Quantcast
PplWare Mobile

John McAfee explica e mostra como aconteceu o ataque à Sony

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. lmx says:

    hé..
    os direitos á liberdade são postos em causa e depois são invadidos e os conteúdos depreciativos e xenófobos apagados…

    outro “charlie”…

  2. Alex says:

    Adoro o sapo videos <3

  3. lmx says:

    Este caso defacto trás-nos a acusação recente feita pelos usa, de que era a Coreia do Norte que andava a atacar a Sony…parece que as “armas de destruição maciça” afinal…

    era tecnologia social americana 🙂

    mais do mesmo..

    • Nuno Vieira says:

      Eu tinha dito aquando a acusação dos EUA à Coreia do Norte que estes iam lentamente enterrar o assunto e deixar a acusação inicial entranhar-se nas pessoas. Desta forma se alguém falar sobre o ataque à Sony, a primeira coisa que vêm à mente é a Coreia do Norte.

      Aqui o Pllware também são culpados. Ora colocarem vários artigos a falar da Coreia do Norte e o seu alegado envolvimento no ataque à Sony. Ora quando várias empresas de segurança vieram contrariar essa acusação, nem sequer um artigo colocaram.

      • lmx says:

        Pois,

        eu também percebi logo que eram os EUA a apontar o dedo a alguém que não os deixa “sugar o sangue”, mais do mesmo portanto..

        E como os EUA já há muitos anos que nos habituaram a isto…já é de esperar…já são demasiado previsíveis 🙂

  4. Jonny boy says:

    nao me levem a mal mas noticia parece escrita a pressao. eu sei que o google e meu amigo, mas geralmente quando se faz uma reportagem sobre alguem diz se quem e ou apresenta se a pessoa. no texto li 7vezes John Mcafee e acabei por ter que ir ver ao google quem e.

    • LDiogo says:

      não está escrito na notícia mas aparece na reportagem a legenda do homem mas, uma reportagem sobre um ataque informático com um homem que se chama John McAfee…..acho que qualquer leigo, até eu, sabe que será alguém ligado a um antivírus chamado McAfee ou seria uma grande coincidência…..

    • Alex says:

      Se é John Mcafee não é John Kaspersky ou bitdefender

    • Jonny boy says:

      Eu conheço a McAfee e vi logo quem era. Mas por eu conhecer este senhor, mas faz disto uma reportagem bem escrita

      • LDiogo says:

        Pareceu-me que tinhas dito que tiveste de ir ao dr. google….mas ok, vou acreditar que conhecias, quanto à reportagem, ela tem dois momentos, a parte escrita em que apresenta o assunto e a parte do video que mais detalhadamente explica o processo “supostamente” utilizado e no video aparece o nome do senhor e quem ele é…acho que a parte escrita não poderá nunca ser separada do video porque são coisas complementares, quer dizer, esta é a minha opinião. Se optaste por ler só o que foi escrito, não me parece que tenhas percebido o que foi feito e como foi feito mas, mais uma vez, esta é a minha opinião

  5. Luis Zenha Tavares says:

    Até aparece na legenda do convidado: “fundador da McAfee”
    Não sabia é que o mesmo tinha sido indiciado de homicidio do vizinho…puxa…

  6. João Reis says:

    Este McFee a começar pelo seu software sempre foi um Mr. Tretas.
    O software que o fez famoso, fala por si mesmo.

    Quem não conhece a marca McFee é gente com muita sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.