Quantcast
PplWare Mobile

Será o Java o Futuro? Ou o .NET dominará?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. eu says:

    Eu pessoalmente gosto de .net, mas já tive de ligar ambientes .net com php.

    No meu dia a dia o .net está sempre presente pois desenvolvo em .net C#, mas lá pelo meio JavaScript é o q nao falta, e muita coisa não era possivel sem o java, ou melhor possivel até era mas nao ficava exactamente igual ou com a mesma performance.

  2. avlis rotiv says:

    “… nasceu no seio de uma família obececada pela Microsoft, e devido a algumas situações, “apaixona-se” pelo Java e pelo Mundo da Microsoft.” Hum?
    O vídeo está fantástico, como já havia ter dito.
    Quanto ao pouco que intendo sobre o tema, acho que o Java, por ser “aberto”, seria a melhor escolha para um futuro programador, na minha opinião…

  3. Fontes says:

    Para mim o .net tem algo que as outras linguagens de programaçao, as que tem, nao lhe chegam aos calcanhares que sao as ajudas inteligentes. Hoje em dia com .net torna-se extremamente simples programar devido a todas essas ajudas e isso conta bastante para o futuro.
    Acho que o java nao tem vida ao lado disso. A ajuda que a microsoft desenvolveu no visual studio, ou nas express editions é bastante util, pratica e descomplicada, para mim nao ha melhor que programar em .net.

    • lmx says:

      boas..
      nao sei o que são essas ajudas, e por isso não sei se o java as teem ou não, mas se a ms teem o java também deve ter.
      A ms fez bem o trabalho de casa e contrariando aquilo que disse a uns anos atrás, na copia que fez do java inovou e isso foi bom para todos pois o java deu um salto de gigante da versão 1.2 para a 1.6.Quando há concorrência é sempre melhor para o cliente.
      Do ponto de vista da sintaxe linguística que é usada na ms, deve dizer que pessoalmente e é quase um dado adquirido, entre prof’s universitários, etc o java é imbatível,uma linguagem limpa directa e sintacticamente correcta.
      Aqui a MS não podia copiar tudo e na tentativa de atribuir nomes que fizessem sentido as coisas, acabou por criar uma linguagem que a nível sintáctico parece mais uma “manta de retalhos”, não é directa , código limpo, tão intuitiva como no java.
      Atenção eu apenas posso falar do que ja vi, pois eu não programo em MS, mas ja vi algum código em C# e arrepia me um bocado a sintaxe,e algumas coisas mais.
      Mais do que isto em relação ao C# não posso falar.Penso que vão existir lado a lado pois a MS tem um poder muito grande de manipulação do mercado, alem de que em países como o nosso por exemplo as pessoas não param para pensar se valerá a pena aprender um linguagem proprietária com tudo o que de negativo isso acarreta, em detrimento de uma livre com todos os benefícios que trás.
      Penso que para servidores,net,etc o java continuara a desempenhar um papel mais importante que o .NET, para ambiente desktop o .NET deverá impor-se mais que java pelos motivos descritos acima.
      No futuro com o aumento de linux nas empresas e servers,etc,e tendo em conta que o people do linux não gosta de Mono(a não ser a novell lol :)) o .Net vai ter a vida complicada, penso.

      cmps

      • L.Mata says:

        lmx eu já programei em Java (usei Eclipse durantye algum tempo) e hoje é só .NET nos sabores VB.NEt e C#.

        O que te posso dizer? Se não sabes do que falas não fales. A sério. Não é um insulto ou querer ser paternalista. Eu tb tinha uma ideia muito “tunel” do que era o .NET e do que se dizia do IDE do Visual Studio. Sempre achei que o Eclipse era muito bom e que dava boa conta de si. Um dia tive de mecher em .NET. Só te digo que hoje de cada vez que me aparece um projecto java à frente… é uma tortura.

        O IDE da MS é mesmo muito melhor que o Eclipse e sim eu sei que um IDE não faz a linguagem. Mas ajuda e muito.

        No que respeita a plataforma .NET o que me agrada nela é a consistência e a integração com todos os produtos. Tens um ambiente consistente e 100% integrado e fazes de tudo, desde windows forms, WPF, Silverlight. ASP.NET, serviços… database… tudo num unico ide cheio de ajudas e promenores fantasticos. Por exemplo trabalhar com o VS2010 num sistema multi-monitor é fabuloso já que desmembro todo o meu workspace por 2, 3 ou mais monitores. O sistema de ajuda é simplesmente fabuloso, o compilador está constantemente a correr em background a dar-te ajudas importantes como seja avisarte de algo que está obsuleto, quando renomeias alguma coisa consegues facilmente reflectir essa mudança em todos o lado do teu projecto, quando declaras uma variavel e não a usas és avisado, etc. Tudo coisas que já vêm out of the box sem complicações e bem conseguidas.

        Depois tens a própria plataforma. Serviços, Workflow, dois interfaces gráficos para aplicações desktop, silverlight, web, tudo ali à mão de semear com templates que já te fazem a papinha toda desde inicio… o que para quem vemd e outra plataforma como…. o java… chega ali e começa a trabalhar muito rapidamente.

        Eu digo-te… se java não desse dinheiro, já me tinha esquecido que existia. E sim eu sei que java é cross platform e o .net não é de forma directa. Mas a experiência de programar em NET é de longe melhor no meu entender. Apenas opinião pessoal claro.

        Entretanto para cross platform existe já o projecto MONO que é um port do .NET e que tem tido bastante sucesso. Eu ainda não usei a sério mas do que pude experimentar meti uma mesma app a correr em windows e linux sem re-escrever uma unica linha de código. Tá bem que só tinha para aí umas 500… mas pronto 🙂

        Minha recomendação? Experimenta. Faz da das verões Express e tenta fazer o port de uma app, ou então faz uma app que gostes de fazer e depois decide por ti o que achas das linguagens e da plataforma. Sim porque no .NET tens o luxo de poder escolher a linguagem 😀

        Cheers

        • infimo says:

          Eu passei do java para o .net e mais recentemente para o java outra vez.
          E sinceramente não acho que o Java seja uma tortura antes pelo contrário, gosto muito mais de programar em java, pois aqui as coisas parecem fazer sentido. E apesar de achar que o visual studio é o melhor IDE, acho que é pesado e consome muitos recursos. Ultimamente tenho trabalho com o eclipse em JAVA no Linux e sinceramente gosto mais desta configuração.

          • lmx says:

            boas..
            só tamanho do ficheiro de instalação do VStudio, faz me lembrar o horror do WinVista/7.
            E sim compreendo e aceito que o C# se torne mais facil de programar pois é mais “código a martelo”, no java tem que existir alguma disciplina da parte do programador e claro quando passas de java para a outra ja não queres voltar atrás :), por isso não quero ir para o .NET demorei tanto tempo a ganhar alguma disciplina nisto para agora ir ganhar vícios, mas cada um trabalha no que quer.
            Em relação as ajudas não sei do que falas, em relação as variáveis não usadas,etc, isso esta presente em todos os ide´s não percebo o porque de frisar isso.
            Em relação a poder programar em varias linguagens também se pode fazer,tal como com .NET.
            Se quiseres a papinha feita com código a martelo, também podes usar o ambiente grafico do netbeans e programas como em VB, ma o código claro é de arrepiar.
            O eclipse e o netbeans são bons mas se quiseres mesmo algo ainda melhor tens o jbuilder(baseado no Eclipse, mas…muito a frente mas pago)tal como o VS mas mais barato claro.
            O VStudio, epa nunca me seduziu faz-me lembrar um anuncio que havia ai sobre a intel “Idiot inside”, e não estou a falar so de .NET, mas também de C/C++ por exemplo, nunca gostei de algo tão grande para fazer o que faz.
            Agora eu acima apenas dei a minha visão sobre as coisas e quando afirmei outras claras, é porque são um consenso geral, eu não disse que .NET não presta, até porque não programo nessa linguagem , mas de vez em quanto acabo por ter algum contacto com ela.E também não disse que tu programavas melhor em JAVA do que em .NET?!porque as tuas afirmações vão um bocado no sentido da experiência que tens tido com uma e outra e o post que eu fiz acima era relativo a sintax estruturação de código, por exemplo nomes de métodos,etc.E não uma critica directa a plataforma e ao VStudio que como disse arrepia me mas não trabalho nele.

            cmps

          • lmx says:

            boas..

            O post acima é destinado a todos claro, mas uma resposta mais directa ao L.MATA.

            cmps

        • O Visual Studio é muito superior ao Eclipse ou até mesmo ao MyEclipse sem dúvida, aí a MS ganha aos pontos. Mas a nível das linguagens o Java fica a ganhar acima de tudo devido à sua portabilidade e, também devido à falta de sensibilidade de quem programa em .Net, para certos aspectos que as pessoas que programam em linguagens não fechadas têem.

          Cumpts

        • Já agora, o VS é superior ao Eclipse MAS muitas das funcionalidades que enumeraste o Eclipse também tem, desde sempre (compilação em tempo real, warnings de obsolete, auto-complete,etc..). A questão é que muitas pessoas não sabem utilizar todas as potencialidades do Eclipse, se souberem conseguem fazer 200 linhas de código com meia dúzia de cliques.

          • pessimista says:

            +1

            A meu ver uma das grandes vantagens do Eclipse é permitir ao developer configurar tudo ao seu jeito… Basta investir só um bocadinho de tempo e pôr as mãos na massa sem medo.

      • não concordo, posso-me considerar entendido em Java, mas também já dei uns toques valentes no C# e parece-me bastante equiparável ao primeiro, aliás, para mim é praticamente uma cópia 🙂

    • bigkax says:

      “as ajudas inteligentes” se são o que eu estou a pensar existem editores capazes de dar essas ajudas, afinal programar no bloco de notas e da década passada, quando aprendi java usei o NetBeans e não notei muita diferença do visual studio.

      • Alberto Mandlate says:

        Visual Studio é de longe bem melhor que o NetBeans, Eclipse, MyEclipse. é um ambiente de programação completo. .Net Framework, a cada lançamento há sempre grandes novidades. o Windows 8 é resultado d uma programação em framework. E há sempre melhorias em termos d desempenho e funcionalidade. Quanto ao suporte em multi-plataformas, axo k a Microsoft ainda não está focada nisto. acredito k com a solidificação do .Net Framework, este será o próximo passo e acredito k não vai falhar

    • Hugo Pires says:

      1º O .NET não é uma linguagem de programação, mas sim uma framework, C# e VB.NET isso sim são linguagens de programação.
      2º As ajudas de que falas suponho que seja o code completion. Já alguma vez usas-te o Netbeans ou Eclipse? Com esses IDEs fazes praticamente tudo o que fazes com o VS. Existem centenas de plugins e podes personalizar o IDE à tua maneira.

      • Fontes says:

        O netbeans ja experimentei. Fico.me pelo komodo edit que pelo menos para php é muito bom, mas continuo a preferir de longe o visual studio. E o 2010 agora faz muitas coisas basicas de highlight que ate o notepad++ fazia xD Mas agora está muito bom mesmo e acho que se torna muito mais facil programar em tal ambiente

      • phixie says:

        E o code completion, para quem sabe programar, atrapalha mais do que ajuda.

      • L.Mata says:

        Eu já (Eclipse) e digo-te…. VS.NET de caras. O Eclipse é um notepad comparado com o VS2010. Disso não tenhas dúvidas. Experimenta por ti e vê. O Express é de borla e podes escolher a linguagem como bem disseste.

        • Não exageres! É melhor mas tb não é assim tanto. Podes é dizer que no VS qq um aprende rapidamente todas as funcionalidades, enquanto que no Eclipse já não é bem assim. O pessoal do Eclipse devia ter mais sensibilidade, tornar aquilo mais user friendly.. ainda hoje consigo descobrir coias novas no Eclipse, aquilo não é nada intuitivo

        • Hugo Pires says:

          Já experimentei, aliás, uso-o todos os dias no trabalho e em casa de vez em quando. E sinceramente não o acho assim tão diferente… Mas OK, é apenas uma opinião.

        • Ah.. e se queres equiparar coisas, compara com um IDE para Java que também seja pago obviamente 🙂

          O MyEclipse é muito poderoso, e certamente será mais barato que o VS.. tb é dificil não ser, aquilo é mesmo muito barato 🙂

      • Alberto Mandlate says:

        Plugins são serviços de terceiros. Visual Studio possui suporte para tudo e simplesmente a microsoft oferece soluções completas. Do desenvolvimento de software ao desenvolvimento de bases de dados e….. o desenvolvimento em equipe: Visual Team Foundation. Não há comparação

    • Desculpa, podes explicar a que ajudas te estas a referir? Auto-complete dos IDE’s?! lol

  4. Guilherme de Sousa says:

    Ui, mas que tema Pedro :D!

    É um dilema este assunto.. a verdade é q prefiro o java, por ser opensource e com tudo o que isso acarreta.

    Ouve se muitas vezes dizer ‘so fala mal de .net, quem nunca programou em .net’, e realmente nao duvido disso.. é verdade q a plataforma trás grandes vantagens e facilidades aos programadores, mas por outro lado é importante ver as desvantagens que vêm atras tambem.. é pesadissimo, e é muuuito fechado!

    Isto tem trazido alguns problemas no mundo linux com o projecto mono, que tem como objectivo portar a plataforma, para o SO do pinguim.
    Uns sao a favor outros contra (como em tudo nao é verdade)..
    o problema é que ate agr a microsoft nao se mostrou preocupada com este port, mas a qualquer momento pode e com todo o direito, deixar de gostar do mesmo.
    A problematica dessa situaçao, é os sistemas opensource ficarem dependentes de linguagens/plataformas que possam vir a perder mais tarde, ficando com codigo inutilizavel e com muitas horas de trabalho perdidas..

    Acho q o programador, deve fazer sacrificio e optar por uma linguagem q nao tenha tanta papinha feita, mas que tambem ofereça mais performance..

    cumps!

    • lmx says:

      boas.. a ideia que tenho e por colegas que vejo, vai muita gente para .NET que ja vem do visualbasic, abituados ao tipo de programação sem qualidade de codigo e com muita facilidade.
      No java também existe essa facilidade por exemplo no netbeans, mas a malta corta-se, e ainda bem, porque se forem ver o código que estas coisas geram meus deus, não tem ponta por onde se lhe pegue.

      cmps

      • Darks says:

        É por essas e por outras que uso o eclipse, nao tenho facilitismos a nível de ambiente gráfico mas pelo menos percebo o que faço xD

        • Ora aí está uma grande verdade.. NUNCA se deve aprender a programar num IDE. Deve-se utilizar um editor que apenas faça sintax highlightning e compilar tudo e correr à pata. Só depois de se saber é que passa a utilizar IDE’s, snão nunca vao saber utilizar uma linguagem verdadeiramente

      • L.Mata says:

        Quem pensa que os programadores que vêm do VB vinham habituados a código sem qualidade é tirar conclusões percipitadas. Se não conheces as pessoas, generalizar é o mesmo que estares a por um selo na testa das pessoas.

        • lmx says:

          boas..
          eu não generalizei, embora confesse que quase mas faltou o quase, eu disse “vai muita gente …” e inclui neste grupo pessoas que conheço claro, mas é evidente que se num universo de x pessoas que conheço acontece isso num universo á escala global acontecerá também não?Embora haja sempre pessoas que fiquem de fora e até pode ser a maioria, mas que será muita gente claro que será?!

          cmps

  5. a Friend® says:

    .Net um dia fará parte da Historia do reinado Microsoft… o futuro já não aponta nesse sentido, portanto acho que o JAVA e a sua aposta nele é mais que evidente. Em todos os sentidos (desde abertura, à qualidade em geral e a principal componente multiplataforma)

    Esse video…demais mesmo…um dos melhores videos tecnológicos da actualidade 😀

    • eu says:

      sim um dia que a microsoft desenvolva algo ainda melhor que o .net… 😉

      quanto a java tem as suas vantagens como é logico, todas a linguagens tem vantagens até o prolog tem vantagens 😉

      • lmx says:

        boas..
        não quererás tu dizer quando a Microsoft voltar um dia a copiar outra linguagem mais potente que o JAVA? 🙂

        cmps

      • a Friend® says:

        Mas é preciso ter-se em conta que os servidores Linux cada vez mais reinam o mercado.

        E também Mac’s, que é a plataforma mais usada por designers e webdesigners, usam muito o JAVA, assim como é uma linguagem familiar do Objective-C.

        Há muitos factores que apontam para a tendência do JAVA reinar, ainda por cima, a principal. Tem o suporte dos 3 sistemas e há muitos “Windows users” que também a preferem. Eu acredito nesse futuro, acho que está bem traçado, mas também é claro, não é reino da noite para o dia, o .net tem um potencial tremendo e as ferramentas nem se fala.

        Ps. Não esquecer a Google… que agora só usa Macs e Linux… já sabem o que isso significa também… é um reforço de peso. 😉

        • L.Mata says:

          Tu vives em que mundo? Nos milhares de clientes da empresa onde trabalho, para aí 5% têm servidores linux e com tendência a substitui-los por serviços na nuvem ou pó-los a funcionar em maquinas virtuais sendo que tudo o que adoptam de novo é basicamente Microsoft com acordos empresariais.

          • lmx says:

            boas..
            não sei do que estás a falar…

            http://tek.sapo.pt/noticias/negocios/empresas_portuguesas_mais_familiarizadas_com_876131.html

            isto é de 2006 imagina agora que o estado esta a todo o vapor para de vez ver se faz alguma coisa de jeito.

            cmps

          • deves estar a sonhar não?! aplicações com muita carga a maioria correr em servers linux.. e olha que eu não sou defensor de nenhum SO em particular.

          • a Friend® says:

            Vivo em que mundo? Neste mundo mesmo. Em que a maioria opta por servidores Linux e não Windows.

            E quando vês gigantes como a Google, que vivem da internet, a apostar em Linux… sabes que resultado isso dará num futuro muito proximo? Ferramentas cada vez mais completas de java, e por consequÊncia mais adaptação ao JAVA. Este é o mundo real… e não ficticio. Em Portugal somos um grão comparado ao mundo Internacional. Lá porque conheces muito uso de Windows não significa que seja a realidade mundial. E mesmo assim, cá, vejo muito o uso de servers Linux como prioridade. Nuvem?… não devemos estar a fala do mesmo.

        • Servidores Mac? LOL.. Objective C? A taxa de utilização dos mesmos no mercado é inexpressiva e com a politica da Apple vai sempre ser. Linux vai sempre ser o mais utilizado, Java vai estar sempre no topo a nivel de LP, tal como PHP e Python (cada vez mais) e, em segundo virá sempre Windows+.Net.. tudo o resto não tem expressão a nível de percentagem de mercado.

          • a Friend® says:

            Eu não falei servidores Mac. Lê lá bem o que escrevi 😉

            Mercado profissional de webdesign é liderado por Mac’s. ´Muitos por vezes viam-se obrigados a usar o parallels ou bootcamp para passar comcluir os seus trabalhos. Quanto mais força o Java tiver, menos razão terão para usar o Windows. Tou a falar de produção. Não falei de servers.. servers serão sempre Linux.

          • Tens razão.. sorry.. li tantos comments seguidos com barbaridades que percebi mal o que disseste.. desculpa 😛

      • Ryan says:

        Acho que vai continuar por aí a haver .NET mas obviamente e tal como tu dizes o Java é mais aberto, está em todo o lado e menos dispendioso. Não que o .NET não tenha espaço mas acho que qualquer pequeno device suporta isso então que o java tem muito espaço para reinar. Mas quanto a mim é uma incógnita porque a SUN foi comprada veremos o que isto vai ditar… mas que venha o java

        • L.Mata says:

          Menos dispendicioso? Porquê?

          Eu acho que fica muito mais barato desenvolver em .NET do que em Java. Pelo menos eu levo muito menos tempo a fazer o que fazia antes em Java e todos sabemos que o preço hoje em dia está directamente ligado ao tempo que levas a por alguma coisa na rua.

          Até te podia falar dos pesadelos que alguns clientes meus têm com algumas soluções Java e os constantes conflitos de versões da plataforma (tenho um cliente que tem uma app que usa uma versao especifica do java… não funciona com mais nenhuma… e ninguéms abe porque).

          Eu acho que a grande vantagem do java é estar muito mais dissiminado e estar em todo o lado sem dúvida. Mas no meu entender quer o JAVA quer o .NET irão cá estar muitos anos e ainda bem que há esta concorrência. Eu prefiro o .NET e uso java quanto tenho de usar… mas se m e perguntares o que me dá mais gozo usar…. .NET sem dúvida…. e desde que saiu o XNA que me permite fazer jogos para XBOX e até para o ZUNE (e que o próximo SO de telefones da MS suporta tb) então melhor….

          Java ultimamente tenho usado principalmente por causa do android. De resto… niente. E ainda bem.

        • valdir says:

          Aberto?? por enquanto…porque pelo que eu saiba a Oracle não da nada a ninguém…Alias vcs sabiam que a Oracle comprou a Sun?

  6. Sight says:

    eu acho que pelo menos em portugal o sistema .NET esta demasiado massificado…acho que nem estao minimamente interessados no mercado java. simplesmente nao e viavel.

    • lmx says:

      boas..
      falas de algum caso empresarial em concreto, ou do panorama geral, é que a opinião que tenho e a de que as coisas estão 50-50 com uma maior penetração do java nas redes.

      cmps

    • LOL.. achas mesmo? Olha.. posso-te dizer que trabalho numa grande empresa de um grande grupo em Portugal e so trabalho em Linux+Java.. a maioria das empresas utiliza .Net em Portugal sem dúvida, mas também te digo que são as mais pequenas.

      • Sight says:

        não deixam de ser em maior número e na minha opiniao sao as que mais marca deixam 😉
        e ja agora, consideras a Primavera ABS uma “pequena” empresa?

        • lmx says:

          boas..
          pequenina não mas também não é grande, pelo menos por aquilo que acho, talvez em facturação, deus queira que tenha suceso por esse mundo fora, mas se eles se viram para .NET estão a dar um tiro no pe e dentro de 10-15 anos vais ver por que.

          cmps

          • Sight says:

            nao e grande?
            e das maiores que se fundaram originalmente em portugal…pra nao falar da extensao nos paises lusofonos.
            e eles nao terao problema com .NET, e dado o tipo de clientes deles eles nao terao problema nenhum daqui a 10-15 anos.

          • lmx says:

            boas..
            a ver vamos meu caro, nada como o futuro chegar para sabermos o que vai acontecer, mas…

            cmps

  7. Angelo says:

    Eu no meu curso já falei de C, Java e Prolog das 3 gosto mais do Java. Alias de C não percebo nada e prolog foi dado como uma linguagem bastante simples e sem interesse. Apesar de já ter lido que é bastante importante em algumas aplicações. Como a vida e o conhecimento nao passa só pelo curso nestas ferias gostava de aprender uma linguagem nova qual aconselham? ou devo investir em C visto ser uma lacuna que tenho?

    Obrigado

  8. Que engraçado tinha descoberto esse vídeo na sexta =)
    Aprendi a nível académico .NET (C#), agora a nível profissional estou a iniciar-me no JAVA temos de fazer mais algumas coisas que não seriam necessárias no .NET mas tem algumas vantagens sim.
    É uma questão muito difícil de dar uma resposta concreta =|

    Cumps

    • eu says:

      Desde que tenha c, seja ele puro ++ ou c#… vamos todos de encontro ao mm.

      no mundo empresarial, as vezes a maximização de lucros,leva a que os tempos de desenvolvimento sejam reduzidos. e se já existe feito nao vais perder tempo a descobrir a roda.

      o .net tem uma comunidade enorme e mta coisa “livre” para ser incorporada.

      Quanto a dizerem que o .net é fechado eu nao concordo, mas é a minha opiniao.

  9. Jose says:

    Aposto mais no .NET, é mais utilizado, e das pessoas que conheço ninguém se queixa.

    • lmx says:

      boas..
      isso do mais usado depende onde e do sector do mercado, tens projectos gigantescos em portugal e em java claro, até porque alguns nem podiam ser em windows.

      cmps

      • Jose says:

        Eu falo no sector de programas.

        • lmx says:

          boas..
          sim no sector de aplicações para cliente, desktop o mercado .NET é maior de não esquecer que engloba também visualbasic , o pessoal que desenvolvia nesta plataforma está a ir para o .Net é uma evolução natural, até porque tal como o windows, esta muito enraizado no meio empresarial.
          é muito difícil a alguma coisa vinda do “nada” reinar e o java tem conseguido vitorias porque até a pouco era o único, mas la está a ms ja tinha plataformas enraizadas no mercado e é difícil subir quando isso acontece.
          Um paralelismo pode-se fazer com o linux,macos e windows.

          cmps

  10. Luan Almeida says:

    Ano a ano o Java perde espaço pro PHP e pro Python.
    Tbm ano a ano servidores Windows perdem espaço para servidores Linux.
    Resumo: Nem Java nem .NET dominarão.

    • lmx says:

      boas..
      essa é uma boa abordagem, realmente…mas não sei, o php é importante python também, mas com JAVA faz-se a mesma coisa que com python+php, pelo que aprendendo apenas uma dominas tudo e podes assim dedicar o resto do tempo a aprofundar os conhecimentos nela, em vez de andar a correr para um lado e para o outro.

      cmps

  11. Ricardo Figueiredo says:

    Ambas as plataformas têm futuro. Por um lado, programar em .Net tem a mais incontornável vantagem que é o melhor IDE aka Visual Studio. Mesmo dentro do .Net tem outras opções a seleccionar, sendo a principal desenvolver em C# ou Visual Basic .Net; contudo, existem novas vertentes ainda por explorar (pessoalmente falando) como o mais recente F# derivado do paradigma funcional.

    Por outro lado, ao desenvolver em JAVA tem-se o suporte de uma grande comunidade. Existe também uma grande aceitação pelo facto de os custos inicias de desenvolvimento comparativamente serem bastante inferiores.

    Com isto pretendo dizer que ambas as opções são válidas! Na realidade, pela minha óptica é uma opção estratégica. Vou referir que no meu dia a dia desenvolvo em .Net, ainda que os meus conhecimentos não se reduzam a esta plataforma. Apenas aposto mais porque é o meu ganha pão!

    • lmx says:

      boas …
      no java também podes desenvolver em c/c++ pelo menos, ou seja juntas o melhor de dois mundos.
      Ja ouviste falar em JNI(JavaNative Interface) googla um pouco e vais ver.

      cmps

  12. Eu como programador em Java, não poderia escolher outra coisa. Apesar de também já ter programado em .NET
    Em termos de sintaxe ambas são muito parecidas, mas como aqui já foi dito, uma é claramente uma imitação da outra, e isso nota-se.
    Sem falar que o Java oferece uma coisa que o .Net nunca poderá fazer em condições, ser multi-plataforma.

    • L.Mata says:

      MONO? Já ouviste falar? Agora já 🙂

      • lmx says:

        it´s not the same thing.
        O pessoal do linux detesta Mono de tal maneira que até as distros ja estão a pouco e pouco a retirar de lá os poucos programas em Mono que existem, além de que a Microsoft e tendo em conta que o linux tem vindo a subir de tom em tudo o que é sitio, vai mais tarde tentar dar a machada-da e por isso a malta diz Não Obrigado!!De não esquecer que o Mono a nivel de licenciamento é um buraco sem fundo e ninguém se que rmeter nele, mas caso seja lançado livre pela MS ai sim, as duas plataformas serão equiparadas.

        cmps

  13. killer says:

    Sinceramente prefiro muito mais o .net que java. Da-me um enorme prazer trabalhar em vb net… sou um grande adepto desta linguagem. Java tem uma grande vantagem de ser multi plataforma,mas também as aplicações ficam mais pesadas na minha opinião.

    Sinceramente, para o programador, a melhor linguagem é aquela em que se encontra mais á vontade e que lhe da mais prazer em programar.

    • a Friend® says:

      Sim também é verdade. Acho que “pesados” são ambos, mas o .Net ainda tem uma optimização superior a meu ver.

      Embora nada a ver, Java e .NET faz-me lembrar a guerra DirectX vs OpenGL, em que o OpenGL é superior (tem mais potencial) mas o DirectX continua a ser lider em optimização, dando a percepção de desempenho mais leve e fluido.

    • lmx says:

      boas..
      as aplicações ficam mais pesadas…lol :).

      cmps

      • killer says:

        Claro que não podemos fazer comparação directas entre linguagens nesse aspecto, lmx, apenas baseia-se na minha opinião pessoal. Mas claro está, é extremamente difícil fazer comparações utilizando este termos.

        Cumprimentos

        • lmx says:

          boas..
          sim a nível de performance considero que nem uma nem a outra atingem o objectivo, embora do meu ponto de vista se esperasse mais do .net pois é nativo para ambientes windows da própria ms, logo esperaria-se mais performam-se.
          Posso dar o exemplo da aplicação que gere a minha placa 3g da vodafone e é “pesada para burro”, nunca vi nada em java tão pesado.
          claro que é relativo, mas o facto de programar tipo vb não ajuda nada, pois não existe optimização de codigo, estive a contruir um programa em java para manipulação de BD que após umas 10-12 classes ja ia com alguns megas, voltei atrás vi o que não fazia falta e reduzi a coisa para menos de um mega, apenas com o facto de derivar de classes mais acima na hierarquia, pois as implementações nas classes mais abaixo não me faziam falta.Mas para isso é preciso ter algum conhecimento da coisa e estar habituado a programar desta forma.A minha aplicação ficou mais rápida.
          Em relação ao c# em geral talvez exista uma ponta que acaba por ser insignificante de optimização tal como ja foi dito, mas que acaba do meu ponto de vista por anular devido a falta de optimização do programador, o java tem evoluído muito assim como o c# desde que saiu.

          cmps

  14. bigkax says:

    É uma escolha difícil, são ambas boas, tem as suas qualidades e defeitos, eu pessoalmente tenho mais conhecimentos em .net(visual basic e c++), o meu conhecimento de Java foi obtido em lugar do php que era o que estava mo programa lectivo(mas o meu professor de bases de programação era a favor do open-source e fez a proposta entre java e php).

    O Pascal trouxe um pouco de nostalgia, principalmente porque tinha um colega que o sobrenome era Pascal e havia sempre piadas relativas aos 2.

    Fiquei confuso foi uma família tão Microsoft usar um macbook.

    • lmx says:

      boas..
      O C++ não faz parte da Microsoft tal como o C, é uma linguagem openSource, que a microsoft também tem, com menos suporte que o suporte que existe em linux, mas que também tem.
      portanto não sei se fará sentido falares em .NET como Visualbasic e C++.
      pois também podemos falar em java e c/c++, no entanto o c/c++ não faz parte explicitamente do Java, claro,claro que implicitamente deriva do C/C++ com maior utilização desta ultima.

      cmps

  15. BrunoP says:

    Java… sem dúvida. Tudo o que é dependente da plataforma, mais cedo ou mais tarde, vai trazer problemas. Falo por experiência própria.

  16. Nuno José says:

    Agora é que vai ser

    Morte aos dois, sinceramente, são duas plataformas pesadas e existem framewworks bem mais leves até porque com a filosofia cloud, o html5 vai fazer com que muita gente comece a pensar mas é em usar os browser para fazer tudo.

  17. KonKxy says:

    Bom, já usei as duas linguagens e ambas têm os seus prós e contras.
    Na minha perspectiva e vendo o mercado português(principalmente o estado) o futuro neste momento pertence ao .NET, já se começam a ver algumas movimentações para o open source mas as ultimas soluções da Microsoft (Windows 7, oficce 2010, Sharepoint 2010, etc) parecem ter convencido bastantes gestores e directores. Uma coisa não tenho dúvidas .NET é uma framework bastante rápida de desenvolver o que influência bastante. Não digo que o JAVA não seja, mas para o JAVA ser assim tão rápido é necessário a criação (ou uso) de frameworks externas o que acarreta outros custos à empresa de desenvolvimento.

    • António says:

      Sabias que o portal das finanças é feito em java?

    • lmx says:

      boas..
      ja pensas-te que o estado português vai tentar enganar a UE para que pensem que somos evoluidos e tal como os outros paises vai adoptar opensource no estado português.
      deste ponto de vista o .Net estará em desvantagem, se isto se vier a concretizar claro. 🙂
      Podes usar framworks ou construir de raiz aquilo que tu queres, mais ai claro demoras mais tempo, mas não pagas a plataforma, e mais os programas que desenvolveres para windows correm noutros so, fantastico.

      cmps

  18. António says:

    ninguém vai dominar, vão é aparecer linguagens mais específicas, tipo scala, ou clojure entre outras que tiram partido dos multicore, mas sempre em conjunto com as linguagens tradicionais.

    Agora .net vs. java? depende,

    em soluções web teremos nos servidores java (JEE) no cliente HTML (gwt/jsf/php etc) ou flex, ou javaFX

    em soluções standalone? não sei, não é a minha praia.

    Quanto aos ambientes de desenvolvimento (puro e não arrastar caixinhas, já que isso representa só 5% do trabalho final) aconselho ao pessoal que diz maravilhas do vs dar uma espreitadela e ver alguem a trabalhar com o Eclipse, IDEA, JDeveloper ou o novo Netbeans que está demais

    Hasta

    • bigkax says:

      5%? Não estás a exagerar um pouco? A não ser aquelas “micro-aplicações” a % de trabalho na interface é menor que 5%(a não ser que seja muito bonita e não faça nada).

  19. jesus says:

    Penso que para o futuro surgira uma nova linguagem de programação que nada terá a ver com o java ou .net, mas sim mais ligada à linguagem semântica, poderá se chamar programação semântica. em que qualquer pessoa de forma intuitiva fará o seu programa com meras informações lógicas que depois serão compiladas num programa estruturado e funcional. Tudo será feito sem recurso a uma linguagem em especifico.

  20. Bruno says:

    Gostei do video xD
    Mas não percebo nada de programação :/

  21. Ricardo says:

    Bem, o .NET suporta várias linguagens..o JVM só suporta java..penso que ninguém falou nisso

  22. pisquinho says:

    Boas

    Eu trabalho numa empresa que desenvolve aplicações.
    Não utilizamos nem Java, nem .NET (C# ou VB.NET).
    A maioria das aplicações são para a web e como tal utilizamos o PHP com uma Framework (cakePHP e/ou Horde), ou CMS (Drupal) e Javascript (jQuery e/ou prototype).
    Nas aplicações para desktop, utilizamos uma antiguinha (FoxPro) que é da MS com base de dados MS-SQL e estamos a ponderar, ou deixar o ambiente de desktop pois é só Windows, ou ir para algo como o Python que também funciona bem em ambientes Web e Desktop, ainda não sabemos.
    Quanto às liguagens aqui discutidas lembrem-se: O maior ERP do mundo (mesmo nos EUA) é baseado em Java – É o SAP. O MS Dynamics que é baseado em .NET ainda tem muito o que andar para chegar sequer aos calcanhares do SAP.

    Cumprimentos,
    A. Pedro Coelho

    • L.Mata says:

      Sabes quanto é que custa uma solução SAP? E sabes os problemas que aquilo dá quando dá um problema?

      Eu acho SAP uma referência mas é uma referencia que deve ser contextualizada.

      E já agora… alguém já parou para pensar à quantos anos anda o java no mercado e à quando anos anda o .NET? Só por este facto e de se estar aqui a falar disto… é uma vitória para o .NET.

      Em poucos anos está com uma posição invejável no mercado. E cada vez com tendência a se expandir mais.

      O Java sempre foi uma linguagem mais orientada a médias-grandes e grandes empresas. O .NET é muito mais abrangente.

    • Nuno José says:

      Se toda a gente pensasse como vós o mundo era lindo. Para quê complicar.

  23. Andrey de Oliveira says:

    Quem se interessar pelo filme legendado em pt/br:

    https://www.youtube.com/watch?v=JpB6NLs09ZE

  24. Nit Not says:

    Liberdade é o futuro.

  25. Eder Oliveira says:

    Cada linguagem com a sua pecularidade, acredito que o .NET tem muito futuro e o Java também, eu particularmente acreduto que o .NET se sobressaia nessa briga no quesito linguagens e Framework, o fato de 65% dos servidores mundiais serem Linux não indica que tudo esta perdido para o .NET, tendo em vista que podemos perfeitamente fazer integrações para que as duas plataformas se comuniquem, tais quais Web services etc..

    O mercado esta mutito aquecido nas duas plataformas, havendo escassez de profissionais qualificados para ambas, o JAVA tem um numero menor ainda de profissionais qualificados no mercado, pois seu framework de desenvolvimento acaba se tornando um pouco complicado para iniciantes que se desiludem ao ver o esquema de do mesmo, ou seja, muita ferramenta espalhada, varias arquiteturas, etc… Já o .NET por ser mais obejetivo no quesito ferramentas de desenvolvimento, arquiteturas, etc… acaba atraindo os desenvolvedores iniciantes que nem sempre se adaptam a linguegem e fazem serviços porcos por ai manchando um pouco a imagem do Framework .NET, porém esses profissionais acabm saindo do mercado logo pela falta de competência.

    Enfim para encerrar temos assunto para muitos dias se for continuar detalhando a fundo cada plataforma.

    Muito legal este assunto, abraço a todos.

    Eder Oliveira

    • paranoid_not_android says:

      Sinceramente estas contas estão muito mal feitas dizem vossas excelencias que 65% dos servidores mundiais são Linux.

      Mas isso pode ser servidores de ISP, WebServers, Servidores de Universidades, Servidores Particulares etc etc.

      Pois a nivel corporativo duvido que o linux tenha numeros tão grandes.

      Aliás não conheço nenhuma empresa que tenha servidores linux aqui na minha zona 🙂

  26. Nuno Gonçalves says:

    O futuro é e continuará a ser C/C++ e tenho dito.

    • L.Mata says:

      Isso é o passado, o presente e o futuro. Ainda á uns dias tive de lhe meter as mãos 😀 Confesso que aquilo mete um pouco de respeito… mas tb bão é uma linguagem que tenha de usar todos os dias.

    • paranoid_not_android says:

      E tens toda razão! Embora eu ache C#/.NET muito superior a java para mim a melhor linguagem é C já C++ é uma manta de retalhos!

      Aliás se querem programar por objectos mais vale usar uma linguagem manadged do que ir pelo c++.

    • Carlos says:

      Ao longo da escrita da minha tese de mestrado, muito tive que ler de C#. Penso que é no livro Wrox programmer to programmer que diz algo do género:

      C# é muito bom porque consegues programar mais depressa! Mas, se o teu objectivo é performance, e quiseres que o teu programa corra em 1000 ms em vez de 1050ms, então terás de recorrer a C++.

      Estas novas linguagens de programação são o futuro pq a propria framework faz mais de metade do trabalho do programador.

      Sou programador C# e gosto da linguagem, java não conheço.

      • lmx says:

        epa esses 1000 ms e esses 1050 estão um pouco errados, percebe-se nesse contexto, mas…

        cmps

      • Guilherme de Sousa says:

        Se a diferença de uma app desenvolvida em c# para c++ fosse de apenas 50ms, estavamos nós bem! infelizmente é beeeemm maior!

        O problema é simples.. os programadores hoje em dia estao mais preocupados com as facilidades que o c# lhes trás, do que com as desvantagens q este acarreta.. Isto é, performance e fraca portabilidade! Dai o argumento ser sempre ‘so fala mal de .net quem nunca programou em .net’, isto é, a unica importancia q é dada é à facilidade e nao à qualidade!

        na minha opiniao:

        Querem programaçao funcional, façam com C.

        Querem programaçao com objectos com boa performance façam com c++.

        Querem objectos com alguma papinha feita façam com java ou python.

        cumps

  27. ms-pt says:

    para mim… c/c++

    será sempre a linguagem universal..

    para progs rapidos, simples e sem crescimento o VB.net

    para coisas mais complexas e avançadas C# .net

    para quem precisa de mobilidade, java…

    quem quiser mobile, tem o sdk da apple! 🙂

    • paranoid_not_android says:

      Eu programo em C# mas é porque sempre fui programador em C mas não há nenhuma diferença em desenvolver em C# ou VB.net. Portanto essa do VB.NET apenas para programas simples e sem crescimento não faz la muito sentido.

      • Carlos says:

        Ainda há algumas diferenças (que neste momento nao te sei dizer) entre VB.NET e C#. Mas 99% do trabalho que se faz no dia a dia as duas linguagens são iguais.

      • lmx says:

        boas..
        será que alguém me pode dizer o que é que o C# tem a ver com o C??
        Que eu saiba o C# é uma copia do Java em muitos e muitos aspectos.
        Não percebo o porque de alguém que ja programou em C pasar agora para o C# e achar que é o proimo passo, será pelo nome da linguagem “C#” ?

        cmps

  28. Armando says:

    São as duas fantásticas. E sem fanatismos, a escolha será sempre uma opção mais aberta!

    Estes temas são fantásticos… façam umas tertúlias com estes temas numa esplanada… mas antes chamem a policia de intervenção! 😀

  29. Raziel says:

    Pode ser que a Oracle um destes dias compre a MS e acaba-se com a discussão! xD

  30. Jorge Rodrigues says:

    Usei o NetBeans para programar java e gostei

  31. Miguel says:

    Em vez de discutirem as linguagens, estao a discutir os IDEs.

    Pessoalmente penso que o Visual Studio deve ser superior ao eclipse/netbeans. Mas isso nao implica que C# seja superior a JAVA (ou o contrário). Mas n é isso que se esta aqui a discutir.

    Java é aberto, portavel, open-source, mais barato, provavelmente isto faz com que seja a mais usada.
    Ainda nao indicaram uma vantagem do .NET sem ser o IDE.

  32. Miguel says:

    http://www.tiobe.com/index.php/content/paperinfo/tpci/index.html

    Java em 1º com 18%, C# em 6º com 5.62%.

    E passo a citar:
    “The ratings are based on the number of skilled engineers world-wide, courses and third party vendors. The popular search engines Google, MSN, Yahoo!, Wikipedia and YouTube are used to calculate the ratings”

  33. JCampos says:

    São demasiados comentários para poder analisá-los a todos, mas a meu entender, nem java com os seus servelets ou os já obsoletos applets, nem .net com a falta de interoperabilidade, são verdadeiramente orientados para a web, mas isso sou eu a dizer.
    Uso as duas linguagens e escolho cada uma delas conforme o projecto [confesso que cada vez mais tende sobre C# (.net)]. No que toca a 100% web, nem penso: PHP ou Python.

    Fiquem bem.

  34. MJ says:

    Que raio! Tanto fanático! Levem todos a bicicleta.

    Programo tanto em .Net(Vb e C#) como em Java. E utilizo Linux e SO’s Microsoft.

    Gosto das duas e tento tirar delas o melhor que elas têm.

    Tive inclusivé um projecto à pouco tempo em que tive de “misturar” as duas, o que me deu um grande gozo.

    Gostaria de ver algo como o Silverlight a ser disponibilizado para Java. E Applets não conta… 🙂

    PS: isso da sintaxe de Java ser mais “limpa”, não pega! Tem mais a ver com o programador e menos com a linguagem.

  35. JoseM says:

    … no mundo da programação há muito mais vida para lá do Java/.Net, actualmente e futuro. Isto para não falarmos em mainframe a onde o COBOL ainda é rei.

  36. Bruno Pereira says:

    Vivas, já não pego em .net (C#) à quase 3 anos altura que deixei a faculdade. Do que me lembro do C# era tudo bastante simples, sem dúvida que o IDE da Microsoft facilita muito a vida a quem programa. E o facto de várias das bibliotecas que podes usar são também da microsoft dá uma certa confiança em termos de utilização.

    Contudo não deixo de adorar Java. Também uso o Eclipse como IDE e sem dúvida que depois de algumas (bastantes) configurações quase chega ao nível do Visual Studio .net (pelo menos para o software que desenvolvo, que se foca em middleware).
    Quanto mais aprendo de Java mais gosto e sem dúvida que a portabilidade do software desenvolvido sobre esta linguagem é uma mais valia.

  37. Joel Paiva says:

    Parabens a este GRANDE site. Já não passo um dia ser vir cá ver as novidades.
    Estou a pensar mudar de linguagem de programação. Estava a pensar em php, mas depois de ler todos (todos) os comentários fiquei ainda mais baralhado.
    E que tal, nestas mesas redondas, criarem uma votação?
    As pessoas diriam qual a linguagem que preferem e o seu nivel de experiência.
    Pensem nisso, e um abraço a toda a comunidade.

  38. Richard says:

    Já trabalhei com Java, Pascal no Delphi, VB e atualmente C#.
    E o que lhes digo é que sinto dificuldade em Java para encontrar a melhor maneira ou seria a maneira mais adequada para resolver alguma situação, por se tratar de uma linguagem voltada ao desenvolvimento open source, cada instituição que a utiliza acaba criando suas próprias “maneiras” de resolver as coisas, cito isto pois para o desenvolvimento Web percebi que havia uma gama de Frameworks a utilizar, tendo que todas eram fortes em certos pontos, porem não há uma que predomine e dite as regras. Ai fica difícil você montar uma equipe de desenvolvimento aonde há profissionais embasados já nestas frameworks.

    Falta uma instituição para dizer é assim que funciona, assim é o mais correto e o mais ágil. Não digo que C# é perfeito por ter a Microsoft no comando, mas o desenvolvimento é centralizado as soluções que eles propõem. Há uma ou varias equipes preocupadas em resolver e tornar mais ágil o desenvolvimento. Como em C# há somente a um norte a se seguir, fica mais fácil para a equipe de desenvolvimento da linguagem e ferramenta (VS) identificar falhas e propor soluções de imediata e aplicável.
    Mas o que ainda falta é a portabilidade.

  39. Pedro Estima says:

    Só gostava que me tirassem uma dúvida que tenho.
    Do pouco que conheco do java, parece-me que o seu desempenho em comparação com .net é pior, tanto em win com linux java parece-me mt pesado.

    O tamanho dos ficheiros gerados também é maior em java para uma mesma aplicação?

  40. Pedro Oliveira says:

    Cansei-me de ler todas as opiniões que aqui estão, não que não sejam válidas, apenas porque dizem o mesmo.
    A coisa na vida real é assim: Primavera BSS, PHC, SAGE, etc… desenvolvem em .Net ou ferramentas MS se preferirem, por tanto dizer que o mundo industrial prefere Linux se calhar não é bem assim, mas estou a falar dessas empresas porque? Porque todas elas desenvolvem o seu negócio (ou seja ganham os seus milhões) a volta das ferramentas MS.
    Como me disse ou cliente meu: “Você até pode fazer o que lhe peço numa tábua, desde que trabalha e faça bem o que eu quero por mim tanto faz…” ou seja no mundo real o que importa é que o código compile sem erros e faça o que o cliente quer, ele fica satisfeito e nos recebemos o nosso.
    Portanto está discussão, que me desculpe quem a lançou, é vazia de sentido…

    p.s. eu desenvolvo tanto em .net como em java, o que manda é o projecto e o que eu achar que se adapta mais…

  41. Helio Codes Better then You says:

    Sempre que temos 2 linguagens fortes no momento…alguem pergunta qual delas será do futuro?

    BASIC ou FORTRAN?
    Delphi ou VB?

    Java ou .NET? todos os dois estão fadados a virar legado !!

  42. MEdnes says:

    Não recomendaria .net e C# nem para meu pior inimigo. Estão fadados ao fracasso e são tecnologias que dependem de muitas coisas para rodar em um servidor que java ou php não dependeriam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.