PplWare Mobile

John McAfee: “O Antivírus está morto e já não tem sentido!”


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel says:

    Este man não bate bem!

  2. Miguel says:

    Ele sabe que assinou um contracto que não pode criar soluções antivírus durante x anos quando vendeu a intel a troço de muitos milhões…

  3. Diogo says:

    Sim concordo, no meu ver os antivírus são uma maneira muito eficaz de os nosso ficheiros e informações serem vendidas. Basta questionar .. se um antivírus é grátis .. o que estamos nos a dar em troca? Basta olharmos para o Windows 10/Facebook, são grátis e em troca simplesmente querem .. saber tudo acerca de ti para vender mais tarde.
    Na última semana deixei de usar o NOD32, é pena pois é muito eficaz e leve, no entanto dispenso ter uma aplicação a fazer scan aos meus ficheiros constantemente. Sim oferece protecção mas não compensa o que nós estamos a “vender”.
    Podes afirmar “não tenho nada a esconder”, “nunca aconteceu nada até hoje”, no entanto é assim o futuro .. contas fake, dados falsos, vpns e toca a marchar.

    • David Guerreiro says:

      Então mas tu dizes que os gratuitos é que espiam e tiraste o ESET que é pago… Os anti-vírus gratuitos existem na sua grande maioria como forma de vender a versão paga. Se reparares, no AVG, Avira ou Avast tem sempre lá publicidade à versão paga, e muita gente acaba por comprar assim.

      • Diogo says:

        Podes usar uma chave trial durante meses a fio, pesquisa primeiro antes de mandares postas. Sim, continua a pensar que é a pala da publicidade que eles sobrevivem.

  4. André Alves says:

    Segurança e privacidade são inversamente proporcionais em muitos casos

  5. Benchmark do iPhone 6 says:

    Voltemos à “vaca fria”, pegando no Windows – o que o torna mais seguro:

    1 – A Microsoft corrigir as vulnerabilidades que são exploradas pelos vírus e outro malware?
    2 – Ou os antivírus que varrem o sistema operativo à procura de “assinaturas” de código identificado como malware e de alterações no sistema operativos consideradas suspeitas?

    Não tenho qualquer dúvida que a resposta é 1. Isso significa que os anti-vírus e anti-malware no Windows são inúteis? Acho que ainda ninguém afirmou isso.

    No OS X e no iOS, em que os anti-vírus não existem, podemos discutir isso, mas é diferente.

    • Mota says:

      Claro que é diferente.. eles pagam-te.

      Parabéns Bench, é o comentário mais ridiculo que fizeste no pplware.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Ó nhó-nhó, não sabias que não há anti-vírus para OS X/ iOS?

        • Omega says:

          Desculpa há antivirus para o OS X!
          Kaspersky, Bitdefender, ESET, Avira todos em AV para o Mac os X

        • Hugo says:

          ó seus nhó-nós… quem é que disse que não há antivirus para OSX ?!?!
          Pelos menos Avast, ClamXAV, Sophos, Bitdefender, Avira… todos estes têm versões para OSX…
          Não falem do qu não sabem…

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Se leram os prospectos vêem que dizem que que protegem disto e daquilo – acesso a sites suspeitos, controlo parental, phishing, etc

          Quanto aos vírus, está quieto ó mau, é um jogo de espelhos como, por exemplo o que diz a Kaspersky sobre no Internet Security para Mac :

          “Impede a propagação de malware de PC

          Dado que os computadores Mac podem ser utilizados para a propagação de infeções de vírus informáticos, o Kaspersky Internet Security for Mac proporciona proteção antivírus para Mac e impede que o seu Mac transmita malware de Windows ou Linux aos PC de familiares, amigos ou colegas. Para além de proteger o seu Mac de várias ameaças, as nossas tecnologias de segurança premiadas também o protegem do embaraço de transmitir malware a quem o rodeia.”

          Na verdade não diz que protege o Mac dos vírus – o que diz é que impede que o Mac sirva de veículo e “transmita malware de Windows ou Linux aos PC [note-se bem, aqui PC não inclui os Mac] de familiares, amigos ou colegas”.

          Normalmente o nome que lhe dão é “suíte de proteção para a internet”, porque ninguém acredita em vírus para Mac – só os trouxas do costume 😉

          http://www.kaspersky.com/pt/mac-security

        • jorge santos says:

          Eu uso o Sophos Anti Virus for Mac 🙂 . Gratuito, por sinal 🙂 .

        • pedro flores says:

          Há anti-virus sim senhor
          chama-se MAC OS X
          LOL

          • Um Sóce Oh Sóce says:

            É bom até a menor dificuldade. É facil dizer que se tem boa segurança quando ninguém a ataca… Se a apple conseguir a passagem ao mercado empresarial logo vemos a Segurança dos meninos.

  6. Eduardo Silva says:

    O homem é louco. Claro que não é preciso antivírus para quem usa Linux, sistema que o cromo não fala sequer. Fala em Android, mas não é bem a mesma coisa.

  7. Gustavo says:

    Esse McAfee é maluco, gosta de orgias e drogas. Recentemente, foi preso em sua casa no Caribe – onde tinha um harém – por suspeita da morte do vizinho. Além disso, parece que sofre de mania de perseguição… 😛

    OFF: Marisa, já reclamei com o Vítor por causa da sua ausência muito longa! Não nos deixe mais por tanto tempo, ok? 😀 😉 s2

  8. Simão Sá says:

    Há muitos anos que não uso antivirus. Formato o meu pc frequentemente, e não vejo necessidade nenhuma em usar antivirus.
    Considero mesmo que o software antivirus é um virus que nos deixa o pc mais lento.

  9. Paulo says:

    Já deixei de usar antivirus à 20 anos atrás, e curiosamente nunca mais tive problemas com virus…. se o meu pc está infectado?!! é possivel…. mas não me faz qualquer diferença…. os virus só tem reação quando encontram um antivirus instalado…. e sim…. estou à 20 anos sem antivirus e sem problemas…. e sabem que mais?!! sou administrador de sistemas 3rd nivel na maior empresa de IT mundial… 😉

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Mas alguém lendo o que escreves “os virus só tem reação quando encontram um antivirus instalado” acredita em ti?
      Não sejas bacoco armado ao pingarelho.

    • apolo says:

      Eu sou trolha e tambem nao uso anti-virus!!!!!

      • Omega says:

        Vamos ver uma coisa!
        “os virus só tem reação quando encontram um antivirus instalado” obrigado por o antivirus detecta o vírus!
        LOL LOL LOL

        • Jose says:

          Em palavras simples para alguns…. Não interessa que um virus se espalhe por vários files no computador, mas sim por varios computadores. A quem faz um virus, só interessa que o virus esteja num file (não há qualquer beneficio estar em varios files), basta um. Ora se o virus não for “executado”/despoletado por alguma acção do user ou de um antivirus, provavlemente não irá fazer qualquer diferença no desempenho do PC. Caso tenhas um antivirus, será uma guerra constante entre a multiplicação do virus e o antivirus…. e vamos lá… não sejam ingénuos… virus e antivirus são criados pelas mesmas empresas…. e os antivirus estão sempre meses atrás dos novos virus…. se algum hacker quiser acceder ao PC de um normal user, não são 50 mil antivirus instalados no PC que vos salvam….

    • jorge santos says:

      Administrador de Sistemas e NÃO quer saber se os computadires que administra foram comprometidos? Falta de zelo profissional.

    • pedrostrik says:

      Como? não há virus, malware, spyware etc…, rapaz abre os olhos que em menos de um farelo envio um mail em que só o facto de o abrires meto um keylogger, capaz de te sacar as passwords todas que utilizes, não acordes não…
      E outra coisa, o que o John Macfee diz é, e por experiência própria (uso android WP8.1 e IOS):
      realmente a melhor maneira de contornar os virus e afins é; usar equipamentos com diferentes SO’s ;
      mudar de equipamentos moveis regularmente – ele diz a cada 2 semanas, por exemplo;
      Usar vários user names aka fake acounts para as mesmíssimas aplicações;
      Instalações limpas do SO nos nossos PC’s.
      Ter o de trabalho sem qualquer ligação à net movendo os dados, sempre por via fisica.

      Se seguirem este modus operanti estão quase à vontade, só mesmo no caso do PC é que se poderá tornar bem mais complicado, mesmo assim, para contornar o mesmo basta seguir algumas ”práticas” com instalações limpas e sem contas associadas nesse mesmo SO.
      Resta saber até que ponto o W10 que diz a M$ fica de borla a quem de direito o requereu, não abusa das nossas user acounts para nos conseguir controlar.
      Eu por exemplo tenho um custom PC e 2 portateis, um deles sem ligação à net e outro com SO’s nao M$, portanto cada um sabe de si.

      • Joao says:

        LOL!!! Gostava de ver isso…. é só enviar um email e pronto….. está tudo infectado e é o fim do mundo!!! Esplica lá como só abrindo um email, não clicando em nenhum link ou file attached vais infectar o computador de alguem…. escreves um texto bonito e depois os caracteres juntam-se todos e fazem magia?!!

  10. Baptista Batos says:

    Pois não, usem OS X e iOS, usem Apps de fornecedores reputados, e legais, e não precisam de AV para nada…

  11. kuikes says:

    De certa forma tem razão. Se uma pessoa tiver alguma noção do que anda a fazer, não vai precisar de nenhum AV. Claro que se entrar e clicar em tudo quanto é link e instalar coisas sem ler o que lá está, é normal que sejam só barras a aparecer nos browsers e pop-ups a todos os minutos…

  12. Jose says:

    Não uso Anti-Virus há quase 10 anos.

  13. sakura says:

    “”I don’t use AV, I think it’s dead and based on an ancient tech that is no longer relevant.””

    100% de acordo. pq? bem o windows 10 (XP) usa o hardware como antivirus. i.e. https://en.wikipedia.org/wiki/Executable_space_protection

    MAS instalavas o chrome e la se IA a segurança, hoje já não é assim… agora se um user installa software pirata, clica em tudo, etc.
    so contamina a sua conta NUNCA o WINDOWS. end of BSOD.

    há no linux é == um kernel sem selinux(nas) não tem segurança para os dias de hoje.
    osx …. ???#$% outOfDate.

    o defender do windows é um antivirus com Super poders e o selinux é o 007 da nsa……..

  14. Maneu says:

    Este senhor deve reformar-se o quanto antes! A vida que leva, ter de vender a solução para manter a sua vida…
    Trocar de smartphone em tão pouco tempo…
    Que eu saiba quem troca de smartphone num periodo tão curto é porque tem um negócio estranho…
    O resto são tretas para justificar a venda de uma empresa que já foi bem sucedida!

  15. Maneu says:

    Reformar-se de uma vez por todas! Que vá para o Hawai curtir a dele!

  16. Bruno says:

    Os antivírus nao são necessários???
    Depende do utilizador… Aqueles que têm cuidado por onde andam de facto o antivírus não está lá a fazer nada mas aqueles que carregam em tudo o que mexe deviam de ter um antivírus e mais importante, um anti malware para ver se não acabam com dados pessoais roubados.
    De facto a melhor proteção é as pessoas saberem aquilo que andam a fazer…

  17. Neopunk says:

    Esta história do AV ter morrido é um puro exagero, o mesmo se aplica quando muitas vezes referem que a DMZ morreu.

    A velocidade e quantidade de malware que é lançado e dissiminado pela Internet é algo que um AV não conseguirá conter na totalidade devido à lógica de assinaturas de código malicioso. Agora daí até dizer que não serve para nada vai uma grande distância, provavelmente +99% das infeções decorrem com malware já reconhecido nas assinaturas, quer isto dizer que aquilo que provoca uma infeção é a ação humana devido ao ignorar de alertas e muitas vezes na insistência na instalação de software e jogos descarregados de Torrents.

    Não foi por acaso que o Windows 8.1 RT não teve malware conhecido, a impossibilidade de instalar aplicações sem ser por via da Store da MS permitiu mitigar o risco, apenas correm aplicações da Store que estão assinadas com certificados válidos.

    O Windows 10 apresenta uma lógica semelhante de proteção através de uma funcionalidade que dá pelo nome de Device Guard, através disto é possível Certificar as aplicações que pretendemos autorizar a instalar e correr na máquina e a partir daí inibir tudo o resto de ser instalado e executado, quer isto dizer que mesmo nos casos de novo malware que não é detetado nas assinaturas, este não vai correr.

    Existem outros detalhes no Windows 10 que contribuem para uma maior dificuldade em tirar proveito do sistema infetado, uma delas prende-se com a mitigação do Pass-the-Hash (finalmente!!!!) que é um dos principais vetores de ataque para elevar ou impersonar credenciais depois de uma máquina ser infetada, o LanMananager que gere os hashs de password passa a ficar isolado do sistema operativo num micro kernel suportado por um hypervisor, com isto ferramentas como o wce.exe e mimikatz que captavam hashs em memoria deixam de funcionar.

    Os avanços com o biométrico que permitem impulsionar 2ºs fatores de autenticação, isto é, recorrer ao “what you know” (password ou pin) e “who you are” (fingerprint, iris scan, etc), através de uma forma prática e com isso erradicar de vez as passwords, irá também provocar um menor interesse na infeção de determinados sistemas, mais uma vez o Windows 10 traz um avanço significativo com o Windows Hello.

    Mais do que as novas funcionalidades de segurança no Windows 10, a grande vantagem foi tornar tudo isso muito prático e fácil de usar, posto isto, não migrem para W10 e deixem-se ficar no passado, faz todo o sentido… NOT!

  18. 1berto says:

    Eu concordo.

    Acho que os Antivírus cada vez mais são da responsabilidade da empresa que nos vende o software, e até estou bem contente com o Windows Defender.

  19. Luis FA says:

    Este gajo faz na vida o que quer, curte até ao limite e ainda por cima é super divertido e bem disposto. A irona inteligente sempre no limite (como os filmes doTarantino) fazem dele um personagem legendário e quase ficcional. Só os meninos “clean” deste tempo assético é que ficam enjoadinhos com o John. Ele não vive “like a boss”. Ele é mesmo o boss, uma espécie de Chuck Norris da informática…

  20. Homo Erectíssimo says:

    Antivírus ?? Uso,sim senhor !! Para meu próprio bem,tem que ser.Tenho o Webroot SecureAnywhere Antivírus,o que me agrada muito.Um antivírus baseado na cloud,extremamente eficaz e muito leve no sistema.Agora,dar ouvidos a este tipo ?? Quem afirma e cito:”I use my samsung phone if I want internet and buy a new one every 2 weeks.”,é porque é doido varrido !! Então precisa de comprar um novo smartphone a cada 2 semanas,apesar de ser um homem extremamente rico ?? Ele que se interne !!

  21. Paulo Gama says:

    Obviamente que ele está mais que certo, hoje em dia só o windows apanha virus, todas as outras plataformas estão livres de os apanhar (Linux, android e apple) como tal este Sr. está mais que certo..

  22. Helena says:

    Claro que os AV já não fazem sentido.
    O importante é usar uma firewall e não andar a correr riscos desnecessários.
    Claro que pode acontecer sempre um desastre, mas se uma pessoa evitar andar em sites marados ou instalar software de origem duvidosa evita a maioria dos virus.

    A firewall é que é imprescindivel nos dias que correm, o AV é apenas um nice-to-have.

  23. Pedro Carvalho says:

    Para mim o melhor SO é o “Vida”, o melhor chat é o “Boca”, o melhor site de encontros é o “Café” e anti-virus depende do que o médico receitar. Quanto à informática isso só depende de gostos, opiniões e experiências profissionais. Lendo características são todos bons, ouvindo outros utilizadores também são todos bons (para uns ou para outros alguém acaba, no final, por ter todos recomendados). No fundo apenas conta bom senso, utilização com cuidado e sorte, como na vida real.

  24. Robert Soares says:

    Este senhor apesar de parecer um louco tem razão no que diz… Os anti-virus não passam de um negócio como todos os outros que vão gerando lucros ás empresas e que na altura foi desenvolvido para corrigir lacunas nos O.S. Neste momento todos os O.S preocupam-se com protecção e existe sempre updates disponíveis para manter as máquinas actualizáveis e seguras. Independentemente do O.S que as pessoas tem “windows, linux, mac, etc” todos são susceptíveis a software malicioso e a melhor forma de nos proteger disso primeiramente é o “utilizador”… Os Av há muito que são obsoletos.

  25. Bob says:

    Honestamente, em alguns comentários, o nível de ignorância da operação de sistemas, e níveis de segurança dos mesmos, está muito em baixo….. (não confundir ignorância com estupidez….. é diferente o não saber de algo, e insultar alguém). Fazem afirmações erradas, que vão levar a que o utilizador comum, não esteja bem informado.
    Seja Windows, Linux, OS X, IOS, Android, etc, todos os sistemas são vulneráveis. Os piores, são aqueles que os próprios utilizadores acham que são imunes a todos os problemas de vírus, malware, ataques, etc.

    Em que planeta, é que o OS X é imune? Um vírus/malware desenhado para Windows não vai infectar a máquina, mas existem ataques desenhados para o OS X, pois também tem a sua cota de mercado, e ainda é mais fácil, dado os utilizadores pensarem que são imunes, e não tomam precauções nenhumas.
    Não esquecer em que é baseado o OS X….
    Linux, também sofre de problemas de segurança da mesma maneira.
    Windows é de longe a plataforma mais atacada, porque também é a mais usada pelo mundo. Logo, se o interesse é roubar informação, ou infectar máquinas para depois ter pontos para atacar, desenha-se para o maior número possível.

    Hoje em dia, uma solução de protecção já não é um mero Anti-virus. Tem firewall, AV, spyware, malware, trojans, sistemas de “heuristic” a ataques ainda desconhecidos pelo AV (https://en.wikipedia.org/wiki/Heuristic_analysis).
    Alguns sistemas de protecção até filtram a nível das camadas OSI (https://en.wikipedia.org/wiki/OSI_model), e chegam a um nível de filtragem muito extenso.

    Estar atrás de um router, em vez de directamente exposto com um IP público, já elimina bastantes ataques directos. Quem for curioso, e tiver um equipamento que tenha logs, ou possa encaminhar para um syslog, o número de ataques de sistemas automatizados, é absurdo. (então em empresas com ip’s fixos, ainda é maior).

    Uma firewall bloqueia um vírus? Nim…. Não impede o sistema de ser infectado, mas existe malware que infecta o sistema, e, por exemplo, só comunica com a central (para recolher dados ou receber “ordens”, por tráfego P2P (peer-to-peer). Algo que filtre tráfego, e consiga bloquear protocolos ou tipos de tráfego conhecidos, bloqueia logo a informação enviada ou recebida, e a penetração no sistema é detecada, e tendo sistema de avisos, fica-se logo a saber onde está o problema.
    Chegam ao ponto de assim que detectam algo suspeito, isola o sistema infectado, e impede qualquer comunicação para o exterior ou interior.

    Assumam que estão sempre a aprender, e que as pessoas mal intencionadas, sabem mais do que nós.
    (já trabalho nisto há 20 anos, e não percebo nada……… aprendo todos os dias, e vou morrer sem saber tudo)

    A afirmação do John McAfee, está errada. Um Anti-Virus não é uma televisão. É software, programação. Está em constante desenvolvimento. E nesta era digital, é um bocado absurdo dizer que software está obsoleto 🙂

    • Bob says:

      Desculpem o “testamento” 🙂

    • Um Sóce Oh Sóce says:

      Pelo que eu percebo o que o John diz (quer dizer) é que a forma como os antivirus actuam já não é funcional nos dias de hoje e que têm que ser “reinventados” para funcionar. Realmente o modelo é o mesmo desde que me lembro, a mim parece-me ser isso que ele quer dizer.

  26. Fábio Santos says:

    “a sua escolha recai nos sistemas Windows (…) para garantir a sua segurança e protecção contra a espionagem de serviços como a NSA, CIA e FBI”

    LOL 😀

    • 34 says:

      Até que faz algum sentido.
      Os Mac são sistemas ultra-fechados, se quiseres implementar alguma coisa como um tweak de kernel não podes que o mesmo está trancado a sete chaves, e só consegues mexer com ajuda da apple.
      O linux é o oposto, está tudo escancarado, na prática um site na net pode instalar uma alteração qualquer, mesmo que ao nível do kernel, não há limites…
      Não há limites quer dizer, pode-se alterar a pass do superuser, que se obtém alguma protecção, mas isso já é outro tema

  27. Marco says:

    Bem que poderiam dizer que o homem não pertence à McAfee já desde os anos 90 muito antes da venda à Intel, mas “prontes”.

    Era só ir ver à wikipedia

    “In 1987 McAfee founded McAfee Associates, a computer anti-virus company.[3] In 1989, he quit Lockheed and began working full-time at McAfee Associates, which he initially operated from his home in Santa Clara, California.[citation needed] The company was incorporated in Delaware in 1992, and McAfee resigned from the company in 1994.[3] Two years after McAfee Associates went public, McAfee sold his remaining stake in the company.[5]”

    Network Associates was formed in 1997 as a merger of McAfee Associates and Network General. This company later became Network Associates, a name it retained for seven years until it was renamed to McAfee, Inc. In August 2010, Intel bought McAfee,[6][7] maintaining the separate branding, until January 2014, when it announced that McAfee related products will be marketed as Intel Security. McAfee expressed his pleasure at his name no longer being associated with the software.[8]

  28. RenatoNismo says:

    sure, os AV não conseguem acompanhar os novos vírus, mas esses novos vírus quase nunca nos cruzam diariamente, sem o AV para detectar os wormzitos que foram feitos no windows 95 é capaz de nos lixar o pc. uso net há mais de 10 anos e no início sofria com muita instabilidade no pc e lentidão, mesmo depois de ter formatado pc.. e o problema era que usava o norton que era uma m* na altura.. experimentei o avira e ele protegia sempre o pc. boa sorte para ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.