Quantcast
PplWare Mobile

Por que razão é quase impossível roubar um Tesla?

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Carlos says:

    Tretas, principal razão são os números.. quando existir um número elevado serão roubados como os outros.. aliás até acho que será mais fácil que os sistemas tradicionais.. só será necessário software e algum hardware..

    • nuno says:

      Provavelmente e verdade mas tambem e verdae que logo que carreguem num local publico sao logo apanhados e sao dos poucos carros que teem dados ilimitados tendo sempre acesso a internet e assim poder se saber sempre a sua localizaçao

  2. Justiceiro says:

    Enquanto todas as alminhas deste mundo não começarem a saber fazer comparações, vamos andar sempre com coisas de treta como o “carro mais roubado”, o “telemóvel que avaria mais”, etc.
    As tabelas e comparações devem ser sempre X fabricados VS N roubados/avariados. Aí sim, estamos a comparar alguma coisa.

    • le melhor senhor says:

      A comparação aqui feita é X roubados N recuperados.
      Este numero é interesante porque podes ver a % de recuperação, falando sobre a dificuldade de serem roubados, este numero é o que é comparado.
      Que é o titulo da noticia “quase impossível roubar”.

      Em nenhum lugar do artigo fala em carro mais ou menos roubado.

      • Vítor M. says:

        Exatamente. A questão nem se trata de comprar, se lerem bem a questão trata-se no saldo final onde as recuperações são cada vez maiores.

      • Cfpinto says:

        Para dizer a verdade este tipo de comparaçōes devem ser sempre feitas ao nivel de percentagem e volume. Um produto que vende 10 unidades não pode ser comparado com um produto que vende 10 mil, percentage não é praqui chamada nesse caso. Por exemplo um F40 roubado equivale a 2.5% de taxa de roubo, se for recuperado quer dizer 100% de eficacia a comparar, se não for quer dizer 100% perdido em comparção o grupo PSA vendeu 60 mil unidades em 2017 2.5% taxa de roubo quer dizer 1500 unidades mas em 2017 so foram roubadas 603 unidades isso quer dizer que os carros da PSA sao mais seguros que os da Ferrari? Claro que não, comparações de percentagem sem volumes semelhantes valem o que valem, ou seja, ZERO

        • Costa says:

          Então mas ó cfpinto, sera que não dá para comparar dois conjuntos com cardinalidade até bem diferente? Não me digas que anda meio mundo enganado.

    • Costa says:

      Ora bolas, está a estragar a notícia. Agora o número pode já não ser aquela coisa. Você é um desmancha prazeres.

  3. JFC123 says:

    Pplware fala sobre o novo PS4 Pro edição especial de 500 milhões de unidades! Está brutal!

  4. Xnelox says:

    O carro é roubado, entra num camião com reboque de características de inibição de sinal que está perto do local e é desmantelado lá dentro.

  5. Vitor says:

    “Outro aspeto que mantém os ladrões longe dos Tesla é precisamente o pequeno número de veículos na estrada”. Este é o parágrafo que mais justifica a “razão” do artigo…o mesmo acontece com os SOs! Só se justifica o “trabalho” de fazer uma “invasão” aos que têm uma expressiva utilização…por esse motivo as distribuições Linux se “gabam” de não necessitarem de A.V.!

    • Vítor M. says:

      Sim, e no artigo refere isso mesmo ao apontar que poderá haver um aumento com a saída do Model 3. Mas o importante a reter é mesmo a taxa de recuperação, isto será no futuro próximo o ponto fundamental. É onde a Tesla já está a trabalhar com bons resultados.

      • Vitor says:

        Vitor M. é precisamente o que eu penso e por isso sublinhei um parágrafo do artigo que,na minha opinião,sintetiza a principal razão para NESTE MOMENTO os Tesla não terem “grandes problemas” de roubo. Daqui a uns tempos o cenário será certamente outro…

        • Vítor M. says:

          Pode ser sim, mas o que se tem visto é que as medidas modernas de segurança, principalmente a permanente possibilidade de localização, a saída do perímetro de segurança, o condutor não identificado, poderão reduzir os furtos a uma percentagem mínima. Claro que roubar e desmantelar ainda poderá ser algo possível, mas depois há sempre a ultima localização do veículo, imagens do interior, e exterior, cada vez há mais câmaras ao redor, câmaras de trafego, etc… que foram importante, diga-se, na localização de muitos dos veículos recuperados.

          Mas vamos ver, como dizes, mais carros… mais alvos.

    • Luís Fradique says:

      Por outro lado, a maioria dos computadores a funcionar ligados à internet (cerca de 70%) correm em linux server

  6. Jose Simoes says:

    ProstoS, quem tem um tesla anda MESMO a ser controlado. Roubado ou comprado.

    • nuno says:

      por o carro ter gps e dados sempre ligado a internet ? tens uma boa soluçao nao compras um tesla mas se te roubarem o carro tambem ja nao aprce mais mas ao menos nao es “controlado”.
      Este e como o google recolher a localizaçao dos utilizadores boa se usam o google maps como e que querem que nao recolham e dps acham isso o maior crima da historia mas dps ver o transito em tempo real ja e bueda giro boa acham que isso e feito como?

  7. censo says:

    Título enganador. Trata-se de mera possibilidade estatística. Façam contas. Sejam sérios. A Tesla é a nova vaca sagrada do Pplware??

    • nuno says:

      nao e uma mera possibilidade quase todos os carros hj em dioa quando sao roubados nunca mais aparecem os teslas quase 100% sao recuperados e as razoes estao la e fazer 1+1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.