Quantcast
PplWare Mobile

Milhões de utilizadores Android vulneráveis, diz o FBI

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. juca says:

    Meu rico Belle 🙂

  2. sergio says:

    todo mundo está vulnerável, digo eu

    • miguel says:

      eles que actualizem a versão…
      compraram um android chines que a marca não da suporte técnico, problema deles, a google não tem culpa da má escolha das pessoas.
      eu tenho um galazy s i-9000, e esta com o 4.2.2
      e esta sempre a sair actualizações para ele, de versões + estáveis

      a google é nossa amiga é preciso é fazer escolhas + acertadas, as pessoas compram android por estar na moda, e ser barato… querem barato tem qualidade barata.

      • Nuno Vieira says:

        Acho que te esqueceste de mencionar uma pequena situação. Se tens o Android JB 4.2.2, então estás a usar uma versão não oficial. Oficialmente o Galaxy S só foi actualizado até ao 2.3.6. Para instalar a versão não oficial é necessário desbloquear o bootloader, algo que está para além das capacidades de maior parte dos utilizadores. Outro promenor é que se algo correr mal a flashar a ROM o fabricante não se responsabiliza por isso (embora nunca me tenha acontecido isso, é sempre uma possiblilidade).

        Mesmo a própria Google tem aparelhos deles que não se contram com a ultima versão, o Nexus e o Nexus S.

  3. Pedro Oliveira says:

    E se estas vulnerabilidades não passassem de um esquema para fazer os leitores irem a correr comprar a última geração do Samsung Galaxy ou HTC X, ah? Aí é que eu me ria.

    EU QUERO VOLTAR A TER UM NOKIA 3310!

    • justanotherone says:

      Se fosse sob perspectiva comercial ou de marketing, acho que era correr para ir comprar windows phone, ios, ou bb.. sempre é 1% !

      (just to be funny, and not a hatter) Uma vitória clara para o Android, com 79% só para si!

      PS: No final das conta sobra 1%… ou então aquele “cada” faz com que fique % é a mais…
      79 + 19 + 1 = 99 ou 79 + 19 + 1 + 1 + 1 = 101 ! Mékié?!

      • Diogo R. says:

        Sobra 1%? Para os 101% estarem completos xD

        A bb está a cair, e ja nem a usam para fins governamentais na EUA, como ja tinha dito, o WP agora está forte para a escolha dum SmartPhone, so que não optaria por um lumia, paga-se um balúrdio para hardware ultrapassado, o preço do 1020 hilariante, vi fotos dele e não tem nada de mais em comparação a outra camera com OIS.
        Com WP so a HTC e Samsung é que se escapam.

  4. Serginho M says:

    Windows Phone é que rula!! 🙂

  5. Zerg says:

    Pensava que só os produtos da Microsoft é que eram fracos na segurança… Mas afinal era apenas uma questão de quota de mercado =)

    • sergio says:

      claro, por isso é que disse que todo mundo está vulnerável, não só depende de quota de mercado mas também da vontade de um individuo,organização ou governo

  6. Tony says:

    Disto tudo só não compreendi a primeira frase:
    “O sistema operativo Android é ainda o mais utilizado no mundo, no segmento dos smartphones e tablets. ”
    Mas existe outro SO móvel com cota de mercado que se aproxime do Android?
    Talvez seja por isso que haja mais malware para estes dispositivos… Certamente não iam longe os “ciber-criminosos” a desenvolverem e tentarem explorar vulnerabilidades para BlackBerry 🙂
    Mas não sejamos cegos todos os SO tem vulnerabilidades! Apenas se fala mais nas do Android pois a cota de mercado é claramente superior de os demais.

    • João Gonçalves says:

      Então concordas que o Windows não é fraco mas sim alvo da sua própria cota de mercado, ou seja, 92% certo?

    • miguel says:

      tá calado rapaz, o iOS tem quase a mesma quota do android em aparelhos vendidos, so em portugal é que o pessoal é pobre e compra samsung.
      Sendo assim como explicas que o android tenha 93% dos virus moveis e o iOS apenas tenha 0.7% ? loooooool

      • Nuno Vieira says:

        É muito simples a explicação. No Android irá sempre ser mais fácil instalar malware do que no iOS. Tal como numerosos estudos mostram grande parte do malware vêm de lojas de aplicações de terceiros, e de aplicações descarregadas e instaladas no telemóvel. Nenhuma destas duas hipóteses são possíveis no iPhone, porque és sempre obrigado a utilizar a App Store. Está claro que todos os telemóveis android bloqueiam por defeito instalações que não vêm da play store, se alguém decide desativar essa opção sem confiar plenamente no que vai instalar então merece ser infetado. Ter liberdade também implica ter responsabilidade.

        O maior problema de segurança no Android são a falta de atualizações por parte dos OEMs. Isto faz com que os utilizadores utilizem versões antigas do SO vulneráveis a ataques que já foram corrigidos nas versões mais recentes.

        Mas se não acreditas em mim então recomendo que leias o relatório da Symantec. Neste relatório também vais reparar que no ano anterior o iOS teve de longe mais vulnerabilidades que o Android (387 vs 13), mas as razões ditas em cima explicam o resultado.

        Aqui segue o link em caso de não conseguires encontrar.

        http://www.symantec.com/content/en/us/enterprise/other_resources/b-istr_main_report_v18_2012_21291018.en-us.pdf

      • Kito says:

        Por causa do próprio SO, uns integram-se com o aparelho e permitem controlar tudo, outros continuam na idade da pedra..

        Vais ver que no futuro vai ficar tudo mais parecido com Android 🙂

  7. fLaSh says:

    Memoria curta o FBI.. ainda a pouco houve uma polemica em que ouve indicios fortes que andavam a espionar o mundo na web..
    Tenho minhas duvidas se não andam a espionar tambem os sistema baseados em linux.. como é o caso do Android..

    Ah pois eles podem.. dizem que é para defender as ameacas contra USA bla bla.. hipocrisia dos amaricanos e suas forcas secretas..

  8. João Esteves says:

    É mais um esquema contra a pirataria. Levar as massas a pensar que se não comprarem tudo legal acontece isto e aquilo. Levando as pessoas a pensar que não compensa não pagarem pelas apps. As pessoas ficam com medo e sem andarem a correr atrás dos tão criminosos e tão maliciosos piratas, acabam com a pirataria sem mexer uma palha.

  9. Duarte says:

    Não acredito nisto. Que exista malware para android eu até entendo, agora dizer que apenas 1% afeta o IOS?!

    Tretas! O IOS é mais vunerável que o android (noticia adiantada (até!!!) pelo pplware.

    Cheira que alguém ganha com estes resultados. 😉

    A google não deixaria a sua galinha dos ovos de ouro andar assim à “deriva” de problemas constantemente.

    • miguel says:

      és bem ignorante, o iOS não tem 1% do malware, tem 0,7%!!!!! o iOS é um sistema fechado e a App Store é segura não é como a google play que qualquer um pode meter lá um virus e não acontece nada. és aziado e mais nada.
      e já agora…Android é a galinha de ovos de ouro da google? lol, a google nada ganha com o que a samsung vende, a galinha de ovos de ouro da google, é o chrome OS. é esse o foco deles.

      • DeuX says:

        Ainda chamas ignorante aos outros… O Android, para a Google, é uma plantaforma para lancarem publicidade especifica ao utilizador. Publicidade essa que é a principal fonte de receita da Google. Desculpa que te diga, mas quem parece aziado és tu. Tanto uso Android no smartphone como iOS no iPad por isso tento abstrair-me um pouco desta “fanboyismo” mas já reparei que és daqueles artistas que defende a sua escolha com unhas e dentes sem pensar que o que é bom para ti pode nao ser bom para os outros.

  10. Ivan Cantarino says:

    Aí vem barulho!!!

  11. Diogo R. says:

    Como é que a symbian tem virus? Aquilo é um OS de m*rda, suportado por hardware ainda pior…Não percebo como perderam tempo a criar virus para essa plataforma.

    Começo a ver o WP como o candidato para o proximo upgrade 🙂

  12. Roberto says:

    Qual e a novidade? O iphone e um tlm caro, que nem toda gente pode comprar, o android, tem mais variedade e preços mais acessíveis…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.