PplWare Mobile

iPad afecta as vendas de netbooks?


Destaques PPLWARE

    • Vítor M. says:

      Podes crer… ontem quando me disseram que estava à venda por esse preço, só me veio uma palavra à mente… que é forte e feia para a reproduzir aqui!!!!

      Encontro algo mais light, como exploradores, oportunista… para definir quem pratica este preço num mercado como o nosso.

      Pelos vistos não é só a Apple que pretende ganhar bom dinheiro com este iPhone, há quem seja ainda mais descarado!

      Impressionante!!!

      • Manuel says:

        Mas vai uma apostinha em como vão esgotar o stock que tem???

        Neste país vale tudo porque nós permitimos, amigo!

        • a Friend® says:

          Esgotar nas operadoras… acredito. Na FNAC, só um burro lá compra.

          Com aquele preço mando vir 2 de França ou Inglaterra…

          É inadmissível estarmos na Europa, o iPhone nos outros paises europeus ser vendido a preços justos e acessíveis e cá ser esta vergonha. Eu já detestava a Fnac pelas politicas de preços nos produtos Apple.. mas agora, pior ainda.

          O nosso poder de compra é péssimo e com preços assim é mesmo a gozar com os portugueses. Já à tempos atrás se fez vários boicotes à FNAC… este vai ser mais um deles.

          • applethebest says:

            Atenção que em muitos paises da europa tem contractos mensais, no qual por vezes até podes escolher um telemovel gratuito. Por exemplo, neste momento estou na suiça e o iPhone está a um preço simbolico

          • Paulo Pereira says:

            Não é só a FNAC, as outras lojas estão no mesmo!

      • fran says:

        so compra quem quer!
        achas que eles praticavam esse preço se ninguem comprasse?

        se há quem compre, porque não vender??

        é uma empresa que dá lucro e como tal dá aos clientes o que eles pretendem.

        os clientes é que são burros! é o pobinho que temos neste pais!é por isso que estamos onde estamos…

      • Rui Alves says:

        por esse preço dá para comprar um bilhete de ida e volta até Paris, comprar o iphone e ainda ficar com dinheiro. É mesmo um roubo descarado, mas como eu tb não lhes compro… menos mal

    • Tiago Dias says:

      Em uma palavra: ridículo!

      Preços destes só podem ser para gozar com os Portugueses… É uma vergonha estes…nem sei que nome lhes dar…tentarem roubar desta maneira e ninguém se importar.

      Não há uma entidade reguladora que tenha poderes ou recursos para fazer algo contra isto? É que é uma vergonha, sinceramente…

      • Hugo Cura says:

        Eles só roubam a quem se deixar roubar. Não vejo assim grande problema nisso, até podia estar a 2000€. Quem realmente o quer, arranja com certeza outra solução. Basta imaginar que aquela solução não existe.

        • Tiago Dias says:

          Mas também há aquelas pessoas que não estão dentro do assunto, ou que não conseguem arranjar forma de o adquirir de outra maneira. É claro que há outras opções, e só é “enganado” quem quer ou quem não se importa, mas o que mais me choca é a “lata” destes senhores de colocar preços destes num país com tão baixo poder de compra, de longe mais altos que em países em melhor situação, e ninguêm conseguir fazer nada.. Que explicação darão eles para as diferenças de preços para UK, por exemplo?

          Com aquele preço na fnac, já estou mesmo a ver as operadoras a aproveitarem-se ainda mais do que nos modelos antigos..

          • Hugo Cura says:

            Sim, sem dúvida que lata não lhes falta. Sabem quanto dinheiro já gastei eu na FNAC? € 0,00.
            Encontrei sempre uma alternativa mais barata, sempre.

          • a Friend® says:

            O meu Macbook Pro 13 custava 1390 euros na Fnac, com o preço cortado a dizer:

            Promoção, €1190!

            Fui à media markt.. o mesmo portátil.. estava REALMENTE em promoção e comprei por €890 …

            Promoções da Fnac são todas uma tanga. Eu lá já nem meto os pés… encher o bolso aos franceses.. não obrigado. Mas reparem quanto custa na Fnac francesa:

            http://www.fnac.com/Coffret-Orange-iPhone-4-Noir-16-Go-Kit-MicroSIM-prepaye/a2914005/w-4?Fr=0&To=0&Mu=-13&Nu=2&from=1&Mn=-1&Ra=-5000

            E o de 32GB é só mais 100 euros. Estes franceses andam é a gozar com a nossa cara.

          • Goliver says:

            Por alguma razão a FNAC do Colombo é a loja deles que mais dinheiro gera a nível europeu.

          • a Friend® says:

            @Goliver

            E por alguma razão também Portugal é um dos países com maior numero de créditos mal parados e cartões de crédito usados a torto e a direito, vezes sem conta. A Fnac agradece! 😛

            O português tem essa vertente.. .gosta de ser comido pelo resto da Europa. Mas engraçado é que acha que não… e que são todos uns espertos…

            Repara bem… somos dos países mais pobres da Europa.. e a Fnac que mais factura.. é a do Colombo. Portugal no seu melhor. 😉

    • Pedro says:

      É o preço a pagar pela marca Apple, decerteza que vão esgotar mas não me parece que seja esta versão de 32G talvez a de 8G provavelmente com um preço mais em conta.
      Agora preferia o HTC Desire que neste momento é o melhor smartphone do mercado e tem um preço justo para todas as suas potencialidades.

      Cumprimentos

      • a Friend® says:

        “É o preço a pagar pela marca Apple”

        Não. É um preço para encher os bolsos da Fnac.. isso sim.

        Basta veres exemplos como este:

        “£499 for the 16GB model, and £599 for the 32GB model in the UK”

        E isto que para falar que o poder de compra deles é ENORME e não lhes custa tanto dar esse dinhero.

        http://www.redmondpie.com/unlock-iphone-4-available-now/

        Ps. A fnac em tempos vendia o Google Nexus One a €899 … quem o queria, teve que mandar vir de fora. Nos EUA custava cerca de 500 dolares… com o cambio.. ficava um preço altamente acessivel, em quase metade do que a Fnac pedia.

      • Chavinhas says:

        Tanta ignorância concentrada em tão pouco espaço! Coisa feia a inveja… que eu sabia niguém aqui foi roubado para alguém ir comprar um iphone com o fruto (ou não) do vosso trabalho. Vivam a vossa vida e deixem as dos outros em paz.

        • Tiago Dias says:

          Acho que estás a confundir inveja com revolta. Não vi nenhum sinal de inveja por aqui, vi sim alguma “revolta”, ou é perfeitamente normal o preço anunciado ser o DOBRO dos outros países?

        • PorquinhoBranco says:

          lol…este de certeza que ja foi enganado e ja comprou um!!!

          • Gilberto Pereira says:

            Este chavitnhas de certeza que já foi levado por lorpa e agora está a justificar algo… Esta conversa é conhecida e ele deve ser tomado como exemplo a evitar a toda a força.

            Chavinhas sofre baixinho, isso deve passar 🙂

            Mas ele poderá ser um exemplo…

        • Paulo Pereira says:

          o afriend protesta do preço de algo Apple em vários países da europa e tu falas em inveja? FAIL . A não ser inveja dos franceses ou ingleses!

    • Relvas says:

      O iphone 4 chega dia 27 ás operadoras! (Dia 23 vai ser anunciada oficialmente a data pela Apple)
      só quem for burro vai comprar na Fnac

    • Chavinhas says:

      Pois bigkax eu digo.te uma coisa, ter um IPHONE é sinal de status, querias o que? que custa-se 200€ e qualquer chunga ou pobretanas ter um? Fico contento ser um pessoa que posso pagar o que quiser por esse “telemóvel”, mas se me perguntares se vale a pena eu respondo logo não, porque qualquer nokia de 50€ tem mais funcionalidades que o IPHONE 4, mas quem pertence a essa sociedade mais elevada tem de ter um… O meu já está reservado… e o teu?

      • Tiago Dias says:

        “qualquer nokia de 50€ tem mais funcionalidades que o IPHONE 4”

        Certamente não conheces um iPhone 😉

      • a Friend® says:

        Oh Chavinhas aka Androidiano aka Sun II aka Luminoso aka Xavier aka Guilherme…

        Aí em Aveiro os cocumelos mágicos voltaram a bater forte?! Tens que ter cuidado.. como escuteiro já devias saber seleccionar bem os cogumelos pah… 😀

        • bigkax says:

          Aveiro… cocumelos mágicos… voltaram a bater forte…
          Já se comia uma pizza… Será que em Amesterdão há uma pizza chamada mu-shroom???

        • Chavinhas says:

          OMG fui apanhado por trolanço.

          só te falta mesmo dizer de onde é o copy paste deste comentario lol

          Time to change nickname and email once again

          • Chavinhas says:

            ah, mas a Friend, tens ai uns nomes certos, outros errados e a localizacao está hum… fria.

            ah e faltam outros quantos de nicks 😉

          • a Friend® says:

            Achas que me ia dar ao trabalho de por a lista? 😉

            Quem diz cogumelos de Aveiro diz da Gafanha da Encarnação… não queria era dar a indicação certa dos cogumelos mágicos… já que se o pessoal sabe a localização exacta ainda os come também depois é uma chatisse… 😉

            “You can run, but you cant hide”

          • Chavinhas says:

            Gafanha da Encarnação é também errado.

            Update your Geopip database

          • a Friend® says:

            Geopip.. lol

            Achas que uso disso?… não precisas ficar aflito. Só me estou a meter ctg. Já falamos tantas vezes…tu proprio contaste-me.

            Mas sério.. cuidado com os cogumelos Gui.. isso volta e meia bate-te forte.

          • Chavinhas says:

            ah? conhecemo-nos?

            Qual a probabilidade infinitamente pequena disso acontecer?

            É preciso termos comecado a frequentar o pplware, é preciso ter calhado em conversa, é preciso ter nessa conversa, sobre o blog que comecamos a frequentar aleatoriamente comentarmos o que comentamos e depois ainda ter-te comentado que costumo vir aqui trollar e que nicks utilizo.

            Eu continuo apostar no Geoip.

          • a Friend® says:

            Então Guilherme.. andas mesmo a leste…

            A ultima vez que falamos até estavas todo triste porque não foste colocado no Curso de Engenharia, por teres nota bastante insuficiente… depois olha, dá-te para isso… vir trollar em blogs.

            Epah…eu sei, é um “Fail” como tu sempre dizes… mas trollar não resolve os teus problemas… andas completamente desalinhado dos ensinamentos que tiveste. O que vale é que não te dá para atear fogos aqui em Aveiro…ao menos isso. Pior que tu, só mesmo esses trolls…

          • Chavinhas says:

            bleh, nao faco ideia quem poderas ser

          • a Friend® says:

            Just a Friend… 😉

          • Chavinhas says:

            oh boa. não vou fingir que nao estou curioso.

            dizes que falamos, mas na vida real ou apenas na internet?

    • viperbruno says:

      Fnac vs concorrência:

      iPhone 4 32GB
      -Fnac: 1299€
      -Komobter (via kuantokusta) 1.030€

      Bem, é lamentável, mas a maior interessada também não se dispõe a resolver o problema… é fazer boicote ao iphone enquanto a Apple não toma uma posição. Temos tantos tão bons e cada vez mais baratos (ex: Samsung Galaxy S por 400€ na TMN)

  1. racpxt says:

    Mais uma vez a Apple populariza algo que já existia mas era ignorado por todos. O mesmo já aconteceu com os leitores de música digitais, smartphones e agora os tablets. Desde que continuem a popularizar sem monopolizar, por mim tudo bem.

    Acho que estamos no inicio de uma revolução onde gadgets como smart phones e tablets substituirão uma grande percentagem dos PC tradicionais, tanto desktops como portáteis, mas não totalmente.

    Das tarefas mais comuns num PC de um utilizador comum só a edição de documentos poderá perder alguma comodidade, mas qual o mal de ter uma docking station com teclado físico em cima da secretária? De resto: navegar na web, instant messaging, e-mail, jogos, gerir fotos, etc… tudo é possível e prático nestes gadgets.

    Pessoalmente daqui a 5 anos só vejo profissionais, hardcore gamers e alguns puritanos a usar PC’s convencionais. A coisa mais semelhante a um PC actual que poderá existir nas casas poderá ser um home server, mas da forma como as coisas evoluem em termos de serviços via Internet/cloud computing, até nisso tenho dúvidas…

    • Vítor M. says:

      Mas acho que a Apple agarrou este segmento de forma diferente. Concordando contigo quando ao aspecto da viragem ao cloud computig, só posso ver uma forte aposta da Apple nesse sentido… o resto são hábitos que se mudam e se criam outros para os fazer esquecer.

      Basicamente estamos a convergir para uma forma mais “dependente” da net e das suas estruturas. O Gmail foi o grande inicio desta onda de cloud, com o sucesso da Google outras empresas começaram a acreditar que era possível dar o salto. A Apple está um passo na frente dos tradicionais “fabricantes”.

      Confesso que estou com curiosidade em ver a resposta das grandes marcas ao iPad… não sei a razão mas está a tardar mais que o normal.

    • Vasco says:

      Posso complementar o teu post no que respeita ao PC, o qual apenas uso para jogar e rippar os DVDs dos miúdos para iPad (claro está). Inclusivé já não toco no PC há bastante tempo (comprei o HighBorne HD para iPad… já acabei o Monkey Island :p).

      Com o tablet uso:

      Mail: clientes HTML5 fantásticos da Google e Y! (+ app nativa iOS)
      Produtividade: GoodReader (goodreader.net) + Connect (para google docs) + Air apps + keynotes + Pages + CloudReaders + Google Mobile App
      IM: IM+
      News: Reeder + FlipBoard (Pplware remember) + Sapo News + Eurosport e mais uma quantidade delas (nativas e web based)
      Browsing: Safari + iLunascape ou Atomic para tabbed e advanced browsing
      Magazines: Dive, Zinio, e Wired
      Reference, Shopping & travel: Heritage, Amazon, eBay, Google earth e Wikihood
      Books: pouco o iBooks.. é mais apps que procuram eBooks online (estilo Stumble Upon). Saca-se o pdf e lê-se on-the-go
      Video & Music: Youtube, CineXplayer (xvid à grande), Tunemark, NPR, SoundHound e Air Video
      Fotos: iBrainstorm, Adobe Ideas, Photoshop Express, Getty Images , Image Editor, Flickr Frame e Picasa Web

      E há muito mais por onde escolher. De referir ainda que o consumo de TV (em casa) tb decresceu, espero por um EPG HTML5 dos operadores de TV e que use a minha ligação à net… claro está sem custos adicionais (sim é pedir muito e era uma killer app).

      • Vítor M. says:

        Tchiii vais ser incinerado! Alguém que, como eu, viu grande valor e transferiu muitas das tarefas para o inútil do iPad 🙂

        Eu gosto de usar, mas o Vasco, ainda é pior que eu 😉

        Sim senhor, confirma-se, o iPad está a ganhar adeptos e não é pela branding é sim pela utilidade!

        • Vasco says:

          Sim está confirmado. Faltou-me mencionar que o Guardian Eyewitness é um must diário. Tenho apps tipo Citrix, VNC, Remote Desktop e GoodReader que me permitem estar ligado à informação quando quero, quando preciso dela, offline e on-the-go. Continuo a achá-lo pesado, mas um preciosidade. Não consegui efectuar o death grip… nao sei porquê! 😛 Conectividade é 90% wifi e 10% 3G via router mifi Vodafone (com Velcro nas costas do menino)!

          Valeram os 480 Eur (32Gb) que gastei nos US. Está mais barato agora.

      • Tiago Dias says:

        Obrigado Vasco, pelo complemento ao post. 😉

        É sem dúvida mais uma prova de que o iPad não é um “pisa-papéis” e de inútil está bem longe. É a prova que a maior parte das críticas iniciais estavam erradas e o iPad veio sem dúvida para ficar e tem uma potencialidade enorme.

        Cumprimentos.

        • a Friend® says:

          Em relacção a esse tema, ontem li a melhor resposta sobre Apple e Steve jobs, quando questionaram do porque ele ter sido despedido da Apple à largos anos atras.

          “Wanna know why he got fired?

          Because of the same people that cry out EVERY time Apple releases a new device because they don’t get what Apple – and Steve Jobs – are trying to accomplish: perfect usability.
          Perfect man-machine interfaces.

          Uninspired people without imagination, with no understanding of design what so ever, those people got him fired and almost destroyed Apple.
          These people run companys like Dell, HP, IBM, Nokia, BlackBerry

          … Their customers only look at feature lists.”

          Quem acompanha a Apple à muito tempo e percebe o conceito da marca…facilmente se identifica com este comentário. 😉

        • Vasco says:

          Muito útil. (Só) mais dois cenários de utilização:

          Reuniões no trabalho: regra geral acabamos com todos a andar para a frente e para trás com as mãos no bicho e a escrever notas 🙂 Acaba-se a reunião e envio update via cloud collaboration. É uma chatice.

          Casa: Esposa ocupa ferozmente a TV… eu queria ver o meu filme! Ai é então toma lá: Air Video Server on e delicio-me confortavelmente na poltrona do quarto a ver o Wrestler.

          Abraços 😉

      • aver says:

        Tss…, Tsss, nada de jailbreak, nem de Cydia ?

        Só para instalar o Circuitous, para ter multitasking, já vale a pena o jailbreaK.

  2. a Friend® says:

    O iPad está a ter um impacto muito significativo no mercado, não só se nota nas vendas como na transição de muitos sites para se adaptarem ao molde perfeito do iPad… e para as empresas terem essa atitude, é porque vêem que é um mercado GRANDE e com ENORME potencial.

    Exemplos disso são as mudanças recentes do Yahoo e mais recente GMail, com formatos em HTML5 que se integram na perfeição com o iPad. Entre muitos outros exemplos mais atrás… mas quanto gigantes destes tomam essa posição.. é porque não é à toa…

    http://macmagazine.com.br/2010/08/19/em-resposta-ao-yahoo-google-ja-lanca-nova-versao-do-gmail-para-ipad/

    • Tiago Dias says:

      Há também várias notícias de streamings que irão ser feitos para o iPad. Se não estou em erro a Verizon vai mesmo lançar um serviço de TV…

      São as potencialidades deste produto a serem exploradas. Está a faltar é alguma concorrência…mas não deve tardar…

      • a Friend® says:

        Este produto ainda está no inicio.. esta guerra vai ser GRANDE.

        Tal como foi com o iPhone e alegados “Killers”, com o iPad vai ser igual.

        Não tardará (quando estiverem prontos) a concorrencia vai começar fazer chover alternativas.. e a Apple vai aguardar para puxar da manga o iPad 2 e vai ser o mesmo “loop” da geração iPhone.

        Mas a parte boa é que todos os dias cresce a lista de sites HTML5 com streaming e todas as opções que promovem esta tecnologia. Foi um passo que previ à tempos em relacção ao iPad e finalmente se está a concretizar.

  3. kekes says:

    Considero que o iPad tenha tido um papel em tal diminuição mas tambem considero outra coisa… O mercado estar a ficar saturado. Na minha opinião quem tem um Netbook não compra outro até “arrebentar”, e nem toda gente entre a escolha de um laptop novo e um netbook compra um netbook. O iPad já entra só na mente de quem já tem outro PC portanto ou que o compra ou compra. Nem toda gente pode ter o privilegio de ter um netbook e um laptop, alem que os preços agora praticados com alguns laptops andam a pé com alguns netbooks e nos laptops a venda de PC’s tem aumentado.

    • racpxt says:

      Em relação aos custos dos netbooks, concordo, muitos só valem pela portabilidade e autonomia. Na relação qualidade/preço são esmagados por qualquer notebook de preço semelhante.
      Depois há uma diferença abismal entre um netbook de “gama baixa” e um netbook que é apenas ligeiramente melhor, tornando os segundos quase num mau investimento.

    • Tiago Dias says:

      Sim, está certo. Mas é exactamente nisso que o iPad ganha, e muito. Quem compra um netbook, ou já tem um laptop/desktop, ou não vai trabalhar a sério nele. O netbook servirá apenas para navegar na net, redes sociais, pequenos textos, msn, fotos, filmes. O iPad executa todas estas funções muito bem, e oferecem uma experiência que os netbooks não conseguem nem ficar perto, já para não falar na difernça da comodidade no uso, daí que quem pense em comprar um netbook, dificilmente mantém a escolha quando vê o iPad.

      • kekes says:

        Não há comodidade de uso num iPad no meio universitário que é onde tem um nicho enorme destes aparelhos… Sem teclado fisico! A maior parte fala para uso domestico e “pessoal”, é que em uso productivo se o netbook é menos, o iPad é muito menos.

        • Tiago Dias says:

          Concordo que em meio universitário a coisa muda um pouco de figura, mas também pode dar muito jeito!

          Há muitas vezes em que preciso mesmo do portátil na universidade, mas há outras tantas que o iPad era o ideal para levar, sem ter que andar com o portátil de arrastão. Aquelas vezes em que apenas preciso de uns PDF’s, ou escrever pequenos textos, estar contactável por email/msn, fazer uma pequena pausa ao estudo, etc, o iPad é ideal! Mas não como completo substituto do computador, isso nem pensar 😉

          • kekes says:

            O messenger só me faz falta em casa 😀 os PDF’s… Estou seriamente a pensar adquirir um Kindle dos novos… É a preto e branco mas… Até as copias que tiro são muitas vezes a preto e branco 😀 e a Amazon vai lançar Aplicativos para o Kindle o que será uma maravilha ao aumentar as capacidades do dito aparelho.

          • a Friend® says:

            @Kekes

            Já tive um PC com monitor a preto e branco. Não tenho mesmo saudades…! O que vale é que era bem pequenino.. mas o trauma fica sempre… 😛

          • kekes says:

            Computador neps, que eu sou mais recente 😀 mas já vi muito cinema a preto e branco 😀
            Bem mas aqui a 2 anos ja teremos e-ink a cores até lá contentamo-nos com a preto, branco e cinzentos 😛

            A e-ink na minha opinião é uma coisa fantastica… Já devia estar era mais avançada.

    • Hugo Cura says:

      Acho o teu comentário válido, mas só para o nosso país (ou uma economia idêntica). Lá fora, isso é bem diferente.

      • kekes says:

        Sabendo que estamos bem lá no meio em termos econômicos tanto dá para cima como para baixo, acho isto mais abrangente que o estudo que foi referido no post sobre a economia mais consumista e poderosa do mundo, creio que podemos englobar 80% da população mundial que funciona assim ou nem sequer dinheiro para um low-low-low-cost netbook têm por exemplo necessitando do pragrama OLPC

    • a Friend® says:

      É assim, a minha opinião é que o netbook foi feito para ser “low cost” e “pequeno” para transporte.

      Mas muita gente aprovetou isso para ter o seu primeiro portátil.. e o facto é o que eles são… pequenos portáteis. Mas não os acho nada practicos no dia-a-dia (tenho um). São pequenos demais e só facilita o transporte, porque de resto deixa muito a desejar, prefiro maior parte das vezes andar com o Macbook Pro 13 atrás…

      O iPad, está a ter uma atenção especial não é só pela marca, mas também pelo sentido practico que ele dá.. é fácil de usar (como uma revista) é de uso instantaneo, sem boots…tem uma grande autonomia… e para aquilo que se espera de um netbook, ele acaba por ser o verdadeiro sentido da palavra (NET + Book). E é isso que as pessoas vêem. É esse o potencial deste segmento.

      A única vantagem FORTE que os netbooks tiveram e foi aliciante, foi apenas o preço acessível. Mas é, na minha opinião, um segmento muito desalinhado e foi um negocio da china… e de portugal também.. com o magalhães…

      • kekes says:

        Foi o negocio da China, houve no inicio muita falta de qualidade, concordo.
        Eu tinha um laptop de 4 kg mais carregador e tal… Imagina era muito dificel de transportar a bateria tinha imensa capacidade mas não dava para muito tempo, agora que era uma maquina era. Um Desktop replacement que era o que eu buscava na altura, o Netbook andava todos dias comigo. Agora tenho um Laptop com metade do peso e com boa autonomia, então já ando com ele mais dia a dia. O meu netbook agora ja fica mais em casa claro…

        Um iPad não compraria não por o qualificar como mau mas porque não vai de encontro as minhas necessidades, perciso de teclado fisico, tenho que passar aulas em “tempo real” e perciso de um teclado, o Netbook naqueles dias que preciso de 5/6 horas de bateria é uma maravilha, mas é uma maquina de apoio não de substituição.
        O iPad não é a solução para a maior parte dos utilizadores de netbooks, longe disso, a maior parte são estudantes universitarios que percisam de teclado e funcões PC Like, mas sabendo que quem precisa já tem e os que não têm vão comprando, é normal as vendas irem reduzindo, não devido ao iPad mas sim ao ecosistema e necessidades deste.
        Alias não é só a Asus que vende netbooks, a Acer, vende muitoooos, não há agora é espaço para sair um novo todos meses.
        Acho que este senhor da reportagem apenas não disse que “o mercado está saturado mais do mesmo” porque estava a apontar as armas contra si mesmo… Alias a mior parte de quem tem um netbook não quer saber se o CPU é um N270 ja com 2 anos ou um “Chupa-Chupa de bateria” um N4xx

  4. Sarev0k says:

    A melhor parte é que eles têm as especificações mal xD

    Que eu saiba, o cpu no iphone 4 não está a 1 GHz (posso estar enganado)

    • a Friend® says:

      Há muita contorversia sobre esse assunto, mas segundo a iFixIT, ele está a 1Ghz, tal e qual como o iPad, que partilha o mesmo CPU.

      E tendo até mais resolução que o iPad… faz sentido ter pelo menos o mesmo clock, já que até a RAM tem o dobro do iPad e tem que lidar com mais processamentos. 😉

    • Relvas says:

      Posso confirmar que o processador Apple A4 usado no iPhone é de de 1Ghz (ARM Cortex A8 core)

    • Face says:

      O processador é em princípio o mesmo mas é bem possível que a velocidade seja variável para poupar recursos/energia! Quase todos os testes efectuados mostram que o iPad é mais rápido (de forma significativa) que o iPhone4!
      É bem possível que os modelos seguintes aumentem a diferença na performance entre os dois aparelhos e talvez usem processadores diferentes… afinal o iPad tem muito mais margem de manobra para melhorar na gestão do consumo de energia (o ecrã representa um percentagem maior…) e podem facilmente ajustar o tamanho da bateria e o peso.

  5. applethebest says:

    Por experiencia propria o iPad está a conquistar a terceira idade. Para essas pessoas o iPad é muito mais fácil trabalhar do que um computador.

    • a Friend® says:

      Sem dúvida. Uma das coisas muito apreciadas é o facto de ele ter tudo tão bem desenhado e intuitivo que até pequenos e graudos mexem naquilo quase à primeira, sem grandes complicações.

      O iPad tornou-se como quase um “eletrodomestico” onde, por exemplo, para se mexer num DVD não é preciso um curso. É só inserir o DVD e carregar no Play. 😉

      Essa facilidade e para aquilo que uma vasta maioria usa, o iPad serve na perfeição. Casos especificos, como o Kekes referiu acima, de estudantes, dada a ausencia de teclado físico é complicado.

      Eu se tivesse um iPad usaria 90% do tempo. Os restantes seriam no MacbookPro. Mas ia-lhe dar muito descanso mesmo e o prazer de navegação do iPad para as coisas do dia-a-dia é fantástica. Nunca mais chega o dia que me caí um na rifa! 😀 eheh…

      E o interessante é o comentário do “Vasco” mais acima, que é um facto mesmo. Só o que se poupa em energia para as coisas banais, isso no final do mês ou final do ano deve dar para pagar e bem o iPad!

      Quantas e quanta pessoas não têm o Desktop ligado só para ver videos no Youtube, ver uns e-mails.. ir ao Facebook e pouco mais… conheço aos pontapés…

      • Tiago Dias says:

        E a mim, nunca mais cai um do céu! Ou de uma árvore 😛

        Essa questão da energia poupada é interessante, nunca tinha pensado nisso… É realmente verdade que muita gente tem desktops ligados, ou portáteis em High Performance apenas para fazer coisas banais que o iPad faz na boa. Ao fim de um certo tempo é bem provável que traga benefícios na conta da electricidade.

        Já para não falar do conforto que o iPad oferece, a simplicidade, enfim todos os aspectos já conhecidos e discutidos…

        • applethebest says:

          Eu por sorte ando com um no “bolso” :p, por questões de trabalho ando com o iPad sempre atrás de mim, e dá mesmo muito jeito, trago sempre um MacBook Pro ou o MacBook Air no carro mas só uso em caso de necessidade. E até mesmo no escritório utilizo muito o iPad, dá uma certa classe numa reunião todos os colaboradores terem o seu iPad 😉

  6. RF says:

    Tenho tensões de comprar um.. mas só a 2ª geração! Este está um pouco incompleto e ainda não saio o iOS 4.0 para ele! A meu ver falta-lhe uma porta USB e camera frontal. Mas não haja dúvida que este pequeno gadget veio modificar muita coisa..

  7. PJviana says:

    Eu acho piada é fazer um Ipad com teclado virtual e depois vender teclados físicos à parte! lol

    http://images.apple.com/euro/ipad/specs/images/keyboard_dock_20100225.jpg

  8. PJviana says:

    Se amanhã a apple apresenta um telemóvel o mais básico possível sem câmara nem mp3 e touch screen a 200€ é certo que vai ser um fenómeno de vendas! É tipo os smart da Mercedes. Se fosse da citroen ou fiat queria ver se existiam tantos por ai!? Pelo menos ao preço que eles custam!

    • a Friend® says:

      Se bem me recordo ao ver a História, o FIAT 500 e o Mini Cooper (antigo) foram os carros que mais inovaram e mais facturaram, dadas as dimensões revolucionárias da altura.

      Muita gente.. alias.. uma grande maioria.. nem sabe que o Smart pertence à Mercedes… à excepção do Reino Unido que eram vendidos inicialmente com o logotipo da Mercedes em ponto grande na parte frontal…

  9. Marisa Pinto says:

    Se afecta ou não as vendas, eu não sei.. mas que gostava de ter um iPad.. ai isso gostava 😀

    Bom artigo, Tiago 🙂

    • Vasco says:

      Se é o teu primeiro artigo, os meus parabéns passaste o teste… não vi foi prache nenhuma. 😉 Continuo a achar que iPad e netbook não são comparáveis. iPad marca o início de outra geração de computação móvel, que encaixa perfeitamente no uso profissional e pessoal (assim o faço e é claro que há excepções como alguns comments acima). Independentemente dos detalhes técnicos da sua implementação é um bem de consumo como nunca vi. O que me dá mais gozo é ver os DEVELOPERS a abrilhantar ainda mais este dispositivo. Há aplicações (web e nativas) que é de se lhe tirar o chapéu.

      Quando era (mais) jovem dava regularmente um saltinho a Badajoz para ver como corria a noite 🙂 … hoje em dia parece que vendem por lá uns iPads.

      Nota: Alguém nos US deve ter visto o meu comment acima … parece que a Verizon vai disponibilizar o serviço de subscrição de TV (FiOS) aos seus clientes que tenham um iPad. Para tal basta ter uma ligação wifi @ home. Isto já resolvia a batalha pela TV lá em minha casa :p

      Cumps.

      • Tiago Dias says:

        Obrigado 😉 Praxe não houve ainda 😛

        Sim, também acho que o iPad e o netbook são coisas distintas. No entanto, o iPad, mesmo sendo diferente, consegue preencher o mesmo espaço do netbook, enquanto o contrário não acontece.

        Penso que caminhamos para a existência de laptops (13” maioritariamente) e tablets. Os netbooks acabarão por perder. Quem quer trabalhar precisa de um portátil “a sério”. Para lazer o iPad (ou outro tablet semelhante) é melhor. Nesse caso, o netbook deixa de fazer sentido.

    • Tiago Dias says:

      Obrigado Marisa 😀

      Quanto ao desejo…já somos 2! 😛

  10. ApacheDraco says:

    Cada vez ouço falar melhor deste pequeno grande Gadget… Cada dia que passa me dá mais vontade de dar um salto a Vigo e comprar um. Mas tenho que fazer um esforço e esperar pela versão 2. Não à palpites/ datas/ previsão da versão 2.

    Cumprimentos,
    ApacheDraco

    • a Friend® says:

      Conta 1 ano após o lançamento deste. Normalmente é sempre assim neste tipo de produtos.

      O proximo não terá ligação USB.. isso é certo. Mas terá concerteza um novo display IPS com mais resolução, que por consequência mais PPI’s….. camera frontal…giroscópio.

      Possívelmente leitor de cartões de memoria (como os Macbooks) para descarregar as fotos directamente das máquinas fotográficas, em vez de ter que usar actualmente um adaptador. E provavelmente novas ligações Dock (talvez seja ainda cedo) mas estou-me a basear num acordo recente que as marcas todas fizeram na Europa, de tornar as ligações Micro-USB padrão, ou talvez mesmo um novo tipo de ligação. Mas só à coisa de meses é que chegaram a acordo e é um acordo Europeu, mas a Apple aceitou. Arriscaria também numa porta MiniDisplay.. mas.. já começo a achar entradas amais e a Apple não é muito apologista disso nos gadgets…mas é como disse.. pode ser que um novo padrão surja.. que consiga ser um “Tudo em um” como o actual usado pela Apple.

    • Tiago Dias says:

      Podes encontrar mais informações sobre os próximos produtos aqui, incluindo novos iPads que há rumores que sejam lançados no início do próximo ano.

  11. loik says:

    Iphone 16g por 400€ desbloqueado e de 32g 450€ na fnac.

    Fnac de vez em quando faz boas promoções 😛

    o iphone 4 espero que baixe muito.

    Quando ao ipad, como informático prefiro um netbook, como utilizador deve ser bastante porreiro ter um ipad 😀 pena é ser caro :S

  12. lmx says:

    boas..
    eu acho que voces estão todos a ficar marados por causa dos telemóveis deve ser da radiação, comprem um e pronto, se for caro comprem outro e deixem la o iphonetão de lado, e as capas e as antenagates e os steve jobs e bill gates e sei la , epá comprem um e pronto, a fnac vende caro deixem vender, pura e simplesmente revoltem-se e não comprem la pronto.
    olhem eu por menos de 200 euros fiquei satisfeito e não precisei de “fazer a vingança…” 🙂
    nokia e71

    cmps

  13. Relvas says:

    Como eu já tinha dito acima e ontem e alguns dias antes…
    O IPHONE 4 SAI DIA 27 JULHO

    acabou de ser confirmado á momentos pela APPLE e OPTIMUS
    Vodafone inda nao se pronunciou…

    iphone 4 32 Gb vai custar uns miseros 769€

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.