin says:

      Eu tenho um ponto de vista em que dado o mercado actual só optaria por duas soluções:
      a económica : tablet chines entre os 100$ e os 150$
      a ideal: Ipad2

  24. Kevin says:

    @eu
    “um offtópic. eu sou um kito antiapple, mas ate vou ver se um dia compro um iphone 4 pra ver o que realmente é” !??? LOL?
    Vês bem a contradição, não? 🙂

  25. zylor says:

    Quais são as specs deste tablet? Cumps

    • Ppietra says:

      🙂
      acho que nem percebeste a piada toda! O David Pogue é tudo menos anti-Apple. Ele escreve livros sobre o Mac, já foi editor da MacWorld, e praticamente substituiu o Steve Jobs na Keynote da Macworld quando a Apple deixou de ir à MacWorld Expo.
      Só mostra como o humor permite mostrar os vários lados do mundo.

      • Hugo Cura says:

        Não… achas? Não tenho inteligência suficiente para tal. Só alguém como tu é capaz de conseguir compreender algo com uma complexidade enormíssima como esta… e até achar que mais ninguém percebe!

        • Ppietra says:

          porquê a hostilidade!? O que é que eu disse que te ofendeu? Não disse que não percebias o que era dito e a ironia! Apenas apontei quem é o David Pogue, nem toda a gente conhece, e que esse pormenor torna a coisa ainda mais engraçada!
          Não seria de esperar que soubesses isso, mas se sabes, melhor para ti…

          • Hugo Cura says:

            Por acaso conhecia… se calhar tive muita sorte! Embora não soubesse o nome de cor (e nem me interessei em sabê-lo quando vi o vídeo) reconheci a “personagem”.

            Mas o meu “LOL” não foi com o mesmo objectivo ou propósito com que esse David Pogue fez o vídeo.

            Ah, e como sabes, eu não sou anti-Apple.

          • Ppietra says:

            Mas eu até achei que o David Pogue estava a ser irónico/satírico no sentido correcto! Ele escreve agora para o New York Times, e faz muitas reviews de diferentes marcas… ele não estava a fazer pouco do Galaxy Tab, estava, ao seu estilo brincalhão (que é habitual), a mostrar um produto novo e a satirizar as percepções comuns dos consumidores.
            E ao dizer que era o David Pogue anti-Apple, torna a coisa ainda mais cómica.

  26. Ppietra says:

    Só para dar mais uma prova de como o iPad2 põe a concorrência KO, eis os primeiros testes comparativos em termos de performance:
    http://www.anandtech.com/show/4215/apple-ipad-2-benchmarked-dualcore-cortex-a9-powervr-sgx-543mp2/3
    chega ao ponto de nalguns testes, o iPad antigo não ficar muito atrás do novo Xoom da Motorola! Nunca imaginei que chegasse a isto, pensava que a concorrência fosse mais nivelada

  27. Kevin says:

    Quem já tem um iphone4,(pensa em comprar o iphone5) vale a pena investir num Ipad2?
    Que acham?

    • Tiago Dias says:

      São dispositivos diferentes, segmentos diferentes. Pode-se considerar que um complementa o outro, ou não. Passa muito também pela disponibilidade financeira.

      Por um lado o iPad é fantástico. Tens a mesma fluidez que tens no iPhone, mas num ecrã maior, o que permite utilizares o iPad muito mais, em mais situações, em substituição de um computador. Permite fazer mais coisas que o iPhone, pois, como já disse, tem o ecrã de maiores dimensões, permitindo o uso em diversas situações com mais conforto, etc…

      Por outro lado, um iPad não pode ser colocado no bolso como um iPhone. Se puderes ter os dois, é óptimo (e caro). Se não, tens que optar por aquele que te servirá melhor, considerando as vantagens de cada um. Como tens um iPhone, tenta arranjar um iPad para usar um bocado (o melhor seriam alguns dias, mas sendo isso difícil, nem que sejam algumas horas para te mostrarem o que podes fazer com ele…)

      Cumps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.