Quantcast
PplWare Mobile

Protótipo do telefone modular da Motorola quase pronto

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. fornost says:

    eu acho interessante a idéia, mas o segmento de mercado que vai adotar a idéia dificilmente fará com que ela vingue… eu não quero um monstrengo desses.. não tão cedo.

    • Eleck says:

      mostrengo?? vê o video da sapo e vez as linhas do gajo e são bem fiches

      • fornost says:

        quando digo monstrengo me refiro ao aspecto “Frankenstein” do dispositivo! (feito por partes diversas, montado a partir de várias partes). Não como algo pejorativo.

        Como eu disse anteriormente: “eu gosto bastante da idéia”…. mas ainda acho que não será adotado em breve “pelas massas” de consumidores.

        Lembro que já li mais de uma vez :”O que há de gente que compra Macs etc só pra entrar no facebook…” E é verdade. Esse tipo de usuário não se importa com muita coisa, querem facilidades tão somente.

        No meu caso não adotaria um “monstrengo” desses por razões pessoais: não acompanho (por não poder mesmo) as atualizações. Infelizmente sou obrigado a me virar com um galaxy y (2.3.6), que, apesar de limitado, me é bastante útil.

        Abraços

    • neomax says:

      Também acho que não vá vingar a curto prazo, mas isso é assim com todas as tecnologias novas e diferentes que entram no mercado. Aconteceu com muitas das tecnologias que hoje são um padrão mínimo. É o chamado Hype Cycle (http://en.wikipedia.org/wiki/File:Hype-Cycle-General.png).

  2. Cyanogenico says:

    Que dirão (em breve) as más línguas que diziam que era impossível por incompatibilidades, etc.?
    Como dizia o falecido “tudo parece impossível até que seja feito”, e este está quase. Agora para além de cada um poder escolher o software (rom) que mais se adpta a si, poderá também escolher o hardware de acordo com as suas necessidades individuais. Viva a personalização/individualização, abaixo os “sistemas prisioneiros”! 😀

  3. Road Runner says:

    Acho a ideia simplesmente fantástica, o poder construir um smartphone, ou o que quer que seja, no futuro, de acordo com as nossas necessidades, gostos ou possibilidades é um avanço enorme. E o facto de se poder actualizar uma “parte” desse equipamento sem ter de adquirir um novo ainda mais espectacular é. 100% de apoio ao Projecto ARA da Motorola e da Google, já agora.:-)

  4. José says:

    Progredir é isto! Todos os equipamentos tos deveriam à partida ser expansíveis, não se justifica (quer dizer até se justifica €€€€€) ter um equipamento desactualizado ao fim de uns messes! A Samsung adoptou um sistema para os seus tv’s de topo o “evolucion Kit” eu defendo que devida ser adoptado este sistema para todos os tv’s! Porque quem já tem um bom tv não o irá trocar de modo nenhum, tão cedo! Num tempo onde a tecnologia e a sua engenharia tornam realidade muitos antigos sonhos, acho que este do possuir equipamentos evolutivos, será sem dúvida um excelente caminho e quiçá abrirá um novo mercado e consequentemente mais lucros para as marcas! A primeira empresa a apostar nesse sentido certamente irá tirar os devidos dividendos.

  5. Gerardo says:

    Isto mais não é que a reinvenção do tradicional desktop. O hardware que querers/precisas e provavelmente no futuro, com o SO que queres/precisas. Sistemas fechados serão sempre para um pequeno nicho, e nunca serão os melhores em nada.

  6. Alfie says:

    Se bem me lembro foi assim que começou o PC em 1981. Um barramento ao qual iam sendo ligados os componentes mais ou menos sofisticados: CPU, memória, controladores de disquete e de disco, placa de video, controladores de portas série e paralelo, etc., etc.. Tudo isto à vontade do cliente. E, no final foi o sucesso que se viu!
    Por isso este projecto pecará, eventualmente, por ser inicialmente um objecto volumoso e penso que tem todas as condições para repetir o sucesso dos PC’s.

  7. Miguel says:

    À cerca de 30 anos atrás, um jovem quis fazer isso nos dispositivos tecnológicos da época e teve no topo durante mais de 20 anos, mesmo com todos os defeitos que tinha. Bill Gates e o seu pc, que podia ser construido à medida de cada um. As modas são um ciclo, e este parece ser o próximo ciclo.

  8. Pedro H. says:

    Definitivamente comprava um destes… Não importa o tamanho… Raios… Se a malta anda com tablets enormes, porque não um destes… Eu até sugeria um mecanismo anti-roubo… Se o dispositivo se afastasse 15 metros do utilizador ou então o utilizador enviasse um sms de alarme, a base rejeitaria completamente os componentes ou deixava pura e simplesmente de funcionar sendo só possível regressar ao funcionamento enviando o telemóvel para a fábrica juntamente com os documentos da compr… 😀

  9. Vitor says:

    Então se uma dessas partes pararem de funcionar não precisaremos nos desfazer do telemóvel inteiro e poderemos trocar apenas aquela parte?

    Se na prática for assim, me parece que pela primeira vez na história o mercado de telemóveis caminha num rumo mais sustentável.

    Só espero que não ocorram incompatibilidades com novas tecnologias como ocorre com as plcacas-mãe de pcs…

    • Pedro H. says:

      A evolução é sempre assim… O chamado “backward compatible” é algo que só vemos no software, mas o que entendi do que a Motorola quer fazer é colocar tudo assente num único protocolo e hardware base… Se não existir necessidade de mudar a placa de base então o sistema funciona porque todos os componentes falam a mesma língua e estão ligados segundo aquela norma… Agora… Se o capitalismo e/ou o mercado exigirem, pode começar a existir placas-base diferentes e aí sim, acredito que teremos os mesmos problemas de incompatibilidades que vemos nos pcs… Mas espero que isso nunca aconteça…

  10. David Guerreiro says:

    Eu apoio a Motorola, já estou a dar ideias no Dscout. Se há empresa que tem capacidade de fazer tal coisa é a Motorola. Esta é a empresa que em 2 meses concebeu um rádio que transmitiu da Lua a voz de Neil Armostrong, com uma qualidade de uma chamada telefónica, algo que que a NASA não tinha a possibilidade.

  11. Telmo M. says:

    Parece-me ótimo! Mas preferia algo mais pequeno, modolos mais pequenos. A estética dos atuais smartphones é muito bonita.

    Tal como nos PCs, escolher a caixa e respetivos componentes era o ideal. Com impressão 3D até seria possível fazer a própria caixa

  12. wishmaster says:

    Daqui a pouco vem a Apple processar a Motorola…ehehhe Ah e tal nós tínhamos a patente 🙂

    Just kidding 😉

  13. Mike says:

    Uma coisa é verdade, caso isto seja bem feito, poderá ser uma das maiores inovações desde o iPhone 2G a meu ver. Só espero é não ter vários “Aras” (tipo a samsung com os Galaxy)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.