PplWare Mobile

O que custa 4 mil euros o litro?


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. mane says:

    É por isso que as impressoras são quase oferecidas, ganham bem nos consumíveis!!!

  2. Gilberto Pereira says:

    Não fazia ideia realmente!

    Olha que está aqui um post muito curioso…

  3. Festivaleiro says:

    Bom post vitor. Isto já é +/- do conhecimento geral, porém nunca tinha feito as contas… DASS !!

    Será que sou apenas eu que vê um novo tipo de escravidão e exploração neste mundo ??

    CMPS

  4. miguel says:

    Artigo curioso que nos faz pensar.

  5. Ricardo Antunes says:

    Por isso é que já não compro tinteiros, compro impressoras 😛

    • ViajantE says:

      Ora nem mais, é preferivel comprar uma nova impressora quando o tinteiro da velha(nova) acabou, fica muito mais barato mas o problema mais uma vez é a lixeira de equipamentos que se passa a fazer.
      Mas sem dúvida que este mercado é dos que mais rouba descaradamente e que ninguém com o devido poder nada faz, provávelmente porque também come a custa deste mercado.
      Enfim estamos mesmo lixados!

      • Nuno Monteiro says:

        Pois mas mal sabem vocês k os tinteiros k vem com as impressoras tem na realidade 45% da sua capacidade, pois n são mais k “tinteiros teste”. Até por ai eles n andam a dormir. Eu sei do que falo pk tenho uma loja de informática. Por isso tenho aconselhado aos meus clientes brother ou epson, sempre à compatíveis no mercado com preço bem agradável. ABC

        • okapi says:

          Hoje em dia para quase todas as marcas existem tinteiros compativeis, até há alguns anos era dificil encontrar para a Canon e hoje passado 2 meses após sair um modelo já estão no mercado para quem quizer. Só para comparação 5 tinteiros Canon originais 38>42 libras , compativeis 12>14 libras, na loja online mais conhecida no mundo e a qualidade entre eles, não é grande a diferença.

          • Helder says:

            Comprei 15 tinteiros (3 pack de 5 (que sao os 5completos para a impressora) ) por 15 euros…Saiu me a 3 euros cada tinteiro para uma Canon Pixma MG5350

    • Lokier says:

      Olha que em muitos casos isso não adianta, porque os tinteiros que vêm dentro da impressora trazem menos de 50% da capacidade total do tinteiro. Isso era prática comum a uns anos atrás, agora não sei como está.

    • Jorge Franco says:

      Isso era bom se as empresas fossem ignorantes os tinteiros que agora vem nas impressoras são a volta de 25% de tinta

  6. AntunesN says:

    Off-Topic

    PS3 Jailbreak deixou de ser um mito
    psx-scene.com

    🙂

    • Pedro says:

      Este Spam à PS3 já enjoa… :@

      • tMACTX says:

        Por acaso enjoa, mas como eu trabalho em Espanha numa dessas lojas que vedem esse tipo de pruduto. já o testámos e reálmente funciona. Como loja temos 1 ou 2 exemplares (para testes). quando o fabricante nos enviar ai já podemos vender ao publico.
        P.S.: Não perguntem em que loja estou nem o nome dela pois não quero fazer publicidade.

  7. Ricardo Fernandes says:

    Os tinteiros a cores são mais caros que os pretos, na minha universidade, se imprimires um folha A4 toda preta custa-te 0,07€ e se imprimires uma bola azul do tamanho de uma moeda de um cêntimo numa folha A4 irá custar-te 0,50€.

    • Carlos Soares says:

      A quantidade não interessa. A impressora calcula o nº de páginas imprimidas a cores e a preto e depois faz-se o preço com esses números, independentemente se foi a página toda ou só uma letra.

      Aproveito para dizer que isso é um roubo!

      Na minha universidade (Univ.Aveiro) a preto é 0,03€ e a cores é 0,30€. Numa papelaria relativamente perto, a preto custo 0,02€ e a cores 0,20€.

      Se imprimirmos 100 páginas a preto a diferença (entre as nossas universidades) é de 4€, o que é muito!

      Mas pronto, não se pode fazer nada…

  8. Já tinha recebido esta informação por e-mail à cerca de 1 ano.
    Convem não esquecer aqui algumas coisas que não foram mencionadas para evitar o sensacionalismo total. Eu concordo na totalidade com a ideia do artigo, é verdade que os titeiros são estupidamente caros, mas faltam colocar certos pontos na equação:
    1: A tecnologia do tinteiro
    Um tinteiro dos novos tem nao sei quantos furos cada um com X nanometros que deita nao sei quantos picólitros (milionésimo de milionésimo de um litro) e no caso da HP eles testam os tinteiros nao sei quantas vezes antes de sairem e eles afirmam não trocar tinteiros por esse motivo, já vem testados e aprovados, são depois limpos e selados, nesta marca vem mesmo tudo 100% funcional de raiz e a embalagem protege bem o tinteiro.
    2: O tinteiro não é só tinta… já daí é um “tinteiro”, senão estariamos a falar de embalagens de plastico com tinta dentro para encher tinteiros que seriam comprados a parte ou já usados (existe e é super acessível, porém pode não funcionar bem com o dito tinteiro por causa dos buracos serem grandes,pequenos etc.
    3: Retalhistas, armazenistas, distribuidores, preço dos combustiveis, lucro da loja.
    Não sei ao certo a quanto sai da fabrica o tinteiro mas aposto que + de 60% do preço dele é inflacionado pelo nosso sistema tradiconal de mercado e distribuição.

    Concordo com tudo que foi dito, concordo que os tinteiros são muito caros e que deviam obrigatoriamente por lei pelo menos permitir que se escolha entre recarregar ou comprar novamente, tambem deviam continuar a trazer kits de limpeza para evitar que entupam e durem mais tempo, mas infelizmente a evolução tem lados maus este sendo um deles. se a marca desenvolve um novo tinteiro jacto de tinta XPTO com alta qualidade ou de gel etc, eles gastam € a desenvolver essa tecnologia, tendem a descontinuar os antigos e mais baratos e a carregar no preço dos novos.
    O meu concelho é mesmo o mais obvio, comprar a impressora pensando no preço do tinteiro, e depois em vez de comprar 1 tinteiro mandar vir 2 ou 3 compativeis pela net directamente do site de distribuidores por exemplo de inglaterra, aí sim poupa-se dinheiro e não há problemas com alfandegas.
    já muita gente faz isto com jogos de consolas, vem de inglaterra 30% ou mais, mais baratos.

    • PS: esqueci-me de meter 21% de iva na conta

    • Ricardo Fernandes says:

      Pois, mas podiam por mais tinha neles.

    • lmx says:

      boas..
      so um reparo…
      1 picolitro =1 melesimo de ulitro
      1 ulitro=1milesimo de ml
      1 ml=1 milesimo de litro
      logo
      1picolitro =milesima*milesima*milesima de litro

      1p litro=10^(⁻9)litros

      cmps

    • André says:

      Excelente comentário. As contas feitas no artigo devem ser apenas para propósitos ilustrativos, porque 1 litro de tinta demora muito tempo a consumir (utilização doméstica e afins). Mas é inegável que os tinteiros são muito caros.

      • Vítor M. says:

        Não, o conhecimento resultante do post é a mais valia. André tu sabias isso?

        Aposto que não. Assim coo o Paulo provavelmente nunca tenha pensado a fundo no assunto e eu conhecendo o Paulo como conheço, sei que ele nesses aspectos não se deixa dormir!

        A verdade é que ao abanarmos com a cabeça e encolhermos os ombros, estamos a pactuar com o contínuo assalto ao consumidor.

        Artigos destes podem não ser ricos em novidades culturais, mas fazem parte do processo de informação sobre os atentados ao nosso bolso.

        Abraço e bom fim de semana 😉

        • MáRio says:

          Por mim, quero mais destes artigos…
          Mas mesmo assim, existe que nao fique convencido, já que falaram aqui q um tinteiro nao é só tinta e que tem o chip e o plastico e nao sei mais quê. Verdade. Mas se isso fosse de facto muito caro então um telemóvel teria que custar 5000€. A tecnologia dos tinteiros está mais que batida. É obvio que é 90% Marketing.

        • miguel says:

          Eu não reparo propriemante nessa prespectiva… mas reparo no preço por copia…. e posso te dizer que para a minha 940c pago 50€ por 2 tinteiros: 1- nº15 que dá para 500 pag. 2- nº78 que da para 560 paginas… 50/1000=0.05€ por pagina… ainda tenho a margem das 60 paginas que o nº78 traz 560 e não 500…

    • Vítor M. says:

      Na verdade os pontos que referes vincam ainda mais o que referi no post.

      Na verdade o que se vende é mais do que a tinta, no caso da HP, porque noutros casos nao mexes na cabeça de impressão, como penso ser o caso das Epsons.

      Logo o argumento que estamos a pagar tecnologia pode ser considerada uma falácia (sem querer tirar alguma razão ao que dizes).

      Em relação ao lucro do canal de distribuição e retalhistas… bom isso é sempre um pau de dois gumes, pois o preço do produto ao sair da fábrica é estupidamente caro.

      Por fim e não querendo dar ao post um caracter sensacionalista, pois é a pura da realidade e não vejo onde está o sensacionalismo (a não ser na hipotética falta de rigor na apreciação do post, pois ainda por cima confirmas os pressupostos do post) deveria haver (como foi já avançado por ti) uma forma de recarregar somente a tinta. Porque raio tenho eu de estar sempre a comprar os caríssimos X nanometros e a embalagem de vacuo, etc etc etc?

      Puramente para gerar despesa ao consumidor!

      E os pedidos de recolha de tinteiros vazios? Voces oferecem o tinteiro carissimo que pagaram?

      Os hipers e afins dão ou vendem esse material carissimo com X nanometros?

      Não se deixem embalar… eles andem aí 😉

      • André Torres says:

        … o “pau” costuma ser de 2 bicos, de 2 gumes é utilizado para a “faca”, mas tendo em conta o contexto, dá para perceber!

        Mto bom post!

  9. petersaints says:

    Isso faz-me lembrar um amigo do meu pai que sempre que acabam os tinteiros da impressora compra outra. Porque substituir os tinteiros preto e de cores sai mais caro do que comprar uma impressora nova daquelas rascas lool E viva ao ambientalismo!!

    Para malta que imprime um certo volume até já é capaz de começar a compensar impressoras laser a cores que já não são assim tão caras e os toners devem render mais. A longo prazo sai mais barato. O problema é que regra geral as pessoas pensam apenas a curtíssimo prazo. 😛

    • sim, um pequeno escritório que imprima mais de 3000 folhas por ano que dá uma média de 8 a 12 folhas por dia tirando feriados e fins de semana, isto é logo para partir para o laser (ou gel das novas). 10 Folhas / dia… meia duzia de facturas etc, qualquer escritório gasta isto, se for de contabilidade gasta 20x mais

    • Yamato says:

      Para evitar isso muitas impresoras já trazem os tinteiros quase vazios

  10. uau isto dá mesmo que pensar!

  11. Carlos says:

    Devíamos todos fazer isto: http://arstechnica.com/hardware/news/2007/12/hp-and-staples-accused-of-colluding-on-printer-ink-prices.ars
    Ou pelo menos as associações de defesa do consumidor, que têm estruturas jurídicas sólidas.

    • piu! says:

      Mas também são como dizer, tipo, tipo…
      tantas coisas de que todos nós vimos,sentimos,criticamos,e até alguns de nos luta-mos e tudo continua na mesma … ou ainda não repararam ?!
      claro que ainda bem que eles Existem…
      mas as coisas continuam agudizar-se …
      aliás acho que é o “talibanismo…” a crescer, ou seja a descrença o desespero a saturação em massa resulta em “talibanismo…”…
      o monopólio não é legal mas quantos é que existem?!
      Resposta- N .
      e o que é que essas associações de defesa do consumidor fazem ?! e a dita justiça?! e os políticos?

      Rage aganst the machine
      The Disposable Heroes Of Hiphoprisy

  12. jmac says:

    Farto da roubalheira investi num sistema “CISS” e garanto-vos vale a pena o dinheirinho gasto, agora compro 4 garrafinhas de 100ml cada, por (+/-) 30 euros !!!,, pesquisem no google “print sem fim” 😉

    cumprimentos

  13. Bruno Santos says:

    Eis uma solução “ao litro”:
    http://articulo.mercadolibre.com.mx/MLM-50522739-kit-sistema-de-tinta-continua-para-hp-2122-60-747598-99-_JM

    As tintas duram imenso tempo (mesmo meses) e custam centimos o seu ml.
    O aparelho que é o mais caro, mas a manutenção dos tinteiros depois, é mesmo, muito barata.

    Abraços.
    Bruno Santos

    • Bruno Santos says:

      Outra coisa que já me esquecia. O sistema adapta-se a quase todas impressoras jacto de tinta. Sei que aqui na europa ainda é mais barato, mas não tenho o link, o que postei acima, foi pra exemplificar o sistema.

      Abraços.

  14. Fleyd says:

    De facto o preço dos tinteiros quer originais quer reciclados é um exagero (tecnologias á parte). A sugestão do Paulo Ribeiro é mt boa. No meu caso já estive a ver no ebay.uk e quando precisar, existem tinteiros para a minha impressora a 7 ou 8 euros quando os originais custam em PT 25 euros. É sempre um risco mas mas analisando o feedback do vendedor pode-se minimizar.

  15. Pedro Mendes says:

    Excelente artigo, um optimo ponto de vista e uma excelente prespectiva de uma sociedade consumista na qual vivemos, é incrivel como o lucro não é obtido pelo produto mas pela sua manutenção,

  16. lmx says:

    boas..
    o melhor é escolher a impressora pelo tipo de tinteiros/tinteiros reciclados que existem, no meu caso corro atrás do prejuízo ainda, mesmo com tinteiros hp xl.
    hp4280

    cmps

  17. Yamato says:

    Isso sem contar com a cabeça de impressão (e o tinteiro) que os fabricantes tem que fazer e a quem recicla sai de borla, sem contar que importares um contentor de tinta tens milhares de litros e pagas quase o mesmo por um contentor de tinteiros genuínos que se calhar tens para aí 5/10 litros de tinta assim especulando…

  18. lmx says:

    boAS..
    nao percebo a nossa comunidade europeia, andam em cima das marcas de telemoveis para terem carregadores iguais , os SO, tem que dar liberdade ao user para la porem o que quiserem, a empresa x não pode comprar a y pois é monopolio de mercado,etc,etc…podia estar aqui o dia inteiro, mas…
    the point is:
    porque é que não temos tinteiros iguais para todas as marcas, eu sei que existem diferenças de resolução,etc, mas podia-se fazer por patamares, ou seja ate x de resolução, até y de resolução…etc.
    You now what i mean?!

    cmps

    • Vítor M. says:

      A verdade é que nem mesmo para nós, comuns mortais, essas questões estão bem explicadas. Sinceramente há muito “barulho” em volta dessas regras, o que leva o cidadão a desistir de as compreender.

      Depois o que é verdade para determinado segmento, já nem se aplica a outro. É complicado mesmo. Mas neste caso, assim como já foi aplicado noutros, deveria haver uma posição da UE sobre o mercado dos reciclados que, a HP por exemplo, alega ser ilegal.

      • RaCcOn says:

        Muito sinceramente e depois de ter visto este post fui dar uma expreitadela aos preços dos tinteiros originais Vs Tinteiros reciclados.
        Pude então ver o seguinte…

        Pack 3 Tinteiros Originais EPSON – 20.90€
        Pack 3 Tinteiros Reciclados EPSON – 18.80€

        Neste caso estamos a falar de tinteiros reciclados da WriteLine, que até tem alguma qualidade, e digo-te…
        Epah, tendo em conta que a empresa que recicla os tinteiros apenas os enche e volta a embalar, digo eu…
        E a EPSON é que está a ganhar dinheiro com isto?!Ora fonix…
        lol

      • lmx says:

        boas..
        a hp diz que é ilegal porque é esse o interesse dela, se a UE os apertar como apertam MS,Intel e outros, a ver se ela não se “deita”.
        No software passa se o mesmo , mas estamos um pouco a frente a historia das impressoras ainda vivemos parece a 2 seculos atras.
        pode criar-se assim como se cria so sfware um standar de tecnologia e esse standard ser implementado pelas marcas em que podem também estar incluídos os Produtores de impressoras, ou não, e depois o consumidor escolhe o que quer…
        os tinteiros da marca até podem ser mais potentes, mas o cliente é que escolhe o que quer.
        se calhar para facturação não preciso de usar uma tecnologia extremamente cara quando imprimo a 300+300, epa secalhar um tinteiro muito mais barato fazia o efeito.
        Se quisesse um tinteiro xpto ai paga-va e não “estrabuxava”, assim como não posso comprar um mais barato ando a “estrabuxar sempre”!!
        que raio de monopolios, não percebo quem na UE também anda a mamar disto, pois ainda não se viu nada…

        cmps

        • RaCcOn says:

          Epah, explica-me lá então porque é que as marcas tem de deixar de ganhar dinheiro e não tu é que tens de te esforçar para ganhares mais?
          O teu comentário só reflete o pensamento de um povo com história e que já foi o mais rico do mundo e que neste momento está completamente “podre”…
          O problema não são eles ganharem muito dinheiro com o negócio deles…o problema é nós ganharmos pouco, mas para isso é necessário que se deixe de pensar assim e comecemos a dar importância as coisas que realmente interessam e não andar com pieguices a tentar mandar os outros cá para baixo.

  19. kekes says:

    Mas o mais curioso é que cada vez essas impressoras estão mais eficientes. Pode ser caro mas com 5 ml imprimo muitas centenas de folhas. Eu agora tenho uma HP tem uma boa relação preço tinteiro/impressões feitas, mas ja tive um Epson que aquilo era uma maravilha tinteiros originais a 50€ mas vindos da net a 1.5€ 😀 e com tweaks aquilo fazia 700 e pico paginas a preto por tinteiro, a cores era menos, mas não sei dizer ao certo.

  20. Allan Robs says:

    Ola pessoal.
    Pensar.
    Conjugamos o “achar” como se fosse pensar!
    Então pra quem acha que igual a pensar. \o/
    É bem mais simples e pratico pagar e levar, pois esta ali seu objeto, e ainda posso pagar, este foi uma post de uma pessoa que vive na europa, quantas vezes fiquei puto, muito mesmo, com as coisas, muitos impostos e corrupção ativa e passiva, minutos caríssimos de telefonia móvel e outras tantas coisas que poderiamos citar, numa parada policial sendo filmada por uma equipe de televisão estava parando todos os caros e motos, todos aqueles erros bobos, dirigir sem cinto, pisca quebrado, dirigindo e pilotando de chinelos tanto no carro quanto na moto e outras coisas pra num entrar em tantos detalhes, na hora do ônibus coletivo velho fumacento(realmente nao sei se esta certo esta palavra) e o motorista sem estar com o cinto de segurança, detalhe o coletivo estava lotado muito alem da capacidade, não foi parado, ham. Estava tento uma reportagem e varias pessoas sendo aborda sobre a brits, chegaram do nada e me perguntaram o que “achava” daquilo, querendo eu achar respondi: Penso que aquilo tudo tem um grande efeito. E me virei e fui embora. Todos que estavam ali, pelo menos a maioria conhece as leis mas é mas pratico não ver e fingir que não sabe. Afinal de contas o produto que quero posso pagar e o mundo esta perdido mesmo não mudarei nada.
    Penso eu que achar deve ser melhor do que pensar.
    O que vc acha?

  21. Acham o preço da tinta cara? Então vejam o preço/litro dos cosméticos…

  22. Tomás Pires says:

    o tinteiro é o HP 110 ? Se for eu consigo-lhe reciclar isso sem problemas até lhe digo como.

    Entre em contacto se estiver interessado.

    • Vítor M. says:

      Tomás agora já tenho como o fazer, basta levar a embalagem vazia. Mas na verdade e mesmo o reciclado não se justifica ser ao preço que é.

      No entanto e volto a referir: para haver reciclados alguém tem de comprar os originais.

      • RaCcOn says:

        Vitor permite-me discurdar, provavelmente até sou eu que tenho uma visão diferente das coisas e estou errado…
        No entanto os preços das coisas são sempre justificados…o que nunca pode ser justificado é o facto de pagarem uma ninharia aos funcionários que estão a desempenhar determinada tarefa.

        Até sou capaz de te dizer que se tiver conhecimento de que determinada empresa paga acima da média aos seus funcionários/operários, compro mais depressa a essa mesma empresa que a outra qualquer que esteja a vender o mesmo produto mas a 10% do valor…desde que tenha possibilidades de o pagar é o principal factor para me motivar a compra em determinado local.

        • Vítor M. says:

          Não não… nisso estou completamente de acordo contigo. Os lucros é que não são entregues proporcionalmente.

          Mas isso agudiza o factor exploração: além de explorarem o mercado do consumo ainda praticam políticas de escravidão aos seus funcionários.

  23. Cláudio says:

    Não percebi a cena do

    0.36cl de crude
    Preço Barril de crude em litros: 57.44 euros /158.9873 litros (barril de crude)

    Alguém fez alta confusão nas contas ou sou eu que não estou a entender?

  24. B80 says:

    Paga-se isso pelos tinteiros e isso é sem contar com as maroscas que os fabricantes de impressoras ainda incluem nos drivers/firmware.

    É o caso das limpezas das cabeças de impressão cada vez que ligam a impressora. Eu já por várias vezes tive que abrir impressoras para as arranjar e os “reservatórios de tinta das limpezas de cabeça” têm tanta tinta desperdiçada que até dá dó.

    Ou de cada vez que mandam imprimir a preto mas em vez da impressora imprimir em preto/cinzento genuíno também manda uns pontinhos das outras cores à mistura ou ainda impressoras em que mesmo que só queiram imprimir a preto exigem o tinteiro a cores senão não funcionam.

    Quando comprar a minha próxima impressora há-de ser com um sistema CISS.

    • FDAD says:

      Caro B80 a minha HP Photosmart C4280 faz precisamente aquilo que diz, no meu caso eu imprimo ao contrario, tenho o de cores e quero imprimir a preto (só a uso 1ª vêz a cada 3 meses por isso não me dou ao trabalho), se quiser usar as funções pelo painel da mesma, não consigo, com a mensagem de ausência de tinteiro.
      Solução:

      Não instalar os controladores da HP ligar directamente ao S.Operativo e usar os controladores básicos da HP. Imprimo, a cores a preto (com recurso ao de cores) na tonalidade e contraste que quero.

  25. Gilberto Pereira says:

    A comunidade europeia está a dormir, quer lá saber deste tipo de exploração.

    A isto não chamam eles posição dominante e obrigam a oferecerem soluções mais adequadas.

    A questão de fazer valer o preço da tecnologia tem um limite de tempo, isto das impressoras sempre foi um autentico roubo de igreja.

  26. James Bond says:

    Com 4398 euros só se compra 0.36cl de crude?
    Então estamos a pagar pela gasolina sem chumbo 95 o preço da uva mijona! :-)))

    57.44 euros /158.9873 litros (barril de crude) ou seja, em valores aproximados:

    159 l —- 58 €
    x —- 4398 € —> x= 12056 litros

    • James Bond says:

      Ou ainda:

      12056 l / 159 l = 76 barris (aproximadamente) :-)))

    • Vítor M. says:

      Boas.

      Acho que os valores que acrescentei já estão certos.

      Acho, pelo menos interpretei os valores por barril (cada barril leva 158,9873 litros de crude) e custa 57,44 euros o barril (preços convertidos do mercado de Brent).

      Assim 4398 euros daria para comprar 12 216 litros aproximadamente.

      Ou estarei enganado?

  27. RaCcOn says:

    Sinceramente e apesar da enorme quantidade de impressões que faço não é coisa que me preocupe.
    Eu tenho o meu negócio, eles tem o deles…se o deles é mais lucrativo que o meu…
    Certamente que não são eles que estão mal mas sim eu.

  28. Bovidino says:

    A isso se dá o nome de ‘CAPITALISMO’.
    O sistema de mercado onde os mais espertos se aproveitam dos mais bobos.
    O sistema de mercado da ‘propriedade intelectual’.
    O sistema de mercado que aliado ao sistema de governo chamado de ‘DEMOCRACIA’, nos induz a pensar que isso tudo é muito bom e que somos donos do próprio nariz.
    Todavia, ambos os sistemas são dominados há séculos por elites que dominam o mundo.
    Levantei apenas a ponta do iceberg.

  29. Nuno Sousa says:

    Pequena nota aritmética:


    Então temos 4398 euros em tinta, com este valor podemos comprar:

    *12173,157 litros de crude
    *… (não me dei ao trabalho de converter mas devem existir mais erros…)

    Em vez de:


    Então temos 4398 euros em tinta, com este valor podemos comprar:

    * 0.36cl de crude
    * 130 gramas de ouro
    * 48 garrafas de Moet & Chandon Brut Chandelier (5ml = 6.10€)
    * 5 000 000 garrafas de água de litro

    Uso o sistema continuo de tinta há já 2 anos e sinto-me bastante feliz pela troca!!!
    Costumo encomendar a tinta de: http://www.printsemfim.com/

    Cumprimentos

  30. Iv@n says:

    Taí uma coisa que já me irritou. Como pouco uso impressões e qdo vou me deparo com bico entupido, cartucho ruim, etc…
    Desisti dessas “drogas” e dessa condição imposta pelos fabricantes.
    Qdo preciso passo para o pen e uso os serviços disponíveis na praça. Pago uma miséria e não me aporrinho mais com.

    Boas a todos.

    Iv@n

    • Fazes muito bem, quando a minha impressora estragou, também pensava que necessitava de comprar uma nova imediatamente, fui deixando passar o tempo, como belo tuga que sou e… E agora já passaram 3 ou 4 anos e continuo a não necessitar de imprimir.
      Poupo nos tinteiros, papel, ambiente e cheguei à conclusão que o que necessitamos de imprimir é mesmo muito pouco.
      O Homem é um animal de hábitos.

    • Vítor M. says:

      E cada vez mais se justifica imprimir fora, principalmente material com cores.. então fotografias nem se fala.

    • Rui Costa says:

      Boas,

      A minha última impressora morreu há cerca de 9 anos, coitada, vítima dos elevadíssimos preços da sua reparação. Felizmente hoje dou-lhe razão, deixa-la morrer foi a melhor solução.

      Poupei dinheiro desde então. A minha actual impressora chama-se “dopdf” e encontra-se num clique perto de si. Quando preciso de levar a informação para a vida real, levo-a até um empresa de impressões e dou-lhe vida por um valor irrisório (perante o custo real da tinta).

      Poupem o ambiente e ele vos sorrirá!

  31. José Miguel says:

    O melhor continua a ser encher os tinteiros, porque no fundo as impressoras serão sempre usadas. As melhores impressoras para isso são as Brother. Levam bastante tinta (que é a mais barata do mercado)e não têm cabeças de impressão no tinteiro, o que prolonga a sua vida.

  32. Diogo says:

    Excelente artigo!! Nunca tinha ouvido falar desses sistemas. Muito bom!

  33. avlis rotiv says:

    Estupefacto! Bastante interessante este post!
    Excelente trabalho! 😉

  34. arkan says:

    Uso ink jet nas minhas tres impressoras epson, de fazer dvd e vender 🙂

    entao nem ligo para o custo…

  35. BlinZk says:

    É sem dúvida um pouco assustador, estes negócios da impressão.

    A meu ver, a UE tem que meter uma mão no assunto e criar regras de defendam um mercado justo quer para os consumidores, como para os fabricantes.

    Devíamos poder comprar somente “depósitos de tinta” e não tinteiros.
    O preço que pagamos não é somente a quantidade de tinta que lá vem dentro, mas sim o tinteiro em si, com toda a tecnologia de impressão incluída.

    Na minha opinião, a UE devia “obrigar” os fabricantes e colocarem a tecnologia de impressão totalmente integrada na impressora (ou até com cabeças de impressão substituíveis), e obrigar que o negócio da tinta fossem somente depósitos de tinta, com encaixes compatíveis, para que haja uma concorrência mais justa.
    Isto já acontece em algumas impressoras de grande formato e industriais e não faz sentido que os consumidores particulares não possam também fazer.

    Na impressão de grande formato, compram-se depósitos com tinta da cor pretendida (tipo 1L ou 2L) e fica ligado à impressora através de finas mangueiras. Não faria sentido uma empresa de impressão ter que substituir todo o sistema da cabeças de impressão.

    Parece-me que nós consumidores domésticos também temos direito a poder comprar SOMENTE a recarga de tinta e SOMENTE da cor que necessitamos! Mas para isso, é preciso que a UE tome medidas!

  36. Bruno says:

    Motivo: a tinta é feita de sangue de unicornio. 😉

  37. Diogo says:

    Para quantas impressões dá um litro de tinta?

  38. lima limas says:

    Recentemente devolvi um multifunções Brother 590cw pelo facto de ter imprimido 185 paginas sendo destas 8 a cores, com os tinteiros que trás de origem e um mais pack original.Recebi informação da marca de que não tinha qualquer avaria e que motivo deste consumo era de ligar e desligar. Nunca devia desligar o multifunções. Destaa forma concluimos que as impressoras gastam mais tinta a ligar do que a escrever. Desta marca nem mais uma.

    • lmx says:

      oas..
      são todas iguais meu caro quando ligas ele vai limpar cabeças e ja estas a facturar e ainda não viste nada.
      achas que as marcam brincam em serviço, has-de abrir uma e verifica o contentor de limpeza, até de “passas” com o que vais ver.

      cmps

  39. lima limas says:

    Oito páginas a cores quanto pela descrição do producto devia imprimir mais de 400.

  40. helder says:

    É, já tinha feito essa conta… fiquei com os queixos no chão na altura e praticamente que abdiquei de imprimir, só mesmo em última necessidade.

    Mesmo desconhecendo os custos de produção arrisco a dizer que é o maior roubo da história da humanidade, pior só mesmo quando tivermos de pagar imposto por cada batimento cardíaco.

  41. Zé Miguel says:

    Não se esqueçam que não estão a comprar apenas a tinta. Estão a pagar também a embalagem. Neste caso 200 embalagens de plástico.

    As empresas deviam ser obrigadas a colocar mais tinta E GARANTIR QUE É TODA UTILIZADA. Que a epson manda mudar o tinteiro quando este ainda tem tinta…

  42. AbreU says:

    Fogo por esse dinheiro dava para comprar um pc bomba e ainda uma ps3 e a 360 e vários jogos =D

  43. Paulo Carvalho says:

    Esta história já é velha!!! à cerca de um ano atrás esta lenga-lenga circulava nos emails. Pessoalmente à muito tempo que vendi as minhas duas impressoras que me ofereceram e tudo que necessito de imprimir (que não é de grandes quantidades) vou a uma casa da especialidade e pago uma pechincha pelo trabalho. Este tema levava-nos a discussões ainda maiores. Á uns dias atrás estava eu num café e ouvi um homem a barafustar com o preço da gasolina e blá blá blá…passei por ele e perguntei-lhe apenas quanto é que ele ia pagar pela mini que estava a beber enquanto barafustava….ele ficou a olhar para mim.

    Cumps.
    Paulo Carvalho

  44. Paulo says:

    Os tinteiros são caros porque os tinteiros têm muita tecnologia ao contrário do que a maioria possa pensar…

  45. João Ramiro says:

    interessante, já tinha pensado nisto um dia em que comprei uma impressora, de marca HP por cerca de 50€. ora os tinteiros acabaram e eu precisava de 4 tinteiros novos. o meu espanto era que os tinteiros eram 19€ cada os das cores e 17€ o preto. ao fazer as contas decidi comprar outra impressora pelos mesmos 50€!

  46. Jaime says:

    É realmente um artigo interessante.

    Os tinteiros são caros, porque para alem da tinta, tem que se fazer a embalagem, e não lhes interessa (à marca) fazer-los mais baratos.

    Porque não fazer tinteiros maiores e adaptados para encher? Talvez de 25ml? O preço por unidade iria reduzir certamente.

    Eu não gosto dos tinteiros reciclados, pois só dão problemas (já tive de deitar fora 2 com metade do conteúdo) e por uma diferença de 1/2€ o tinteiro por vezes, até dá jeito saber quando ele está quase vazio (graças ao inovador chip que também causa dores de cabeça nos reciclados)

    Quanto a comprar uma impressora nova de cada vez que precisam de tinteiros, não vos compensa…para a minha Epson a embalagem original com os 4 tinteiros custa 33€. Isto falando de tinteiros para uma multi-funções. Compensa mesmo fazer lixo electrónico?

  47. PJviana says:

    Eu penso que cada mais vale imprimir fora de casa! Eu já não tenho impressoras em casa a trabalhar à varios anos. Até tenho uma Hp A3 quase nova a apanhar pó! Impressoras a lazer fica mais barato para quem imprime muito! Para imprimir pouco mais vale pagar nas lojas da especialidade!

    Estavam a falar de preços! Numa impressora Xerox o preço de impressão a Preto custa menos de 0,02€ e a cores menos de 0,08€ + IVA isto numa folha SRA3 que é um pouco maior que o A3! 😉

    • sabougo says:

      Eu estranho esses preços de 0,02€ por impressão a preto.

      Se as fotocópias normalmente são a 0,1€ e são mais baratas que as impressões, escapa-me algo.

      Se para esgotar o tinteiro, umas 300 folhas a preto, dá uns 6€, e são bem mais caros que isso, e logo dava prejuízo.

      Na melhor das hipóteses essa impressora xerox é a lazer.

      Ainda assim tirar essas cópias nas escolas costumam ser mais caras.

  48. Yamato says:

    Já à muitos anos atrás quando comecei a trabalhar a HP e a Olivetti vendiam tinteiros isolados e conjuntos tinteiros com cabeça de impressão, usávamos tinteiros novos até à cabeça de impressão dar o berro (durava para aí 15 tinteiros se bem me lembro) e ai abríamos um conjunto e montávamos o nova cabeça e depois o novo tinteiro.
    Quando se acabou com isto e todos os tinteiros começaram a vir com cabeças de impressão incluída deram um tombo e ficaram a quase metade do preço do tinteiro isolado.

  49. Oliveira says:

    Realmente, muito bem visto!

  50. InfectedM says:

    Epah… esta noticia tem mais replies que um post sobre um iphone novo!! LoL

    Só duas coisinhas acerca desta matéria…

    1º – De facto os tinteiros reciclados são bastante mais baratos face aos originais, mas a qualidade dos mesmo é uma desgraça na maioria dos casos. Eu faço parte do grupo que não dá um uso considerável à velhinha multifunções HP cá em casa (custou uns 60€ à uns 6 anos atrás!) mas sempre que tive que comprar tinteiros foram originais.
    E porque? Porque com a velhinha multifunções Epson que sempre usou também tinteiros originais, tinha ela 1 aninho e pouco quando a minha irmã se lembrou de comprar um par de tinteiros reciclados e as primeiras 5 impressões parecia estar tudo bem… tirando o facto do magenta ser meio rosa e o preto ser cinza…! o problema veio passado 1 mês depois da maquina estar parada com aqueles tinteiros lá dentro… nova impressão… e não sai cor magenta nem preta! Limpeza de cabeças… nada. Tinteiro preto novo original… nada! Enviamos para reparação, resultado… reparado ao abrigo de garantia -> Substituição de cabeça de impressão.
    Depois de acabado os tinteiros originais (o magenta entretanto foi trocado por original) decidimos comprar novamente reciclados. Resultado: Ao fim de umas 3 semanas parada, voltou a secar a tinta na cabeça de impressão e voltou a dar cabo da máquina. Como precisávamos de imprimir fomos a correr comprar a actual HP!
    Moral da história: Os reciclados são muito bonitos e baratos, mas a qualidade na maior parte das situações é uma real porcaria. Actualmente trabalho numa loja que vende imensos consumíveis para as mais variadas máquinas no mercado e também vendemos algumas referências de reciclados e posso garantir que não os recomendo a ninguém. à uns 2 anos atrás (+-) deixamos de vender reciclados HP. e porque? 6 em cada 10 dava problemas, ou não imprimia uma ou mais cores no caso do de cor, ou não era reconhecido pelo equipamento, ou borratava a impressão toda, ou porque a tinta não secava nas impressões fotográficas (papel próprio).

    2º – Tinteiros a 50% é cada vez menos usado pelas marcas. Actualmente onde trabalho, todos os equipamentos a jacto de tinta vêm com tinteiros a 100%.
    A diferença é que a maioria das marcas agora disponibiliza tinteiros e diferentes capacidades, ou seja, HP tem a referência HP 300 cor e 300 preto, e disponibiliza o 300 cor XL e 300 preto XL com o dobro e triplo de tinta respectivamente. O equipamento que compramos que trabalha com estas referências vem com a referência 300 normal!
    A Epson tem nos equipamentos actuais, usado a referência TO711, TO712, etc. Mas têm em linha o tinteiros TO711H que é uma embalagem com 2 tinteiros com o dobro da capacidade mas não é o dobro do preço.
    Os equipamentos que usam estes tinteiros vêm com o TO711 normal!
    Nos equipamentos laser continua a reinar a história dos consumíveis a 50%. Não se esqueçam é que na maioria dos equipamentos laser não é só toner que se compra! Tirando (alguns) equipamentos laser HP, a grande maioria das marcas para além dos 4 toners (equipamentos a cores) usam também unidade de imagem/tambor (que é habitualmente EXTREMAMENTE caro), depósito de resíduos, correias, etc.

  51. darth_paul says:

    é por isso que eu so comprei a minha impressora depois de saber que havia tinteiros reciclaveis baratos. senao nem a queria para nada, que os originais sao um roubo

  52. Manrhax says:

    a mais de 8 anos que nao compro cartucho original exatamente por isso….fico imaginando quem compra!!O_o

  53. Hugo Cura says:

    Agora que tive tempo de ler o artigo (não os 108 comentários) vejo que, no teu caso Vítor, compraste a impressora sem olhar ao que é mais importante e onde realmente está o negócio (tal como referiste).

    Eu tinha uma impressora Epson jacto de tinta a cores, desde 98, e assim que descobri que existiam tinteiros de marca branca a 2€ (meia dúzia e picos de anos depois) fiquei estupefacto porque não tinha essa ideia do negócio que ali se movia.

    Recentemente, aí há meio ano, precisei de adquirir um multifunções. A condicionante na minha escolha foi mesmo essa. Fui ao ebay e procurei as marcas com tinteiros de marca branca mais baratos (que são sempre os que não incluem o jacto de tinta no mesmo). A escolha incidiu na marca Brother e por 18€ comprei 10 tinteiros (2 de cada cor + 4 pretos) de qualidade indiferenciável perante os originais.

    • Hugo Cura says:

      Atenção que não falo em reciclados, falo em marca branca. Acho um risco reciclar tinteiros HP, que usam sempre o mesmo jacto (pelo menos até há algum tempo isso não se substituía), já que aquele jacto foi feito para funcionar e injectar determinada quantidade de tinta e não X vezes mais, onde X é as vezes que é reenchido, a qualidade de impressão certamente diminuirá.

    • Vítor M. says:

      Pior é que nem fui eu que a comprei, foi oferecida. Uma impressora portátil, com bateria, onde podes fazer fotografia com uma qualidade fantástica… o preço dos tinteiros é que são proibitivos… pelo menos os originais!!! 😉

      • Hugo Cura says:

        Ah ok, isso explica tudo 🙂

        Também não estava a ver a “caíres na esparrela”, a não ser que quisesses muito esse modelo portátil (provavelmente com poucas alternativas na concorrência).

  54. Nuno says:

    Olha descubriu a polvora …

  55. Hugo says:

    Boas.

    Bom artigo!
    Eu por acaso já estava ao corrente disto…

    Eu comprei a minha impressora a olhar primeiro para o preço dos tinteiros compatíveis.
    É uma Canon MP600 e leva 5 tinteiros, originais custam 14€x5 = 70€
    Compatíveis fica 1€x5 = 5€

    Diferença brutal…preferi dar 150€ pela impressora e poupar nos consumíveis…

    Cumps

    • Nate says:

      Boas

      Pois, essa é a melhor solução para a maioria dos consumidores, o problema é para os que tem impressoras que não tem tinteiros reciclados compatíveis.

      Mas, por acaso não estava ciente de que um litro de tinta para impressora custa 4000 euros.

  56. PorcoLino says:

    Se eu só quero preto e branco, não era mais fácil ter uma “impressora” que queimasse o papel até ter X grau de negro?

  57. Rfas says:

    Já tinha feito estas contas.
    Daí para cá tenho usado a minha impressora apenas como scanner, digitalizo tudo e coloco no meu dropbox.
    Resultado: Ganhei espaço em casa e poupei nos tinteiros!
    Parece por demais evidente que há que pensar cada vez mais que o papel tem tendencia a acabar…não só em termos ecológicos como em termos economicos.

  58. PEDR0 says:

    Inda nao vi ninguem que faça o que eu faço mas que dá mais trabalho claro que é encher eu proprio o tinteiro. Desde á mt tempo que comprava os tais reciclados que no preço sao melhores que os originais. Claro que ha tintas e tintas. Já me dei mal com uma marca em que borratava mais e noutra em que a qualidade nao era tao boa mas quem nao quer pagar muito tem que se sujeitar e ser esperto. Ir experimentando…
    Ja nao me lembro ao certo por quanto ficou mas na loja em que comprei e que ja tinha comprado la tinteiros reciclados resolvi pedir em quantidade e encher eu mesmo. O empregado ate me perguntou quantos litros eu queria (hehe) e para experimentar la optei por uns modestos 250 ml. Ja nao recordo bem quanto foi mas foi algo do tipo 5e, 10e máx. Ensinaram-me a encher… com uma seringa e demora uns 10m…mais a tinta a repousar…uns outros tantos e pronto em vez dos 4000 e tal aerios gastam uns 20e/L.
    A impressora é uma multifunçoes HP dessas de 60e e para uso domestico e academico xega. para o que pago a qualidade é mt aceitavel e tou admirado com o tempo que tá a durar

  59. Carlos Ribeiro says:

    Muito provavelmente o preço é inflacionado após ter saído das fábricas desde o armazenista até à loja final, por isso sou da opinião que devia ser como no passado anos 70 onde muitos produtos dia PVP – Preço de Venda ao Publico ou PMVP – Preço Médio de Venda ao Público, mas isso é coisa que não interessam aos governos por causa do IVA que se coloca em cima da especulação.
    Artigo Excelente.

  60. easynote says:

    Ainda bem que eu pago 4.5€ de cada tinteiro compativel (nao reciclado que estraga tudo)

  61. Tiago says:

    Quando os meus tinteiros acabam, compro uma impressora nova!!

  62. sSs says:

    Post engraçado…

    Podiam apanhar a embalagem e fazer a criação de um “apoio ao consumidor” de impressoras / multifunções que o preço por página fosse o melhor.

  63. André Almeida says:

    Fiz as contas da minha impressora e realmente são números impressionantes.
    Por um tinteiro preto 1 Litro – 1330€
    Por um tinteiro de cor 1 Litro – 2129€
    Fazendo (2129 x 3) + 1330 = 7717€ em 4 litros de tinta.

    Realmente entende-se porque é que “dão” as impressoras.

  64. sSs says:

    E já agora, quais os melhores sítios para comprar tinteiros compatíveis que não expludão dentro da impressora.

  65. Pedro Pimenta says:

    Boa realmente esta é uma verdade PURA E CRUA ja por isso desde 2005 +/- que so uso EPSON seja a R300 ou a R1800 com sistema de alimentação continuo CISS 🙂 por 50€ compro 8litros de tinta claro não da original mas para o que é serve imprimo muita “fotografia” e sem duvida que isto do CISS vale bem a pena e alias tambem uso tinta Pigmentada e tinta para sublimados 🙂

  66. Eu mesmo says:

    Tinteiro novo??? Nunca ouvi falar de semelhante coisa. Julgo que deve ser aquelas coisas que vinham na impressora oferecida quando comprei o computador, paí à 3 anos atrás.

  67. Alfredo Soares says:

    Se procuram tinteiros e toners ou até mesmo tinta para tinteiros ao melhor preço do mercado vejam em http://www.jatinteiros.com
    Eu comprei lá e estou bastente satisfeito com a qualidade dos produtos. Recomendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.