PplWare Mobile

Office Web Apps em mais 15 países, Portugal incluído


Autor: Pedro Simões


  1. Paulo Pereira says:

    Dará para criar documentos a quem não tem o Ofice 2007?
    Cá o meu Ofice Live ainda não tem a funcionalidade de edição. Só tenho o espaço no Ofice Live para arquivar e partilhar.

    Por enquanto o Google Docs continuará a reinar!

  2. Whoknows says:

    Este sistema vai, a longo prazo, dar uma coça à Google. As pessoas estão muito ligadas ao Office e quando tudo passar para a Web, pois as pessoas passam para os sistemas que conhecem.
    Para já ganha de longe no ambiente de trabalho.

    • Sky says:

      Isso é uma grande verdade, no entanto, se isto está espectacularmente igual ao office do PC e como tal passa a ser usado por todos, falha altamente quando nem sequer dá para importar….

      Ora se tenho coisas no PC e quero meter na web para partilhar…

      Pois que não dá. Talvez alguma ginástica para copiar e colar… Mas se dá para fazer download deveria dar para fazer upload.

  3. aver says:

    É destas coisas. O Google Docs leva já um avanço considerável … mas também o pode perder.

    A questão não se coloca só ao nível do acesso através do browser – de um computador – ao Google Docs ou ao Office Web Apps.

    É também ao nível de app para disposisitivos móveis (smartphones e tabletes) em que há já um número significativo que tem sincronização com o Google Docs, permitindo editar ou, pelo menos, fazer o download e upload de ficheiros. É certo que para editar (alterar ficheiros de texto, folha de cálculo e outros) há poucas app boas, se é que há alguma, mas há muitas que permitem a sincronização.

    A “guerra” também passa por este nível – como é que as app para dispositivos móveis (WP7, iOS, Android, etc) se vão articular com o Office Web Apps. Porque ao nível do acesso por browser de computador parece-me que o Office Web Apps vai ganhar.

  4. kekes says:

    Muito bom haver concorrencia, pois o Google Docs neste momento apesar de não ser mau, está mt verde, falta muitas coisas, e pouco versatil. Eu compreendo que existam limitações, mas assim pode ser que havendo concorrencia muitas limitações sejam ultrapassadas pouco a pouco 🙂

    Sou um usuario do Google Docs quase diariamente principalmente a parte coloborativa.

  5. Vítor M. says:

    Na evolução deste serviço, um utilizador com uma boa argura de banda, poderá deixar de comprar licenças para o Pacote Office.

    Então, com uma licença de Windows em cada máquina, poderá ter um serviço leve, barato e totalmente compatível com a mais recente tecnologia e ainda beneficiar de propriedades clouding que pressupõe este serviço.

    Muito interessante.

    Empresários… fiquem atentos sff.

    • Tiago Azevedo says:

      “Empresários… fiquem atentos sff.”

      Nem mais. Hoje em dia, com Linux e estas aplicações online, quase só gasta dinheiro quem quer…

  6. Boas, bem na minha opinião isto é apenas uma jogada defensiva da MS, pois a google vai começar a dar o seu chrome notebook onde as pessoas usam sistemas google em ambiente google. Esta jogada vai permitir que os eventuais utilizadores do sistema google continuem a puder usas sistemas MS sem ter a necessidade de ter dois sistemas operativos o que resultara ( no caso de perca de terreno ) que esta não seja muito elevada.

  7. João says:

    Não sabia disto, mas está muito interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.