Linux domina lista do top 500 de supercomputadores


Destaques PPLWARE

86 Respostas

  1. rip_heart says:

    viva o Pinguim!! 😛

  2. Ando há dois dias a tentar instalar o Ubuntu num velhinho Pentium II.

    Pode-se escrever aqui palavrões? Pena…

    • instala outro se esse não vai lá. Exprimenta o mandriva lxde

    • Me&Me says:

      O puppy Linux tambem serve muito bem nessas maquinas 😉

      http://www.puppylinux.org/

      abraço

    • JPedrosa says:

      isso chama-se politica incendiária. descreves o problema? o que precisas? queres ajuda?
      ou só queres dizer que tens o problema para dizer que ubuntu sucka?

      se sucka, não uses. mete windows e faz-te feliz, mas paga a licença por favor.
      Se precisas de ajuda, vai ao fórum.

      • Malamen says:

        És da Microsoft? Parece…

        Uso Windows e não pago licença. Fica mais barato e fico melhor servido.

        • O PC também tinha Windows (ME) e sempre funcionou optimamente mas… como o quero vender, pensei que só pode valer mesmo para alguma coisa se lá tiver linux.

        • JPedrosa says:

          Claro que não sou da M$, mas quando se compara os SO’s, tem que se comparar mesmo os SO’s.
          O Windows é pago, portanto paga, o linux tanto tens pago como gratuito, portanto deverás pagar ou não consoante a opção.

          Porque tudo isto é muito bonito, mas para a comparação ser real, tb é preciso associar os custos ás opções que se tomam, não se pode comparar injustamente ou levianamente. Não se pode dizer #
          “Windows é melhor mas eu roubo os gajos, porque dado que não pago devia era usar linux” …

          • Manuel José says:

            Disseste tudo! O que me irrita mais é quem compara o Windows frente a frente com o Linux como se ambos tivessem o mesmo preço. O Linux é gratuito e ainda assim tem muitas vantagens em relação ao Windows.

          • ColdSpirit says:

            O preço nada tem a ver, mas sim a qualidade ou se preferires, qualidade-preço… De qualquer das maneiras, Linux ganha!

          • JPedrosa says:

            @ColdSpirit
            o preço é uma característica como qualquer outra de um produto. pode ou não, ser equacionada.

            A questão aqui levantada é que muita gente elogia o windows, mas não o paga. penso que isso seja cinismo, porque por um lado dizem que gostam mas por outro roubam. e esta é uma questão que as pessoas devem ter consciência.

            Porque se amanhã o sistema de validação de licenças da M$ se torna imbatível, como ficava a quota de mercado da M$? e como ficava o universo que idolatra o windows mas rouba a M$?

            Eu uso vários SO’s, uns porque preciso, outros porque quero ou porque são adequados para algum propósito especifico (ex: ClarkConnect), e como me parece óbvio, não posso tomar de ânimo leve a questão de roubar uma licença. Na análise de algo devemos ter em conta todos os parâmetros, o preço, é mais um.

        • João Carvalho says:

          Resumindo não és cliente da Microsoft,Não pagas pelos seus serviços, és um Pirata Informático. Lool

    • Voz da Razão says:

      Ubuntu num Pentium II? És crente.
      Mete ArchLinux.

      • _Planax_ says:

        LOL, ri-me!

        Estiveste bem. Querem meter máquinas com mais de dez anos a correr um SO actual com fluidez. Linux é bom e leve, mas não tanto!

        • Jorge Rodrigues says:

          ai está uma grande verdade.

        • Mas a verdade é que a minha segunda tentativa foi com o Ubuntu 5 (?). Fui logo buscar uma coisa a “meio da tabela” já por causa das tosses.

          E, o WinME corria às mil maravilhas!!!
          Nem me passou pela cabeça que houvesse problema.

          • JPedrosa says:

            Se o windows ME corre sem problemas, epa aproveita, deve ser provavelmente um dos poucos no mundo. Estás a falar do SO que a M$ retirou do mercado, fez rollback ao seu desenvolvimento e foi buscar o material do NT4 para voltar a fazer um SO, o Win 2k, portanto se corre bem aí, tu não mexas, e manda um printscreen para a M$, provavelmente nem eles vão acreditar.

          • Pá, ó JPedrosa, essas tuas ironiazinhas agressivas já começam a enjoar. Se não tens nada de útil para dizer, cala-te! O dia-a-dia já é suficientemente irritante sem ter de te aturar.

          • JPedrosa says:

            lol.
            de facto o dia custa a todos.
            mas tu é que viste com problemas de linux para um topico destes, se quiseres “manda-te” para o forum que vais ser ajudado, inclusivamente por mim se puder claro

          • Fico com pouca vontade. Lidar com o pessoal do Linux parece sempre uma guerra. De qualquer forma, outros utilizadores mais positivos já me deixaram aqui boas dicas.

          • R o B says:

            A diferença significativa que notei entre o win98 e o ME foi a cor do crash, o 98 apostava mais nos ecrãs azuis da morte e o ME no Explorer.exe deixou de responder em fundo branco.
            Se há quem tenha experimentado realmente essas duas pérolas e nunca tenha visto estas duas funcionalidades quer do 98 quer do ME, acho estranho. É certo, quem mandava era o computador e não o dono.

        • João Carvalho says:

          Não e leve nem bom porque vocês não querem, a maioria dos utilizadores instalam ubuntu ou o que for, para lhes espetar com compinz’s e kde’s e por ai fora, mas instalam para trabalhar com ele??? não.

          Óbvio que se se vai instalar numa maquina com 10 anos é apenas para trabalhar, como por exemplo no caso de um servidor de dados, ou um NAS para casa.

          Instalem Linux sem o X e trabalhada que não precisem e vejam lá se o sistema não vai estar fluido, rápido e bom para o que querem, óbvio que milagres não ah, o Sistema Operativo não torna um Pentium 2 num Opteron QuadCore.

      • ArtD says:

        Já tive a funcionar (até avariar 🙂 ) Ubuntu Server 8.10 num Pentium Pro 200mhz, onde o processador tinha o dobro do tamanho dos actuais e o triplo do peso. com 8x16mb=128mb SIMM’s
        E funcionava, com webserver, Apache+php e ligava-se ao MySQL noutro servidor na mesma rede 🙂

        Oh! e ainda chegou a correr o Folding@home
        Demorou 1 semana para fazer o que um processador de hoje fazia numa hora, mas Fez 🙂

    • Pedro Coelho says:

      Experimenta o Windows Vista, lol, então é que eram palavrões…

      Tenta o Xubuntu, ainda é pesado, mas pode ser que dê.

    • Bruno Silva says:

      Instala o Windows 7 🙂 esse vai, mesmo limitado 😉

    • lflcorreia says:

      E que tal o Xubuntu que usa o XFCE em vez do Gnome e consequentemente mais “leve”:

      http://www.xubuntu.org/

      ou então o Linpus Linux Lite:

      http://www.linpus.com/products_1.php?gid=1

    • boas, deverias tentar antes o crunchbang que é ubuntu para essas máquinas ou o u-lite que tb é ubuntu para isso.
      http://crunchbanglinux.org/
      http://u-lite.org/

  3. Miguel Duarte says:

    offtopic:

    Tenho Ubuntu 9.04 e utilizo Firefox.
    Nunca tive este problema antes mas agora começa a ser maçador, sempre que abro um separador com o site do pplware, consome-me N recursos de sistema. Mais ainda quando clico no post para visualizar o counteúdo.

    Alguem está com este problema?
    Obrigado.

  4. sábio says:

    o pessoal do linux faz-me rir.

    eu uso w7 + linux, numa racio d utilizaçao de 20/1

    pqeq falam assim tao mal do windows?

    as pessoas gostam d ser d contra, ter opiniao propria, sentirem.s importantes
    😀

    mas infelizment n sao nada.

    como utilizador dos dois sistemas operativos, ainda nao vi ng do linux, a dar-me uma lista de vantagens sobre o windows, que este fique a perder sobre as vantagens q tem sobre o linux.

    agora digam-me lá
    pinguins

    ando a espera a anos!

    • Nelson says:

      ok aqui vão algumas vantagens:

      – depois de uma instalação nova não tens que perder tempo a instalar drivers.

      – não há cá vírus, adwares, spywares, trojans e outros seres.

      – em média demora a arrancar cerca de 20 a 30 segundos.

      – tens uma lista enorme de software nos repositórios que só precisa de um click para ser instalado.

      – o kernel é modular de forma a poder ser compilado para uma máquina em específico (tornado-se muito mais fluído).

      – é open source, se não sabes o que isto significa eu digo-te que não tem a ver necessariamente com facto de ser gratuito, mas sim com o facto de todo o código (kernel, userpace, software, etc) estar aberto à comunidade de forma a poder ser aperfeiçoado e podermos aprender com o seu acesso.

      No fundo a filosofia GNU/Linux assenta na filosofia open source que não é mais do que a filosofia da partilha do conhecimento de modo a assim poder gerar mais e melhor conhecimento!

      só vantagens portanto!

      • Shogun says:

        “- depois de uma instalação nova não tens que perder tempo a instalar drivers.”

        Desculpa lá mas sabes bem que isso não é totalmente vdd pelo menos na totalidade do hardware.

        “- não há cá vírus, adwares, spywares, trojans e outros seres.”

        Isso é quase vdd, só é pena não dares a justificação para tal acontecer.

        “- tens uma lista enorme de software nos repositórios que só precisa de um click para ser instalado.”

        Isso não é vdd no minimo sao 4 clicks, 1 para abrir a aplicacao, 1 para seleccionar a caixa de texto de pesquisa, escrever o texto, dar enter, 1 click para seleccionar a aplicacao para instalacao, e click para mandar instalar.

        São só vantagens mas porque é que não dizes também as desvantagens?

        • Ricardo says:

          «Desculpa lá mas sabes bem que isso não é totalente vdd pelo menos na totalidade do hardware.»

          Nem todo o hardware é suportado pelo Linux. Aquele que é, não necessita de qualquer instalação adicional. No Windows tens que instalar drivers seja qual for o caso.

          «Isso é quase vdd, só é pena não dares a justificação para tal acontecer.»

          A justificação serve-te para quê? Qual é a justificação? Provavelmente nem tu sabes.

          «Isso não é vdd no minimo sao 4 clicks, 1 para abrir a aplicacao, 1 para seleccionar a caixa de texto de pesquisa, escrever o texto, dar enter, 1 click para seleccionar a aplicacao para instalacao, e click para mandar instalar.»

          Eu consigo instalar uma aplicação sem tocar no rato… Ou com 1 clique, se preferires.

          • Shogun says:

            o click para abrir a consola? No windows n precisas de abrir a consola.

            Uma das justificacoes para n haver tantos virus para um linux como para windows é pk a quantidade de virus que existem para determinado SO é directamente proporcional a quota de mercado que este detém.

          • Ricardo says:

            No Linux também não. Mas podes fazê-lo, e muitos preferem esse método. No Windows nem tens essa possibilidade.

            Quanto à justificação, essa é uma justificação errada, um argumento utilizado pelos utilizadores Windows para justificarem o facto do seu sistema operativo ser mais vulnerável a ameaças de segurança. Basta pesquisares um pouco…

    • Shogun says:

      Tenho um uso muito semelhante ao teu e antes tinha a mesma relacao com o Vista, as unicas vantagens que vejo, sao:

      A shell k pode ser resolvida em windows instalando o powershell, o synaptic, ker keiramos ker n é uma grande vantagem, o consumo de recursos e a velocidade a carregar e a desligar o sistema.As desvantagens que encontro, ter que usar o sudo para instalar alguma coisa, pedir-me mt vezes a password em aplicacaos com GUI,a dificuldade em instalar programas que n estejam nos repositorios, a qualidade das drivers para determinado software, o software aplicacional é inferior ao software aplicacional para windows, referindo-me especificamente a IDE’s (Integrated Development Environments), e n encontro mais nenhumas assim de momento.

      O veredicto final é k para um utilizador comum tanto um como outro servem perfeitamente, quanto a mim continuo a perferir windows para uso pessoal e profissional embora reconheca que o linux tem muitas potencialidades sendo que apenas faco uso dele a nivel academico.

      • Shogun says:

        “a qualidade das drivers para determinado software”

        Correcção:
        a qualidade das drivers para determinado Hardware

      • darkblonde says:

        “…ter que usar o sudo para instalar alguma coisa, pedir-me mt vezes a password em aplicacaos com GUI(…)”

        E então o UAC do vista não será mais chato? Podes sempre marcar aquela caixinha que diz, lembrar desta opção na sessão actual. Não te torna a pgt a pass.

        Qual é a dificuldade de instalar software que não esteja no repositório??? fazes o mesmo que em Windows, fazes down e depois corres o “executável”. Ou estas a falar em teres que adicionar linhas ao source.list(lista de repositórios)? Também não é difícil, e não é preciso usares a consola, instalas o ubuntu tweak que fazes isso no gnome com a maior das facilidades.

        Na questão dos drivers vou ter que concordar contigo. Realmente os drivers open-source ficam a léguas de distancia dos proprietários. Mas ai devíamos estar todos contra os fabricantes de hardware que muitas das vezes não fornecem drivers/suporte como deve ser a todos os sistemas operativos.

        Usas o Windows 20 vezes contra 1 do ubuntu? experimenta usar um pouco mais o ubuntu e aprender mais um pouco sobre ele, de inicio eu também não encontrava grandes vantagens em linux, mas agora já nao penso assim.

        Esta é a minha opinião, se mesmo assim não te convenci, ou não te elucidei, tudo bem, todos temos direito as nossas opiniões. “amigos” na mesmo.. 🙂

        • Shogun says:

          Eu referia-me a software que não esteja em repositorios que n e assim tao pouco e k muitas vezes te fornecem apenas o codigo fonte.o UAC n me xateia pk o desligo logo, no Ubuntu de facto nc reparei k havia essa caixinha, isso funciona tb para a shell?

          • darkblonde says:

            Na bash acho que so pergunta pela pass uma vez para cada operação diferente, na mesma janela. Mas não tenho a certeza.

            Sempre podes ser o root do teu pc. Vais as contas de utilizador, activas a conta root e fazes sempre login com essa conta, assim ja não te torna a pergunta pela pass.

          • darkblonde says:

            Humm, falavas em software que não esta compilado? e que o temos que compilar nos. realmente isso é chato, mas não é difícil de o fazer. Se não sabemos é só perguntar num ubuntu foruns ou googlar um pouco.

          • Ricardo says:

            Por defeito a password é guardada por 15 minutos, mas tal pode ser alterado.

            «Sempre podes ser o root do teu pc. »

            Pouco recomendável.

          • Marco says:

            Quando só tens a source fazes qualquer coisa do género na shell

            cd /pasta_da_source
            ./configure
            make
            sudo make install

            se te faltarem dependências ele avisa-te e podes tentar instala-las através dos repositórios normais, se não tiverem lá tens de sacar e fazer os mesmos 4 comandos.

    • Manuel José says:

      Linux: adiciono repositório openoffice, por exemplo e não preciso mais de me preocupar em ir ao site ver se já saiu alguma versão nova. A verificação e respectiva instalação é automática.
      Windows: verificar regularmente se já existe uma nova versão, fazer o download, abrir o executável e clicar 5 vezes em next e… ufa! acho que já está…

      Linux: para ligar ao euduroam na 1ª vez, é só colocar a passe, o protocolo, utilizador e identidade anónima e já está. Sem programas nem complicações.
      Windows: fazer download do programa SecureW2EAP, instalar, reiniciar o pc, depois ainda tenho de colocar o utilizador e a passe.

      Linux: coloco a minha pen Kanguru, selecciono Kangurufixo e já está! Em menos de um minuto já tenho net. E a net fica disponivel automaticamente sempre que ligo o pc.
      Windows: coloco a pen, esperar que instale uns drivers, abrir um executável, clicar 5 ou 6 vezes em next, esperar que instale outros drivers, ao fim de 15 minutos já devo ter net. Quando ligo o pc, ainda tenho de clicar em ligar/desligar para ter net.

      Linux: qual fragmentação, qual quê?
      Windows: desfragmentar pelo menos uma vez por mês, ou sempre que se instala uma aplicação gigante.

      Linux: tenho drivers para tudo tanto para a versão de 32 bits como para a de 64.
      Windows: não arranjo drivers para o Bluetooth nem para o leitor de cartões na versão de 64 bits.

      Linux: selecciono tudo o que quero instalar, ele faz o download e instala tudo automaticamente. Tudo num só programa.
      Windows: ir aos sites fazer download, depois instalar tudo um por um…

      Windows: se durar 3 meses já estou com muitíssima sorte!
      Linux: formatar após 6 meses porque já saiu uma nova versão do ubuntu.

      Mais algumas aqui:
      http://tuxvermelho.blogspot.com/2006/08/10-pequenas-coisas-que-tens-de-saber.html

      http://tuxvermelho.blogspot.com/2007/01/quem-o-maior-quem.html

      Windows é muito bom para jogos. Só uso para isso. Por acaso tou agora em Windows porque estive a jogar, tou a fazer uma pausa e vou já jogar. Mas comprando uma ps3, formato o windows e fico só com linux.

    • Pedro Coelho says:

      Eu também sou utilizador Win 7 / Linux, mas em 10/5 e dou-te já algumas vantagens do Linux sobre o Windows, mesmo achando que o Se7en está espectacular.

      Segurança: O Linux é comprovadamente mais seguro que o Windows, nos Estados Unidos há um comité de segurança para sistemas operativos e a MS anda à anos a tentar obter a certificação C para os seus sistemas de desktop, mas não consegue, já o Linux tem essa certificação à 14 anos!!!

      Virus e outros malwares: O sistema de ficheiros do Linux e a forma como são tratados os seus “executáveis”, não permite que haja, de uma forma eficaz, a capacidade de propagação de malware, virus e afins. E isso não é apenas porque há mais pessoas que utilizam o Windows.

      Actualizações: As actualizações no Linux são algo espectacular, não só actualiza o OS, como todos os programas instalados correctamente (sem ser de forma manual, ou através de scripts). Até a mudança de versão de OS é efectuada pelo Sinaptic. Já pensaram o que seria mudar do Vista para o Se7en sem perder dados e configurações? E a trabalhar enquanto é efectuado o upgrade. Há já tentativas de criar um Sinaptic para o Windows, o win-apt é uma dessas tentativas.

      Preço: O Linux é um sistema Open Source que é na sua essência gratuito (há distribuições empresariais pagas, mas mesmo assim compensam em relação aos servidores Windows), pode ser comercializado desde que o preço apenas reflicta o valor dos manuais, CDs e embalagem.

      Desenvolvimento Web: Embora o Windows e o Mac tenham excelentes ferramentas de Edição para desenvolvimento Web – Dreamweaver e Textmate – O linux tem o backend, o Servidor e as ferramentas acessórias, o Windows também tem, mas experimentem instalar o Apache, o PHP, o PEAR, o MYSQL, o PostgreSQL e o Oracle (Express) no Windows, é que se utilizarem aqueles servers tipo XAMPP ou WAMP, só podem escolher um tipo de base de dados, ou MySQL ou PostgreSQL ou Oracle. No Linux é facílimo, podemos instalar qualquer tipo de Base de Dados (excepto MS) e com apenas uma linha de comandos podemos instalar tudo de uma vez e configurar também é muito mais simples, só temos que atribuir as passwords aos vários serviços. Para edição sempre temos o Netbeans, o Aptana, o Eclipse, o Gedit (também funciona muito bem), o vi e outros… que fazem boas alternativas aos do Windows e Mac.

      Para já é só…

      Fica bem

    • Pedro Coelho says:

      Agora vem uma lista de desvantagens:

      Número de Aplicações: As aplicações para Windows são mais e na maioria das vezes, melhores que as existentes em Linux. É o preço de não se ser comercialmente atractivo.

      Consistência nas Aplicações: Embora a consistência básica exista (as aplicações têm muitas opções idênticas entre elas), de uma forma mais geral, no Windows mesmo a aparência é muito semelhante dando ao utilizador uma fácil aprendizagem das mesmas. No Linux como as aplicações são efectuadas por programadores independentes ou comunidades de programadores, normalmente fazem os programas para si mesmos sem se preocupar com os restantes utilizadores o que leva a alguma inconsistência na aparência e nas opções de aplicações diferentes.

      Drivers: Embora o Linux já tenha muitos drivers, que até podem funcionar melhor que no Windows, ainda faltam muitos outros e nisso o Windows é rei.

      Aplicações especializadas: O Windows tem muitas aplicações especializadas que não existem em outros OS e menos ainda no Linux – AutoCAD, Dreamweaver, Flash, etc. – Também tem muitas aplicações “verticais” para facturação, contabilidade, salários, pontos de venda, etc. que no Linux ainda falta.

      Espero ter estado bem nos dois pratos da balança.

      Cumprimentos,

    • Telmo says:

      Se soubesses um pouco (mínimo) de informática, verias as vantagens.
      É um sistema muito mais estável, rápido e seguro.
      Não gente que entende a sério de informática (como os fabricantes dos supercomputadores) raramente usam Windows, usam um SO a sério – Linux!

      Contudo, o Linux também tem desvantagens – isso há que admiti-lo: para noobs e lammers é tramado!

      Não é por nada, mas lembras-me um noob – comenta com a mania de quem sabe, utiliza sempre as últimas versões do software e cá para mim instalas-te o Ubuntu Linux (e ainda por cima com o instalador para Windows!)

      Quem não sabe ou não entende cala-se e não fala.

      “Néscio calado por sábio é contado!”, néscio = asno!

    • darkfenix says:

      tens o w7 ? e vais pagar a licença quando sair???claro que nao vais andar a procura de alguem que criou um software livre pra todo mundo poder activar o windows nao é?como ves podes negar ,mas todos que conheço em 30 so 1 tem guenuino ,o resto agradece ao plineo torres por ter criado 1 software gratuito pra todo mundo.como ves o software livre faz milagres.ha ja agora se o fiasco do vista como sendo windows e bom pra que precisa de tantas actualizaçoes quase diarias????

  5. kaian says:

    Viva a Liberdade!!!

    Viva ao Open Source !!!

    Viva a Tecnologia!!!

    Viva usando Linux !!!!!

    😀

  6. SoldJah says:

    eu ja sei que vai haver aqui ppl a botar-me abaixo, mas acho que já está mais que visto que para o utilizador comum/avançado o melhor é windows. já o linux será melhor para os tão chamados “geeks” e para uso em servidores. ah e o linux também e muito bom caso queiram armarem-se em hackers 😉 (ou crackers depende :P)

    • Rui Oliveira says:

      Lamento dizê-lo mas o teu comentário demonstra uma certa ignorância da tua parte sobre o que é o Linux nos dias de hoje 😉 (Sem ofensa claro)

      O windows para utilizador avançado desde quando? Se dissesses isso o linux ainda aceitava. O que é que o Windows permite-te fazer de avançado e personalização? Desactivar serviços?

      Consegues mudar a interface gráfica com o utilizador e escolher um aspecto totalmente diferente de uma forma nativa? Consegues desactivar totalmente a interface gráfica de uma forma nativa? (para dar alguns exemplos)

      Já agora pagas por todas as licenças de Windows que saem?

      E o Linux não é só para uso de servidores, tens distribuições de Linux como o Ubuntu que como vês no nosso portal é a distribuição que escolhemos devido à sua simplicidade.

      Penso que não leste também o meu comentário final no artigo, sobre o Moblin. O Moblin é provavemente o exemplo mais flagrante do que pode ser um linux amigável.

      Pelo menos a intel pensa dessa forma (sim a tradicional e provavelmente mais antiga aliada da Microsoft), obviamente esta empresa vê potencial no Mercado de Desktop para o Linux.

      E uma coisa te digo, a intel é das empresas tecnologicas que menos falha nas suas apostas. 😉

      • Shogun says:

        Desenvolvo software e n sei se na tua perspectiva me posso considerar utilizador avancado, mas com a .Net Framework e o fantástico Visual Studio 2008 posso dizer que o melhor para mim é o Windows, embora não diga que o Linux seja mau mas não tem as ferramentas que o Windows tem.E já agora qual é o interesse de mudar a interface gráfica? Pessoalmente acho que a interface gráfica do windows 7 por exemplo é 100% muito mais atractiva do que a nativa de qualquer distribuição linux.A questão do pagar licenças é apenas uma operação de marketing da comunidade linux, porque é assim só pagas licenças se quiseres, mas também só tens o melhor* se tiveres licenças. 😉

        PS: *O melhor entenda-se aquele que serve melhor as necessidades do utilizador.

  7. kekes says:

    Nao é de admirar que a maior parte dos supercomputadores use linux, pois dado que é opensource pode ser adaptado as necessidades dos tais supercomputadores, enquanto o windows nao… É simples quanto isto, uma das vantagens do opensource.
    Mas a realidade é que a MS nao percisa de dizer que domina nos supercomputadores para ser feliz, domina no maior mercado.

  8. El Kabong says:

    É inevitável a discussão, não é?

    Agora as perguntas que eu faço são as seguintes:
    Porque é que os defensores de linux têm que andar sempre a tentar vender o seu peixe e a meter linux pelos olhos dentro do resto das pessoas?
    E porque é que vêm logo com comparações despropositadas e argumentos que além de não serem inteiramente verdade, não interessam a quase ninguém que usa computadores pessoais?

    É que depois, além de maçadores ainda por cima são arrogantes.

    Para o Sr. Rui e para o post em si:
    Não é novidade nenhuma. Mas isso não vai ser suficiente para chegar às massas.
    O windows continua a ser mais fácil, mais intuitivo e menos complexo para o simples utilizador.
    O linux, por enquanto, vai continuar a ser um SO do meio académico e para os curiosos.

    Quanto à Intel, só lhe interessa o uso do linux nos desktops para que possam, actualmente, ter argumentos para vender os seus cpu’s Quad-Core com hyperthreading.
    Porque vendo bem:
    – para o comum utilizador, um simples Dual-Core chega e sobra.
    – para os jogadores, os quad-cores ainda chegam e sobram
    – para trabalho de escritório, os dual-core também chegam.

    Assim, pelo sim pelo não …. aposta nas janelas e no pinguim e só tem a ganhar.

    • Nelson says:

      Ninguém quer impingir nada a ninguém! Mas se o povo vive na ignorância/escuridão surge a necessidade iluminá-lo!

      Acreditem, se nós lutamos é para o vosso bem!

    • darkblonde says:

      maçadores e arrogantes??

      eu mal começei a ler os comentarios ja estavam a atacar ” o pessoal do pinguin” como “nos” chamaram. Quem é maçador e arrogante? eu sinceramente ja passei essa fase do tentar demostratr que o linux tem inumeras vantagens. Cada um usar o que quer e o que achar que é melhor. Logo cada um tem que se aguentar com os problemas que advêm das escolhas que fez. Mais nada… O Ubuntu/Linux, mais ano mesmo ano vai ter uma quota de mercado muito maior do que tem actualmente. Vai rivalizar realmente com o windows. Até lá…

    • Nuno Carvalho says:

      Ultimamente tb tenho visto comparações entre linux e windows que fazem pouco ou nenhum sentido.. 😡

      “O linux, por enquanto, vai continuar a ser um SO do meio académico e para os curiosos.”

      E eu diria que para trabalhos de escritório ou até para as escolas o linux seria bem mais que suficiente, desde que claro houvesse um apoio ao utilizador. Só aqui poupavam-se uns €€ em licenças..

      Agora com as férias à porta vou aproveitar para experimentar mais uma ou duas distros xD

    • kekes says:

      Olha disses-te tudo nem eu diria melhor, isto quando se fala actualmente neste blog de linux é sensasionalismo, já nao vejo uma noticia realmente interessante sobre este SO a muito tempo, e é que há muitas, mas nao interessa… o que interessa é o sensasionalismo, e usando o termo “enfiar pelos olhos a dentro”, dizendo que linux é sempre melhor e quando sai uma noticia do Windows, bem bora invadir aquilo e encher de coisas a dizer mal da MS.

      Este post podia ser muito interessante, mas apostou-se no sensasionalismo.

      E digo nao perciso de um bloco de esquerda informatico, para quando começam a encher a barriga ao pessoal sem se trabalhar?

      PS: leiam os comentario aqui e digam quantos falam mal do linux? Tem um que o utilizador estava frustado por nao conseguir enfiar no seu PC, e pouco mais, vao ao um post Windows e vejam o que lá está escrito. Sao piores que sei lá o que, e ainda se fazem de vitimas…

      • Rui Oliveira says:

        Esta critica é injusta e ataca-me a mim pessoalmente que fiz o artigo. Em nada no meu artigo uso termos sensacionalistas apenas apresento factos comprovados por referências.

        O problema era que antes de eu começar a escrever sobre estes factos o Linux já existia e tinha impacto noutros sites internacionais, só que aqui só se via Windows e Windows e mais Windows.

        Desde que comecei parece que tenho incomodado algumas pessoas, mas se não estás satisfeito podes ir ver um dos muitos artigos de pplware de Windows.

        Tenho pena mas não vou mudar o meu estilo de escrever e notícias de Linux gostes ou não 😉

  9. Miguel Rosa says:

    eu uso Windows e linux porque tento aproveitar o melhor dos 2 “mundos”..

    Mas a principal razão é por ser consultor informático e quem sabe no futuro não ter que administrar servidores em qualquer um dos ambientes..assim sempre tento andar o máximo actualizado.
    E como se costuma dizer, quem corre por gosto não cansa!;)

  10. NT says:

    Bem muito foi dito…

    Agora enquanto o linux ou GNU/Linux(para os prós) não tiver uma compatibilidade a 100% entre distribuições (por exemplo, um rpm funcionar out of the box no ubuntu ou um .deb no fedora) tem um grande problema, sei que podem “atirar pedras” com a velha história da escolha mas acho que é uma lacuna. Outra grande lacuna (que fez o mercado de pcs evoluir) é os jogos, temos o exemplo do jogo world of goo (ou algo parecido) que lançou para as duas plataformas Windows e linux porém no linux bateu recordes de venda, acho que se tivéssemos outros grandes fabricantes de jogos a desenvolver para linux, ai sim teríamos um sistema capaz de tirar o Window$ do poder…

    De resto são só vantagens, mesmo a nível de performance (rede, acesso aos dados, etc) o linux bate o Windows mas com grande vantagem. Depois para quem necessita de computadores para trabalho é do melhor, sem pensar com os preços abismais de uma licença de software proprietário (exemplo Windows+Office+Microsoft SQL…. uma pequena fortuna * 10 ou 20 computadores…) com esse valor para além de se poder comprar mais um computador ou dois ainda temos €uros suficientes para ter um suporte de jeito em linux, visto que o que se compra à microsoft é só a possibilidade de instalar um produto no computador, que possivelmente irá ter actualizações..

    Bem haja!

  11. curioso says:

    Isto não me admira nada, para estes computadores as licenças Windows custam uma fortuna, logo é normal o crescente uso do Linux.

    Isto ainda tem outra vantagem, quanto mais se usa o Linux (seja lá por que razão for), mais se vão apercebendo que afinal existe uma brutal alternativa ao Windows.

    Também de notar que estas maquinas estão longe de ter uso de software para Desktop (o que nós usamos no dia a dia), estas maquinas usam software muito dedicado para uma determinada tarefa, isto tendo em conta o facto de se poder fazer quase qualquer coisa com o Linux é mesmo uma bela combinação.

    Parabéns Linux 😉

  12. Kaian says:

    Gosto muito do Linux!
    Mais acho que o Ubuntu podia ser mais faciu,sei que tem aquele add e remover onde posso baixar e instalar automaticamente o programa mas não consigo instalar programas baixados da internet.
    Todos os programas podia vim com um instalador tipo o windows

  13. darkfenix says:

    eh he he mais vale ser o pessoal do pinguim (que e muita loco) que o pessoal do camelo(windows) que compra software problematico (vista) que foi um fiasco,dai ter tido uma vidinha bem curta e ja agora quem copia o que? ou ando com vodka a mais ou a microsoft anda a usar o pinguim ?sim ,pra copiar algumas coisa e assim aprender como se faz um S.O. semproblemas e que nao ande constamtemente a actualizar-se .

  14. Pera lá, vai sair uma versão do “SO” da micro$haft com o KDE 4.2

    *,*

    _
    http://penguincommunity.blogspot.com/

  15. Jorge Ferro says:

    Comecei em linux a medo. após 2 meses faço tudo o que fazia com m$… e agora ainda mais, mais rápido…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.