PplWare Mobile

Mega acção nacional anti-pirataria!!!


Autor: Pedro Pinto


  1. hugo says:

    Mamãe, hora de esconder as máquinas no porão e esperar chegar dezembro!

  2. Marcos says:

    Para acabar com a pirataria,basta parar de vender gravadores de DVD\CD.e diminuir os impostos nos produtos…..

  3. aver says:

    E não é que há entre 50 e 60 empresas de arqueologia em Portugal, que empregam em média entre 15 e 20 pessoas ? Dá entre 1000 e 1200 pessoas. Não sabia.

  4. Ah, eles que venham 🙂 deviam de aproveitar para meter muito dinheiro ao bolso à pala desses “profissionais” sem software legal… (se fosse num governo “ideal”, até usavam esse dinheiro para poderem baixar os impostos)

  5. Rodolfo Barros says:

    Para acabar com a pirataria deviam era prender os ministros todos, eles sim, são os verdadeiros piratas! Quando é que essa cambada de corruptos se mentaliza que o salário médio em Portugal é de 500€, pagar 300 de renda, fora água, luz, gás e todas as despesas do dia-a-dia e no fim nem sequer resta dinheiro para comprar um misero cd.

  6. UKN says:

    Só tem é que ser … lucro assim é que não.

    Só não se esqueçam é de avisar também as editoras para roubarem também menos a ver se o pessoal compra mais …

  7. LuisFIlipe says:

    quote @Marcos:”Para acabar com a pirataria,basta parar de vender gravadores de DVD\CD”
    LOL – mas quem é que ainda usa DVD/CD’s, mas ok.

    É claro que uma boa parte deste problema passa pelos altos representantes do País continuarem ou não a fazerem contratos com a M$ e não apostarem em SW open source.
    Penso que o software open source existente servirá para a maioria das empresas, contudo o problema passa para: as PESSOAS. Simplesmente não querem mudar para uma “coisa” que faz o mesmo ou melhor ainda.

  8. m00nbl00d says:

    Será que os tipos da lei vão pressionar as lojas de informática, que instalam versões piratas nos computadores dos clientes, para que estas lhes ligam quem são os clientes, para que possam ir a casa deles impôr a lei?!

    Não! A sério… É que em quase, se não mesmo todos, os computadores novos encontramos o Offce 2007 instalado, e não foi por o cliente ter pedido. A loja instalação e usou uma licença pirata.

    Nesta situação, quem estará a cometer a ilegalidade?

    Nem a loja, nem o consumidor, mas sim a empresa que o desenvolve balúrdios pelo programa em questão. Estes, sim, deveriam ser multados e ir p’ró chilindró!

    Viva o software livre! (se é que me entendem… 🙂 ) E não pagam mais por ele!

  9. XarouZ says:

    Eles que venham!
    Para me apanharem a mim terão de apanhar metade de Portugal! https://pplware.sapo.pt/wp-includes/images/smilies/icon_smile.gif

  10. Lápis Azul says:

    Querem lá ver que esta malta vai p’rá Somália caçar piratas???

    …”Anda cá meu pirata… olha que te “amando” com um CD do Clemente á cabeça!!.. Não tens medo???… Então já vais ver quando levares com uma coletânea do Graciano Saga! …”

  11. Carlos says:

    Acho piada a estas associações portuguesas. Queixam-se da pirataria de software mas também não divulgam as alternativas grátis, enfim…

  12. Manuel Cardoso says:

    Mas atneção, eles são uns porreiros: Em muitos casos mandam uma carta registada a dizer que irão aparecer e em que dia. Estranho? Pois eu sei de pelo menos dois casos. Dá tempo para…. pois.

  13. leo says:

    Ó pessoal, ó pessoal …
    Não vos tiro a razão e tb acho que ganhamos é pouco, q os impostos é q deviam ser menos, e os orgãos do governo os 1ºs a ser fiscalizados, etc, etc, mas … esta acção d fiscalização desta vez vai incidir sobre empresas e organizações, que muitas vezes mantêm os seus colaboradores a trabalhar com equipamento q já devia era estar no museu, enquanto poupam para andar de Mercedes SLK, Audi A8, Porshes Cayennes e mts + … casas na praia, no campo, na serra e no rº q os prtª …
    Então, aki o Zé Povo tem d se “amanhar” e sacar da net umas “ferramentazinhas” extra p fazer o serviço … deste ponto d vista, isto a té é bem vindo …
    Tenho o u não tenho razão …?
    Quando eles vierem sobre o Zé, então aí é q a porca torce o rabo …

  14. songamonga says:

    Esta “associação” cujo nome deveria ser modificado, pois trata-se de “algo” diferente, com a possibilidade de exerver de poderes públicos, incluindo solicitar mandados de busca, é o “braço armado” da MS em Portugal.

    A carta de que acima se fala, vai na maior parte dos casos, para as empresas que eles sabem não ir inspeccionar. O efeito pretendido é outro. Mas não acho mal, se alguém pode pagar software da MS são as empresas. Já trabalhei numa que utilizava o Works e pagava salários mínimos aos trabalhadores de escalões mais baixos, para o dono poder comprar iates 🙁

  15. songamonga says:

    “exercer” corrijo apenas pelos “papagaios de pirata” que frequentam o site e aos interessados informo que em expressões estrangeiras não se utilizam aspas, mas sim itálico.

  16. wait013 says:

    Então e ja agora como será possível “apanhar” alguem quem tenha programas piratas, mas PORTABLE?

  17. foxval says:

    @aver
    Essas empresas de arqueologia não empregam mais de 2 pessoas onde se incluem os próprios que criaram a empresa. Depois contratam a recibos verdes. É um trabalho altamente precário para quem trabalha e tem gosto pela actividade. Para quem está à frente do negócio é altamente rentável. Em obras públicas e algumas privadas o estado que obriga a diversos estudos, onde se inclem o famosos Estudos de Impacto Ambiental, paga, tarde mas paga, o suficiente para todos os intervenientes levarem uma vida muito estável em termos económicos. Mas esses valores não chegam ao trabalhador. Depois há casos que nem a comunicação social quer publicar como uma dessas empresas de arqueologia ganhar todos os concursos públicos de estudos para construção de novas estrque concorria

  18. foxval says:

    ups… bem, resumindo, a empresa estava em nome da esposa do sr eng que por acaso era o director do organismo que aprovava os concursos… enfim nada de novo.

  19. Metralha says:

    Isto é tudo muito bonito, mas vejam lá se o governo chinês se preocupa com estas cenas, a M$ lá passa fome, até porque se eles (M$) quisessem acabar com a pirataria pelo menos já a tinham dificultado um pouco mais, mas claro que isso não interessa porque de pequenino é que se torce o pepino…
    Anda o filho do zezinho desde pequenino a mamar na teta dos programas da dita e quando chega à hora de trabalhar o patrão tem que ter lá os programas que o menino está habituado a usar porque senão aquilo não avança. Então interessa-lhes ou não a pirataria? Só é pena que o nosso governo não olhe para o problema por esta perspectiva e sinceramente esta ASSOFT mete nojo, ou então alguém lhes mete guito ao bolso para justificar tal comportamento, e à pala destas cenas podem estar postos em causa não se sabe quantos postos de trabalho. Não deixo de dar alguma razão ao @songamonga, mas não se pode por tudo no mesmo saco…

  20. Lord Zyklon says:

    Eh… isso é armação de grandes produtoras de softwares fazendo pressão sobre o governo. Imagina … uso um software de programacão que custa R$ – 32.000,00 … vou ter que vender minha mãe pra ter escrito lá – PRODUTO ORIGINAL 😀 e ainda por cima ficar recebendo spam de atualização no meu email ;D. Obras satânicas de tio Bill pelo mundo ;D

  21. telmo says:

    tudo de bom para a pirataria 100% a favor

  22. Spulva says:

    Epa as empresas soua favor de fiscalizaçoes, e que ao povo eles na se vai virar pk senao ficam sem classe trabalhadora XD e tem de fazer novas prisoes e tal, e como e que vao fazer isso se ta tudo preso? LOLOLOL, a sorte e que agora fugi para o estrangeiro XD se eles passam por minha casa na podem prender-me, eu sou pior que o Vale Azevedo AHAHHAAHHAHA, so me faltam os milhoes na carteira :P, tambem se os tivesse na usava software ilegal

  23. Luiz Fernando says:

    prefiro montar um computador novo a comprar software original, nao que nao queira pagar mas o valor é desproporcional com a renda do povo, hoje com computadores de 900 reais o windows por exemplo é quase a metade

    qq adianta prender meia duzia ai de produto pirata… isso nao vai adianta nada tem que atacar a raiz do problema…

  24. Marcodacasco says:

    Gente pra acabar com a pirataria teria que começar com os políticos e militares piratas tbm…que adianta fechar esses comércios piratas,que ja estão instalados, se na hora das piratarias entrar no país os policiais não resistem um suborno????

    Essa ações desse tipo e que nem as de desarmamento,desarmam 1 mihão de pessoas e 1 ano depois essas mesmas pessoas já estão com outras armas de modelo novo…Hahahaah

  25. Pedro says:

    Estou a ver que vou começar a por uma caçadeira debaixo da almofada e outra na esquina da porta e por umas 10 trancas na mesma. Só assim saberei que terei privacidade, e mesmo assim duvido.

    Ai Portugal Portugal.

  26. Luís Artur says:

    O que eu gostei mesmo foi ver logo os ataques à MS… Ainda bem que as licenças da Adobe são ao preço da chuva e só a MS é que tem preços feios… 😉

  27. Magno Campos says:

    a ideia de acabar com os gravadores de cd/dvd não resulta para acabar com a pirataria os discos externos as flash memory também dão para fazer transição de ficheiros entre computadores e teriam de acabar com emule utorrent etc, etc, etc…

    os p2p estão em alta e não vão baixar enquanto o preço das aplicações informáticas não baixarem…

  28. Malamen says:

    Eu tenho tudo legal…

    Até os wallpapers compro.

  29. Digam-me para onde os cds vao parar! So pode ser na casa das pessoas que andam a caçar pois esses são os maiores piratas!

  30. Shogun says:

    De facto estes comentários são muito inteligentes,quantos de vós já trabalham no mundo empresarial?

    Faço esta pergunta porque me parece que muitos de voces não vem que a nivel empresarial a diferenca entre o software livre e o software pago é bastante acentuada,principalmente no que toca a custos de produção,custos esses que são calculados em funcao do tempo que demora a efectuar determinada tarefa.Para o utilizador comum de facto o software livre é uma optima solucao,faz tudo o que o software pago e com a mesma qualidade mas ao nivel das empresas a historia e outra,e o que trata este artigo e isso mesmo e o software ilegal nas empresas.N estou a defender o software pago pk obviamente quanto menos coisas tiver q pagar melhor mas tb n defendo o software livre pk o software pago dame trabalho agora e necessario encontrar o ekilibrio entre os dois.Na minha opiniao kem eles deviam andar atras e dos ciganos que andam a vender dvds que parece k tem uma fabrica para piratear,provavelmente tem,esses sim sao os verdadeiros piratas.

  31. Ryan says:

    Acho que o problema de Portugal e mais estrutural do que outra coisa. Obviamente ninguem vai andar nas lojas a comprar software. Por si so e caro. Eu faria uma pergunta um pouco mais seria e sera que o governo nao usa tambem software pirata? Acho que ladrao que rouba a ladrao tem 100 anos de perdao. O Estado tem pouca moral para andar a fazer estas porcarias. Ate parece que isso e o que faz a economia andar como anda… talvez ate afaste a crise.
    Desculpem nao ter acentos, etc mas estou fora do pais e este teclado nao tem dessas coisas….

  32. TopPlus says:

    @Lápis Azul

    …”Anda cá meu pirata… olha que te “amando” com um CD do Clemente á cabeça!!.. Não tens medo???… Então já vais ver quando levares com uma coletânea do Graciano Saga! …”

    ROFL!!!

    Então se for ali o disco externo de 1TB…. O:)

    cumps

  33. Manuel Cardoso says:

    Alguem ja reparou bem quanto custa o Flash? Sim, mais de 600euro! Ok que eles investem em desenvolvimento e nao sei quê.. mas 600???

  34. Pedro Fernandes says:

    Meus amigos, trabalho numa empresa que recebeu uma carta da Assoft a solicitar informação sobre o software instalado na empresa, respondi-lhes e nunca tive visita deles aqui às instalações.
    Comprei o meu portátil este ano e só uso Software Legal (Vista). Tudo o mais é Open Source, ou Freeware.
    O utilizador comum, fica bem servido com as variadíssimas alternativas gratuitas que existem. Basta querer estar legal e ter um mínimo de paciência para se habituar aos novos programas.

    • nitrofurano says:

      alguém tem esta carta da assoft a requerer lista de software instalado, que pudesse fazer um scan (melhor que tenha o nome do destinatário rasurado) e enviar para um link do imageshack?

  35. Vítor M. says:

    Malamen tu.. bem eu nem me vou pronunciar!!!

    Mas a dos wallpapers está completa sim senhor 😉

  36. Carlos says:

    Yah meu… viva o software livre… looll… vocês partem-me todo!! E depois é ir aos PCs dessa malta do software livre e é só programas piratas e tal… Jogos (que devem ser todos livres… lol)…

    Cada programa é como é… Há os pagos..há os livres…precisamos de ambos…

  37. Dusac says:

    Como somos contra a pirataria, e como não temos dinheiro para as aplicações usuais, usamos ou freewares ou opensource. Já tomámos esta atitude há cercade 4 anos e estamos contentes e dentro da Lei.
    Sugiro a todos o uso de aplicações como as que referi, para o user normal existem e bastante boas…como sabem.
    Por nós, com esta atitude, não contribuímos para a pirataria mas também não “enchemos” as softwareshouses ganaciosas.

    Cumps a todos

  38. Lápis Azul says:

    Eu antigamente fazia como o Malamem, todos os meses comprava um walpaper novo mas depois comecei a notar que se gastava muito por causa do ponteiro do rato. É que ele não pára quieto, anda sempre dum lado p’ró outro e risca o walpaper todo, e eu como tenho pouco dinheiro não posso ‘tar sempre a comprar. Mas agora tudo mudou, porque descobri a solução! Vou à feira e compro uns ponteiros p’ró rato com superficie anti-aderente e pronto. E sempre são mais baratuchos mas são da marca “Ardidas” e outros da “Macrosoft”, é que os originais são muito caros e estes são iguaizinhos… 😉

  39. Pedro Fernandes says:

    @Carlos
    Não confundas o todo com a parte. Como foi dito anteriormente, o utilizador comum tem alternativas gratuitas que servem bem para as suas necessidades.
    Para ter um Pc para trabalhar, não precisas de pirataria.
    Quanto aos jogos… quem tem vícios… que os sustente.

  40. jorge quintino says:

    ja não faço parte desta situação

    so uso UBUNTu

  41. José Gaspar says:

    E os traficantes de droga a passear alegremente diante dos olhos deles. 😉

  42. Lápis Azul says:

    @ jorge quintino

    Ex-Karma?

  43. Rui says:

    @Ryan

    “Eu faria uma pergunta um pouco mais seria e sera que o governo nao usa tambem software pirata? Acho que ladrao que rouba a ladrao tem 100 anos de perdao.”

    Eu trabalho com serviços públicos e não tenho conhecimento disso, mas se tu dizes… De qualquer forma só vos multam se tiverem software ilegal que só por sí já foi um roubo.

    @Pedro Fernandes

    Concordo plenamente

    @Shogun

    Finalmente alguem que trabalha e vê as reais necessidades das coisas….

    @Varios

    A maioria das pessoas que aqui comentam têm jogos pirateados, acho que sobreviviam sem eles, se trabalhassem tambem perceberiam a diferença entre pago e gratuito

    @Varios2

    Se a microsoft rouba tanto e são todos milionários, então porque não vão desenvolver software pago e vão vocês ficar milionários.
    A microsoft e todas as outras empresas têm como objectivo máximo ganhar dinheiro e se estivessem lá faziam o mesmo. Sendo um profissional preferes ir trabalhar para uma empresa “justa” que cobra o devido pelos produtos, ou ires para outra que “rouba” os clientes e ganhar 10 vezes mais a fazer exactamente o mesmo???

  44. scorpiowoman says:

    O pessoal de arquiologia safa-se bem … :
    “Enterram” as provas … !!

    Eh eh eh …

  45. Bruno Marques says:

    Existe uma solução…Os preços baixarem…para metade…

  46. Não quero ser assim um bocado… rude… mas toca a prender primeiro os gajos com altos cargos que prejudicam o nosso estado em milhões todos os meses e depois vamos para as coisas mais pequenas, passo a passo, e por ordem de prioridades, ok?

    (era bom era)

  47. Rui says:

    @Bruno Marques

    Imagina… tu vais para uma empresa de programação, pagam-te 1000€ mês e tu dizes: paguem 500€ e vendam os produtos mais baratos…

    Só se fores tu a maioria diz paguem-me 2000€ e aumentem os preços do software….

  48. TonY says:

    P maXIMIZAR E GANHAR € a gatuna e imperialista da Microsoft faz acordos com o gatuno imperialista e xupista do estado em pt (e outros paisesesitos d mundo) para extorquir mais uns milhoezitos….Para alem disso ha ainda estas Associaçoeszinhas de meia tijela em k tenho serias duvidas k tenham capacidade juridica para fiscalizar e aplicar as “coimas”(sim a Asae tb ta incluida, vejam o seu regulamento k desperta graves duvidas knt ao seu caracter legal) 👿

  49. Luis "Techman" Batista says:

    como técnico tenho como opiniao começarem a ver o software que têm instalado nos diversos ministerios de norte a sul.
    nas minhas assistencias vi muita coisa instalada e guardada nas maquinas,eles não devem atirar pedras quando têm telhados de vidro.( começem pelo tribunal que fica ao lado da prisão de lisboa (corte inglês).

  50. Dark says:

    e é por esta e por outras, se eu tivesse uma empresa, era so linux… e na entrevista dizia: sabe mexer em linux? se sim, ok, se nao: tem medo de aprender? se sim, ok, entao continue a procurar emprego…

    quase tudo hoje em dia pode funcionar em linux…

  51. Felippe Ruivo says:

    nao adianta nada fazer isso sendo que na internet e na area da informatica é tudo pirata a maioria

    quem que vai ter coragem de pagar 50reais em um cd original?

  52. salan says:

    que eles se danen e viva a pirataria eu duvido que eles nao tem algo de pirata

  53. É prender esses bandidos dos piratas todos a um tronco e enche-los de chibatadas. Onde já se viu. Porque é que não vão trabalhar em algo onde não os chateiem? Tipo vender droga ou fazer carjacking? Ou abrir uma casas de alterne com imigrantes ilegais. Ou presidir um clube de futebol. Isso sim era trabalho.
    Bandidos.
    ___________________________
    http://kulcinskaia.blogs.sapo.pt/

  54. sapo says:

    piratariaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! FTW!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    quem nao quer nao compra, quem nasceu riquinho e em cascais que va a loja com o guitos dos pais.

    toma la embrulha! ppware continuem com o bom trabalho.

  55. lm says:

    os piratas que apelem para o governo portugues para ofercer o software, se eles ajudam ospiratas bancarios a cobrir os desfalques á nossas custas, quem sabe eles fassam o mesmo….

  56. LuXyUz says:

    Pirataria rulez over the world nigazz

    \o/

  57. TOTILMAN says:

    Não sei se ria ou se chore 😀

  58. piteiras says:

    Pirataria rulez e mais nada, eu até sou anti-original.

  59. vitor silva says:

    bem uma coisa é certa, se me verificassem o meu pc, é que nem ia pa prisão….
    … era logo pena de morte!!

    que se f***, enquanto nao apanhado temos de aproveitar..

    continuação!

  60. André T. says:

    Possuir emuladores de vídeojogos também é ilegal? Eu sei que o prazo de validade dos direitos de autor de um vídeojogo é de 75 anos mas possuir emuladores e ROMs sem o intuito de lucrar com eles é ilegal?

  61. Pykakonas says:

    Qualquer CD/DVD virgem paga imposto dirigido aos ditos cujos – e ainda estou impedido de com ele fazer uma cópia de um programa/filme/música porque estou a violar os direitos de autor!!!

  62. Iago Melo says:

    Na minha opinião, a pirataria não devia ser crime nem devia ser o estado a fiscalizar algo que não é da sua responsabilidade.
    As empresas que fazem software, como a M$, devem investir os BILIÕES que ganham em formas de contornar a cópia ilegal do seu software.
    Isto é mais ou menos como o dono de uma ouriversaria que sai e deixa a porta aberta durante a noite e no dia seguinte foi assaltado. Depois a polícia é que tem trabalho porque o senhor irresponsável deixou a porta aberta.
    Isto tambem se passa com a música. Em vez de irem logo comprar mercedes, mansões e iates, invistam em segurança contra cópia, e não é o estado, com o nosso dinheiro que tem que andar a defender estes chulos!
    Quando compro DVD´s ou CD´s, e porque a lei Portuguesa assim o exige, pago uma taxa de direitos de autor, o que pela lógica posso “sacar” da “net” o que bem me apetecer porque JÁ PAGUEI! Pela mesma lógica, se gravar um filme das minhas féria num desses DVD´s, sendo eu a editora e o realizador, devia receber na minha conta esses valor de direitos de autor, o que não acontece pois não?

  63. Vasco says:

    @Marcos
    “Para acabar com a pirataria,basta parar de vender gravadores de DVD\CD.e diminuir os impostos nos produtos….”

    Eu nunca gravo CDs ou DVDs e utilizo alguma pirataria.
    Filmes, series, imagens de jogos montadas, etc.

    A única coisa na qual gravo cds neste momento são distribuições legais de linux.

  64. Filipe says:

    Usem freeware… Existe tanto e bom disponível… O resto são lérias.

  65. Manuel says:

    Agora com o Magalhães começam a viciar desde os 6 anos em produtos microsof e afins, quando deviam apostar no open… Depois admiram-se da piratice. Usem linux e esse problema deixa de existir para os utilizadores comuns e o Msoffice deixa de ser necessário…

  66. Carlos says:

    @Manuel
    100% de acordo.

    Por falar em magalhões e o seu S.O. :

  67. JPedrosa says:

    Concordo com a iniciativa, mas era bom também ver iniciativas para meter o software/musica a preços justos.

    Cumps,
    JP

  68. Alex says:

    Podia fazer uma critica construtiva á noticia. Mas como ja o fiz em vezes anteriores, acho que a solução final para estes srs (assoft, AFP, Fevip, SPA e derivados), é mete-los todos num cargueiro e envia-los para a Somalia, 😛

    Já que a motivacao para combater a pirataria é tanta, há que envia-los para onde eles realmente são precisos. 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.