PplWare Mobile

Rumores dão certa a compra da Beats Electronics pela Apple


Autor: Pedro Simões


  1. ANDROID +1 says:

    Nelson, boa compra não é? LOLOLOLOL

    • Nelson says:

      Nãooooooooooooooo!

      LOL…

      A maioria das pessoas conhece a “””marca””” pelos headphones overpriced da treta, e dos gimmicks sem gosto que vêm nos HTC’s e HP’s…

      Mas ao que parece, a ser verdade, o interesse seria um gajo que eles têm lá, que tem grandes connects na indústria, e pela plataforma de stream, que já conseguiu uns bons acordos muito favoráveis…

      • ANDROID +1 says:

        ha ok.. LOOOL

      • OMG says:

        “a marca” e “overpriced”…
        Sounds like Apple to me!

        • Nelson says:

          Desde quando a Apple é overpriced?

          Até parece que a concorrência não tem pior e mais caro, ou que alguém tem melhor e mais barato!

          • OMG says:

            Vender pelo triplo ou quádruplo do custo de produção não é overprice?

          • Nunes says:

            @ OMG
            os custos de produção que vês por aí, não representam todos os custos associados a um aparelho.
            As margens brutas indicadas pela Apple nem chegam a 40, e a isto falta ainda somar os custos administrativos e de I&D.

          • Nelson says:

            > Vender pelo triplo ou quádruplo do custo de produção não é overprice?

            É tão overpriced como um livro que custa 2€ em papel, vender por 6€ ou 8€…

            Não, não é overpriced, custa 200€ a fazer/pagar licenças/despesas de retalho cada iPhone, por exemplo, mas custam quantos milhões a desenvolver o hardware, o software e os serviços?

            Overpriced são os Android de 100 e 200€, que custam 10 ou 20€ a fazer, e custam 0€ a desenvolver o hardware e o software e os serviços, o hardware é o de há 3 ou 4 anos, o software e serviços são de borla…

          • OMG says:

            Bla, bla, bla, whiskas saquetas!
            Os referidos custos não são individuais para cada terminal, são imensamente diluidos na enorme quantidade de terminais vendidos, por isso não vás por aí, ainda mais a história das patentes e afins…
            De 10 venderem por 100? Mais overpriced ainda, mas isso não altera nada.
            Não há de resto muito a dizer quando se compra (e naturalmente paga) a marca mais valiosa (leia-se cara) do mundo (e arredores).

          • Nunes says:

            @ OMG
            Margens brutas da Apple são 39%, isto é, o preço de venda é 1,64 x o custo dos aparelhos, e não 3 ou 4 vezes como dizes!
            E isto é sem contar com as despesas de investigação, etc!

          • Nelson says:

            ai não pagas a marca no android?

            um chinoca custa 249€ e é melhor que um samsung de €749!

            Onde é que estás a pagar a marca?

            Se os chinocas, ainda com lucro, e com menos encomendas, conseguem vender por 249€, então a samsung está a vender a pelo menos 3x o preço de custo!!!

            Tanto os chineses como a samsung gastam zero no software, ou pelo menos os chineses “patrocinam” a cyanogen para te prometer updates, já a samsung… só BUG’s! Basta ver o facebook deles…

    • Jonathan Fitzgerald says:

      que os beats são…overrated, isso eu acho, mas o que não faltam são muitos pardais que os compram, por isso vai trazer lucros o que faz da compra…uma boa compra

  2. MIKE says:

    App Popcorn Time é retirado da loja Google Play
    Aplicativo usava códigos roubados e possuía brechas de segurança que permitiam a transmissão de malwares. fonte tecmundo

  3. PM says:

    Sem dúvida uma grande jogada da Apple

  4. okapi says:

    Acredito que se o Magic Steve Jobs fosse vivo, não embarcava nisto.

  5. João Pereira says:

    Oh oh pronto…. Espero que não estraguem este produto…

    • Nelson says:

      Também espero.

      Gosto muito dos EarPods, não os troquem pelos “beats” qualquer treta.

      • João Pereira says:

        Tem um som de qualidade mas… mas…

        • Nelson says:

          Mas… mas… é o que se pode fazer com uns phones confortáveis, e abertos… 😛

          • ANDROID +1 says:

            O que é que tem os earpods? Não tem a qualidade de uns auriculares de uma Mark Levinson

          • Nelson says:

            Por muita “qualidade” que uns Mark Levinson ou o que quiseres tiverem, não têm o conforto dos Earpods. Experimenta uns durante umas horas, e vês…

            E para fones abertos (que dão para ouvir o resto do mundo quando os tens nas orelhas), não encontras em lado nenhum melhor qualidade.

            E também os ML ou lá o que forem, não custam 29€, ou de borla, quando compras um iPhone/iPod… 😛

          • ANDROID +1 says:

            ÉS tao ignorante que nao sabes o que é ML, é uma empresa Audiófila!! Umas das melhores empresas de audio do mundo, que tem amplificadores que custam o triplo da tua casa!!!

          • Nelson says:

            Pá, eu conheço a marca.

            E são todas treta.

            Custam para ti o preço da minha casa, para mim, não, eu, tenho conhecimentos para não cair nas histórias de treta dessas empresas, e se quiser um amplificador, sei comprar, ou fazer o meu, já que tenho formação e competências para projectar amplificadores áudio e muito mais, ok?

        • ANDROID +1 says:

          O beat tem som de qualidade? A apple comprava por MUUUUUITO menos dinheiro por exemplo uma mark levinson, ou até uma Bang & Olufsen…

          • Nelson says:

            Os EarPods

          • Nunes says:

            Os EarPods? Se a Apple queria mesmo comprar uma companhia para ter melhores EarPods, não compraria a Beats.
            Os EarPods são o que são para dar uma qualidade minimamente aceitável a custo reduzido para a Apple, já que muita gente acabará por procurar phones alternativos que se ajustam melhor às suas preferências e ao seu ouvido!

          • Nelson says:

            @Nunes, como disse…

            Nem toda a gente suporta fones de se meter no ouvido.

          • Nunes says:

            :S
            Mas são os fones de se meter nos ouvidos que continuarão a ser embalados com os iPhones.
            Se é uma questão de vender acessórios audio à parte, isso não é coisa que tenha grande impacto nos rendimentos da Apple, nem irá levar as pessoas a preferir mais um iPhone ou um iPad.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            A única maneira que pode ter algum impacto é se a Apple aproveitar a marca Beats para novo hardware acessório que tem planeado e que necessita dum iPhone/iPad para se poder tirar total partido!

          • Nelson says:

            Há fones de ouvido que encaixam mesmo nos ouvidos, tapando, e há os outros.

            Os EarPods são “dos outros”, que têm vantagens e desvantagens face aqueles que ficam mesmo no canal auditivo.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            A Apple já tem há algum tempo fones que se “encaixam” no ouvido, que são vendidos à parte!
            Cada vez menos se entende o que defendes!

          • Nelson says:

            @Nunes, eu tenho esses fones da Apple, comprei-os há muito tempo para o meu iPod touch.

            Estamos a falar aqui dos EarPods, fones de ouvido, abertos, 29€.

            São quase tão bons como os fechados de 79€, mas não bloqueiam o som exterior, e são muito mais confortáveis de ter nos ouvidos que qualquer fone fechado.

            Na categoria que se inserem, são os melhores. Ninguém faz algo de qualidade em fones de ouvido abertos.

            Os anteriores eram só mehhh…

          • Nunes says:

            @ Nelson
            cada vez te entendo menos! Mas afinal achas que a Apple precisa ou não da Beats por causa dos fones?

    • Glink says:

      Estragado já ele está, enfim pelo menos pelo preço dele devia ter mais qualidade…

      • João Pereira says:

        Falando disso e Apple…. mas sim, visto que o preço continua alto, concordo que já poderiam ter melhorado algo mais mas… mas…

  6. Nuno says:

    O produto que é ao preço tem devia ser muito melhor, todos que me passaram pelas mãos achei muito fraco para a fama que tem.

    Mas no futuro vamos lá ver o que sai desta possível compra.

    • PahAssimTodosJáSabemOmeuNome says:

      “O produto que é ao preço tem devia ser muito melhor”

      Num gráfico Preço(Qualidade) o declive vai aumentar 😀 a mapple faz sempre das suas.

    • José Leite says:

      Realmente tens razão,Nuno.Pelo que estive a ver no website da marca(http://www.beatsbydre.com/),uns simples earphones custam(os mais baratos,da gama “Urbeats”),100 dólares!!São 72 euros cá em Portugal.Se,como dizes,se os produtos são fracos e derivado da fama que tem,como é possível,sem ter qualidade,apresentar ao público em geral,ao consumidor final,uns earphones ao preço que estão!!Dar 72 euros por uns earphones não é para qualquer pessoa.Já os headphones da gama mais barata,a “Solo” custam 170 dólares(123 euros ao câmbio actual).E nem me parecem grande coisa.Mas é o que eu digo,na minha modesta opinião.É que nunca me passaram pelas minhas mãos nenhum produto da Beats Electronics,nem tão cedo espero que venham a passar,a não ser que o Euromilhões me sorria na próxima Terça-feira,dia 13 de Maio(dia das aparições em Fátima),visto que no concurso de hoje nem um número acertei.Nem numa estrela.Que azar,pá.Quem é pobre,toda a vida o será,lá dizia o outro.Enfim,bota pra frente. 🙂

      • Nelson says:

        Deixa lá que não perdes nada de jeito.

        Se ganhares o Euromilhões, que espero que não ganhes, e eu ganhe-o todo só para mim, ao menos compra qualquer coisa boa.

      • Sérgio J says:

        Nesta gama de preços já tive uns Denon. Se nos primeiros dias chorava por ter dado tanto dinheiro, nos meses seguintes ficava contente por tido a coragem de dar tanto dinheiro. Ficavam a léguas de qualquer earphone que já tinha experimentado. Se calhar léguas é favor, parsecs seria uma melhor metáfora. Era um som tão cristalino, uns graves tão poderosos, que éramos facilmente transportado para outros mundos. Olha os parsec encaixam bem aqui

        Nelson, alguma vez experimentastes os beats, ou é uma intuição baseada num preço tão elevado por uns earphones?

        • Nelson says:

          Sim, já experimentei os Beats, os mais baratos e os mais caros (de metal).

          Achas que são bons?

          • Sergio J says:

            Estou a perguntar-te. Já te disse que nunca os experimentei.

            Mas foste a primeira pessoa que ouvi falar mal, por isso estranhei. Sempre tinha ouvido falar muito bem. Mas não me precisas pedir para ir fazer uma pesquisa sobre pessoas que não gostaram.

            A minha experiencia com earphones de topo resumira-se aos denon c551 e uns senneiser tb muito bons (mas os denon eram bem melhores, apesar de estes terem uns graves mais poderosos).

            Tive também uns pionner que eram melhores que os do iphone, mas não se destacavam assim por aí alem.

            os novos da apple nunca experimentei.

            Mas volto a frizar nada chega aos Denon que tive. Claro que podem dizer que há melhores, claro que sim, mas nunca me passaram pelas mãos.

          • Nelson says:

            Olá, eu não ligo nada aos auriculares…

            Os EarPods, não são definitivamente os melhores fones do mundo, mas em termos preço/qualidade/conforto, não acho que sejam tão bons, em qualidade pura como os de 100€ para cima (dupla armadura), mas depois os outros factores, fazem esquecer o isolamento dos fones “bons”, os baixos, que é o que costuma ser mais problemático nos fones baratos, e abertos, tens nos EarPods a resposta…

            Como disse, eu não ligo a auriculares, porque para mim, é mesmo só quando não posso ter os auscultadores “normais”

            Tenho uns grado SR-60i, que são muito bons, mas são abertos, e chateia as outras pessoas, os baixos não prestam, mas a claridade da voz e dos agudos é muito boa, quanto ao conforto, depois de umas 3 horas ou mais, começam a serem sentidos na bandolete, mas não aquecerem as orelhas, nem fazem doer as orelhas. Vantagem de ser abertos, é que o som é mais “natural”, mas o som, é claro, transborda, que pode ser um problema.

            Tenho uns fechados, uns aiaiai tma-1, que são fortes nos baixos e tão bons como os de alumínio da beats, por exemplo, mas não tão caros nem coisa que se pareça (100€ que me ficaram), comprei-os porque são fortes em baixos, som é bom, e muito bonitos (imho), são confortáveis, já têm umas almofadas que não aquecem os ouvidos, podes ouvir durante muitas horas, que não doem nem nada, mas ficam bem juntos aos ouvidos, o diâmetro das almofadas não é o mais ideal para isolar completamente (para isso há a variante studio, que já fica fora do que pretendia gastar), mas como eu uso óculos, melhor, porque não faz pressão nas orelhas, que depois faz pressão nas hastes dos óculos (se é que me faço entender). Para reprodução de música bass-heavy, é ideal mesmo, para o resto, é muito simples, não mexes nos baixos, sobes os agudos. Assim, consegue-se o som que se quer, com extrema claridade… A ideia era usar um par para uma coisa, o outro para outras, mas agora uso sempre os aiaiai, não há nenhum drawback em usar fones fortes em bass para reprodução! Simplesmente usa-se o equalizador, porque podes sempre aumentar os agudos no equalizador, já aumentar os graves, nunca vi bons resultados…

  7. Hugo Santos says:

    Mais fama que outra coisa. O preço dos auscultadores é demasiado elevado para o valor deles…
    Quanto à compra, ainda há pouco tempo estive em 3 Apple Stores em Londres (quase como cá que não temos nenhuma…) e tinham muitíssimos auscultadores da beats à venda, de vários tamanhos e preços. Hoje em dia essa marca está ligada a um certo status quo, não me admira que a Apple a queira comprar.

  8. Sérgio J says:

    Como fica a HTC com este negocio? Ganha só dinheiro com a compra ou pode continuar a incorporarar tecnologia da beats?

    • Nunes says:

      A HTC já não tem nada a ver com a Beats. Já há algum tempo que vendeu a sua participação e passou a usar outra marca nos seus produtos!

    • Vido says:

      A HTC já tinha vendido a sua parte da compra da beats.
      O novo HTC one (M8) já não trás nenhuma referência a esta.

    • Telmo Branco says:

      A HTC percebeu que não estava a tirar nenhum proveito do sistema beats. E isso é visível na qualidade de som que o HTC M8 tem, sem que para isso precise do sistema beats.

    • Sérgio J says:

      O que eu ouvi dizer é que vendeu parte, mas ainda detinha uma grande fatia. Não ter colocado nós últimos smartphones, não significa que não detivesse uma participação grande na empresa.
      Uma possível leitura é que não teria colocado nós últimos smartphones por causa desta venda.
      Se realmente está venda for verdade é um negócio que tem vindo a ser negociado há meses.

      • Nunes says:

        se pesquisares um pouco vais descobrir que em Setembro do ano passado a HTC vendeu tudo o que ainda detinha da Beats.
        Não me parece que este negócio tenha meses. É muito complicado manter em segredo este tipo de negócios com uma empresa bastante conhecida, daí, a ser verdade, terem aparecido rumores antes sequer do negócio estar fechado.

        • Sergio J says:

          As negociações entre empresas demoram meses. Raro é o negócio que é chegar lá comprar e já está. Portanto teve de haver muitas reuniões. muitas conversações primeiro. Claro que isto só se faz entre meia duzia de pessoas. Sempre quadros muitos superiores das empresas.

          • Nunes says:

            Negociações destas não duram meses sem que surja algum tipo de rumor, pois ao contrário do que pensas não envolve só uma dúzia de pessoas.
            Um negócio que envolve um valor destes, e no mundo da música, mexe com muita coisa, pois tudo tem que ser avaliado, muita documentação, e na maioria das vezes consultores externos!
            Para além disso só em Janeiro deste ano é que a Beats lançou o seu serviço de música. A Apple não iria avançar para um negócio destes sem primeiro esperar para avaliar o seu comportamento.
            É mais do que certo que não é coisa que venha desde o ano passado.

  9. Ricardo says:

    Não sou grande fâ da Apple, mas espero que a qualidade dos Beats melhore depois desta compra.

  10. ACS says:

    Isto é para fazer aqueles earphones que se conectam ao corpo e tem os sensores todos que precisas para controlar os sinais vitais de quem faz jogging. A apple processou a patente ainda á pc. Esta compra é para trazer pessoal experiente no assunto e talvez produzir isso em casa.

  11. José Leite says:

    Mais 3,2 milhões de dólares por mais outra empresa??Meu Deus do céu!!É como diz o Pedro Simões no seu artigo:”O próprio Dr. Dre viu ser publicado um vídeo onde está com o actor Tyrese Gibson onde este lhe dá as boas vindas ao clube dos multi-milionários.”.Porra,fora o que já tinha agora ainda vai ter mais $$$$$$$$$$ 🙂 🙂 Cenas dos próximos capítulos/episódios:espera-se a compra(desforra,a bem dizer) por parte do Facebook de outra empresa,por números também astronómicos.Isto é cá uma concorrência,Jesus!! 🙂 🙂

  12. irlm says:

    a nivel de headphones especialmente o da Nokia com control volume/chamadas tem um som muito bom, mas a nivel de colunas BT não é grande coisa, pois eu preferi comprar um BOSE Soundmini que tem melhor qualidade sonara.

    A pergunta é: o que vai acontecer com as marcas HP e HTC?

  13. Jonathan Fitzgerald says:

    eu vejo um produto a novo a sair com esta compra…

  14. Marco says:

    o negócio n é apenas no hw, é mais nos outros serviços da empresa, streaming de música, canais de distribuição, nichos de mercado. são as parcerias, o hw neste negócio deve ter pesado 10% na balança.

  15. Nunes says:

    Este negócio, a este preço e com o que se sabe, não faz muito sentido!
    Pagar tanto por algo que a Apple conseguiria fazer sozinha e por muito menos, não bate certo. Só começa a fazer algum sentido se a Apple quiser ter uma nova marca para o negócio de música, uma marca mais vibrante, com executivos mais dinâmicos, e que entra noutras plataformas, mas mesmo assim, a este preço, parece exagerado e fora do normal para a Apple.
    Uma coisa parece certa; não é pelos auscultadores! Haveria marcas bem melhores para isso!

    • Marco says:

      este negócio voltou a dar a apple um certo controle do mercado da musica, itunes + beatsmusic (em termos de acordos com as lables). a juntar a isto tudo se virmos os nr da faturação da beats, acho que está tudo dito.

      • Nunes says:

        Os acordos que a Beats tem, só se mantêm se a Beats continuar a existir, dificilmente serão transmissíveis para o iTunes da Apple. Isto é, a Apple teria que manter a Beats como empresa independente, e isso é contra-natura na forma como a Apple funciona e nas aquisições que faz! E a Beats ainda está longe de ter grande peso no mercado de música em clientes, embora já se tenha tornado uma marca conhecida e haja boas perspectivas.
        A facturação da Beats é fundamentalmente em acessórios audio, outra coisa que tb não encaixa muito bem na Apple, já que tenta não ter uma oferta própria muito alargada a esse nível. Para além disso não é um mercado que que dê perspectivas de crescimento significativo nos rendimentos da Apple – a facturação da Beats foi menos de 1% do que da Apple – nem são coisas que levem os consumidores a comprar iPhones ou iPads. Essa facturação até pode sofrer com a compra da Apple

        • Marco says:

          nada impede a apple fazer como fez a Google com o Motorola, comprou-a passou para a google as patente e outras coisas e a seguir vendeu-a à Lenovo.

          • Nunes says:

            Patentes?
            São acordos entre empresas! Se uma das partes do acordo deixa de existir legalmente, nada obriga a outra parte a continuar com esse acordo, a não ser que haja alguma cláusula em contrário, que transmita os direitos do acordo para uma nova empresa!
            No máximo a Apple pode ter a vida facilitada com uma base de negociação e alguma boa vontade do outro lado por continuar com as mesmas pessoas do projecto!

            E a Beats até pode ter alguma patente, mas é difícil imaginar que a Apple tenha ido atrás de patentes, quando há tanta companhia por aí com muito melhor portefólio na área!

  16. Sérgio J says:

    Note-se que se está compra se concretizar não será pelos headphones, serviços, etc, mas sim pela experiência em áudio e acima de tudo digital.
    Agora se vale 3.2 mil milhões já não sei. Mas também não sabemos o que está por detrás, que tecnologias estavam em desenvolvimento. Como disse será pelo know-how e mais valias e não por produtos específicos que já tenham no mercado.

    • Nelson says:

      Achas mesmo?
      A Apple já comprou há muito a Logic. Queres mais experiência que isto?

      • Sergio J says:

        achas que uma compra traz todo o know-how. Podem trazer numa area especifica

        • Nunes says:

          @ Sergio J
          Eu acho que a história da Apple fala por si quanto à experiência que a Apple tem no Audio e no digital, pela variedade de produtos audio que tem em software, hardware e serviços.
          Se fosse uma questão de ir atrás de mais know-how nesta área, haveria companhias bem mais interessantes, a não ser que a Beats tenha alguma coisa nova e desconhecida.
          Por isso, a compra só faz sentido pela marca, serviços e algumas das pessoas da empresa! Mesmo o negócio dos headphones deverá ser secundário para a Apple.

        • Nelson says:

          Sérgio, estamos em 2014 e não em 1974, não em 1994, nem sequer em 2004.

          Áudio é algo que não é dificuldade nenhuma para nenhum engenheiro…

  17. peduxe says:

    Beats Music servirá apenas de concorrência com o Spotify, foi uma bela jogada e é o unico serviço que deverá ter um peso maior nesta compra.

  18. Benchmark do iPhone 5 says:

    Acho que acertou quem disse, pelo menos uma, destas razões:

    – A Apple quer um serviço de streaming de música, que é o que está a dar. A compra/download de musicas, como no iTunes, está a cair.

    – O hardware: headphones / earphones e colunas. Quem consegue vender hardware desse tipo a preços “premium” interessa à Apple, porque é só continuar (e dar lucro).

    – As “cabeças” que em pouco tempo criaram e desenvolveram o Beats interessam à Apple.

    • Nunes says:

      Tendo em conta a dimensão das vendas da Apple, não é o hardware da Beats que irá ter impacto, é um pouco secundário, embora não possa ser jogado fora pela janela pois o valor da marca está dependente dele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.