Já conhece a nova nota de 50€?


Destaques PPLWARE

23 Respostas

  1. Paulo says:

    Eu queria era a nota de 10 contos e o Departugal!

    • Vlad says:

      Já com o Brexit fomos quase que afundados com noticias pró-europa, imagino como seria se agora também houvesse um referendo em Portugal. Até na missa se iria falar de política a incutir a decisão de ficarmos nesta.

      • edgar says:

        so irias duplicar o valor da tua divida externa

      • Pablo says:

        um “porxit” era o fracasso nacional, um pais que pouco produz, embora já estejamos melhor, a engordar funcionários públicos, banqueiros, gestores, administradores, ex-ministros. onde íamos ao dinheiro se não nos emprestassem?

    • António says:

      Pessoas com você que defendem (não lhe nego esse direito!!) o “Departuga” antes de omitirem opiniões deviam perder umas horas a estudar a história da Europa do sec. IXX e XX e em especial de Portugal. Nunca a Europa no seu todo e em especial Portugal teve tanta prosperidade como nas últimas décadas. E porquê? Porque paramos com o nosso hobbie preferido que era matarmo-nos uns aos outros e decidimos partilhar responsabilidades, benefícios e valores. Portugal até à entrada da CEE era um país pobre e miserável, com vários índices de desenvolvimento humano dignos de países 3º mundo. Foi graças à Europa e à capacidade dos portugueses que nos desenvolvemos. Se hoje estamos com alguns problemas foi porque cometemos erros! O problema é que as pessoas na sua generalidade acham que a economia devias crescer eternamente…. e não é assim que funciona. A riqueza é finita, logo a seguir a um período de crescimento irá mais cedo ou mais tarde surgir uma receção de modo a equilibrar as coisas… basicamente equilibrar o “universo”. É fácil culpar a europa, quando vivemos num pais desorganizado, onde funciona o “xico-espertismo” e ninguém quer assumir as dores de fazer reformas estruturais. Um país onde muita gente não valoriza a educação, conhecimento, cultura…. Veja por exemplo como estava a ciência em Portugal antes dos fundos comunitários e depois. Veja as condições das universidades portuguesas e depois dos fundos…. Agora o que acho é que não se pode pertencer a um clube quando tudo está bem e quando há problemas bate-se com a porta. Só o oportunistas é que o fazem!

  2. Henrique Graça says:

    Vai ser igual à antiga, longe da minha carteira…

  3. Jokka says:

    Ja viram. As imagens principais parecem duas cabines telefónicas do Reino Unido (ou desunido)

  4. João Ferreira says:

    O link do ver aqui está errado (aponta para a nota antiga), devia ser
    http://www.novas-notas-de-euro.eu/Notas-de-euro/Elementos-de-seguranca/TOCAR/NOVA-NOTA-DE-%E2%82%AC50

  5. Zefra says:

    Eu queria dessas mais umas de 100 so para aliviar os fins do mes

  6. ZEDAPIPA says:

    Ao tempo que não me passa uma pela frente 🙁

  7. Sérgio Pimenta says:

    A nota de 50€ a mais usada?! Em Portugal não deve ser de certeza!

  8. Probrezinho says:

    Se já conheço a nova nota de 50€?
    Nem a velha, quanto mais a nova….

  9. Rui Dias says:

    Nem as antigas conheço… 🙁

  10. João Silva says:

    É a mais usada na Zona Euro a que Portugal não pertence.
    Portugal pertence à Zona Cêntimo.

  11. Edu94 says:

    Uma informação que mudou a minha vida… 😀

  12. Carlos says:

    Pff, se vale o mesmo, até podia ter o RUCA que estava pouco me lixando.

  13. pedro says:

    Como eu gostava de conhecer as antigas quanto mais as novas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.