Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft: Dados dos Europeus ficam na Alemanha

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Andreia de Almeida


  1. cc says:

    Eles lá nos EUA lg passam uma lei que impede que dados sejam guardados fora do país e volta ao mesmo (pra eles).

    • tekMan says:

      Mesmo que o governo americano aprovasse uma lei dessas, não poderia obrigar empresas de direito internacional a partilharem informações, e a Microsoft tem várias empresas baseadas na Europa. No limite, a própria Microsoft poderia mudar a sua sede para outro país qualquer.
      Acho que esta medida é a melhor resposta, assim como a retirada de servidores alojados na Rússia onde o governo também exigia ter acesso.

      • cc says:

        Eu não fui tão longe. Só especulei que os EUA podiam forçar a que os dados produzidos no país deles tivessem de ser armazenados lá como (acho eu se a memoria nao me falha) a união europeia forçou as empresas a sediar os dados produzidos na europa na propria europa.

      • mc says:

        1º) não existem “empresas de direito internacional”;
        2º) um governo como o dos EUA pode simplesmente pressionar a MS nos EUA, e provavelmente fá-lo-à, se não publicamente, em privado;

        Quanto à Rússia, é simples: se queres operar lá, tens que guardar os dados lá e ponto; mas se achas a Alemanha uma localização segura, esqueces-te que: 1º) também espiam tanto empresas, como governos e cidadãos, próprios e estrangeiros; 2º) partilham os dados com os americanos…

    • Neopunk says:

      Isso não é válido quando a empresa que opera o Datacenter é Europeia, não é por acaso que é a Deutch Telecom a operar os Datacenters.

      Esta prática não é nova, já tinha sido introduzida na China, é também um operador Chinês que opera o DC lá.

  2. MAXGuetto says:

    antes vender me aos americanos que aos alemaes! America saves the world, o resto ja se sabe.

  3. JJ says:

    Com tantos países na UE, porque da Alemanha!? Acho que fazia mais sentido, numa Suiça por exemplo…

  4. umx says:

    Em termos de espionagem é igual USA ou Alemanha, em termos oficias e legais já é bem diferente

  5. Diogo Alexandre says:

    USA e Alemanha são iguais. houve à pouco uma noticia que a nsa tinha trabalhado com os alemães para espiarem juntos.

    • Joao says:

      É que é mesmo! É igual estar nos EUA ou na Alemanha, eles todos acedem directamente a tudo o que querem e até se vigiam uns aos outros para contornar as leis que os impedem de vigiar os próprios cidadãos.
      A única forma é:
      1) não guardar nada remotamente;
      2) se guardar remotamente ser tudo encriptado localmente com chaves simétricas de 256 bit ou superior, para que não possam ler os dados;
      3) ser guardado apenas numa conta à escolha do utilizador, em qualquer servidor da sua preferência ou até mesmo sob o seu controlo directo além de encriptado localmente com a tal chave simétrica de 256 bit ou superior.

  6. YaBa says:

    Tanta gente preocupada onde andam os seus dados e logo a seguir vão às redes sociais fazer upload de mais umas fotos.

    Que giro.

    • Joao says:

      Mas aí escolhem o que querem partilhar!

      Não é a mesma coisa que partilhar tudo e mais alguma coisa sem ter tomado acções explícitas com esse objectivo claro.

  7. Diogo Alexandre says:

    E infelizmente não há pais seguro para guardar essas informações. não me venham dizer que na suiça ou noutro país que é diferente, que não é. basta eles quererem. a solução passa por melhorar as encriptações de hoje, pois há encriptações que resultam como por exemplo a encriptação PGP que pouca gente conhece, onde tem 4096 bits. Outro bom exemplo é o programa truecrypt que foi encerrado, era um bom programa que estava a dar muito trabalho aos meninos, como não podiam por spywares ou backdoors fecharam a empresa, limitando-se a dizer que o programa não era seguro. lol. Tambem teremos que criar novas encriptações militares muito fortes. Em relação aos sistemas operativos, o futuro passa por sistemas operativos open source como por exemplo o tails, onde todo o disco fosse altamente encriptado. Depois tambem seria preciso boas encriptações de comunicação, onde todos os dados em comunicação teriam mais umas camadas de encriptação. como por exemplo a rede tor e a rede i2p.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.