PplWare Mobile

Livro de reclamações online disponível já amanhã


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Rui says:

    De facto isto vai de mal a pior. As Cias de seguro baldam-se às suas responsabilidades, obrigam-nos a reparar as viaturas com material do mercado paralelo ou usado, reclamamos e depois respondem que não temos razão e os orçamentos que dão são um ultimato onde dizem ou aceitamos ou vamos para tribunal e como sabemos os tribunais neste país são morosos, os processos podem-se perder e as custas de processo são exageradas como tal estamos todos lixados. Cuidado evitem os acidentes ou então vão desfigurar e descaracterizar os vossos carros. A não ser que coloquem a vossa viatura numa oficina de marca mas nem sempre é garantido.
    Bem agora o Governo ajuda as cias de seguros e mais uma vez lixamo-nos. Claro que a entidade que supervisiona as Cias de Seguro nem vale apena falar porque nada podem fazer e nada fazem a não ser insistir com uma resposta.
    ALGUÉM NOS AJUDA, ISTO ESTÁ MUITO MAL……

  2. Iven Silva says:

    Amanhã o pessoal vai realizar um ataque DDoS. Hehehe!

  3. Andy says:

    Sou empresário e nunca irei disponibilizar o Livro de Reclamações online para o meu negócio – isso enquanto não houver obrigatoriedade. É meio caminho para subir exponencialmente o número de queixas – que por experiência grande parte são injustificada/desnecessária. É por isso que tirei o meu negócio de sites de reviews e afins como Zomato, Tripadvisor, etc. Bastam sentirem bufa mal cheirosa vinda de outros clientes que aparece uma review a dizer que o estabelecimento parece uma lixeira!

    • José Rodrigues says:

      Por isso é que o livro de reclamações devia obrigar a resposta do comerciante, para clarificar, justificar, pedir desculpa, pedir uma segunda oportunidade ou ressarcir de alguma forma o cliente lesado.

    • Hugo says:

      Para não falar da concorrência. Até se lambem todos com estes serviços.

    • Go hatters says:

      Pena nao saber onde é o seu estabelecimento porque o iria riscar definitivamente da lista.
      Quando a casa é boa nao é uma má critica que o denigre no meio de imensas positivas.
      Provavelmente retirou o estabelecimento do Zomato, tripadvisor, etc porque as MÁS criticas seriam muitas.
      Terá assim tantos clientes a dar bufas mal cheirosas no seu estabelecimento? Ou provavelmente será mesmo o estabelecimento a parecer-se com uma lixeira?

      • Andy says:

        Nem me dou o trabalho de justificar os motivos. No dia que tiveres um negócio próprio, peço-te para relembrares deste artigo… porém duvido muito que algum dias deixarás de ser um mero empregado assalariado

  4. TugAzeiteiro says:

    Nunca me responderam a nenhuma reclamação…. tudo dito!

    • Antonio Martins says:

      Só usei uma vez o livro de reclamações, foi na GNR e obtive resposta.

      • Freitas says:

        Eu foi na PSP, maldito nem a caneta quis emprestar 😀

        • Greenshines says:

          Só são obrigados a ceder o livro de reclamação nada mais.
          Se o reclamante não tem como escrever é problema dele e não da entidade detentora do livro 😉

          • Freitas says:

            Até hoje só lá recusaram emprestar a caneta, mesmo eu empresto quando me pendem, normalmente é de boa educação, mesmo que seja para reclamar

          • Queixoso Precavido says:

            Pois claro, até porque toda a gente anda de caneta, é um acessório indispensável para sair à rua! Quem não tem caneta não tem nada que andar por aí a reclamar… A entidade detentora do livro não é obrigada a colaborar, só tem que ceder o livro, nada mais. Mesa, balcão ou caneta para escrever, não, o queixoso que trouxesse uma escrivaninha consigo. Ah, e a seguir pode pôr a música insuportavelmente alta e soltar os cães.

    • R. Amor says:

      Só recebi uma resposta a uma queixa do nosso SNS, porem para receber 6 meses depois com uma resposta genérica copy/paste e gastarem dinheiro no envio, para tal .. mais valia nem terem respondido.

  5. Joel Reis says:

    Os funcionários também podem reclamar no livro dos clientes? Daqueles mal educados, agressivos, com todos os direitos e sem deveres, que querem ser tratados como pessoas, tratando os outros como cães, dos que reclamam se não abrir à horinha certa, mas ficam a pastar, obrigando a fechar/sair mais tarde? Podem?

    • Hugo says:

      Isso é que era mas pela minha experiência tratá-los de igual forma só piora as coisas.
      Também trabalho com clientes cara a cara e não me tem corrido mal a alternativa de levar a coisa da melhor forma apelando ao bom senso a pouco e pouco.
      Quando são aqueles trapizongas mesmo calhaus é respirar fundo, soltar mentalmente um valente “vai pra enorme p*ta que te pariu meu arrogante do car****!!! e responder algo do tipo…é tudo o que está ao meu alcance, infelizmente”.
      Acredito que muitas vezes (nem sempre) estas bestas acabam por virar as costas a pensar… “porra…não consegui levar a minha avante…e ainda pra mais nem consegui chatear o gajo”

      • Joel Reis says:

        De facto a assertividade é a melhor arma para esse tipo de pessoas, mas ainda assim existem pessoas que passam das marcas e chegam mesmo à agressão.
        O livro de reclamações foi uma óptima iniciativa, mas as pessoas usam-no muitas vezes como forma de chantagem. As reclamações sem fundamento deveriam ser punidas para que o seu uso seja ponderado e de facto resulte naquilo a que se destina.

        • NT says:

          Isso sim sem dúvida!!! “(…)mas as pessoas usam-no muitas vezes como forma de chantagem. As reclamações sem fundamento deveriam ser punidas(…)” Recordo-me de trabalhar num assistência tec. que o cliente reclamou no livro e “portou-se” mal em loja. Sendo esse cliente o Sr. Dr. Advogado queria que a loja fosse responsabilizada por outros danos, felizmente o Sr. Dr. meteu a loja em tribunal ao que a loja respondeu com um processo de difamação, outro de distúrbios e outra coisa qualquer por estarem a tentar ter ganhos sem fundamentação. Gostava de ter lido a resolução… Enfim pena que todos não façam isso com o “não vamos perder clientes” quando são bestas, são bestas…

  6. Rui says:

    Bem se considerarem a Liberty como low cost sou culpado.
    Já fiz de tudo falar com eles, por telefone pessoalmente e não deu em nada. Tenho 53 anos e pela primeira vez na minha vida fiz uma reclamação. Mas depois disso veio a chantagem deles ou aceito o que querem ou então se quiser vou para tribunal, eu é que escolho. Porra já trabalhei com a OK teleseguro e fui melhor atendido que nesta companhia….

  7. Eugénio Ferreira Santiago says:

    A EDP não está a cumprir com a atribuição da tarifa social automática estando desta forma a extorquir os consumidores a que tem direito. Apenas utiliza o sistema para cortar a quem não deve! Ninguém vê isto?????
    Estes senhores não olham a meios para saquear dinheiro, e começam sempre pelos mais fracos, e não dão satisfação a ninguém.

  8. Joao paulo velosa pinto says:

    Quem não reclama …não sabe os seus direitos.
    1 -Reclamar é informar que não está correcto.
    2 -Ajudar quem Não está correcto….é ajudar ó ambiente…. Á saude publica.
    3 -Quem comete crimes deve ser denunciado…. Pra bem de todos.
    Nota….já denunciei….á todos as aturidades….desde ó mês de junho….será que não é tempo suficiente para tomar medidas…..pergunto…. Será que é preciso entrar ao confronto verbal e fisico….peço medidas….á todas as pessoas competentes….tenho informado.

  9. Joao paulo velosa pinto says:

    Á um restaurante na zona turistica kê têm um cão grande no quintal….já denunciei as actividades economicas… Áte á presente data ainda não foi retirado….ó pessoal dá cozinha vai dar de comer….há pessoal com doenças… é um atentado á saude publica

  10. SPCL says:

    Não vale a pena. Realmente a esmola quando é muita o pobre desconfia. No espaço de introdução dos números do Cartão de Cidadão, não dá para escrever as letras. Instalei a aplicação de Autenticação do Governo, mas nem assim. Só para quem tem leitor de Cartões de Cidadão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.